PM fecha quartel-general do tráfico em Venda Nova

 

PM

Casa de dois andares na Rua Lourival Soares de Gouvea, no Bairro Céu Azul, Região de Venda Nova, em Belo Horizonte, funcionava como uma espécie de quartel-general do tráfico de drogas. Averiguando denúncias anônimas na noite de anteontem, da intensa movimentação de criminosos no imóvel, a Polícia Militar acabou apreendendo um adolescente de 16 anos e prendeu três rapazes suspeitos de envolvimento com venda de drogas.

Na residência, militares do 204ª Companhia do 40º BPM encontraram grande quantidade de entorpecentes e materiais para embrulhar pedras de crack, bucha de maconha e papelotes de cocaína. Após a apreensão do menor J.D.T. e prisão de Gianluigi Fiuza, de 19, e Rodrigo de Oliveira Pinheiro, de 20, o Peppa, apontado de ser o líder da quadrilha, os policiais tiveram trabalho com a população local, que tentou resgatar os suspeitos das viaturas.
Os militares faziam patrulhamento pelo bairro, que fica na divisa com Ribeirão das Neves, na Grande BH, quando receberam informações sobre a atuação de traficantes na casa. As denúncias eram de que olheiros ficavam de prontidão na rua, vigiando a aproximação das viaturas. Um menor fazia o repasse das drogas aos usuários, enquanto o chefe da boca de fumo ficava no segundo andar do imóvel, de olho na movimentação, pronto para fuga.

O cabo Fabrício de Paula contou que os policiais pararam a viatura em uma rua próxima e seguiram a pé. “Surpreendemos o adolescente e o Gianluigi numa esquina. O menor correu em direção à casa, mas foi alcançado”, disse o policial. Após a prisão do Rodrigo, os três foram levados para a viatura. O líder e o menor tentaram escapar, mas foram capturados cerca de 50 metros a frente. Foi nesse momento que a vizinhança tentou resgatá-los. Foi preciso a chegada de reforço policial para conter os populares.

SABARÁ Por volta das 10h de ontem, uma adolescente de 16 anos e Thiago de Jesus Francisco, de 23, foram detidos pela PM em uma residência no Bairro Novo Alvorada, em Sabará, Grande BH, também por suspeita de envolvimento com o tráfico de drogas. O casal também foi alvo de denúncias anônimas. Eles estariam usando a residência onde vivem para comercializar maconha, cocaína e pedras de crack. No imóvel, militares encontraram 29 pinos de cocaína e porções de maconha.

FONTE: Aqui.