Blog dos alunos da Universidade Salgado de Oliveira, Campus Belo Horizonte, Curso de Direito.

TIRO E QUEDA
Sumiço
É simplesmente doloroso demais admitir, mesmo para nós mesmos, que fomos enganados

 

Eduardo Almeida Reis

Publicação: 09/06/2014 04:00

O economista Virgílio Guimarães de Paula e o sociólogo Paulo Gabriel Godinho Delgado, fundadores do Partido dos Trabalhadores, tomaram chá de sumiço. Ambos foram deputados federais por diversas legislaturas e deram às de vila-diogo da política partidária sem aviso prévio, fenômeno que foi explicado no livro O Mundo assombrado pelos demônios, de Carl Sagan, um dos maiores IQs de que o mundo teve notícia. IQ, como sabe o leitor, vem de intelligence quotient. No dicionário do doutor Bill Gates encontro: “measure of intelligence – a measure of somebody’s intelligence, obtained through a series of aptitude tests concentrating on different aspects of intellectual functioning. An IQ score of 100 represents average intelligence”.


Carl Sagan explicou o sumiço de Virgílio e Paulo: “Uma das lições mais tristes da história é a seguinte: se formos enganados por muito tempo, a nossa tendência é rejeitar qualquer evidência de logro. Já não nos interessamos em descobrir a verdade. O engano nos aprisionou. É simplesmente doloroso demais admitir, mesmo para nós mesmos, que fomos enganados. Se deixamos que um charlatão tenha poder sobre nós, quase nunca conseguiremos recuperar nossa independência. Por isso, os antigos logros tendem a persistir, enquanto surgem outros novos”.


Pessoalmente honestos e bem-intencionados, o economista e o sociólogo acreditaram no PT. Quando viram a ladroeira em que o partido se especializou, conseguiram recuperar a independência e caíram fora para cuidar de suas vidas. O deputado André Vargas, agora sem partido, ameaça cuspir tudo que sabe: quem levou quanto, quando, onde, como e por quê. Por muito menos, o prefeito Celso Daniel foi retirado de um carro blindado e terminou do jeito que todos viram. Falta muita gente na Papuda.

 Notas fosfóricas 
Faz tempo que lido com fósforos, hoje de preferência os extra longos da Swedish Match do Brasil S.A, que garante “Madeira 100% Reflorestada”: palitos que não queimam bem, mas são ecológicos. Quando morei na roça, os filhos dos compadres cascavam fogo no mato seco usando palitos pequenos e os incêndios destruíam municípios inteiros.


A Swedish Match nos conta pela internet que um alquimista de Hamburgo, Alemanha, chamado Henning Brandt, foi quem descobriu acidentalmente, em 1669, o elemento químico batizado fósforo, do grego phos “luz” + phoros “transportador”, quando tentava produzir ouro a partir de urina. Alquimistas podem ser meio malucos e o nosso Houaiss diz que a etimologia de fósforo vem do latim phosphòrus,í “a estrela-d’alva”, do grego phósphóros,os,on “idem”, mas o Diccionario de La Real Academia Española concorda com a Swedish Match: “portador de luz”.


A descoberta de Brandt chegou ao conhecimento do físico inglês Robert Boyle (1627-1691), que criou em 1680 uma folha de papel áspero com a presença de fósforo, junto com uma varinha com enxofre, elemento que se incendeia com facilidade, em uma das pontas. O calor provocado pela fricção da varinha com a superfície áspera fazia o fósforo liberar faíscas incendiando o enxofre.
Na época era uma curiosidade muito cara. Só em 1826 os palitos de fósforos, então com 8 centímetros de comprimento, começaram a se popularizar, mas tinham o inconveniente de incendiar-se sozinhos dentro da embalagem, problema só resolvido em 1855 com os “fósforos de segurança” recobertos com um isolante que não os deixava pegar fogo à toa, produto que passou a ser fabricado pela Fiat Lux no Brasil no século passado.


A história do fósforo é divertida. Sugiro que o leitor veja no Google a “História do Fósforo – Swedish Match”, porque preciso falar da minha descoberta. As caixas de extra longos têm de um só lado aquelas tiras marrons, ásperas, em que a gente risca os fósforos, em média 50 palitos por caixa. O bobo que lhe fala riscava ao comprido e logo acabava com a aspereza da faixa. Semana passada, num raríssimo acesso de inteligência, passei a riscar a faixa na perpendicular, o negócio funcionou à maravilha e você acende os 50 palitos quando ainda resta metade da faixa áspera. Acabo de descobrir que a faixa marrom tem 11 cm e cada palito extra longo 9,5 cm.
 
O mundo é uma bola 

9 de junho de 53 – Nero se casa com Cláudia Otávia; 9 de junho de 62 – Cláudia Otávia se suicida; 9 de junho de 68 – o imperador Nero se suicida.


Em 1448, Afonso V de Portugal alcança a maioridade e assume o reino. Em 1775, criação da PM-MG com o nome de Regimento Regular de Cavalaria de Minas: vai ter trabalho na Copa das Copas. Em 1921, a Organização Internacional do Trabalho adota o espanhol como terceiro idioma oficial.


Em 1597 morreu José de Anchieta, fundador da cidade de São Paulo, jesuíta espanhol recentemente canonizado como brasileiro. Hoje é o Dia do Tenista, do Porteiro, de Anchieta e do Funcionário Público responsável pelo apenso. No Brasil não há dia que não seja do funcionário público, daí a necessidade de dizer que hoje é o do responsável pelo apenso.
 
Ruminanças 

“Os funcionários são como os livros de uma biblioteca: os menos úteis é que são colocados mais alto” (Paul Masson).


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: