Blog dos alunos da Universidade Salgado de Oliveira, Campus Belo Horizonte, Curso de Direito.

TIRO E QUEDA
Um livro
O resto, só lendo o livro interessantíssimo para conhecer de perto o deus de tanta gente no governo e nas redações brasileiras

 

Eduardo Almeida Reis

Publicação: 29/09/2014 04:00

Encomendei à jovem secretária o livro de Juan Reinaldo Sánchez. Se o tivesse visto numa livraria não teria comprado, porque impliquei com a capa da Editora Paralela: A vida secreta de Fidel – as revelações de seu guarda-costas pessoal. Ora, bolas: se era seu guarda-costas, só podia ser pessoal. Quando acaba, no texto descobri a explicação: o comandante em chefe tem dezenas de guardaespaldas, um dos quais, o tenente-coronel Sánchez, era o pessoal, o mais próximo de Fidel. No grupo havia dois guardaespaldas de sangue idêntico ao do comandante, grupo sanguíneo raro para permitir eventuais transfusões diretas.

O cubano Juan Reinaldo Sánchez perdeu os pais muito cedo e foi criado por um tio. Atleta, faixa preta de caratê e outras artes marciais, campeão de tiro de pistola, comunista convicto e admirador do comandante Fidel Alejandro Castro Ruz, fez carreira militar e chegou a tenente-coronel trabalhando durante 17 anos como guardaespaldas de seu ídolo. Diversas fotos coloridas mostram Sánchez colado a Fidel em Cuba e no resto do planeta.

Filhos, mulheres e namoradas, residências, irmãos, parentes, assessores, 200 mil cubanos enviados para guerrear em Angola comandados pelo general Ochoa, tudo contado no livro. Arnaldo T. Ochoa Sánchez foi o militar mais condecorado na Cuba fidelista antes de ser fuzilado por traficar cocaína para os EUA, tráfico e fuzilamento ordenados pelo próprio Fidel – conta o tenente-coronel guardaespaldas, que se desiludiu com o seu ídolo, foi preso, condenado a dois anos de cadeia, cumpriu a pena e conseguiu fugir para os Estados Unidos. O resto, só lendo o livro interessantíssimo para conhecer de perto o deus de tanta gente no governo e nas redações brasileiras. 
Outro livro 

Em mãos do philosopho outro livro – Brasil: potência alimentar – edição da Sociedade Nacional de Agricultura, coordenadores Antonio Mello Alvarenga Neto e Milton Thiago de Mello, esse último da Academia Brasileira de Medicina Veterinária. O Dr. Milton, que não é parente do poeta Thiago de Mello, tem exatos 98 aninhos e continua atuante na profissão.
Não sou crítico literário. Leio, anoto os dados interessantes e boto os livros nas estantes do tugúrio, no sentido de abrigo, refúgio do philosopho. Sim, porque tugúrio também é choupana, choça, casebre, que não congeminam com o bom apê em que me escondo. 

No artigo “Papel da mídia na segurança alimentar”, do médico-veterinário Luiz Octávio Pires Leal, meu colega na fundação da Associação Brasileira de Informação Rural (Abir), cavalheiro respeitável que conhece o mundo inteiro geralmente viajando em trailers, recolho o seguinte: “E há outros enganos e mal-entendidos cabendo à comunicação social a responsabilidade de esclarecer. O risco dos transgênicos, dos clones e do uso de hormônios para engordar frangos são bons exemplos. Quanto aos primeiros, todo o Primeiro Mundo já aceitou, há anos, esses modernos recursos que aumentam geometricamente os índices de produtividade, o que tem importância relevante no combate à fome. Quanto ao último, trata-se de um engano. Dado pela boca, o hormônio seria destruído pelo estômago do frango e por via injetável seria tanto econômica como praticamente inviável”.

Bem feito! 
Divertidíssima a notícia de que o FBI e a Apple andam à procura do hacker que pegou fotos íntimas de “celebridades” num negócio chamado iCloud e anda espalhando as peladas pela internet. Se cloud é nuvem e aquele i é coisa da Apple, como no iPhone, iCloud deve ser uma nuvem em que a Apple guarda as fotos que lhe são confiadas pelos utentes de seus aparelhos. Não sei se cobra por isso, mas deve cobrar. E o sistema é falho, como prova o feito do hacker que pegou as fotos.

Duvido, mas duvi-de-ó-dó, que o leitor e a leitora do grande jornal dos mineiros tenham fotos íntimas. Já a selfie é um negócio intolerável, mas amar, ser amado e fotografar ou filmar o ato amoroso é vontade de ser visto pelos outros, é vocação artística para filme pornô, que as celebridades fazem e depois se queixam: bem feito!

O mundo é uma bola 
29 de setembro de 522 a.C., Dario I mata o usurpador magiar Guamâta e assume a condição de imperador do Império Aquemênida, primeiro império persa, fundado no século 6 a.C. por Ciro, o Grande. Em 61 a.C., Pompeu, o Grande, aos 45 anos, celebra o seu terceiro triunfo por suas vitórias sobre os piratas e pelo fim das Guerras Mitridáticas. Em 1066, Guilherme, o Conquistador, invade a Inglaterra. Aliás, vinha invadindo desde a véspera, quando começou a desembarcar suas forças de 7.000 homens.

Em 1829, fundação em Londres da Metropolitan Police Service, MPS ou Met, cujo quartel central é a Scotland Yard. Em 1850, a hierarquia Católica Apostólica Romana é restabelecida na Inglaterra e em Gales pelo papa Pio IX. Em 1911, a Itália declara guerra ao Império Otomano. Em 1938, Adolf Hitler, Neville Chamberlain, Edouard Deladier e Benito Mussoline assinaram o Acordo de Munique, permitindo que a Alemanha ocupasse a região da Sudentenland na Tchecoslováquia. 

Ruminanças 
“Aprende-se facilmente a dominar, dificilmente a governar” (Goethe, 1749-1832).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: