Blog dos alunos da Universidade Salgado de Oliveira, Campus Belo Horizonte, Curso de Direito.

TIRO E QUEDA
Privacidade
Em Tóquio, as pessoas que gostam de gatos podem tomar chá com os bichanos que circulam livremente entre as mesas do Nekorobi Cat Café

 

Eduardo Almeida Reis

Publicação: 11/03/2015 04:00

 

Asilado na embaixada do Equador em Londres, o doutor Julian Paul Assange, jornalista, escritor e ciberativista australiano, deu o ar de sua graça publicando um livro em que acusa o Google de acabar com a privacidade em boa parte do planeta. Daí a pergunta que faço ao leitor: você tem preocupação especial com a sua privacidade, acredita em privacidade num planeta em que há câmeras de segurança de 10 em 10 metros e os seus telefonemas podem ser gravados com ou sem autorização judicial? 

No mundo em que festejado escritor, membro da Academia Brasileira de Letras, 83 anos feitos, vive escrevendo sobre a bunda de Paolla Oliveira e chega a admitir “que Paolla não é apenas bunda”, privacidade soa como tiro de arcabuz, que faz barulho e tem alcance curto.

Em rigor, privacidade é preocupação de homem sério, casado, quando arranja namorada. Dura poucos dias, porque ele próprio é o primeiro a contar para fazer inveja aos amigos. Ainda que não conte, a cidade inteira fica sabendo sem Google, sem câmeras, sem tecnologia. 

Julian Paul Assange, 43 anos, educado na Universidade de Melbourne, em vez de ficar falando mal do Google, melhor faria se deixasse o asilo na embaixada para ser julgado na Suécia, onde é acusado de crimes sexuais. 

Zoofilia
Amizade aos animais, amor protetivo pelos animais, a zoofilia costuma apresentar exageros e esquisitices. Em Tóquio, as pessoas que gostam de gatos podem tomar chá com os bichanos que circulam livremente entre as mesas do Nekorobi Cat Café. É permitido alimentar e brincar com eles, mas o site do café avisa: “Se um gato te machucar, oferecemos os primeiros-socorros. Porém, não reembolsamos ou pagamos as suas despesas médicas”.

O Nekorobi, sozinho, justifica uma viagem à capital do Japão para brasileiros que gostam de gatos. São muitos. Cora Rónai e Fabia Azevedo, inteligentíssimas, escritoras brilhantes, adoram gatos. Milhões de pessoas no mundo inteiro não dispensam a companhia de animais, alguns domésticos, outros estranhos como cobras, lagartos, tartarugas.

Noite dessas a tevê nos mostrou bonita empresária cearense, casada, que trocou seu apartamento próximo do trabalho por uma casa com jardim. Motivo: dar mais conforto para o seu porquinho de estimação. Porquinho é maneira de dizer: o digno suíno já está de bom tamanho, pele clara, raça que não identifiquei, exigindo cremes e protetores solares que a empresária não se esquece de passar amorosamente sobre o lombo do amiguinho.

Pois é, hoje até porco de estimação não dispensa protetor solar. E a empresária, que precisa sair da bela casa para trabalhar, comprou uma cadelinha para fazer companhia ao porco, que sobe nos sofás, toma banho numa piscininha do jardim e tem cama, ração e água na sala de visitas. 

Galochas

Com o advento do tênis, foram-se as galochas. Agora, a tecnologia ameaça a humanidade com o desaparecimento de mais cinco invenções. 1. Telefone fixo. Já são quase 7 bilhões de celulares no planeta, aumento proporcional ao sumiço dos telefones fixos, segundo a União Internacional de Telecomunicações. O futuro é dos aparelhos móveis. 2. CD, DVD e Blu-ray. Quando chegaram ao mercado, os discos ópticos aposentaram a fita cassete e o LP. Agora, com o conteúdo armazenado e distribuído pela internet, dizem que é chegada a hora de essas mídias sumirem do mapa. 3. Mouse. Os smartphones e tablets ensinaram as pessoas a usar os dedos para interagir com as telas e o Windows já está sendo modernizado para telas sensíveis ao toque. 4. Pen drive. Na década passada, o pen drive foi febre. Todo mundo (sic) tinha pen drives em casa com fotos, vídeos e música. Com o aumento das velocidades de conexão, o armazenamento em nuvem se tornou viável e o pen drive tende a desaparecer. 5. Homem sério. Os itens anteriores explicam o desaparecimento dos homens sérios. 

O mundo é uma bola

11 de março de 1641, índios guaranis treinados pelos jesuítas espanhóis, no Território das Reduções, derrotam uma bandeira paulista de escravistas composta de três mil homens, na Batalha de M’Bororé. Foi a batalha mais relevante da história da América Colonial, di-lo a Wikipédia. 

Em 1778, assinado o Tratado de El Pardo entre a rainha Maria I, de Portugal, e o rei Carlos III, de Espanha, pelo qual a rainha cedia territórios portugueses na África em troca de territórios espanhóis na América do Sul anexados ao que hoje é o Brasil.

Em 1851, estreia em Veneza a ópera Il Rigoletto, de Verdi: gosto muito. 

Em 1892, realizada no ginásio Armory Hill, em Springfield, a primeira partida oficial de basquete aberta ao público. Esporte bom, mesmo, é um que inventaram recentemente e ainda não aprendi o nome, mas vi na tevê. Consiste em pular, fazer piruetas, equilibrar-se numa faixa de poucos centímetros de largura, de material que ainda não sei qual é. 

Em 1942, Getúlio Vargas decreta o confisco dos bens de imigrantes alemães e italianos no Brasil. 

Em 1985, Mikhail Gorbachev é eleito secretário-geral do Partido Comunista da União Soviética e dá início às reformas internas do sistema: a Glasnost e a Perestroika, que culminariam no desmanche da URSS e na introdução da economia de mercado na Rússia, para desespero de muitos conhecidos nossos e alegria dos craques do Chelsea, time comprado por um russo endinheirado.

Ruminanças

“Pereça a pátria, e seja salva a humanidade” (Proudhon, 1809-1865).

 

TIRO E QUEDA
Cheiro
O cheiro da maconha é horrível para os não iniciados. Pelo menos três vezes, tive o desprazer de sentir

 

Eduardo Almeida Reis

Publicação: 06/03/2015 04:00

 

Um casal de professores foi preso no Rio de Janeiro depois de telefonar para a polícia por desconfiar de assaltantes em seu jardim. Motivo da prisão: em lugar de assaltantes, a polícia encontrou pequena plantação de maconha no tal jardim. Multiplicam-se as notícias sobre maconha no mundo inteiro, estados norte-americanos que liberam a produção e a venda, além do Uruguai de Mujica, do cocalero Evo Morales, reeleito presidente da Bolívia pela terceira vez, dos não sei quantos mil pacotes de baseados vendidos nos EUA pelas finais de um torneio de football, U.S. game played with oval Ball – e assim por diante.

Do meu cantinho, pergunto ao caro e preclaro leitor: e o cheiro? Sim, porque o cheiro da maconha é horrível para os não iniciados. Pelo menos três vezes tive o desprazer de sentir aquele cheiro: em JF, quando resolveram me apresentar a uma jovem carente num botequim, que descobri ser point LGBT; numa festa literária em Diamantina e numa noite belo-horizontina, quando o anfitrião perguntou: “Eduardo, você fuma?”. Respondi que sim, que fumo charutos, mas senti o cheiro horrível no belo apê de cobertura. Como também descobri em JF que a morena carente gostava das mesmas coisas de que gosto e pouco depois, cheirada, estava aos beijos com uma lourinha.

Existirá maconha sem cheiro ruim? É possível, quando se sabe que o THC dos cultivares variam e podem ser muito mais potentes que os outros. Como sabe o leitor, o tetra-hidrocanabinol é substância (C21H30O2) encontrada nas folhas e especialmente nas inflorescências femininas do cânhamo (Cannabis sativa), que atua no sistema nervoso central promovendo sedação, diminuição do desempenho psicomotor e da força muscular, sensação de bem-estar e/ou euforia, sonolência, hipoglicemia etc. É o constituinte ativo da maconha e do haxixe, usado atualmente na medicina por suas propriedades antieméticas.

Fatos

De cotio, a cote, cotidianamente, jornais e revistas nos fazem o favor de publicar fotos da engenheira Maria das Graças da Silva Foster, amiga da economista Dilma Vana Rousseff. Faz tempo que não vejo fotos da senhora Iriny Nicolau Corres Lopes, mineira de Lavras, que tem o ensino médio, é filha de pai grego, passou a infância em Lima Duarte, faz política no Espírito Santo, foi deputada federal (PT-ES) e ministra da Secretaria de Política para as Mulheres. Penso que Iriny e Maria das Graças, como petistas, fazem pendant, isto é, cada um de dois objetos de arte que, destinados a serem dispostos simetricamente, formam um par. Desafortunadamente, Iriny não se elegeu em 2014, mostrando que o eleitor capixaba não tem bom gosto.

Sugiro que o leitor pule este suelto se não quiser ler notícias desagradáveis, não sobre a ex-ministra lavrense, petista de escol, mas sobre a realidade nacional. O certo é que as crises hídrica e energética, os recordes de violência, a incompetência governamental, o PIB zerado, a roubalheira na Petrobras, a inflação, o inacreditável ministério e tantas outras desgraças de que temos tido notícia caminham de mãos dadas com um fato que não tem sido destacado: a quebradeira generalizada.

Em nossa rua, no bairro e na cidade em que moramos, pouco importa se em Minas ou no Piauí, o que tem de gente falindo nunca esteve no gibi. Pessoas físicas e jurídicas que tínhamos na conta de inquebráveis. Não falo de perdulários, megalômanos nem de empresas desestruturadas, mas de gente e empresas que tinham os pés no chão, de comerciantes que sempre honraram os seus compromissos e hoje fogem dos credores.

O mundo é uma bola

6 de março de 1429: Joana d’Arc encontra Carlos VII, o Delfim, em Chino. Cheguei a 2015 sem fazer ideia da existência de Carlos VII e quero continuar assim.

Em 1480, ratificação dos termos do Tratado de Alcáçovas-Toledo, também conhecido como Paz em Alcáçovas, pelos Reis Católicos. Portugal cede as Ilhas Canárias a Castela em troca das suas reivindicações em África Ocidental. Chique isso de reivindicar em África.
Em 1521, Fernão de Magalhães descobre a Ilha de Guam, que serviria de cenário durante a Segunda Guerra Mundial.

Em 1817, início da Revolução Pernambucana, movimento contra o domínio português, que Eduardo Campos intentou repetir em 2014 contra o domínio lulo-petista.

Em 1831, emancipação de Diamantina do município do Serro de dona Lucinha e Márcia, sua linda filha. A Wikipédia fala em “fundação de Diamantina”. Como fundar algo que já existia e só trocou de nome. De Arraial do Tejuco e Ybyty’ro’y (palavra tupi que significa “montanha fria”), a cidade passou a chamar-se Diamantina e foi retratada por Alice Brant, por sinal minha avó, no seu livro Minha vida de menina. Hoje é o Dia Internacional do Optome+trista.

Ruminanças
“Esqueça religião, petróleo, leis e se concentre na moda: aquelas roupas no enterro do rei da Arábia Saudita são de um ridículo atroz” (R. Manso Neto).

 

TIRO E QUEDA
Tendências
Na flor dos seus 65 aninhos, milionário, o medalhista olímpico, pai de seis filhos, passou a usar gloss labial, fazer as unhas e deixou o cabelo crescer decidido a virar mulher

 

Eduardo Almeida Reis

Publicação: 05/03/2015 04:00

 

Decatlo, como o leitor está farto de saber e acabo de aprender, é prova mista constituída de 10 etapas, realizadas cinco de cada vez em dois dias. Consiste em corrida de 100m, salto em distância, lançamento de peso, salto em altura, corrida de 400m, corrida de 110m com barreiras, lançamento de disco, salto em altura com vara, lançamento de dardo e corrida de 1.500m.

O leitor talvez se lembre de que Bruce Jenner, nas Olimpíadas de Montreal, em 1976, obteve a medalha de ouro no decatlo. Nascido em 1949 em Mount Kisco, estado de Nova York, William Bruce Jenner tem 1,88m e foi casado com Chrystie Crownover de 1972 a 1981, com Linda Thompson, de 1981 a 1986, e com Kris Jenner, de 1991 até 2013. Com elas teve seis filhos, entre os quais Kylie e Kendall Jenner, frutos de sua união com Kris Jenner, mãe de Kim Kardashian de seu casamento com o famoso advogado Robert Kardashian.

Pois foi ela, Kim Kardashian, quem disse do seu padrasto e amigo: “Nunca o vi tão feliz!”. Sabe o leitor por quê? Se não sabia, fique sabendo: na flor dos seus 65 aninhos, milionário, o medalhista olímpico, pai de seis filhos, passou a usar gloss labial, fazer as unhas e deixou o cabelo crescer decidido a virar mulher. Espero que encontre um bom marido e seja muito feliz no undécimo esporte que passou a praticar, ele que era craque nos 10 do decatlo.

O cartunista brasileiro Laerte Coutinho já se assumiu e explica sua transformação fazendo uma confusão dos diabos, misturando alhos com bugalhos, no chatíssimo programa Diálogos com Mario Sérgio Conti, da GloboNews. Bruce Jenner quer que sua transformação aconteça sem pressa ou polêmica. A família tem apoiado sua decisão e deseja que seja feliz, reconhecendo o esforço do decatleta durante período tão tumultuado (sic). Kim Kardashian, fã do padrasto, diz: “Acho que ele irá contar quando for a hora certa”. Realmente, diz aqui o philosopho, em matéria de principalmente não resta menor dúvida, muito antes pelo contrário, aliás.

Legado

Logo teremos um ano transcorrido desde o final da Copa’2014 sem que se possa apontar um só benefício para o país que a sediou. Estradas, hospitais, escolas, violência, economia – tudo piorou. Estádios reformados para quê? A frequência neles todos continua baixíssima, para confirmar o mau futebol que se joga por aqui. E as Olimpíadas vêm aí, ao que tudo indica numa cidade sem água. Não é pessimismo nem mau-agouro: são fatos.

Como factual (verdadeiro, real, palpável) é o fenômeno das torcidas organizadas. O país é pouco organizado, salvo na roubalheira política (mensalão, Petrobras etc.) e nas torcidas do futebol.
Já lhes contei que no meu primeiro dia como cronista-Fifa fui ao Mineirão para ver um jogo do Atlético. Na bancada da imprensa, um colega que não conheço e nunca mais voltei a ver, aconselhou-me: “Se o Galo perder, esconde o crachá, que eles batem na gente”. “Eles”, isto é, os cavalheiros das torcidas organizadas. Mas o Atlético venceu e fiz matéria impressionado com um jogador que, visto de longe, era igualzinho ao Marcos Valério, muito falado naqueles dias. O jogador, um tal de não-sei-quê-baiano, sumiu do mapa esportivo mineiro. Hoje, temos o respeitado lobista Fernando Baiano abastecendo as contas dos políticos do PMDB, não todos, é verdade, mas muitos deles.

Biografia

Confúcio era o filho mais novo dos 11 de Shu-Liang He, magistrado e guerreiro de certa fama, que se casou aos 70 anos com uma chinesinha de 15 anos chamada Yen Cheng Tsai, descendente do filho mais velho do duque de Chou.

Confúcio perdeu o pai quando tinha três anos e o magistrado devia orçar pelos 85, quando Yen Cheng Tsai andaria pelos 30 aninhos. Órfão, o sábio começou a trabalhar antes dos 15 anos: foi pastor, vaqueiro, funcionário e guarda-livros. Aos 19 anos casou-se com Chi-Kuan e teve o filho K’ung Li.

Morreu com 72 anos e o leitor deve ter atentado no fato de que foi vaqueiro, estágio indispensável na vida dos grandes pensadores, dos realmente grandes, ainda que se intitulem philosophos visando a se distinguir dos filósofos imbecis que abundam por aí.

O mundo é uma bola

Diz a Wikipédia que no dia 5 de março de 1496 o rei inglês Henrique VII emitiu carta-patente a John Cabot e a seus filhos “autorizando-os a descobrir terras desconhecidas”. De espantar seria que Henrique VII autorizasse John Cabot & filhos a descobrir terras conhecidas. O rei era feio pra dedéu e teve oito filhos com Isabel de Iorque, considerada uma das beldades do seu tempo, única mulher na história da Inglaterra que foi filha, irmã, mulher e sobrinha de monarcas reinantes. Contudo, pariu Henrique VIII, aquele que tinha a mania de matar suas mulheres.

Em 1836 Samuel Colt lança o primeiro modelo de seus revólveres, calibre 34. Hoje é o Dia do Filatelista, da Integração Cooperativista e da Música Clássica.

Ruminanças

“À medida que a civilização avança, a poesia declina quase necessariamente” (Macaulay, 1800-1855).


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: