Blog dos alunos da Universidade Salgado de Oliveira, Campus Belo Horizonte, Curso de Direito.

ear-85
Eleições

Eduardo Almeida Reis – eduardo.reis@uai.com.br

Publicação: 16/09/2013 04:00

Se o governante brasileiro é sempre um produto de marketing nos níveis municipais e estaduais, como também no federal, podemos votar nas Pílulas de Erva-de-Bicho. Evitemos a importação de médicos que vão exercer a profissão, que dizem ter aprendido, em postos de saúde sem leitos, lençóis, remédios, macas, ambulância, oxigênio, água, esgotos – sem nada de coisa alguma. Não falar português é o de menos: temos advogados, jornalistas e político que não falam.Erva-de-bicho é suposta de ser muito útil no tratamento das hemorroidas. Talvez por isso a taxonomia tenha resolvido classificá-la como planta do gênero Cuphea. Vejo agora que ela e suas primas do gênero Polygonum têm uso medicinal como estimulantes, diuréticas, anti-helmínticas e também no tratamento de úlceras, da blenorragia e da erisipela.

Cultureba
A mais longa cadeia de montanhas da Terra, com extensão de 16.090 quilômetros, raramente é vista. Vai da Islândia até à Antártica e sua maior parte está sob o mar: é a cadeia do Atlântico Central. Seu pico mais alto mede mais de 8 mil metros e o ponto mais elevado acima da água é na Ilha de Pico, Açores, com mais de 1.500 metros.

Se essas informações não nos deixam mais ricos, também não nos fazem mal de espécie alguma. Tirei-as do Livro dos Fatos, de Isaac Asimov, que tem coisas interessantíssimas. E vejo que o Google tem mais que 71 mil resultados para cultureba, contra 172 mil para natureba e seus chatíssimos praticantes.

Vejamos os ratos
A imprensa deu para descrever cerimônias de casamentos sem citar os nomes dos noivos. Ora, no casamento de João e Maria, as figuras mais importantes são Maria e João, ainda que um deles seja filho do Collor, do Eike, do Dirceu. Outro exemplo do destrambelho é dizer que as mudanças climáticas “provocarão aumento de até 50% no número de conflitos sociais”. É, bebé? E lição dos ratos?

Claro que não me refiro aos de duas pernas, que evitam conflitos sociais compondo as chamadas bases aliadas, eufemismo para formação de quadrilha. Cuido somente dos roedores da família dos murídeos, especialmente os do gênero Rattus. Quando publicou seu livro Explosão Biológica, G. Rattray Taylor contou-nos fato impressionante, que ainda uma vez cito de memória porque meus livros estão difíceis de encontrar nas estantes do novo apê.

Se você, caro e preclaro leitor, tomar um espaço em que determinada população de ratos viva bem, com água e comida abundantes, que acontecerá quando a população aumentar, mesmo contando com água e comida abundantes?

Elementar, meu caro Watson: explode o homossexualismo murídeo, formam-se grupos de ratos jovens que perseguem e atacam os ratos menos jovens, a violência é total. Esqueçamos as mudanças climáticas, que, de resto, sempre existiram no planeta, desde quando a espécie H. sapiens sapiens não existia ou não tinha expressão numérica para influir no clima.

ear-86

Que aconteceu com a população humana neste planeta nos últimos dois séculos, com ênfase para o século 20? Sem abundância de água e de comida, é bom que se diga, nossa espécie vai a caminho das 9 bilhões de almas em pouquíssimas décadas – e as responsáveis pelo aumento de até 50% no número de conflitos sociais, dizem os tolos, serão as mudanças climáticas.

Vejamos o crescimento da população mundial. Em 1802, 1 bilhão; em 1928, 2 bilhões (portanto, há 85 anos); em 1961, 3 bilhões; em 1974, 4 bilhões; em 1987, 5 bilhões; em 1999, 6 bilhões; em 2011, 7 bilhões – e os conflitos sociais vão aumentar por culpa das mudanças climáticas…

A espécie humana sempre foi brigona, mesmo quando os grupos não se avistavam porque uns viviam longe dos outros. Que dizer dos tempos recentes, em que todos se empilham por cima dos outros e pelo menos 2,5 bilhões passam fome?

O mundo é uma bola
16 de setembro de 1629: o barco Mayflower, com escassos 26 metros de comprimento, parte de Plymouth, Inglaterra, levando 102 peregrinos (pilgrims) para dar início à colonização de Nova Inglaterra na América do Norte. Passageiros alegres e dispostos a tudo, como vimos nos peregrinos que foram ao encontro do papa Francisco no Rio e em Aparecida.

Em 1765 criam-se em Portugal as fábricas de serralharia, oficinas onde se executam obras em ferro a frio, especialmente as construções metálicas de obras civis, ou se consertam objetos de ferro.

Em 1760, o rei José I, de Portugal, concede a Sebastião José de Carvalho e Melo o título de marquês de Pombal. Em 1908, William Durant funda a General Motors fabricante do Chevrolet, um dos dez mandamentos do fazendeiro feliz, isto é, do fazendeiro que escolhe criaturas e objetos que nunca dão problemas: casar com mulher feia, fazer horta do lado de baixo do rego, cavalo capão, relógio Omega ferradura, carabina Winchester, automóvel Chevrolet etc.

Em 1947, Oswaldo Aranha é eleito presidente da Assembleia Geral da ONU. Em 1955, golpe militar na Argentina depõe o presidente Juan Perón. Para sorte do Brasil, os militares argentinos não acabaram com a raça do peronismo. Em 1955 nasceu o senador Renan Calheiros.

Hoje é o Dia da Emancipação Política de Alagoas (em 1817), estado que teve a subida honra de dar ao Brasil o senador citado acima.

Ruminanças
“Quem vence não precisa dar satisfações.” (Gracián, 1601-1658)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: