Antequam noveris, a laudando et vituperando abstine. Tutum silentium praemium.

Arquivo do mês: agosto 2013

INVESTIGAÇÃO

Software ajuda a identificar fotos forjadas ou falsas 
MOON MADNESS

Estudiosos concluíram que foto da aterrissagem na lua é verdadeira

Los Angeles, EUA. Com o uso de algoritmos programados para descobrir sombras suspeitas, cientistas da computação de Dartmouth e da Universidade da Califórnia, em Berkeley, nos Estados Unidos, afirmam ter desenvolvido um software que consegue detectar com segurança fotos falsas ou modificadas.

A técnica pode ser útil no campo emergente da fotografia forense, afirmou Hany Farid, professor de ciência da computação de Dartmouth e desenvolvedor de softwares. Na era do Photoshop, a detecção de fotos manipuladas é cada vez mais uma prioridade para advogados, jornalistas e pessoas envolvidas na execução de leis e na segurança nacional.

Para determinar a autenticidade de uma imagem, o software usa fórmulas geométricas para detectar e analisar sombras que são invisíveis a olho nu. Em seguida, ele alinha as sombras com o uso de uma fonte potencial de luz. Caso não consiga alinhar as sombras, o software considera a imagem fisicamente improvável.

Olho. A análise de sombras é uma técnica comum da fotografia forense, relata o estudo, publicado na edição de setembro do periódico “ACM Transactions on Graphics”. Entretanto, o olho é simplesmente incapaz de competir com a sofisticação dos softwares de manipulação de imagem atuais.

“Estudos perceptuais demonstram que o cérebro não tem sensibilidade para detectar inconsistências macroscópicas das sombras”, afirmou Farid. “Isso significa que o analista talvez não seja muito bom em determinar se as sombras são ou não reais. Entretanto, importante sobre essa informação é que o falsificador talvez não perceba que colocou uma sombra incorreta na imagem”, completou o especialista.

Para demonstrar o potencial do software, os pesquisadores norte-americanos analisaram uma foto da aterrissagem na lua de 1969. Eles determinaram que a imagem não é falsa.

FONTE: O Tempo.


CO 152/2013 – Paralisação do Sistema Produtor Rio das Velhas – DIA 1º/09

A Copasa programou para o próximo domingo, 1º de setembro, a paralisação do Sistema Rio das Velhas, localizado em Nova Lima – o maior complexo produtor de água tratada da empresa. A medida tem por objetivo a execução dos serviços complementares da obra de ampliação da unidade. A previsão é que o abastecimento seja normalizado, de forma gradativa, no decorrer da noite de domingo e na madrugada da segunda-feira, 2/9.

O Sistema Rio das Velhas é responsável pelo atendimento com água tratada para cerca de 60% de Belo Horizonte e 40% da Região Metropolitana. A paralisação do sistema no próximo domingo atingirá bairros de Belo Horizonte, Nova Lima, Raposos, Sabará e Santa Luzia, englobando uma população de 2,2 milhões de pessoas.

Modernização e ampliação do Sistema Rio das Velhas
Devido à importância estratégica, a Copasa está realizando um grande investimento para garantir a segurança operacional do Sistema Rio das Velhas e para ampliar sua capacidade produtiva, que hoje alcança em média 520 milhões de litros de água tratada por dia. Nessa etapa do empreendimento, estão sendo investidos cerca de R$ 72 milhões. Dentre as mudanças previstas estão ainda a automação do sistema e consequente aumento da eficiência.

Os investimentos são necessários para que a capacidade de abastecimento acompanhe o crescimento acelerado da Região Metropolitana, garantindo a qualidade dos serviços prestados.

Para melhor aproveitar a paralisação do abastecimento, os trabalhos de manutenção no domingo alcançarão outros setores operacionais da Copasa, que também executarão variados serviços preventivos e corretivos em outras redes produtoras e distribuidoras de água tratada.

Regiões onde haverá suspensão do fornecimento de água

BELO HORIZONTE: Aarão Reis, Aeroporto, Alípio de Melo, Alto Barroca, Alto Colégio Batista, Alto dos Pinheiros, Alto Vera Cruz, Álvaro Camargo, Alvorada, Anchieta, Aparecida, Aparecida 7ª Seção, Baleia, Bandeirantes, Barro Preto, Barroca, Belmonte, Betânia, Boa Vista, Bom Jesus, Bonfim, Borges, Cabana, Cachoerinha, Caetano Furquim, Cafezal, Caiçara, Calafate, Califórnia, Campus da PUC, Campus da UFMG, Caparaó, Capitão Eduardo, Carlos Prates, Carmo, Casa Branca, Castanheira, Celeste Império, Celso Machado, Centro, Chácaras Montevidéu, Cidade Jardim, Cidade Nova, Cidade Universitária, Cinquentenário, Colégio Batista, Concórdia, Conjunto Califórnia, Conjunto Felicidade, Conjunto Itacolomi, Conjunto Novo Aarão Reis, Conjunto Ribeiro de Abreu, Conjunto Santa Maria, Conjunto Santos Dumont, Coração de Jesus, Coração Eucarístico, Cruzeiro, Da Graça, Dom Bôsco, Dom Cabral, Dom Joaquim, Dom Silvério, Dona Clara, Ermelinda, Esplanada, Estoril, ETE/Arrudas, Eymard, Fazendinha (Aglomerado da Serra), Fernão Dias, Flamengo, Floresta, Frei Eustáquio, Funcionários, Gameleira, Glória, Goiânia, Gorduras, Gorduras de Cima, Grajaú, Granja Werneck, Guarani, Gutierrez, Havaí, Heliópolis, Horto, Humaitá, Inconfidência, Indaiá, Industrial Rodrigues da Cunha, Instituto Agronômico, Ipanema, Ipiranga, Jaraguá, Jardim América, Jardim das Rosas, Jardim Pirineus, Jardim Taquaril, Jardim Vitória, João Pinheiro, Jonas Veiga, Lagoinha, Liberdade, Lourdes, Luxemburgo, Maria Goretti, Maria Virgínia, Mariano de Abreu, Minas Brasil, Minaslândia, Modelo, Monsenhor Messias, Monte Azul, Morro das Pedras, Nazaré, Nossa Senhora da Saúde, Nossa Senhora de Fátima, Nova Cachoeirinha, Nova Cintra, Nova Esperança, Nova Floresta, Nova Gameleira, Nova Granada, Nova Suíça, Nova Vista, Novo Aarão Reis, Novo Alvorada, Novo São Lucas, Ouro Preto, Padre Eustáquio, Palmares, Pampulha/São José, Paraíso, Parque Riachuelo, Patrocínio, Paulo VI, Pedreira Prado Lopes, Pedro II, Pindorama, Pirajá, Pompéia, Pousada Santo Antônio, Prado Lopes, Prado, Primavera, Primeiro de Maio, Primeiro de Novembro, Progresso, Providência, Recreio, Renascença, Ribeiro de Abreu, Rodrigues Cunha, Sagrada Família, Salgado Filho, Santa  Efigênia, Santa Amélia, Santa Cruz, Santa Inês, Santa Rosa, Santa Tereza, Santa Terezinha, Santo Agostinho, Santo André, Santo Antônio, São Bento, São Bernardo, São Cristóvão, São Francisco, São Gabriel, São Geraldo, São Gonçalo, São João Batista, São José, São Lucas, São Luiz, São Marcos, São Paulo, São Pedro, São Salvador, Saudade, Savassi, Senhora dos Passos, Serra, Silveira, Sion; Sumaré, Suzana, Tabelião Ferraz, Taquaril, Tupi, União, Universitário, Vera Cruz, Vila Brasília, Vila Canadá, Vila Indaia, Vila Ipê, Vila Luiz de Abreu, Vila Maria Aparecida, Vila Maria Virgínia, Vila Mauá, Vila Maura, Vila Nossa Senhora da Penha, Vila Oeste, Vila Paris, Vila Santa Maria, Vila Santo Agostinho, Vila Silveira, Vista Alegre e Vista do Sol.

NOVA LIMA: Sede do município, exceto a região das Seis Pistas, Jardim Canadá e Macacos.

RAPOSOS – Todo o município.

SABARÁ:
  Sede do município, exceto Distrito de Ravena.

SANTA LUZIA: Todo o município, exceto a região do São Benedito.

FONTE: Copasa.


Álcool etílico é encontrado em lote de leite de grande companhia de alimentos

Cerca de 33,5 mil litros foram contaminados. A empresa informou, no entanto, que o produto adulterado não chegou ao consumidor.

Depois de denúncias, interdições e notícias de contaminação de leites com formol e outras impurezas (VEJA AQUI!) agora a suspeita é de contaminação com álcool, e, novamente, no Sul.

A Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor em Porto Alegre (RS) afirmou nesta sexta-feira, que recebeu do Ministério da Agricultura documentação que mostra a detecção de álcool etílico em carga de leite cru refrigerado processado pela BRF S.A. De acordo com a Promotoria, o produto contaminado foi recebido no dia 5 pela unidade da empresa localizada em Teutônia. A carga, de aproximadamente 33,5 mil litros, foi industrializada e os produtos, postos no mercado para consumo.
brf

A Promotoria afirmou que a BRF S.A. comunicará, formalmente, ao Ministério da Agricultura em quais produtos usou o leite em que houve detecção de álcool. “Contudo, o órgão fiscalizador já determinou o recolhimento cautelar dos lotes industrializados a partir do referido produto, com ampla divulgação na imprensa sobre as medidas que estão sendo adotadas”, diz a Promotoria.

Os promotores também pediram informações à empresa a fim de avaliar se houve ou não descumprimento do termo de ajustamento de conduta (TAC) celebrado, recentemente, com a BRF, “podendo, em caso positivo, haver a incidência das multas previstas no TAC”. O promotor Alcindo Luz Bastos da Silva Filho ressalta que, independentemente da fiscalização feita pelo Ministério da Agricultura, “é de responsabilidade das indústrias de laticínios analisar, previamente, o leite cru e, constatando a sua inconformidade, rejeitá-lo, impedindo que chegue ao mercado de consumo”.

brf cotochés

Em Brasília, o ministério ainda aguarda as informações da fiscalização feita no Rio Grande do Sul. Os fiscais federais estão em greve geral desde esta quinta-feira, 29, e neste sábado, 31, retomam a operação-padrão iniciada no dia 16, com atendimento apenas aos casos de emergência. Eles protestam contra a indicação de profissionais de fora do quadro dos servidores para comandar a Secretaria de Defesa Agropecuária.

brf batavo

Nota da empresa

Segundo a BRF, tão logo foi informada pela fiscalização federal sobre a “possibilidade de desvio na matéria-prima, a unidade destinou o produto para desidratação (leite em pó), segregando a produção para que não fosse distribuída ao mercado de consumo”.

A empresa garante que “nenhum consumidor teve acesso a qualquer produto com padrão de qualidade alterado, considerando-se a possibilidade de não conformidade na matéria-prima”. Segundo a empresa, o fornecedor da matéria-prima em suposta não conformidade foi imediatamente afastado do quadro de transportadores.

BRF

A associação entre as marcas Perdigão e Sadia deu origem à BRF no ano passado. Hoje, a empresa responde pela produção dos lácteos da Batavo e Cotochés.

FONTE: Estado de Minas.

TIM está com inscrições para programa de estágio em Belo Horizonte

As inscrições podem ser feitas até o dia 8 de setembro

estágio

A TIM está com inscrições abertas para o Programa de Estágio Sem Fronteiras. As vagas são para Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo, Campinas, Santo André, Curitiba, Porto Alegre, Brasília, Belém e Recife. Para participar da seleção, os candidatos devem ter previsão de formatura entre dezembro de 2014 e dezembro de 2015.

As oportunidades são para as áreas de Administração, Análise de Sistemas, Ciências Contábeis, Ciência da Computação, Ciências Econômicas, Comunicação Social – Publicidade e Propaganda, Comunicação Social – Jornalismo e Relações Públicas, Direito, Engenharia Civil, Engenharia da Computação, Engenharia de Produção, Engenharia de Telecomunicações, Engenharia Elétrica, Engenharia Eletrônica, Estatística, Informática, Marketing, Matemática, Pedagogia, Psicologia, Relações Internacionais e Sistemas de Informação.

Os candidatos devem estar, no máximo, a três anos da formatura nos cursos de Engenharia, TI e Estatística, e no máximo, a dois anos da formatura nos demais cursos. É exigido ainda conhecimentos intermediários de inglês e informática e bom rendimento acadêmico.

São oferecidos vale-refeição, vale-transporte, bolsa auxílio, assistência médica e odontológica, smartphone funcional e seguro de vida. O processo seletivo compreende a triagem de currículos, dinâmica de grupo e entrevista com o gestor. As inscrições podem ser feitas até o dia 8 de setembro pelo site www.tim.com.br.

FONTE: Estado de Minas.

Vaga de Estagiário De Direito em Belo Horizonte - MGDados da

vaga Estagiário De Direito em Belo Horizonte – MG

Rima

Sobre Rima

Líder na produção e comercialização de ligas à base de silício no Brasil. É o único produtor de magnésio primário do hemisfério sul. Os produtos são fabricados a partir de reservas próprias de dolomita e quartzo de alta pureza. Além de florestas que produzem o melhor biocombustível sólido do mundo.
Empresa do setor Indústria, localizada em Belo Horizonte – MG de porte Grande (acima de 500 funcionários),

Sobre a vaga

Salário

  1. R$ 1.077,00 (Bruto mensal)

Descrição

  1. Área e especialização profissional: Jurídica – Cível
  2. Nível hierárquico: Estagiário
  3. Local de trabalho: Belo Horizonte, MG
  4. Regime de contratação de tipo Estágio
  5. Jornada Parcial tardes
  6. O grupo Rima, líder na produção e comercialização de ligas à base de silício contrata Estagiário de Direito para atuar no setor jurídico da empresa.
  7. Pré-requisitos: Superior em curso em Direito do 6º ao 8º período.
  8. Bolsa: Compatível com o mercado, com os benefícios de vale-transporte, alimentação na empresa e seguro de vida.
  9. Horário: 12:00 às 18:00h.

Exigências

  1. Escolaridade Mínima: Ensino Superior
  2. Formação desejada: Direito, Ensino Superior (Requerido)

Benefícios adicionais

  1. Refeição no local, Seguro de Vida, Vale-transporte

CANDIDATAR-SE!


DONADON SE DEFENDE NA CÂMARA

  • Donadon diz que sofre na prisão e reclama de algemas
  • Vozes das ruas crucificaram Jesus, afirma deputado Donadon

Em votação secreta na noite desta quarta-feira (28), 233 deputados votaram a favor da cassação, 131 contra e 41 se abstiveram. Para cassá-lo, eram necessários 257 votos, o que representa a metade do total de deputados mais um voto.

Donadon está preso há dois meses no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília, após ter sido condenado pelo STF (Supremo Tribunal Federal) a 13 anos e quatro meses prisão por peculato e formação de quadrilha.

Agradecido

A situação é inédita: pela primeira vez um deputado federal condenado, que cumpre pena em regime fechado, tem seu mandato mantido. Alves afirmou na noite desta quarta-feira (28), após a decisão da Câmara, que a decisão pelo afastamento foi sua.

“Foi uma decisão de maneira consciente, que tive que tomar. Assumo, portanto, toda a responsabilidade. Declaro a vacância do cargo, já que o parlamentar está preso e não poderá exercer seu mandato”, afirmou o presidente da Casa.

Alves disse que já convocou o suplente de Donadon, que será Amir Lando (PMDB-RO). “Já conversei com o deputado Amir Lando e amanhã [quinta-feira] ele estará aqui para exercer seu mandato. A Câmara não pode ficar com um parlamentar a menos.”

Para o presidente da Câmara, Donadon não poderá exercer o mandato mesmo que consiga a progressão de regime para o semiaberto, no qual o preso tem direito a trabalhar, passar o dia fora e retornar à penitenciária apenas à noite.

A decisão monocrática da Alves abre brecha para questionamentos tanto de outros deputados, quanto do próprio Donadon, que pode acionar o Supremo para tentar anular a suspensão de seu mandato.

“Se ele vai recorrer ao Judiciário, não sei, e não estou preocupado com isso. Estou preocupado com a decisão de maneira consciente que tomei, na imagem, no cuidado com a preservação dessa casa”, disse Alves.

O secretário-geral da Mesa Diretora da Câmara, Mozart Vianna de Paiva, afirmou que a decisão unilateral de Eduardo Alves foi tomada pela ausência de regras para casos como este tanto no regimento interno da Casa, quanto na Constituição ou na lei.

Paiva disse que uma saída para caso esta situação ocorresse estava sendo estudada há 15 dias. De acordo com ele, vários juristas foram consultados pela presidência da Câmara.

STF mudou interpretação

No julgamento do mensalão, no segundo semestre de 2012, o STF decidiu que parlamentares condenados perderiam o mandato assim que o processo transitar em julgado.

Em agosto deste ano, com dois novos ministros – Teori Zavascki e Luís Roberto Barroso, a Corte mudou a interpretação da Constituição no julgamento na análise de ação penal contra o senador Ivo Cassol (PP-RO), condenado a quatro anos e oito meses de prisão.

Por esta razão, a cassação do mandato de Donadon teve de ser apreciada na Câmara.

FONTE: UOL.


Ministro acha ‘justo’ que Cuba fique com parte do salário de médicos

O ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral) disse, nesta quarta-feira (28), que considera “justo” que o povo cubano fique com parte da verba desembolsada pelo Brasil para a vinda de médicos cubanos.

Cuba

“Cuba investiu muito nesses médicos, Cuba fez uma prioridade para a saúde. Nós entendemos que é justo que o povo cubano, que [se] sacrificou pela formação desses médicos, tenha também a possibilidade de auferir dos rendimentos que esses médicos têm hoje no país”, afirmou o ministro.

Carvalho evitou, porém, se aprofundar no assunto. “É uma discussão entre os médicos e seu país, não nos cabe entrar nesses detalhes. Estamos pagando o que pagamos para outros médicos.”

No programa Mais Médicos, que visa levar profissionais brasileiros e estrangeiros para cidades carentes de médicos, o governo brasileiro paga uma bolsa de R$ 10 mil para profissionais que fizeram a inscrição individual –brasileiros e médicos de diversas nacionalidades.

Já no caso dos cubanos –que participam do programa via um acordo entre os países–, o mesmo valor mensal de R$ 10 mil por médico será pago à Cuba, que fará a distribuição da verba a seu critério. Não está claro quanto, exatamente, os médicos receberão. Em acordos com outras nações, Cuba tem praticado salários que vão de 25% a 40% do pago pelo país contratante.

RACISMO

Gilberto Carvalho afirmou que os cubanos deveriam “ser recebidos de braços abertos” pelos brasileiros e, não, enfrentar vaias e ofensas, como ocorreu nesta segunda (26), no Ceará.

O ministro foi taxativo ao dizer que os médicos estrangeiros deveriam ser bem recebidos, “sobretudo sabendo que essas pessoas estão vindo aqui para nos ajudar (…) aqueles que estão vaiando e pressionando se negaram a fazer esse trabalho que esses [cubanos] vão fazer nos recônditos do país”.

Para Carvalho, que participou nesta quarta de um debate sobre o Mais Médicos com movimentos sociais, parte das manifestações demonstra racismo. Também ficou claro, continua o ministro, um componente ideológico.

“Em princípio, me parece que há uma falta de informação sobre a importância de médicos estrangeiros cobrirem as áreas onde os brasileiros não conseguem chegar. A segunda [motivação para a reação negativa é o conhecimento sobre] a real condição em que os médicos cubanos e de outros países optaram para vir para o Brasil. E tem, infelizmente, é notável isso, uma carga de preconceito, de racismo, que nos assusta profundamente. São deploráveis algumas cenas que vimos ontem.”

‘ESCRAVOS’

Na última segunda-feira, médicos cubanos foram vaiados, hostilizados e chamados de “escravos” por médicos brasileiros que fizeram um protesto –organizado pelo Simec (Sindicato dos Médicos do Ceará)– na saída do primeiro dia do curso para o programa Mais Médicos, em Fortaleza.

Houve um princípio de confusão. Os cubanos se mostravam assustados e ficaram parados próximo à porta, sem poder sair do local.

Após o episódio, o Ministério da Saúde e entidades de saúde do Ceará fizeram um desagravo aos médicos estrangeiros e classificaram de “intolerância, racismo e xenofobia” o protesto feito na noite de ontem pelo Simec contra o programa.

Já o presidente do Simec, José Maria Pontes, afirmou que as vaias foram direcionadas aos gestores do curso e que o grito de “escravos” dirigidos aos cubanos “não foi no sentido pejorativo”.

FONTE: Folha de São Paulo.


%d blogueiros gostam disto: