Antequam noveris, a laudando et vituperando abstine. Tutum silentium praemium.

Arquivo do mês: fevereiro 2016

Vítimas divulgam lista com ruas mais perigosas de bairro
Manifestação foi feita pelas redes sociais; violência teria crescido nos últimos seis meses

Santo Antônio
Douglas Nascimento teve uma surpresa desagradável ao buscar o carro e ver que os retrovisores, que custam cerca de R$ 650 cada, haviam sido roubados

Cansados de conviver com inúmeros assaltos e roubos à mão armada e de não ter uma resposta satisfatória do poder público, moradores e comerciantes do bairro Santo Antônio, na região Centro-Sul de Belo Horizonte, partiram para uma nova estratégia: divulgar nas redes sociais uma lista com endereços e tipos de crimes nas redondezas. Por enquanto, são oito locais discriminados, com delitos dos últimos 15 dias. A reportagem percorreu a região e ouviu descrições desesperançosas sobre a rotina no bairro. As vítimas alegam que o Santo Antônio, tradicionalmente com muitos relatos de roubo, teve um incremento no problema nos últimos seis meses.

.

Os relatos se expandem a ruas no limite com outros bairros, em especial o Luxemburgo e o Coração de Jesus, ambos na região Centro-Sul. Os assaltos, segundo moradores e comerciantes, não têm hora para acontecer. Os bandidos focam pequenos pertences, fáceis de carregar e de revender, como celulares, bolsas, carteiras, fones de ouvido, mas têm crescido os casos de arrombamentos de casas e de carros. Na maior parte das ocorrências, as vítimas contam que seus algozes são jovens, de até 25 anos, normalmente andando em grupos.

.

Prejuízos. Acostumado a voltar do trabalho a pé, o caixa de bar Felipe Eduardo Lages Lellis, 42, morador da rua João Junqueira, no Santo Antônio, foi assaltado por volta da meia-noite. “O ladrão me seguiu até a rua Gentios (Coração de Jesus), quando me parou e pediu minha carteira, mas eu só estava com o celular e um maço de cigarros, que foram levados”. A rua Gentios está na lista como uma das mais perigosas do bairro.
.

O chefe de Lellis, o comerciante Flávio Júnior Ferreira, 40, teve furtadas duas câmeras de segurança instaladas, segundo ele, para intimidar ladrões que atuam na região. “Um dia após a inauguração, as duas câmeras foram roubadas, às 7h”, contou. Desde então, ele não deixa todo o dinheiro no caixa e investiu R$ 4.000 em câmeras internas.

.

Na rua Macau, logo atrás da Gentios, o administrador Douglas Nascimento, 39, teve os dois retrovisores do seu carro roubados. “Deixei o carro lá por algumas horas, e, quando voltei, estava sem os retrovisores. A situação aqui está péssima”.

.

Outro ponto citado pelos moradores é a avenida Prudente de Morais. Estudantes contam que nos últimos seis meses ao menos 15 alunos foram assaltados na via. “Só neste início de ano foram três. Minha mãe nem gosta que eu ande sozinha”, relatou uma aluna de 14 anos.

.

PM. A Polícia Militar informou que está intensificando a rede de proteção a moradores e comerciantes no Santo Antônio e região. Disse também que está ouvindo a população sobre os crimes e monitorando os infratores.

.

Extraoficialmente, dois militares ouvidos no bairro confirmaram que os assaltos são frequentes e que ocorrem a qualquer hora.

.

Estado. A Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) afirmou que não se pronunciará sobre o assunto, pois a responsabilidade sobre o policiamento é da Polícia Militar.

.

Números. De acordo com levantamento da Seds, Belo Horizonte teve, de janeiro a novembro de 2015, 38.407 roubos. O número é 21,5% maior que o mesmo período de 2014, quando foram 31.614. Os dados de 2015 também são maiores que os de 2013 e 2012, com 26.129 e 21.071, respectivamente.

.

Morador quer Olho Vivo

.

Moradores do bairro Santo Antônio, no Centro-Sul da capital, reclamam que uma das demandas mais antigas da região, a instalação de câmeras do projeto Olho Vivo, nunca foi atendida.

.

É o que afirma o presidente da Associação de Moradores do Bairro Santo Antônio, Gabriel Coutinho. “Já pedimos várias vezes, fizemos reuniões com a PM e nada. A violência aqui só aumenta, e nem promessas de instalação nos fizeram”, reclamou Coutinho.

.

Procurada nesta quinta pela reportagem, a PM não se pronunciou sobre o assunto.

 

FONTE: O Tempo.


Risco maior em 2 rodas
Motociclistas já respondem por 60% dos feridos em acidentes de trânsito internados na rede pública de BH. Para especialistas, imprudência é responsável pelo avanço da violência

Os motociclistas que circulam pelas ruas de Belo Horizonte já respondem por 60% dos feridos em acidentes de trânsito internados pela rede do Sistema Único de Saúde (SUS). Em 2010, eram 2.111 feridos motociclistas entre 4.342 internados por acidentes, chegando a 49% do total, e, no ano passado, pela primeira vez, a quantidade chegou a 60%, com 4.260 dos 7.138 atendimentos. Ou seja, de cada cinco pessoas levadas para atendimento, três estavam sobre duas rodas.

.

A imprudência de muitos desses condutores, que trafegam acima da velocidade permitida, por corredores apertados entre carros e caminhões e usando canteiros para fazer retornos proibidos, é parte da explicação para o aumento da violência nesse segmento, como mostra a reportagem do Estado de Minas.
.
Para a Polícia Militar e o Sindicato dos Trabalhadores Motociclistas e Ciclistas de Minas Gerais (Sindimotocicli-MG), uma das explicações é o aumento constante da quantidade de motocicletas emplacadas em Belo Horizonte e nos municípios da Grande BH e que circulam na capital, engrossando o trânsito. Apesar do alto índice de acidentes, a frota de motocicletas no ano passado representa um pouco menos de um oitavo da frota dos demais veículos. Enquanto modelos de duas rodas somaram 209.963 veículos, a frota geral passava de 1,71 milhão .
.
Ontem, no Anel Rodoviário de Belo Horizonte, que é a via mais perigosa da capital, muitos motociclistas aceleraram entre as fileiras de carretas e ônibus, mesmo com o asfalto ainda estando molhado pela chuva que caiu à tarde. Com um radar móvel, a reportagem registrou em 10 minutos pelo menos 20 motociclistas acelerando acima dos 100km/h, sendo que o limite tolerado para a via é de 70km/h no trecho do Bairro Novo São Francisco, na Região Noroeste de BH. Uma das motos chegou a atingir 110km/h, velocidade 57% superior ao limite. E esses comportamentos não são as únicas imprudências flagradas.

.

Em vários trechos, os condutores sobre duas rodas sobem nos canteiros de separação para passar da pista expressa para a pista local e até mesmo para fazer retorno proibido de um sentido para outro da pista expressa.
.
De acordo com o presidente do Sindimotocicli-MG, Rogério dos Santos Lara, a maioria dos acidentados não são entregadores profissionais. “Muitas pessoas estão andando de moto, mas poucos dos que se acidentam são trabalhadores. Quem eleva os acidentes é quem compra na concessionária, muitas vezes sem habilitação, e anda por aí fazendo barbaridades”, afirma. De acordo com o presidente da entidade de classe, os erros mais comuns dos motociclistas inexperientes são a falta de noção de espaço e tempo para as respostas do veículo em trânsito.

“Esses motociclistas ultrapassam carros de forma imprudente, entram em espaços sem saber se conseguem passar e excedem a velocidade permitida. Isso tudo, os profissionais antecipam e sabem o que ocorre, sabem que não têm visão. A gente aprende, porque nosso negócio é ficar vivo no trânsito”, diz Lara.

CONSCIENTIZAÇÃO Segundo o comandante do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran) da Polícia Militar, tenente-coronel Gláucio Porto Alves, a necessidade de ter um transporte mais rápido e acessível fez com que os números de veículos aumentassem muito na capital, sobretudo com o acréscimo do tráfego proveniente da Grande BH. “Indubitavelmente, temos um público flutuante muito grande na capital, e essa quantidade que aumenta ingressa em nossas vias, que são as mesmas de sempre e já não comportam essa quantidade crescente de veículos”, avalia.
.
Os comportamentos mais comuns que levam a acidentes, de acordo com o militar, são a ocupação inadequada das faixas de circulação e o excesso de velocidade, mas também colaboram o estado ruim da sinalização das vias e o desconhecimento das normas de trânsito. “A educação é a principal arma para combater esses comportamentos que levam a acidentes. A polícia tem feito campanhas educativas, temos a Transitolândia, que é um espaço para a educação das crianças de 4 a 12 anos, distribuímos fôlderes e fazemos campanhas também pelas redes sociais”, afirma o tenente-coronel Lara.

 

FLAGRANTES DO EM

 (Fotos: Rodrigo Clemente/EM/D.A Press)

 (Fotos: Rodrigo Clemente/EM/D.A Press)

 (Fotos: Rodrigo Clemente/EM/D.A Press)

Excesso de velocidade, Conversões proibidas e ultrapassagens perigosas: rotina em Belo horizonte

.

FONTE: Estado de Minas.


“Homem-aranha” volta a atacar na Região Centro-Sul de BH

Ladrão entrou pela sacada de apartamento de terceiro andar no Funcionários. Outros casos semelhantes foram registrados no Sion, na última semana

Sidney Lopes/E.M/D.A Press

Mais um morador da Região Centro-Sul de BH foi vítima do ladrão que vem sendo chamado de homem-aranha, já que invade os imóveis escalando janelas. Na madrugada deste sábado, o criminoso entrou no apartamento do médico D. L, de 34 anos. O crime, na esquina das ruas Piauí com Cláudio Manoel, deve ter ocorrido por volta de 1h e 1h30, momento em que a grade que protege a sacada do apartamento estava aberta. “Nessa hora eu  estava no quarto e, antes de dormir voltei à sala para fechar a grade, mas só hoje cedo percebi o roubo, depois que vi várias marcas de mãos sujas nas paredes”, conta a vítima, que afirma ter tido um prejuízo de cerca de R$ 20 mil.

O ladrão levou notebook, câmera e lentes profissionais, um tablet e o dinheiro que estava sob a bancada. Segundo D.L, que mora no apartamento há 12 anos, a grade foi colocada há cerca de 8 anos, exatamente porque o apartamento foi invadido da mesma forma, mas em uma época em que existiam árvores para facilitar a escalada. O prédio não tem câmeras e por isso não há imagens que revelem como o ladrão acessou o apartamento. “O policial que esteve aqui comentou de outros casos semelhantes no Sion e acha que, pelas marcas, ele realmente entrou pela sacada. Não ouvi qualquer barulho”, lamenta.

Na manhã de quinta-feira, caso semelhante ocorreu na Rua Pium-í, esquina com Rua São João da Ponte, no Sion. Segundo a empresária Agnes Auzira Grudzinfki, de 74 anos, síndica do prédio invadido, o assalto ocorreu em um apartamento do terceiro andar do bloco de frente para a rua. “Estava viajando, mas fui procurada pelo filho da vítima, uma senhora. O crime ocorreu por volta de 6h. Ela achou que era o filho chegando e depois de chamá-lo muitas vezes, sem que respondesse, levantou-se e percebeu que a casa tinha sido invadida.”

Segundo Agnes, o ladrão tentou quebrar uma das câmeras de segurança, por isso há esperança que as cenas ajudem nas investigações. As imagens, contudo, ainda não estão com os investigadores. “Os apartamentos do primeiro e segundo andar têm grades e floreiras. Quando a gente vai imaginar que vão subir até o terceiro andar? A janela dela estava aberta, mas não podemos mais nos descuidar”, conclui Agnes, que pretende reforçar a segurança no prédio. De acordo com o capitão Flávio Santiago, chefe da Sala de Imprensa da Polícia Militar, a investigação, e possível associação entre os casos, fica por conta da Polícia Civil, mas a PM está reforçando os alertas, inclusive por meio do seu programa Rede de Vizinhos Protegidos.

Na quarta-feira, o EM.com, revelou outros dois casos de apartamentos invadidos pela janela, ambos no Sion. Uma das vítimas foi um morador do quarto andar de um edifício da Rua Costa Rica, na madrugada de sábado para domingo. A vítima, que mora sozinha, conta que estava dormindo. O ladrão entrou pela janela da sala, foi à copa, pegou a mochila de trabalho da vítima, voltou para a sala e trancou a porta de acesso às demais dependências do imóvel.

“O ‘Homem-Aranha’ escalou os quatro andares do meu prédio, entrou na minha sala silenciosamente e surrupiou minha TV de 32 polegadas, meu laptop, um tablet e outros eletrônicos de pequeno porte. Levou meus instrumentos de trabalho e registros de minhas memórias profissional e afetiva, sem deixar qualquer vestígio de arrombamento ou coisa parecida, saindo tranquilamente pela porta da frente, que ele deixou encostada”, contou na ocasião. Três meses atrás, outro morador do Sion também “recebeu a visita” do ladrão pela janela, que levou mochila com notebook e outros equipamentos eletrônicos.

.

FONTE: Estado de Minas.


Homem com sinais de embriaguez dirige motocicleta em Belo Horizonte

Ele pilotava a moto em zigue-zague e não sinalizava as trocas de faixa.
Homem apresentava falas desconexas.

Uma equipe de reportagem da TV Globo Minas flagrou, na noite desta sexta-feira (19), um motociclista que admitiu ter bebido antes de dirigir. Ele pilotava a moto perigosamente pelas ruas de Belo Horizonte, em zigue-zague, não sinalizava trocas de faixa e chegou a deixar a moto a cair ao estacionar.

O motociclista saía de um posto de gasolina na Avenida Cristiano Machado. Logo ao entrar na pista, ele quase é atingido por um carro que subia a rua.

Lento e desequilibrado, ele quase é atropelado por outro carro que teve de frear bruscamente e precisou desviar em seguida.

No Túnel da Lagoinha, o homem segue na moto e depois de alguns metros começa a andar em zigue-zague na pista. Em alguns momentos parece que ele vai cair.

Já ao sair do túnel, ele muda de faixa sem dar seta e cruza perigosamente com uma moto e outros carros.

Durante o trajeto, a equipe de reportagem sinalizou para que outros veículos diminuíssem a velocidade e tentou alertar o motociclista do perigo piscando o farol, mas ele continuou dirigindo em zigue-zague.

Na Avenida Nossa Senhora de Fátima, a situação piora e o homem quase perde o controle da moto. Mais à frente ele para ao lado de um táxi e deixa a moto morrer.

Com dificuldade, ele tenta seguir adiante, como não consegue, estaciona. Em seguida entra em um bar, onde parece pedir uma bebida.

Minutos depois ele sai cambaleando e vai até a moto, que ele deixa cair. O motociclista se senta em um banco, quando chegam um guarda municipal e fiscais da BHTrans que estavam próximos.

Eles conversam com o homem e tentam orientá-lo. O motociclista foi multado por estacionar em local proibido. A moto foi removida para o pátio da BHTrans. O homem não foi preso porque não foi flagrado conduzindo a moto.

“Chapei todas”, disse o homem. O repórter Kássio Freitas pergunta: “E ainda assim o senhor teve coragem de pilotar a moto mesmo nessa situação? O motociclista responde: “Nossa Senhora… do mesmo jeito que você quando era criança, quando você era uma pessoa mais nova fazia…”.

FONTE: G1.


Assalto a caminhão de cerveja no bairro Goiânia termina com policiais feridos

Durante a fuga, viatura da PM ficou presa ao veículo roubado, que ainda atingiu dois carros estacionados

A perseguição a um caminhão de bebidas deixou policiais militares levemente feridos na manhã deste sábado, no bairro Goiânia, região nordeste da capital. Um dos envolvidos, Fabrício Tomás Santos, de 21 anos, foi preso após perseguição.

Após roubar o caminhão de cerveja, o bandido fugiu no sentido do bairro Goiânia. Os militares do 16º BPM receberam informações de que uma moto dava cobertura ao crime e quando localizaram um caminhão de bebidas nas proximidades, abordaram o condutor.

Ele simulou que iria parar, mas quando os policiais se aproximaram, jogou o veículo contra os policiais e começou uma fuga. Mas a viatura ficou presa ao caminhão e o bandido precisou fugir à pé, quando foi detido. Segundo a PM, ele resistiu à abordagem e precisou ser imobilizado. Nesse processo, o caminhão desceu desengrenado e arrastou dois veículos estacionados.

.

FONTE: Estado de Minas.


Silvestre Stalonny é preso por porte ilegal de arma de fogo em Minas Gerais

Stalonny, assim como o original nos filmes, tentou de todas as artimanhas para escapar da polícia

Polícia Militar/Divulgação

A polícia de Serra do Salitre, a cerca de 385km de Belo Horizonte, prendeu Silvestre Stalonny por porte ilegal de arma de fogo. Segundo informações da PM, uma denúncia anônima levou os policiais até um bar no bairro Nações, onde estava o quase homônimo do ator de Hollywood.

Veja mais:

John Lennon também já foi preso pela PM.

PM prende o Exterminador do Futuro.

Phill Collins é preso pela PM.

Ao chegar ao local, Stalonny, assim como o original nos filmes, tentou de todas as artimanhas para escapar da polícia, inclusive, entrando no banheiro do estabelecimento. Sem a perícia do astro norte-americano, o Stalonny brasileiro se viu encurralado e teve que se entregar.Em vez de um armamento ‘superpesado’, como no original dos EUA, o Silvestre daqui estava com uma garrucha calibre .38 com munição. Stalonny foi levado para a delegacia de Patrocínio e vai responder pelo crime.

.

FONTE: Estado de Minas.


Moradores da região Nordeste terão nova linha de ônibus a partir de domingo

A partir do próximo domingo (21), uma nova linha de ônibus atenderá os moradores da região Nordeste de Belo Horizonte. Conforme a BHTrans, a linha 825 entrará em operação e fará o trajeto Estação São Gabriel/Vitória II via UPA, instalada no bairro São Paulo.
A autarquia responsável por gerenciar o trânsito na capital informou que a criação da linha atende demanda da comunidade. “Com a opção de transbordo, diversos bairros atendidos pelas linhas alimentadoras na Estação São Gabriel também poderão utilizar a linha 825, em uma segunda viagem e sem pagar mais por isso, e também acessarem a UPA Nordeste”, destacou a empresa.

Itinerário

Rua dois Mil Quatrocentos e Sessenta e Nove, 141 (Condomínio Figueira, ponto final), R. Dois Mil Quatrocentos e Sessenta e Oito, R. Osmir Venuto da Silva, R. Amélia Moretzsohn da Silva, R. Luiz Romualdo da Silva, R. Augusta Sacchetto Scalzo (antiga R. 714), R. dos Borges (à direita), R. Dois Mil Quatrocentos e Sessenta e Seis, R. Berenice Ribeiro de Miranda (retorno no Residencial Esplêndido), R. Berenice Ribeiro de Miranda, R. Dois Mil Quatrocentos e Sessenta e Seis, R. dos Borges, R. Dona Chiquinha, Rod. Anel Rodoviário Celso Mello Azevedo, R. São Gregório, R. Jacuí (à esquerda), R. Angiroba, R. Joaquim Gouveia (UPA Nordeste), R. Angola, Av. Cristiano Machado (Estação São Gabriel-Setor Oeste).

Av. Cristiano Machado (Estação São Gabriel-saída via 240), Pça. Corpo de Bombeiros Militar, Viaduto Um Mil Novecentos e Setenta e Nove, R. Jacuí (à direita), R. Andiroba, R. Manoel Alexandrino, R. Angola, R. Joaquim Gouveia (UPA Nordeste), R. Andiroba, R. Agrelos, Rod. Anel Rodoviário Celso Mello Azevedo, R. dos Borges, R. Dois Mil Quatrocentos e Sessenta e Seis, R. Berenice Ribeiro de Miranda (retorno no Residencial Esplêndido), R. Berenice Ribeiro de Miranda, R. dois Mil Quatrocentos e Sessenta e Seis, R. dos Borges, R. Augusta Sacchetto Scalzo, R. Luiz Romualdo da Silva, R. Amélia Moretzsohn da Silva, R. Osmir Venuto da Silva, R. Dois Mil Quatrocentos e Sessenta e Oito, R. Dois Mil Quatrocentos e Sessenta e Nove (retorno na rotatória após o Condomínio Figueira), R. Dois Mil Quatrocentos e Sessenta e Nove (Ponto Final).

 

horário de ônibus da linha 825

.

FONTE: Hoje Em Dia.


Justiça arquiva inquérito de casal que reagiu a assalto em SP: ‘Alívio imenso’

Crime aconteceu em 2015. Mulher foi presa após marido matar criminoso.
Juiz entendeu que o casal de comerciantes agiu em legítima defesa.

A Justiça determinou o arquivamento do inquérito policial envolvendo um casal de comerciantes que reagiu a um assalto e matou um criminoso em Cubatão (SP), em fevereiro do ano passado.

O crime aconteceu na noite de 21 de fevereiro de 2015, na Rua José Teixeira, no bairro Parque São Luis. O comerciante, de 36 anos, chegava na casa da mulher, de 34 anos, quando foi abordado por um gruo de cerca de cinco homens, que anunciaram o assalto.

A vítima voltava do estande de tiros e estava armada. Ele reagiu a abordagem, e iniciou uma troca de tiros com os assaltantes, matando um deles e baleando outro. Os outros integrantes do grupo fugiram em seguida.

O comerciante também foi baleado e encaminhado para o Pronto Socorro de Cubatão. Sua mulher foi presa e encaminhada à cadeia feminina anexa ao 2º Distrito Policial de São Vicente.

“Teve momentos que eu achei que o certo era eu não ter me defendido, ter deixado eles fazerem o que queriam, pelo menos seria só mais um caso, só mais um pai de familia morto por vagabundo, e minha esposa não teria passado o que passou. Mas a população mandava tantas mensagens, tanto incentivo, dizendo que eu estava certo e isso me deu muita força para continuar”, disse o comerciante.

Comerciante de Cubatão reagiu após ter sido alvo de criminosos em 2015 (Foto: G1)
Comerciante de Cubatão reagiu após ter sido alvo de criminosos em 2015
Comerciante de Cubatão, SP, levou um tiro de raspão na lateral da cabeça (Foto: Cássio Lyra/G1)Comerciante de Cubatão, SP, levou um tiro de raspão na lateral da cabeça 

O caso foi registrado na Delegacia Sede de Cubatão. Menos de 12 horas depois, a Justiça também determinou a liberdade provisória do casal.

Recentemente, o juiz da 1ª Vara Criminal de Cubatão, Rodrigo de Moura Jacob, arquivou o inquérito policial, encerrando o caso.

De acordo com a decisão, o juiz entendeu que o casal de comerciantes agiu em legítima defesa.

“A atitude do delegado [da prisão em flagrante], foi uma coisa inexplicável. Minha documentação estava toda em dia. Logo após o arquivamento, me deu um alívio imenso. O promotor e o juiz analisaram o caso e viram que eu e minha esposa éramos inocentes, não cometemos crime algum. Foi comprovado, como eu falei desde o início”, completa o comerciante.

Carro de comerciante ficou com várias marcas de tiros (Foto: Solange Freitas/TV Tribuna)
Carro de comerciante ficou com várias marcas de tiros

FONTE: G1.


Senador Delcídio do Amaral deixa prisão em Brasília

Petista foi preso em novembro após oferecer dinheiro e fuga para delator.
Ele ficará em recolhimento domiciliar e poderá ir a sessões no Senado.

O senador Delcídio do Amaral (PT-MS) deixou na noite desta sexta-feira (19) prisão no Batalhão de Trânsito da Polícia Militar do Distrito Federal (BPTrans), onde estava preso desde 18 de dezembro. Ao todo, Delcídio cumpriu 87 dias de prisão preventiva.

O parlamentarr foi preso após pedido da Procuradoria Geral da República (PGR) e autorização concedida pelo Supremo Tribunal Federal (STF), por suspeita de tentar atrapalhar as investigações da Operação Lava Jato. Em novembro, ele foi gravado oferecendo fuga para que ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró não fechasse acordo de delação premiada.

Nesta sexta, mais cedo, o ministro Teori Zavascki, do STF revogou a prisão preventiva do senador. Relator dos processos da Operação Lava Jato no STF, Teori determinou recolhimento domiciliar de Delcídio no período noturno e dias de folga, enquanto no pleno exercício do mandato de senador. Assim, Delcídio poderá comparecer normalmente às sessões do Senado.

 

Caso seja afastado ou cassado do mandato, Delcídio deverá ficar em recolhimento domiciliar integral até nova demonstração de ocupação lícita. O petista também deverá comparecer a cada 15 dias perante a Justiça, bem como a todos os atos do processo, caso requisitado.

Ele também está proibido de deixar o país – o passaporte do petista deverá ser entregue em até 48 horas.

Na decisão favorável ao senador, Teori Zavascki considerou ser “inquestionável” que o “quadro fático é bem distinto” daquele que possibilitou a prisão.

“Os atos de investigação em relação aos quais o senador poderia interferir, especialmente a delação premiada de Nestor Cerveró, já foram efetivados. E o Ministério Público já ofereceu denúncia contra o agravante. Assim, conforme reconhece expressamente a manifestação do Ministério Público, a medida extrema já não se faz indispensável, podendo ser eficazmente substituída por outras medidas alternativas”, escreveu o ministro em seu despacho.

Em nota, o advogado de Delcídio, Mauricio Silva Leite, afirmou que a decisão garante a Delcídio a possibilidade de exercer seu direito de defesa com maior amplitude. “A decisão respeita, principalmente, a presunção da inocência, prevista na Constituição Federal”, afirmou.

O senador deverá assinar um termo de compromisso e caso descumpra as exigências, poderá voltar para a cadeia. Caso Delcídio venha a perder o mandato, não haverá necessidade de uso de tornozeleira eletrônica, como pediu a PGR. Para Zavascki, não há risco concreto para justificar a medida. A decisão do ministro não impede que Delcídio tenha contato com os demais parlamentares investigados, nao contrário do que havia solicitado o procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Senador Delcídio do Amaral (PT-MS) durante pronunciamento no plenário do Senado Federal durante sessão deliberativa ordinária em setembro de 2015 (Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado/Arquivo)
O senador Delcídio do Amaral (PT-MS) durante pronunciamento no plenário do Senado Federal em setembro de 2015 

Senado
Mais cedo, o assessor de imprensa de Delcídio, Eduardo Marzagão, disse a jornalistas que o  petista ficou “emocionado” com a notícia de que seria liberado da prisão. “Nas condições que ele saiu, ele volta ao mandato imediatamente. Ele já está dentro do mandato. A sentença que o colocou em licença naquela oportunidade, a nova sentença já o coloca novamente no mandato. Ele já é senador novamente dentro do mandato”, disse Marzagão.

De acordo com a Secretaria-Geral da Mesa do Senado, uma vez solto, Delcídio do Amaral poderá retornar imediatamente às atividades legislativas. O senador, no entanto, pode solicitar à Mesa do Senado uma licença para tratar de assuntos particulares, o que precisa ser aprovado pelo plenário da Casa. Neste caso, o senador deixaria de receber salário. Se o afastamento das atividades for maior do que 120 dias, o suplente do senador deverá assumir a cadeira do petista.

Prisão
O senador foi gravado prometendo ao filho de Cerveró conversar com ministros do STF para libertar o ex-diretor da Petrobras e sugerindo plano de fuga para ele, rumo a Espanha e passando pelo Paraguai.

Segundo as investigações, Delcídio também prometeu ajuda financeira de R$ 50 mil mensais para a família e honorários de R$ 4 milhões para o advogado em troca do silêncio de Cerveró em sua delação premiada em relação a suspeitas sobre ele.

Após a prisão, Delcídio foi acusado pelo crime de embraço às investigações da Lava Jato pela Procuradoria Geral da República. Caberá agora ao STF decidir se abre uma ação penal contra ele, ao analisar a denúncia

FONTE: G1.


Em dez estados e no DF, relógios deverão ser atrasados em uma hora.
Horário diferenciado começou no dia 18 de outubro.

O horário de verão termina à 0h deste domingo (21). De sábado para domingo, os moradores de 10 estados, além do Distrito Federal, terão que atrasar os relógios em uma hora.
Horário de verão 2016 termina neste sábado (20) (Foto: Arte/ G1)

O horário de verão permitiu ao país reduzir um pouco a produção de energia por termelétricas, o que gerou uma economia R$ 162 milhões aos consumidores. A informação foi divulgada nesta sexta-feira (19) pelo diretor-geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Hermes Chipp.

De acordo com o Chipp, nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, onde horário de verão vigorou entre 2015 e 2016, houve uma redução no consumo de energia de 2,6 mil megawatts (MW), no horário de pico de demanda à noite, entre 18h e 21h. Esse volume representa cerca de 4,5% da demanda total por energia nessas três regiões.

A queda no consumo também permitiu ao país poupar água dos reservatórios de hidrelétricas nessas regiões. Nas regiões Sudeste e Centro-Oeste, a economia foi de 0,4%. Na região Sul, foi de 1,2%.

Esta é a 40ª edição do horário de verão no país. A primeira vez ocorreu no verão de 1931/1932. O objetivo é estimular o uso racional e adequado da energia elétrica.

FONTE: G1.


Morre o escritor italiano Umberto Eco

Filósofo e romancista morreu aos 84 anos em sua casa, diz ‘La Repubblica’.
Eco é conhecido como autor de ‘O nome da rosa’ e ‘O pêndulo de Foucault’.

O filósofo, semiólogo e romancista italiano Umberto Eco, autor de “O nome da rosa” e “O pêndulo de Foucault”, morreu nesta sexta-feira (19), segundo os jornais italianos “La Repubblica” e “Corriere della Sera”. A informação foi dada por um familiar do escritor ao “La Repubblica”, que diz que Eco morreu aos 84 anos em sua casa às 22h30 do horário local (19h30 pelo horário de Brasília).
A causa da morte não foi informada. Segundo a agência de notícias France Presse, o escritor lutava contra um câncer.

Umberto Eco nasceu na cidade de Alexandria, no dia 5 de janeiro de 1932. Quando pequeno, durante a Segunda Guerra Mundial, se mudou com sua mãe para um pequeno vilarejo na região montanhosa de Piemonte. Seu pai, um contador que vinha de uma família de 13 filhos, foi convocado para lutar em três guerras.

Seu pai queria que Umberto estudasse direito, mas ele decidiu entrar na Universidade de Turin para estudar filosofia medieval e literatura. Mais tarde, Umberto também foi professor na mesma Universidade.

Capa de edição italiana de 'O nome da rosa' (Foto: Divulgação)Capa de edição italiana de ‘O nome da rosa’

Ele trabalhou como editor de cultura no canal de televisão RAI, onde conheceu um grupo de escritores, pintores e músicos que o influenciou em sua futura carreira de escritor.

Em setembro de 1962, Eco se casou com Renate Ramge, uma professora de arte alemã com quem teve dois filhos. Ele dividia seu tempo entre um apartamento em Milão, onde tinha uma biblioteca de 30 mil volumes, e uma casa de veraneio perto de Rimini, em que ficavam 20 mil exemplares.

Em 1992 e 1993, Eco foi professor na Universidade Harvard, nos Estados Unidos. Ele também lecionou nas universidades de Oxford, Columbia e Indiana, na Universidade de San Marino e na Universidade de Bologna, onde era presidente da Faculdade de Ciências Humanas.

Segundo o jornal britânico “The Guardian”, o autor uma vez disse que escrever era apenas uma ocupação parcial. “Sou um filósofo, escrevo romances nos fins de semana”, afirmou.

Ao mesmo jornal inglês, ele disse no ano passado que não sabia o que o leitor esperava. “Acho que Barbara Cartland [escritora britânica] escreve o que os leitores esperam. Acho que um escritor deveria escrever o que o leitor não espera. A questão é não perguntar o que eles precisam, mas muda-los… produzir o tipo de leitor que você quer para cada história”.

Obras
O escritor é conhecido por seu romance “O nome da rosa” publicado em 1980. O livro combina semiótica, ficção, análise bíblica, estudos medievais e teoria literária. Conta a história do frei Guilherme de Baskerville, enviado para investigar o caso de um mosteiro franciscano italiano, cujos monges são suspeitos de cometer heresias. A história, que se passa em 1327, envolve mortes misteriosas, crueldade e sedução erótica.

Acho que um escritor deveria escrever o que o leitor não espera”
Umberto Eco

Em 1986 foi lançado o filme de mesmo nome, dirigido por Jean-Jacques Annaud e estrelado pelo ator Sean Connery.

Entre suas obras mais conhecidas também estão os romances “O Pêndulo de Foucault” (1988) e “O Cemitério de Praga” (2010), além dos ensaios “A Estrutura Ausente” e “História da Beleza”. Seu último romance “O número Zero” foi publicado no ano passado.

Eco já tinha quase 50 anos quando começou a escrever romances, após uma bem sucedida carreira acadêmica. Já era autor de vários livros de não ficção e de ensaios quando decidiu buscar novos desafios.

“Num certo momento, decidi escrever uma história. Eu não tinha mais filhos pequenos para os quais contar histórias”, afirmou o autor à Reuters em 2011, sentado na beirada de uma poltrona, vestido de forma casual com jaqueta de “tweed”, camisa de brim e gravata de tricô.

Quando a gente começa a escrever um livro, especialmente um romance, até a pessoa mais humilde do mundo espera virar um Homero”
Umberto Eco

Em uma entrevista à revista Vogue em 1995, Eco admitiu que não era um autor de fácil leitura. “As pessoas sempre me perguntam ‘como seus romances, que são tão difíceis, fazem sucesso?’. Ofendo-me com a pergunta. É como se perguntassem a uma mulher ‘como os homens se interessam por você?’… eu mesmo gosto de livros fáceis que me colocam para dormir imediatamente”, ironizou.

‘Papa da globalização’
Em 2013, Eco foi agraciado com a medalha de ouro à cultura italiana na Argentina pela Società Itália Argentina (SIA), em um ato na sede do Ministério das Relações Exteriores da Itália.

Dias depois, ele comentou a escolha pelo Vaticano do Papa Francisco, nascido na Argentina, para ocupar o cargo na Igreja Católica. O escritor definiu Francisco como “o papa da globalização” e opinou que representa algo “absolutamente novo” na história da Igreja Católica.

“Estou convencido que o Papa Francisco está representando um fato absolutamente novo na história da Igreja e, talvez, na história do mundo”, disse Eco em entrevista publicada à época pelo jornal argentino “La Nación”.

Saída de Berlusconi
O escritor foi defensor da saída de Silvio Berlusconi do cargo de primeiro-ministro na Itália, em meio ao escândalo sexuais, acusações de corrupção e crises financeiras no país. Berlusconi renunciou em novembro de 2011. “É o fim de um pesadelo”, disse Eco naquele ano, numa entrevista destinada a promover seu novo romance, “O Cemitério de Praga”.

“Teríamos tido esta crise econômica sem Berlusconi, mas o problema teria sido mais leve. Ele não é respeitado no exterior, então não pode representar o país”, disse Eco à época para a agência Reuters, inflamado e agitando um charuto fino e apagado entre os dedos.

O escritor Umberto Eco na cerimônia dos vencedores do Prêmio Príncipe das Astúrias, em Oviedo, em 27 de outubro de 2000 (Foto: Reuters/Desmond Boylan)
O escritor Umberto Eco, na cerimônia dos vencedores do Prêmio Príncipe das Astúrias, em Oviedo, em 27 de outubro de 2000

Livros impressos e jornais
O escritor acreditava que os livros impressos não desaparecerão por causa das versões eletrônicas. “Não conseguiremos nos livrar dos livros”, afirmou em 2009, em uma entrevista coletiva horas antes de receber uma medalha de honra em Madri. “Eu não poderia ler Proust em formato digital. Seria impossível. Se eu tivesse que deixar um legado para o futuro, deixaria um livro, e não em formato digital”, afirmou.

Mas com relação ao jornal impresso, não se mostrou tão otimista. “Eu gosto de abrir as folhas do jornal tomando o café de manhã, mas já não sei se isso é o que meu neto pensa”, disse na mesma entrevista.

O escritor foi além ao afirmar que, “para fazer um jornal, são perdidas 40 páginas com publicidade”. “Os jornais são obrigados a conseguir muitas notícias para sobreviver e não estão dispostos a abandonar a batalha. Hoje há uma censura por excesso de informação”, acrescentou.

Na ocasião, Eco também afirmou que os intelectuais “não têm virtudes proféticas, que a figura do intelectual é um mito da esquerda”. No entanto, acreditava que “o intelectual tem que influenciar mais em longo prazo, não de forma imediata”.
FONTE: G1.


Jovem advogado, aprovado no XVII Exame de Ordem, é assassinado por conta de uma ação de R$ 2.500,00

Quem nunca iniciou a vida profissional na advocacia executando um cheque ou cobrando uma dívida pequena? No começo da vida profissional toda ação é ação e, claro, uma oportunidade de se criar clientela. A vida não é fácil e nenhuma oportunidade pode ser desperdiçada.

Infelizmente ontem essa simples realidade do início da profissão na advocacia gerou um evento não só trágico como absolutamente covarde e injustificado. O jovem advogado Bruno dos Santos Mendes, aprovado no XVII Exame de Ordem e que pegou sua carteira agora, em 05/11/2015) foi assassinado por ter entrado com uma ação para cobrar o pagamento de uma nota promissória no valor de R$ 2.526,13.

Vejam bem, a ação era para cobrar a mísera quantia de R$ 2.526,13! Inacreditável!!

Bruno estava em seu escritório na Avenida Edelina Meneghel Rando, na cidade de Bandeirantes/PR, quando foi surpreendido pelo agressor, Hércules Xavier de Lima, que foi ao seu escritório para tirar satisfação por conta da cobrança da promissória contra a sua esposa. O agressor, de posse de uma faca, desferiu quatro golpes em Bruno, o atingindo a região do pescoço e do braço.

É revoltante uma história dessas. Nós aqui acompanhamos de perto a saga dos bacharéis em busca da aprovação no Exame de Ordem e, para logo após, enfrentar as agruras do mercado. Não é fácil advogar, não é fácil conquistar um espaço ao sol no mercado, e, ainda por cima, vemos um caso como este, como se o advogado fosse o responsável pela cobrança da dívida. Ele é tão somente a “longa manus” jurídica de seu cliente.

Situação surreal e abominável! Tantos sonhos, tanta vida e um futuro todo pela frente ceifados por um espírito miserável e tacanho.

Desde quando uma vida “vale” apenas dois mil e quinhentos reais. Desde quando isso é justificativa para se matar alguém?

Esperamos que a Polícia localize logo o agressor e que a Justiça seja feita celeremente.

Fica aqui, por fim, uma pequena e simples homenagem ao jovem Dr. Bruno: o seu momento de glória ao ter sido aprovado no XVII Exame de Ordem.

Que Deus o acolha, Bruno.

ATUALIZAÇÃO!

Quem tiver notícias do paradeiro do suspeito, por favor ajude a polícia a localizá-lo!

FONTE: Portal Exame de Ordem.


Copasa vai interromper abastecimento em 80 bairros de BH e mais oito cidades no domingo

água

No domingo será realizada a primeira manutenção na subestação elétrica da elevatória de água na captação do Rio Paraopeba

O fornecimento de água em Belo Horizonte e outras oito cidades da região metropolitana será interrompido por 12 horas no próximo domingo, 21 de fevereiro. Somente em BH 80 bairros serão afetados. Segundo a Copasa, o motivo da interrupção é a primeira manutenção na subestação elétrica da elevatória de água na captação do Rio Paraopeba.
.
De acordo com a companhia, para evitar o desabastecimento nas cidades, durante a parada do Rio Manso a empresa colocou em operação um novo reservatório, em Contagem, com capacidade de armazenar até 32 mil metros cúbicos de água, intensificou a produção dos sistemas Serra Azul e Vargem das Flores e aumentou em mais 400 litros de água por segundo a transferência do Sistema Rio das Velhas para o Sistema Paraopeba.
.
A previsão é de que os trabalhos sejam concluído às 18h de domingo, e que o abastecimento seja retomado, gradativamente, até a madrugada de segunda-feira. Veja a lista dos bairros afetados:
.
Belo Horizonte: Araguaia, Antônio Teixeira Dias, Araguaia, Barreiro de Baixo, Barreiro de Cima, Brasil Industrial, Bonsucesso, Castelo, Cardoso, Camargos, Conjunto Habitacional Átila de Paiva, Conjunto Ademar Maldonado, Conjunto Getúlio Vargas, Conjunto João Paulo II, Conjunto Túnel de Ibirité, Cristo Redentor,  Diamante, Durval de Barros, Flávio Marques Lisboa, Glalija, Ipiranga, Itaipu, Jatobá, Lindéia, Marilândia, Milionários, Miramar, Nosso Lar, Olaria, Paquetá, Pongelupe, Regina, Resplendor, Santa Cecília, Santa Cruz, Santa Helena, Santa Lucia, São Bento, São Joaquim, Sical, Solar, Teixeira Dias, Tirol, Urucuia, Vila Conquista, Vila Cemig, Vila Pinho, Vila Presidente Vargas, Vila Vânia, Vila Ventosa, Bairro das Indústrias, Betânia, Buritis, Cabana, Cinqüentenário, Conjunto Bonsucesso, Conjunto Betânia, Estoril, Estrela Dalva, Estrela do Oriente, Gameleira, Havaí, Jardim América, Jardinópolis, Mansões, Madre Gertrudes, Marajó, Maringá, Morro das Pedras, Nova Barroca, Nova Cintra, Nova Gameleira, Novo das Indústrias, Palmeiras, Parque São José, Salgado Filho, Serra do José Vieira, Vila Leonina, Vila Magnesita, Vila Patrocínio e Vista Alegre. 80 bairros

Betim: Jardim Piemonte, Bandeirinhas, Casa Amarela, Charneca, Citrolândia, Conjunto Residencial Dicalino C. da Fonseca, Paquetá, Parque Ipiranga, São Jorge, São Marcos e São Salvador.

Contagem: Água Branca, Amazonas, Bandeirantes, Bernardo Monteiro, Cidade Industrial, Cinco, Colorado, Conjunto Habitacional Água Branca, Conjunto Habitacional Jardim Califórnia, Conjunto Habitacional Costa e Silva, Distrito Industrial Riacho das Pedras, Durval de Barros, Flamengo, Conjunto Habitacional Monte Castelo, Darci Vargas, Eldoradinho, Eldorado, Glória, Inconfidentes, Industrial, Industrial Itaú, Oitis, JK, Jardim das Oliveiras, Jardim dos Bandeirantes, Jardim Industrial, Jardim Riacho das Pedras, Milanez, Morada Nova, Novo Eldorado, Novo Riacho, Santa Cruz Industrial, Santa Maria, Vila Dom Bosco, Vila Itaú, Vila Paris, Vila Pernambucana, Vila Santo Antônio e Vila São Paulo.

Ibirité: Bela Vista, Boa Vista, Durval de Barros, Palmares, Palmeiras, Piratininga, Regina, Sol Nascente, São Judas Tadeu, Serra Dourada, Vila Ideal e Washington Pires.

Igarapé: Todo município.

Mário Campos: Todo município.

Ribeirão das Neves: Jardim Alvorada, Rosemeire e Soares.

São Joaquim de Bicas: Todo município.

Sarzedo: Todo município.

.

FONTE: Estado de Minas.


PLANO DE ESTÁGIO NO TJMG NOS CURSOS DIREITO, PSICOLOGIA E SERVIÇO SOCIAL.

tjmg
O Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais abriu edital n°01/2016 de processo seletivo para provimento de 635 vagas de estágio, existentes e que vierem a surgir, no prazo de validade da Seleção para estudantes do curso de graduação em Direito, Psicologia e Serviço Social na Secretaria do Tribunal de Justiça e na Comarca de Belo Horizonte, incluídos os Juizados Especiais.
O estagiário receberá bolsa de estágio que, atualmente, possui o valor de R$ 1.047,00, e, também, de auxílio-transporte, em pecúnia, em quantia equivalente a dez por cento do valor da bolsa de estágio.
A carga horária para a realização do estágio é de 30 horas semanais, de acordo com o horário estabelecido pelo órgão/setor de lotação.
A seleção pública será realizada pela Consulplan – Consultoria e Planejamento em Administração Pública. As inscrições serão realizadas exclusivamente no endereço eletrônico http://www.consulplan.net/home.aspx , até 11 de março de 2016.
Não haverá cobrança de valor para inscrição.
As provas objetiva e dissertativa ocorrerão no dia 02 de abril de 2016 e terão duração de 4 horas, no turno da tarde, das 13h às 17h, de acordo com o horário oficial de Brasília-DF.
O gabarito oficial das provas objetivas será publicado no Diário do Judiciário eletrônico – DJ e e disponibilizado nos endereços eletrônicos www.tjmg.jus.br e http://www.consulplan.net/home.aspx , em até dois dias após a realização da prova.
A seleção pública terá validade de um ano, a contar da homologação, podendo ser prorrogado a critério do TJMG.
FONTE: TJMG.

Por 7 a 4, STF admite prisão logo após condenação em 2ª instância

Desde 2009, réu podia recorrer em liberdade perante o STJ e o STF.
Ministros entenderam que condenação colegiada já mostra culpa do réu.

STF
Por 7 votos a 4, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, em julgamento nesta quarta-feira (17), admitir que um réu condenado na segunda instância da Justiça comece a cumprir pena de prisão, ainda que esteja recorrendo aos tribunais superiores.

Assim, bastará a sentença condenatória de um tribunal de Justiça estadual (TJ) ou de um tribunal regional federal (TRF) para a execução da pena. Até então, réus podiam recorrer em liberdade ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) e ao próprio Supremo Tribunal Federal (STF).

Desde 2009, o STF entendia que o condenado poderia continuar livre até que se esgotassem todos os recursos no Judiciário. Naquele ano, a Corte decidiu que a prisão só era definitiva após o chamado “trânsito em julgado” do processo, por respeito ao princípio da presunção de inocência.

O julgamento desta quarta representa uma mudança nesse entendimento. Até então, a pessoa só começava a cumprir pena quando acabassem os recursos. Enquanto isso, só era mantida encarcerada por prisão preventiva (quando o juiz entende que ela poderia fugir, atrapalhar investigação ou continuar comentendo crimes).

Votaram para permitir a prisão após a segunda instância os ministros Teori Zavascki (relator), Edson Fachin, Luís Roberto Barroso, Luiz Fux, Dias Toffoli, Cármen Lúcia e Gilmar Mendes. De forma contrária, votaram Rosa Weber, Marco Aurélio Mello, Celso de Mello e Ricardo Lewandowski.

Nos votos, os ministros favoráveis à prisão após a segunda instância argumentaram que basta uma decisão colegiada (por um grupo de juízes, como ocorre nos TJs e TRFs) para aferir a culpa de alguém por determinado crime.

Em regra, os recursos aos tribunais superiores (STJ e STF) não servem para contestar os fatos e provas já analisadas nas instâncias inferiores, mas somente para discutir uma controvérsia jurídica sobre o modo como os juízes e desembargadores decidiram.

Ao invés de constituir um instrumento de garantia da presunção de não culpabilidade do apenado, [os recursos] acabam representando um mecanismo inibidor da efetividade da jurisdição penal”
Teori Zavascki,
ministro do STF e relator do caso

A favor
Relator do caso, Teori Zavascki argumentou que a possibilidade de recorrer em liberdade estimula os réus a apresentar uma série de recursos em cada tribunal superior, até mesmo a ponto de obter a prescrição, quando a demora nos julgamentos extingue a pena.

“Os apelos extremos, além de não serem vocacionados à resolução relacionada a fatos e provas, não acarreta uma interrupção do prazo prescricional. Assim, ao invés de constituir um instrumento de garantia da presunção de não culpabilidade do apenado, [os recursos] acabam representando um mecanismo inibidor da efetividade da jurisdição penal”, afirmou.

Seguindo essa linha, Luís Roberto Barroso chamou o atual sistema de “desastre completo”. “O que se está propondo é de tornar o sistema minimanente eficiente e diminuir o grau de impunidade e sobretudo de seletividade do sistema punitivo brasileiro. Porque quem tem condições de manter advogado para interpor um recurso atrás do outro descabido não é os pobres que superlotam as cadeias”.

Agora nós vamos facilitar a entrada de pessoas nesse verdadeiro inferno de Dante, que é o sistema prisional”
Ricardo Lewandowski,
ministro e presidente do STF

Contra
Primeira a divergir, Rosa Weber afirmou ter “dificuldade” em mudar a regra até agora aplicada pelo Supremo. “Embora louvando e até compartilhando dessas preocupações todas, do uso abolutamente abusivo e indevido de recursos, eu talvez por falta de reflexão maior, não me sinto hoje à vontade para referenda essa proposta de revisão da jurisprudência”.

Presidente da Corte, Lewandowski também discordou da mudança do entendimento sobre a presunção de inocência e alertou para o aumento do número de presos que virá com a decisão.

“O sistema penitenciário está absolutamente falido, se encontra num estado inconstitucional de coisas. Agora nós vamos facilitar a entrada de pessoas nesse verdadeiro inferno de Dante, que é o sistema prisional”, afirmou.

Trata-se de um passo decisivo contra a impunidade no Brasil”
Rodrigo Janot,
procurador-geral da República

Reação
Após a decisão, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que defendeu a mudança, divulgou nota afirmando tratar-se de um “passo decisivo contra a impunidade no Brasil”.

“Proferida a decisão no tribunal de origem em que as circunstâncias de fato foram acertadas, qualquer recurso para o STJ ou STF, ensejará a discussão somente de questão jurídica”, disse, ainda durante o julgamento.

Em nota, a Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) saudou a mudança, semelhante a proposta apresentada pela entidade ao Congresso. “Esse é um dos principais pontos da nossa a agenda. A mudança na interpretação da lei emanada pelo plenário da Suprema Corte reforça a adequação e pertinência da nossa proposta”, afirmou em nota o presidente da entidade, Antônio César Bochenek.

Se você executa a pena antes do trânsito em julgado, você tem o risco de perpetrar um enorme erro judiciário irreparável”
Nélio Machado,
advogado criminalista

Criminalista atuante no STF há 37 anos, o advogado Nélio Machado criticou a decisão. Para ele, ela permite que uma pessoa comece a cumprir pena mesmo se depois um tribunal superior entender que houve erro nas decisões anteriores.

“Quase um terço das decisões são modificadas aqui. Logo, se você executa a pena antes do trânsito em julgado, você tem o risco de perpetrar um enorme erro judiciário irreparável. E o Estado brasileiro não está vocacionado a reparar erros do Judiciário. Não é da nossa praxe, não é da nossa tradição, nunca foi e nunca será”, afirmou ao G1.

Em nota, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) se manifestou contra a decisão, chamando a atenção para o “alto índice de reforma de decisões de segundo grau pelo STJ e pelo próprio STF”.

“A entidade respeita a decisão do STF, mas entende que a execução provisória da pena é preocupante em razão do postulado constitucional e da natureza da decisão executada, uma vez que eventualmente reformada, produzirá danos irreparáveis na vida das pessoas que forem encarceradas injustamente”, diz a nota.

“O controle jurisdicional das cortes superiores mostra-se absolutamente necessário à garantia da liberdade, da igualdade da persecução criminal e do equilíbrio do sistema punitivo, ao que a Ordem permanecerá atenta e atuante”, conclui o texto.

.

STF libera prisão após 2ª instância
Plenário da Corte altera próprio entendimento e autoriza detenção de condenados antes de processo chegar ao fim

 

Em 2009, STF estabeleceu direito de recorrer da sentença em liberdade (Nelson Jr./SCO/STF)Brasília – O Supremo Tribunal Federal (STF) alterou, por sete votos a quatro, a jurisprudência adotada até hoje no país para permitir a execução de pena a partir de uma decisão judicial de 2ª instância, portanto antes de esgotados todos os recursos propostos pela defesa. Um réu condenado a prisão pode ser encaminhado à penitenciária depois da confirmação da sentença do juiz de primeiro grau por um Tribunal de Justiça. Antes da decisão da Corte, a pena só começaria a ser cumprida pelo condenado após o chamado trânsito em julgado da condenação, podendo chegar aos tribunais superiores.oi tomada durante discussão de um habeas corpus impetrado pela defesa de um condenado a 5 anos e 4 meses de prisão por roubo qualificado. A sentença de primeiro grau foi confirmada pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP), que determinou a prisão do réu. Os advogados entraram com habeas corpus no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e, posteriormente, no Supremo pelo direito do condenado recorrer em liberdade.

Em 2009, o próprio STF fixou a tese de que condenados pela Justiça tinham o direito de recorrer da sentença em liberdade até que não haja possibilidade de novo recurso. A nova composição do tribunal, contudo, possibilitou a reversão no entendimento. A decisão se aplica ao caso concreto discutido no habeas corpus, mas ficou firmada como jurisprudência da Suprema Corte.

O relator do caso, ministro Teori Zavascki, destacou que o cumprimento da pena após a decisão em segundo grau é uma forma de “harmonizar” o princípio da presunção de inocência com a efetividade da justiça. “Não se mostra arbitrária, mas inteiramente justificável, a possibilidade de o julgador determinar o imediato início do cumprimento da pena, inclusive com restrição da liberdade do condenado, após firmada a responsabilidade criminal pelas instâncias ordinárias”, votou Zavascki.

Seguiram o relator os ministros Luís Roberto Barroso, Luiz Edson Fachin, Luiz Fux, Dias Toffoli, Cármen Lúcia e Gilmar Mendes. Para os magistrados, o duplo grau de jurisdição, com a confirmação da sentença pelo Tribunal de Justiça, “inverte” o princípio da presunção de inocência. No julgamento, os ministros destacaram ainda que a medida é uma forma de combater a morosidade da Justiça. Fachin avaliou que o trânsito em julgado dos processos, ou seja, a sentença definitiva, depende “em algum momento da inércia” da parte perdedora. “Há sempre um recurso”, afirmou, sobre o sistema recursal penal do país.

No ano passado, o juiz federal Sérgio Moro, responsável pelas ações da Lava-Jato na Justiça Federal em Curitiba, saiu em defesa de projeto de lei para permitir o cumprimento da pena antes do final do processo. Em visita ao Senado para defender a tese, Moro chegou a criticar o que chamou de “sistema de recursos sem fim”.

Foram contra a alteração na jurisprudência os ministros Rosa Weber, Marco Aurélio Mello, Celso de Mello e Ricardo Lewandowski. O decano da Corte, ministro Celso de Mello, disse que é “frontalmente incompatível com o direito a ser presumido inocente a execução antecipada da sentença”. Ele afirmou que 25,2% dos recursos extraordinários que chegam à Corte com questionamento a sentença criminal culminam em absolvição. “Se não respeitarmos a presunção de inocência, estaríamos tratando como se culpados fossem aqueles que afinal nesta Suprema Corte resultaram absolvidos”, afirmou o ministro.

.

FONTES: G1 e Estado de Minas.


Jovens invadem mineradora em Paracatu para furtar ouro e morrem dentro de tubulação

Os dois homens estavam com outras 13 pessoas no local. Eles acabaram asfixiados por gás. O restante do grupo fugiu do local

A tentativa de furtar ouro de uma mineradora em Paracatu, na Região Noroeste de Minas Gerais, terminou em tragédia. Aproximadamente 15 pessoas entraram na tubulação da empresa que leva os rejeitos de minério até uma barragem. Porém, dois jovens, de 25 e 22 anos, passaram mal e morreram no local. Autoridades afirmam que a ação é recorrente na área.

Os garimpeiros invadiram a área da empresa Kinross Gold Corporation na noite de segunda-feira. Porém, quando o grupo estava na tubulação, dois jovens desmaiaram, possivelmente por causa do vazamento de gás. O Corpo de Bombeiros de Unaí foi acionado para fazer o resgate.

A tubulação onde ficaram presos tem aproximadamente um quilômetro de extensão. Os militares tiveram dificuldades para chegar até os corpos. “É um local de difícil acesso, com visibilidade prejudicada e presença de gases. Tivemos que utilizar equipamentos de proteção respiratória ao entrar no tubo. Chegamos a ouvir vozes, mas não conseguimos localizar ninguém”, explica o segundo-sargento Higor Gonçalves Mourão.

As buscas foram suspensas por causa dos riscos que os militares corriam, mas foram retomada na manhã de terça-feira. “Havia muitos rejeitos com água descendo pela tubulação. Para preservar a integridade física, abortamos a operação e voltamos mais tarde, quando algumas comportas foram desligadas e o local estava ventilado. No retorno, conseguimos chegar até os dois corpos”, afirmou o segundo-sargento. Segundo o bombeiro, a causa das mortes é asfixia por gás.

A prática na região é recorrente, segundo as autoridades. “As pessoas adentram a área da empresa sem autorização. Nessas canalizações que dão acesso à área onde é produzida a matéria bruta e se faz o despejo na represa eles colocam uma espécie de carpete para armazenar os rejeitos. Depois é feita uma lavagem química para retirar o minério e o ouro”, comenta Higor Mourão.

O em.com.br tentou contato com a mineradora, mas até a publicação desta reportagem, ninguém atendeu as ligações.

.

FONTE: Estado de Minas.


Mulher é detida ao levar frango recheado com maconha para marido preso
Crime foi descoberto depois que agentes acharam que a carne branca estava muito dura; jovem afirmou que só falaria na presença do seu advogado

Frango
Um detento do Presídio de Nova Serrana, na região Centro-Oeste de Minas, ficou sem o almoço e a visita da companheira, nesse sábado (13), depois que a mulher de 20 anos tentou entrar na prisão levando frango recheado com maconha para o marido. Ela acabou detida.

.

De acordo com o boletim de ocorrência da Polícia Militar, o plano foi descoberto durante a revista feita nos alimentos levados pelos visitantes aos presos. Agentes acharam que o frango estava muito duro e constataram que dentro dele estavam várias buchas de maconha.

.

Ainda conforme os militares, a mulher levou uma recém-nascida para o presídio, localizado na rua José Pedro da Silva, no bairro Francisco Lucas. No entanto, policiais não souberam informar se a garotinha é filha do preso. A mulher afirmou que só falaria na presença do seu advogado.
.

Ela, a menina, a maconha e o frango foram encaminhados à 7ª Delegacia de Nova Serrana.

.

FONTE: O Tempo.


Gambás temperados são achados
em restaurante de Florianópolis

Outros dois animais eram guardados vivos dentro de freezer desativado.
Dono prestou depoimento e deve responder por crime ambiental.

Gambás vivos estavam trancados dentro de freezer desativado (Foto: Cláudio Lopes)Gambás vivos estavam trancados dentro de freezer desativado

Dois gambás já temperados e outros dois vivos foram apreendidos pela Polícia Militar Ambiental na tarde desta quarta-feira (10) em Florianópolis. Eles estavam em um restaurante na Lagoa da Conceição. O estabelecimento foi lacrado pela Vigilância Sanitária

De acordo com informações preliminares da Polícia Militar Ambiental, a delegacia da região recebeu a denúncia da irregularidade na manhã desta quarta. Os animais silvestres, que pertencem à fauna da ilha, teriam sido capturados no próprio terreno onde fica o restaurante, onde há árvores que favorecem a presença do animal.

Carnes de gambás já estavam temperadas em restaurante (Foto: Claudio Lopes)
Carnes de gambás já estavam temperadas em restaurante

Ainda segundo a Polícia Militar Ambiental, os dois animais vivos estavam dentro de um freezer desativado e fechado. Há indícios de que os animais eram deixados ali e morriam asfixiados, segundo informações da polícia. Um deles estava debilitado. Eles foram levados para o Parque Estadual do Rio Vermelho.

Até a publicação desta reportagem, o dono do estabelecimento prestava depoimento à Polícia Militar Ambiental. Ele deve responder em liberdade por crime ambiental.

O G1 tentou entrar em contato com o restaurante pelos telefones informados na página do estabelecimento na internet, mas não obteve resposta.

FONTE: G1.


Policiais mirins de MG que sonham ser profissionais emocionam militares

Miguel, de 4 anos, e João Victor, 11, são apaixonados pela profissão.
Psicopedagoga destaca a importância de incentivar o exemplo positivo.

Muitos já se perguntaram o que querem ser quando crescer. “Policial militar” é a resposta imediata de pequenos mineiros: Miguel, de quatro anos, de Bom Jardim de Minas, sul do Estado; e João Victor, de 11 anos, de Senhora dos Remédios, no Campo das Vertentes.

A admiração é tão grande que os dois têm fardas mirins, são conhecidos dos policiais nas cidades e contam com o apoio das famílias na descoberta sobre as características desta profissão. Em entrevista ao G1, a psicopedagoga Clara Duarte, que participou do quadro MGTV Responde falando sobre o assunto (confira vídeo acima), destacou a importância de oferecer exemplos positivos desde a infância.

“Quanto mais cedo a criança conhecer vários personagens e pessoas que podem ser um exemplo positivo para ela, melhor para abrir o leque de opções. Só vai agregar. Ela vai acabar optando por algum, e aqueles outros que ficam no inconsciente dela vão trazê-lo uma pessoa mais completa, porque nós somos um total de referencias”, analisou.

Os ‘PMs mirins
Miguel Menezes Rodrigues, o garoto de quatro anos de Bom Jardim de Minas, gosta do Corpo de Bombeiros e da equipe de resgate da ambulância. Mas a maior paixão dele é a PM.

Miguel PM Bom Jardim de MG 2 (Foto: Reprodução/ TV Integração)
Fardado, Miguel segue o exemplo dos policiais militares

O pequeno tem até uma farda com todos os apetrechos e imita o gestual dos policiais, até aplicando multas imaginárias quando percebe algo errado nas ruas. E ele leva a rotina de “PM mirim” para as brincadeiras com os irmãos e amigos. “A gente brinca de polícia e ladrão. Eu, ele, nosso irmão e um colega. São dois policiais e dois ladrões. Ele fica sempre para prender”, contou Guilherme Menezes Rodrigues, irmão mais velho de Miguel. Os pais observam as brincadeiras e impõem limites. “Tem horas que ele quer saber de arma. No entanto, a gente diz que arma é só para polícia”, disse o pai, Cleverton Landin Rodrigues.

O interesse de Miguel começou há mais de um ano, quando o sargento Linus Neiva Marçola passava em frente à casa do menino durante patrulhamento e começou a acenar para ele. Miguel habituou-se a esperá-lo. O MGTV acompanhou uma visita do garoto à sede da polícia em Bom Jardim de Minas. Tímido, ele preferiu conhecer, brincar, acionar a sirene e falou pouco. “Isso vem de berço. Ser policial militar é uma honra. A gente nasce com isso. O Miguel, com certeza, vai prosperar nessa carreira”, disse o sargento Marçola.

O comandante da 140ª Companhia da PM, tenente Wagner José da Silva, emocionou-se diante do interesse espontâneo do garoto pela profissão. “A situação dele nos traz admiração por ver que os nossos serviços estão sendo recompensado pelo entusiasmo que ele demonstra pelo trabalho policial. Ao longo dos meus 25 anos de serviço, a gente vê que as crianças nutrem esse gosto, essa admiração pela farda. A gente espera que ele cresça com esse entusiasmo e futuramente venha fazer parte da nossa corporação”, afirmou.

Miguel PM Bom Jardim de MG 3 (Foto: Reprodução/ TV Integração)Miguel ao lado do sargento Marçola, da PM de Bom Jardim de Minas 

A fascinação das crianças com a Polícia Militar também tem um capítulo em Senhora dos Remédios, no Campo das Vertentes. Em 2014, uma família passou pelo trauma de ter a casa invadida por ladrões, como contou ao G1 o comerciante Ângelo Moreira, pai de João Victor Moreira. “Quatro homens armados entraram em nossa casa, nos renderam e nos amarraram, menos o João Victor. Eles ficaram uma hora e meia e levaram tudo. Quando foram embora, achamos que tinham levado o João, mas ele foi trancado em outro cômodo. A PM nos resgatou, encontrou e deteve os bandidos que estão no presídio de Ponte Nova”, lembrou.

João Victor PM Mirim Senhora dos Remédios 2 (Foto: PMR Barbacena/ Divulgação)
João Victor ganhou uma viatura da PM de presente

O comerciante destacou que o apoio da PM ajudou o caçula da família de cinco pessoas, na época com 10 anos, a superar o trauma do roubo. “A gente passou um tempo fora da nossa casa, ninguém queria voltar. Os policiais conversaram conosco e essa presença constante ajudou a superar. Ele criou uma sensação de proteção e sergurança em relação à PM. Depois de ter vivenciado isso, João Victor ficou apaixonado pela Polícia Militar. Diz que vai ser policial porque ladrão não pode agir assim e ele vai combater o crime”, contou o comerciante.

Os pais acompanham e entendem o sentimento do filho pela PM. “Criança é muito pura. É uma admiração que não foi forçada. E os policiais foram acessíveis e sensíveis com a gente”, disse Ângelo Moreira.

Para celebrar esta amizade, os policiais militares da 117ª Companhia foram à festa de aniversário de 11 anos de João Victor, no dia 22 de fevereiro, como um “presente surpresa”. Com direito a sirene na mesa, o garoto usou o presente que ganhou da família, uma farda mirim da PM, e foi presenteado pelos policiais com um chaveiro e a miniatura de uma viatura da corporação. “Essa história representa aquilo que a gente espera que as pessoas vejam no nosso trabalho. Queremos uma sensação de segurança e estreitar os laços de amizade com a comunidade onde a gente vive e trabalha. E aumenta a responsabilidade para corresponder à expectativa desta amizade”, disse o cabo Eder Ângelo dos Santos, da PM de Senhora dos Remédios.

João Victor PM Mirim Senhora dos Remédios 1 (Foto: PM Barbacena/ Divulgação)Policiais de Senhora dos Remédios foram o presente surpresa de João Victor 

Incentivar e oferecer opções
Ao lidar com a admiração infantil por alguma profissão ou pessoa, os pais devem observar e incentivar interesses variados. A orientação é da psicopedagoga Clara Duarte. “Os pais não devem cortar isso, já que vocação é um chamado. Se a criança realmente se identificar com aquilo, nós não vamos conseguir tirar dela. Se cortar esse sonho, vamos transformá-lo em um adulto frustrado. Mas se apresentar outros exemplos, ela pode se tornar um profissional melhor por ter tido acesso a varias opções diferentes”, reforçou.

“Quando eles estiverem em outra área, mesmo que não tenha nada a ver com a PM, essas características, temperamentos e atitudes,  eles acabam usando no trabalho que escolheram.”
Clara Duarte, psicopedagoga

Segundo a psicopedagoga, a forma de abordar o assunto muda de acordo com a idade, que observa pontos diferenciados na construção da personalidade e dos motivos que levam a tomar as decisões.

“Há a fase visual, em que o super-herói chama a atenção porque é colorido, tem capa. Começa-se a ter observação pelos hábitos, se (o personagem) atira, se pula, se é sério; os sons. Depois, a criança começa a prestar atenção na fala, se tem um jargão, se usa expressões. No momento em que fica mais velho, aos 12 ou 13 anos, tem-se uma visão e uma observação mais completas. Aí virão as pessoas da família, do colégio, da vizinhança, das situações ruins que a gente passa na vida e alguém nos acode, nos ouve. Isso marca muito o inconsciente. É daí que a gente vai fazendo as opções”, comentou Clara.

E mesmo que no futuro Miguel e João Victor mudem de ideia e não se tornem PMs, para a psicopedagoga a paixão deles terá contagiado outras pessoas. “Por eles veem o policial como uma pessoa que pode ajudá-los, tornam-se disseminadores disso, transmitem uma ideia séria e real do policial, ajudam a divulgar o trabalho legal do PM”, disse. Segundo a psicopedagoga, com a devida orientação para evitar excessos, essa admiração por uma profissão específica só contribui para o crescimento e formação da personalidade da criança “Quando eles estiverem em outra área, mesmo que não tenha nada a ver com a PM, essas características, temperamentos e atitudes da profissão, eles acabam usando no trabalho que escolheram”, resumiu Clara Duarte.

FONTE: G1.


Confira o que abre e fecha em Belo Horizonte durante o carnaval

De acordo com o decreto 16.215, de 26 de janeiro, os dias 8, 9 e 10, segunda a quarta da próxima semana, serão ponto facultativo nas repartições da administração municipal. Confira abaixo o funcionamento dos diversos órgãos e equipamentos da Prefeitura durante o período de Carnaval.
Carnaval 2016

Parques e Zoológico

• Alguns parques, em função do verão, estarão abertos em novos horários. O Parque Municipal, no Centro, fica aberto das 6h às 20h. O Parque Ecológico e de Lazer, no bairro Caiçara, o Fazenda Lagoa do Nado (Itapõa), o Ecológico Pedro Machado (Santa Maria), o Jacques Cousteau (Betânia), o Orlando de Carvalho Silveira (Bairro da Graça), o Ismael de Oliveira Fábregas (Novo Floresta), o Ecológico Primeiro de Maio, no bairro de mesmo nome, o Nossa Senhora da Piedade (Aarão Reis) e Vencesli Firmino da Silva, Universitário, Ursulina de Andrade Mello, Elias Michel Farah e Cássia Eller, todos na Pampulha, abrem das 8h às 20h. Os demais parques abrem das 8h às 18h. Todos eles ficarão abertos entre amanhã e quarta, exceto na segunda-feira, quando estarão fechados para manutenção.

• O Mirante do Mangabeiras (Rua Pedro José Pardo, 1.000, Mangabeiras) estará aberto entre amanhã e quarta-feira, das 10h às 22h.

• Os equipamentos da Fundação Zoo-Botânica funcionam normalmente no período do Carnaval. Entre amanhã e quarta, dia 10, o Jardim Zoológico, o Jardim Botânico e o Aquário da Bacia do Rio São Francisco (Avenida Otacílio Negrão de Lima, 8.000, Pampulha), abrem às 8h30 e fecham às 17h (entrada até às 16h). Já o Parque Ecológico da Pampulha (Avenida Otacílio Negrão de Lima, 6.061, Pampulha) ficará aberto das 8h30 às 19h (entrada até às 18h).

Postos de Informação Turística

• Aeroporto de Confins (Rodovia MG-10, Confins) – Aberto amanhã e domingo, das 8h às 17h. Entre segunda e quarta-feira, funciona das 8h às 22h.
• Centro de Referência Turística Álvaro Hardy – Veveco (Avenida Otacílio Negrão de Lima, 855, São Luís) – Aberto amanhã e domingo, das 8h às 17h. Fecha na segunda e reabre na terça e na quarta, das 8h às 17h.
• Mercado Central (Avenida Augusto de Lima, 744, Centro) – Aberto amanhã, das 8h às 17h20, e no domingo, dia 7, das 8h às 13h. Fecha na segunda e reabre na terça-feira, dia 9, das 8h às 13h. Na quarta, dia 10, o funcionamento será das15h às 16h20.
• Mercado das Flores (Avenida Afonso Pena, 1.055, Centro) – Amanhã, domingo e quarta, funciona das 9h às 19h. Fechado na segunda e na terça.
• Rodoviária (Praça Rio Branco, Centro) – Funciona entre amanhã e terça-feira, das 8h às 17h. Na quarta, dia 10, aberto das 8h às18h.

Abastecimento

• Banco de Alimentos (Rua Tuiutí, 888, bairro Padre Eustáquio) – Não funciona entre amanhã e quarta-feira, dia 10.
• Central de Abastecimento Municipal (Rua Maria Pietra Machado, 125, bairro São Paulo) – Abre amanhã, das 7h às 18h. Domingo, segunda e terça-feira funciona das 7h às 13h, e quarta-feira, dia 10, das 7h às 18h.
• Direto da Roça – De sábado a terça-feira o funcionamento será facultativo. Fecha na quarta-feira.
• Feira Coberta do Padre Eustáquio (Rua Pará de Minas, 821, Padre Eustáquio) – Abre amanhã, das 7h às 18h. Domingo, segunda e terça-feira funciona das 7h às 13h e quarta, das 7h às 18h.
• Feira de Orgânicos – Entre sábado e terça o funcionamento será facultativo. Fecha na quarta.
• Feiras Livres – Funcionam amanhã, domingo, terça e quarta, das 7h às 13h. Na segunda, dia 8, não funcionam.
• Feiras Modelo – Não funcionam na quarta, dia 10. Na quinta, abertas das 15h às 22h.
• Mercado da Lagoinha (Avenida Antônio Carlos, 821, São Cristóvão) – Fechado de amanhã até quarta-feira.
• Mercado do Cruzeiro (Rua Ouro Fino, 452, Cruzeiro) – Abre amanhã, das 7h às 18h, e no domingo, das 7h às 13h. Fecha na segunda e na terça e o funcionamento será facultativo na quarta.
• Refeitório Popular da Câmara Municipal (Avenida dos Andradas, 3.100, Santa Efigênia) – Fechado de amanhã até quarta-feira.
• Restaurantes Populares I, III e IV – Fechados entre amanhã e quarta-feira.
• Sacolões Abastecer – Funcionam amanhã, na segunda e na terça, das 7h às 18h, e no domingo, das 7h às 13h. Na quarta o funcionamento será facultativo.

Plantão de chuvas

• O plantão da Defesa Civil funciona 24 horas por dia, todos os dias, inclusive aos domingos e feriados. Os telefones de contato são o 199 e o 3277-8864.

BH Resolve

• Fechado para atendimento ao público entre amanhã e quarta, dia 10.

Limpeza Urbana

• Todos os serviços de limpeza urbana serão realizados normalmente amanhã. No domingo, dia 7, haverá plantões de varrição na Savassi e nas áreas hospitalar e central. De segunda a quarta, dias 8 a 10, serão realizados os serviços de coleta domiciliar, seletiva, hospitalar e limpeza de vias (varrição, capina, limpeza de bocas de lobo e multitarefa)

Equipamentos culturais

• Arquivo Público da Cidade (Rua Itambé, 227, Floresta) – Fechado entre amanhã e quarta, dia 10.
• Casa do Baile (Avenida Otacílio Negrão de Lima, 751, Pampulha) – Abre amanhã e domingo, dia 7, das 9h às 18h. Fecha na segunda e na terça-feira e reabre na quarta, às 12h.
• Casa Kubitschek (Avenida Otacílio Negrão de Lima, 4.188, Bandeirantes) – Abre amanhã e domingo, dia 7, das 9h às 18h. Fecha na segunda e na terça e reabre na quarta, às 12h.
• Centro de Referência da Moda (Rua da Bahia, 1.149, Centro) – Fechado entre hoje e quarta, dia 10. Retoma as atividades na quinta, dia 11, das 9h às 21h.
• Museu de Arte da Pampulha (Avenida Otacílio Negrão de Lima, 16.596, Pampulha) – Aberto amanhã e domingo, das 9h às 18h30. Fechado segunda e terça. Reabre na quarta, às 12h.
• Museu Histórico Abílio Barreto (Avenida Prudente de Morais, 202, Cidade Jardim) – Abre amanhã, domingo e terça, das 10h às 17h. Fechado na segunda-feira. Reabre na quarta, das 10h às 21h.

Saúde

• As Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), o Hospital Municipal Odilon Behrens, a Central de Internação, o Samu e os laboratórios das UPAs funcionam normalmente durante 24 horas por dia.
• Os centros de saúde, o Centro de Controle de Zoonoses, os Centros de Esterilização de Cães e Gatos, os Laboratórios de Zoonose e as sedes de distrito não funcionam amanhã, domingo e terça. Na segunda, dia 8, funcionam das 7h às 17.
• Os laboratórios distritais e o Central, os centros de convivência, os Centros de Especialidades Médicas (CEMs), o Centro de Treinamento e Referência (CTR), as Unidades de Referência Secundária (URSs), o Centro Municipal de Imagem (CMI), o Centro Médico de Oftalmologia (CMO), os Centros de Reabilitação (Creabs) e a Farmácia Distrital não funcionam entre amanhã e terça-feira. Na quarta-feira, dia 10, todos os equipamentos retomam as atividades a partir das 13h.
• Cersams – Funcionam normalmente amanhã e domingo. Na segunda e na terça, funcionam com escala mínima de feriado no período diurno e com expediente normal no período noturno. Na quarta, dia 10, o período diurno terá escala de plantão. A partir das 13h, o funcionamento será normal.
• Serviço de Urgência de Psiquiátrica Noturno – Funciona normalmente entre amanhã e quarta, dia 10.

.

FONTE: Estado de Minas.


MP quer levar líderes do tráfico para o interior

AGLOMERADO DA SERRA
PM sobrevoa a área para desarticular a atuação das gangues Sacramento e Bandonion

O Ministério Público Estadual não descarta pedir a transferência dos líderes do tráfico no Aglomerado da Serra, região Centro-Sul de BH, para cadeias no interior do Estado. A medida visa enfraquecer as gangues da área e amenizar os conflitos registrados na comunidade desde o fim do mês passado. Há informações de que os criminosos dão ordem para crimes de dentro das prisões, na região metropolitana.
.
O promotor Peterson Queiroz também analisa informações repassadas pelas polícias Civil e Militar para agilizar as detenções de suspeitos. “Prisão preventiva, indisponibilidade de bens e até mesmo os chefes (traficantes) que estão presos podem ter regime disciplinar diferenciado e podem ser transferidos para outras cidades e comarcas”, explicou.
.
Nesta quarta-feira (4), em visita à Área Integrada de Segurança Pública (Aisp) no aglomerado, a Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa constatou apenas dois militares e uma viatura para patrulhar toda a comunidade. “A situação é grave. Não há segurança para policiais nem moradores. Instalações precárias e risco de roubo de armas pelos criminosos”, disse o deputado Sargento Rodrigues. O promotor admite que a carência de efetivo pode prejudicar as investigações.
.
Segundo a Polícia Civil, o tráfico no aglomerado é comandado por Wender Wesley Ferreira, o “Peixinho”, da gangue do Sacramento. Ele está preso na Penitenciária Dutra Ladeira. Dois criminosos da gangue Bandonion – Clébio Pereira Rosa e outro identificado como Ceará –, são investigados pela polícia.
.
Resposta
.
Em nota, a Polícia Civil informou que um delegado é responsável pela área do aglomerado e uma equipe desenvolve o trabalho de investigação e Polícia Judiciária. “Mesmo não estando fisicamente na Aisp do aglomerado, o trabalho está sendo realizado”, reforçou a nota.

Apoio aéreo ajuda a polícia na prisão de criminosos na Serra

.

Há onze dias ocupando o aglomerado da Serra, região Centro-Sul de Belo Horizonte, os militares do Comando de Políciamento Especializado (CPE) contam com o apoio do grupamento aéreo militar para desarticular a atuação das gangues Sacramento e Bandonion que disputam o domínio do tráfico de drogas no local.

.

Em 29 anos de existência, o grupamento aéreo tem como objetivo proporciar segurança aos miliatres em terra, além de resgate de vítimas de acidentes, combate a incêndios florestais, ajuda em alagamentos, transporte de órgãos e operações policiais. “Nosso objetivo é dar suporte em todas as operações. Garantir a segurança dos militares e sociedade. Além disso, estamos preparados para o suporte operacional de ações policias, que é o nosso principal foco”, explica o comandante do Batalhão de Radiopatrulhamento Aéreo (Btl RpAer), tenente-coronel Rodrigo Sousa Rodrigues.

.

Nesta quinta-feira (4) ,enquanto Btl RpAer realizava a identificação da comunidade,  militares dos batalhões de Choque e Rotam realizavam incursões dentro em becos e vielas do aglomerado. “Através do nosso mapeamento, os militares em solo conseguem surpreender os suspeitos”, explica o comandante da operação aéreo, major Flávio Barreto.

.

Durante a operação duas pessoas foram presas e dois adolescentes apreendidos. Os militares do Batalhão de Choque e Rotam ainda apreenderam uma submetralhadora de fabricação caseira, uma arma calibre 12 e munição. Mais de 24 motocicletas que serviam para o deslocamento de “olheiros” , que monitoravam a ação da polícia e transporte de drogas também foram apreendidas. Os veículos foram encaminhados para o pátio credenciado do Departamento de Trânsito (Detran-MG).

.

FONTE: Hoje Em Dia.



%d blogueiros gostam disto: