Blog dos alunos da Universidade Salgado de Oliveira, Campus Belo Horizonte, Curso de Direito.

ear-48

Em directo

Até então, pensei que só o coral (conjunto de cantores) era sinônimo de felicidade. Aprendi que os peregrinos também são felicíssimos

Eduardo Almeida Reis

Publicação: 23/08/2013 04:00

Tevê ao vivo ou em directo, como se diz em Portugal, é o diabo. Não respeita cerimônia religiosa para informar o descarrilamento de um trem em Compostela, Espanha, com pelo menos 10 mortos, que vão subindo de número enquanto o papa abençoa os peregrinos da Jornada Mundial da Juventude.

Pausa para constatar que peregrinação é sinônimo de felicidade. Nunca vi tanta gente risonha e feliz, mesmo entre os quarenta heróis que foram a pé de Pouso Alegre, MG, a Aparecida, SP. Até então, pensei que só o coral (conjunto de cantores) era sinônimo de felicidade. Aprendi que os peregrinos também são felicíssimos.

Fatos importantes nos deslocamentos aéreos do papa Francisco foram, no meu entendimento de philosopho, o helicóptero camuflado, pintura horrível que não camufla e dá ideia de batalha. Também não entendi o porquê de o piloto do helicóptero, embarcado o papa, acender potente farol dianteiro e sair taxiando pela pista do aeroporto de São José dos Campos.

Helicóptero não decola de um ponto justamente chamado heliponto? Que história foi aquela de taxiar centenas de metros para decolar da pista destinada ao pouso dos aviões? No campo do Fluminense, usado para jogar futebol, foi a mesma coisa: uma roda de luzes acesas no centro do gramado e os repórteres da televisão informando que a aeronave camuflada pousaria no meio da roda. Pousou fora dela e ninguém teve a curiosidade de apurar o motivo.

ear-49

Energia
Dizem que a Terra tem cerca de 4,5 bilhões de anos. Presumo que existam ventos e quedas de água há centenas de milhões de anos e que a luz do Sol sempre tenha existido. Nossa espécie anda pelos 200 mil anos, poucos mais ou menos. Só muito recentemente descobrimos que as quedas de água, os ventos e a luz do Sol geram energia elétrica para aquecer ou refrigerar nossas casas, iluminar ruas e interiores, permitir que funcionem computadores, elevadores, escadas rolantes, geladeiras, essas coisas todas. Antes da eletricidade, as águas tocavam os munhos de fubá nas roças mineiras, os ventos movimentavam as pás dos moinhos de Don Quixote e os cata-ventos do Pantanal, no período seco, para encher nas invernadas os chamados tanques australianos.

Muitas das fontes de energia são limitadas por diversos fatores, como por exemplo: as noites e as nuvens complicam a energia solar, a falta de ventos paralisa a eólica, as secas prejudicam as hidrelétricas, o carvão e o óleo das termelétricas poluem e são produtos finitos – situações preocupantes para um planeta que precisa de mais e mais energia.

Ainda bem que há philosophos de olho em certos programas de televisão para descobrir nova fonte de energia, desta vez inesgotável: as bobagens dos apresentadores improvisando. No encontro do papa com os fiéis em Copacabana, na tarde/noite fria e chuvosa de 25 de julho, apresentadores brilharam nas tolices. Compete agora à ciência produzir um bobagerador elétrico para que os problemas energéticos do planeta sejam solucionados per omnia saecula saeculorum, amen.

Os jovens senhores e senhoras falam sem parar numa velocidade espantosa, esquecidos de que o telespectador tem imagem ao vivo e em cores, dispensando a loquacidade burra. O mínimo que disseram foi que o papamóvel é um automóvel comum. Comum como, cara pálida? Porque tem quatro rodas, motor e motorista? Disseram ainda que o Forte de Copacabana, onde pousou o helicóptero, é o ponto mais próximo do Leme, quando o Leme fica na extremidade oposta: o forte numa ponta da praia e o Leme na outra ponta. Se isso é esclarecer, é informar, não entendo mais nada, mas sei que o besteirol gerando energia vai solucionar todos os nossos problemas, permitindo que o ministro Lobão dedique mais tempo a colorar sua bela cabeleira.

O mundo é uma bola
23 de agosto de 1793: na Revolução Francesa, a Convenção Nacional decreta uma levée en masse. Não faço a mais mínima ideia do que seja uma levée, mas boa coisa não deve ter sido. Em 1893 é instalado o primeiro de uma série de cabos telegráficos submarinos ligando a cidade da Horta, nos Açores, a Lisboa, fato importantíssimo porque tenho amigo nascido na Horta.

Em 1939, Adolf Hitler e Joseph Stalin assinam o Pacto Ribbentrop-Molotov de não agressão em caso de conflito mundial, provando por escrito que as assinaturas de bandidos não valem absolutamente nada. Em 1940 os alemães começam a bombardear Londres. Em 1969, primeiro telejornal transmitido em cadeia nacional: entra no ar o Jornal Nacional. Em 1989, Tim Berners-Lee ativa a primeira versão da WWW, World Wide Web, sem a qual, hoje, a gente não vive um minuto.

Em 1999, a Alemanha Ocidental (RFA) e a Alemanha Oriental (RDA) anunciam sua reunião no próximo 3 de outubro. Escusado é dizer que o D, de RDA, significava “democracia”: comunista adora falar de democracia.

Em 1912 nasceu Nelson Rodrigues.

Ruminanças
“Velhice é quando as moças começam a nos tratar com respeito e os rapazes sem respeito nenhum” (Mario Quintana, 1906-1994).


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: