Blog dos alunos da Universidade Salgado de Oliveira, Campus Belo Horizonte, Curso de Direito.

TIRO E QUEDA SaneamentoTudo que a maioria dos nossos atuais homens públicos não quer é ouvir falar de saneamento, que começaria por sua eliminação

 

Eduardo Almeida Reis

Publicação: 10/04/2014 04:00


Nos últimos 12 anos, entre os quase 200 países pesquisados no item saneamento, o Brasil ficou em 112º lugar. Explicação evidente: sanear o país não interessa ao grupo que está no poder, porque significa, entre outras coisas, “conjunto de ações para estabelecer princípios éticos rigorosos”.

O senador Lobão Filho, não faz muito tempo, retirou a palavra “ética” do novo código de conduta do Senado, argumentando: “O que é ética para você pode não ser para mim”. Portanto, o conjunto de regras e preceitos de ordem valorativa e moral de um indivíduo, de um grupo social ou de uma sociedade, no Brasil varia, di-lo o espantoso filho do inacreditável ministro Lobão. 

Ética é substantivo feminino, que soa para a choldra dirigente como a bactéria EHEC, E. coli entero-hemorrágica, causadora de diarreia aquosa inicial podendo progredir para colite hemorrágica e um quadro hemolítico-urêmico em 5% das infecções. As bactérias têm fímbrias aderentes e produzem uma toxina semelhante à da shigella, podendo provocar anemia, trombocitopenia e insuficiência renal aguda potencialmente perigosa. 

Tudo que a maioria dos nossos atuais homens públicos não quer é ouvir falar de saneamento, que começaria por sua eliminação.


Implicância 
No brilhante jogo da seleção de Felipão contra a África do Sul, que não tem time para enfrentar o Cabofriense, os brasileiros tivemos a honra de ver adentrar o gramado o doutor Jacob Gedleyhlekisa Zuma, nascido na Zululândia em 1942, presidente sul-africano. Adentrar é verbo privativo dos espetáculos esportivos. Zuma, ao que se diz, tem mais de 20 filhos, mas adentrou o gramado em companhia de um só, menino que parece ter 10 anos, muito bem vestido.

Ainda recentemente, aos 70 anos, Zuma casou-se em Nkandla trajado com as vestes tribais zulus numa cerimônia denominada Ungcagco. A noiva, até então namorada de sua excelência, chama-se Bongi Ngema e se transformou em sua quarta esposa. Zuma já se casou seis vezes, divorciou-se de uma de suas mulheres em 1998, e outra suicidou-se em 2000.

Em 2005 foi acusado de estupro, como também tem sido acusado de estelionato e corrupção, mas os processos são arquivados depois dos embargos infringentes, que também devem existir na África do Sul. Salvo quando está metido nas vestes tribais zulus, o colarinho de Zuma é branco.

Implicante como ela só, a imprensa vem de noticiar que o presidente ainda é o favorito para as eleições de maio, apesar de ter sido acusado pelo órgão anticorrupção da África do Sul de gastar, por conta do estado, US$ 23 milhões na reforma de uma de suas casas, reforma que incluiu um curral, um galinheiro, um anfiteatro e uma piscina citada como equipamento anti-incêndio. Realmente, uma piscina cheia de água pode ajudar a combater o fogo. E a imprensa precisa acabar com a mania de criticar tudo e todos.


Administradores
Pasadena é uma cidade localizada no estado norte-americano da Califórnia, condado de Los Angeles, incorporada em 19 de junho de 1886. É o centro populacional e cultural do San Gabriel Valley e a 6ª cidade mais populosa do condado de Los Angeles. Área: 59,9 km2. População em 2012: 138.547. Desemprego em agosto de 2013: 7,8%. Além do Instituto de Tecnologia da Calfórnia, Pasadena tem diversas faculdades e universidades de música, arte, culinária e o Texas Chiropractic College ensinando que as doenças se curam pela manipulação das estruturas do corpo, especialmente da coluna vertebral.

Em certas enfermidades morais, o tratamento não é pela manipulação das vértebras, mas pela manipulação das verbas, o que explica a aquisição pela Petrobras lulista de uma refinaria em Pasadena, ladroeira em que o Brasil foi tungado em mais de um bilhão de dólares.

A exemplo dos 23 milhões de dólares gastos pelo ilustre presidente sul-africano Jacob Gedleyhlekisa Zuma na reforma do curral e do galinheiro de uma de suas casas, o bilhão de dólares da refinaria californiana, que deve andar depositado em paraísos fiscais, já entrou pelo ralo. Em 2010, a Copa foi na África do Sul, enquanto em 2014 a Copa das Copas deve ser num país grande, bobo e corrupto. 


O mundo é uma bola
10 de abril de 1741: Frederico II da Prússia derrota os austríacos e conquista a Silésia, na Polônia. Em polaco Slqsk, em silesiano Slunsk, em alemão Schlesien, em checo Slezsko – a Silésia é uma região dividida entre a Polônia, a República Checa e a Alemanha, importante zona industrial da Polônia e da República Checa, que a partir de 1989 teve fechadas dezenas de minas. Slqsk e Slunsk têm uma porção de letras e sinais que não encontro aqui no computador.

Há quem diga que o nome latino Silesia é derivago de Silingi, povo vândalo que deve ter vivido ao sul do Mar Báltico, mas isso não tem a menor importância para os brasileiros, que estamos a dois meses dos vândalos da Copa das Copas e vimos, dia desses, um ladrão da Petrobras que guardava em sua casa R$ 700 mil e US$ 200 mil, larápio imbecil, pois é inadmissível que um gatuno guarde em sua própria residência tanto dinheiro em vez de distribuir os cobres pelas casas de amigos, se é que os tem. Hoje é o Dia do Engenheiro Militar.


Ruminanças
“Não há animal mais invejoso do que o literato” (Ugo Foscolo, 1778-1827).

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: