Cá estou de volta, imenso charuto aceso, para comentar com você um vídeo de nove minutos que está no YouTube, pregação do bispo/apóstolo Josivaldo Batista, num templo imenso da Igreja Mundial.

Com o refrão “amém, gente!”, o piedoso homem de Deus vem de inventar o dízimo antecipado nos seguintes termos: se você quer ganhar em 2013 cinco mil reais por mês, deve antecipar o dízimo de quinhentos reais num envelope distribuído pelos obreiros e pastores-adjuntos. Se deseja faturar dez milhas mensais, deve antecipar mil reais.
O vídeo é de uma seriedade tal, que dispensa comentários. Como pode a Constituição permitir que assaltantes continuem livres de impostos? A lei que vale para o ladrão de galinhas não se aplica ao ladrão de milhões? Ninguém faz nada, ninguém diz nada, como se fosse a coisa mais natural do mundo assistir à exploração de um bando de tolos por um esperto.

pastor_diabo (1)

Devagarinho, suas bancadas se tornam expressivas nas câmaras, nas assembleias, no Senado, na Câmara Federal. Logo, logo serão maioria. É certo que se digladiam pelo mesmo butim, há dissidentes, assim como os assaltantes de bancos podem se desentender sobre a repartição dos lucros do trabalho.

Em favor dos ladrões de bancos, automóveis, joias e relógios de grife, seja dito que correm riscos. Os outros se contentam com o dizimar da esperança e da boa-fé dos idiotas, circulando por aí, lampeiros como eles só, isentos de impostos. E já controlam totalmente duas redes de televisão e centenas de emissoras de rádio, além dos horários que compram nas outras redes, “irregularidade” para a qual os governos fazem vistas grossas.

O verbo bispar, que entrou em nosso idioma no ano de 1527, tem como regionalismo em Pernambuco e noutros estados do Piscinão de Ramos o significado: tomar para si o que é de outrem; furtar, afanar. Salvo melhor juízo, Josivaldo e outros bispos excelem no mister.

FONTES: Estado de Minas, coluna Tiro & Queda (Eduardo Almeida Reis) e Youtube.