Blog dos alunos da Universidade Salgado de Oliveira, Campus Belo Horizonte, Curso de Direito.

TIRO E QUEDA
Pesquisas 
O aumento da pornografia gratuita é responsável pela diminuição do número de casamentos

 

Eduardo Almeida Reis

Publicação: 31/01/2015 04:00

 

Suponho que o Instituto Alemão para o Estudo do Trabalho seja sério. Por isso, perco o meu tempo e tomo o do leitor com as pesquisas daquele instituto, segundo as quais o aumento da pornografia gratuita é responsável pela diminuição do número de casamentos. Os cientistas estudaram as tendências do número de casamentos e a proliferação dos filmes pornô, concluindo que o aumento da disponibilidade e o custo reduzido da pornografia pela internet tiveram “efeito casual”, fazendo que as pessoas optem por não subir ao altar. 

“Tradicionalmente, uma das razões para o casamento é a satisfação sexual. Mas, com o crescimento das opções de satisfação sexual fora do casamento, a necessidade está diminuindo”, concluíram os pesquisadores, que perceberam uma rápida ascensão da pornografia internética no mesmo período em que o casamento perdeu popularidade (sic). A internet não somente barateou a pornografia como o custo social de consumi-la, dizem ainda os pesquisadores. Isso porque as pessoas teriam menos riscos de ser estigmatizadas por acessar um website do que comprando revistas pornôs numa loja. 

A pesquisa também descobriu que os consumidores de pornografia frequentam menos as igrejas e têm mais oportunidades de trair os parceiros e de pagar pelo sexo. Um estudo anterior também havia identificado no aumento da pornografia o declínio na ocorrência de estupros. 

Homessa! Fiquei maluco ou entendi a pesquisa? Quer dizer que os e-mails pornográficos, que os amigos me mandam, evitam meu próximo casamento e me poupam do desejo de sair por aí estuprando pinguins e deputadas petistas? Quem foi que disse que desejo estuprar alguém? O fenômeno filme pornô exige estudo mais sério do pessoal da área psi. Existe uma indústria de cinema pornô e a maioria dos filmes é exibida sem anúncios na tevê a cabo.

Um amigo tem três canais em seu televisor exibindo filmes espantosos, que me mostrou quando o visitei para tomar um uísque e fumar um charuto. Anotei os nomes. Um canal Playboy TV, que faz propaganda da revista, mais um canal Sexy Hot exibindo filmes dia e noite, sem propaganda, muitos deles falados em português e um canal For Man, que suponho significar “para homem” e não tem uma só mulher trabalhando: só homem com homem, homem com travesti e travesti com travesti. 

Se isso contribui para o declínio do casamento à moda antiga, de homem com mulher, confesso que não entendo mais nada. E tiro meu time de campo, respeitando embora os pesquisadores do Instituto Alemão para o Estudo do Trabalho. 

Álcool 

Na véspera do Natal, a lindíssima e inteligentíssima Leila Sterenberg (Leila Braga Sterenberg, Rio de Janeiro, 17 de setembro de 1971) entrevistou um neurocientista sobre os alcoóis e o álcool natalino. Um dos aspectos citados pelo cientista pareceu-me interessante. Começou dizendo que o álcool é droga legal e faz parte de nossa cultura: bidu. Mas chamou a atenção do telespectador para a percentagem de álcool por volume, lembrando que a cerveja tem 5% e o uísque, 40%. Todos sabemos que há cervejas com 8%, 12% e mais álcool por volume, enquanto a maioria das nossas populares tem menos que 5%. 

Tomemos o número do cientista admitindo que o bom chope brasileiro tenha 5% de álcool por volume. Uma tulipa de 300ml comporta 240ml em média. Em números redondos, quatro tulipas somam um litro de chope. Qualquer bebedor razoável toma 20 tulipas de uma assentada, portanto cinco litros de chope. A 5% de álcool por volume, são 250ml de álcool puro. Se um litro de uísque tem 400ml de álcool, com os tais chopinhos você bebe mais que meio litro de uísque de uma assentada. 

Minhas cervejas prediletas, fabricadas na Bélgica, têm 11% ou 12% de álcool por volume. Sempre que as entornei com entusiasmo cervejeiro conheci pileques divertidíssimos. Não raras vezes, nas noites das sextas-feiras, honrado pelos telefonemas do imenso Mário Palmério dizendo que na manhã seguinte viria a Juiz de Fora, em seu avião, para conversarmos sobre gados e fazendas. 

O mundo é uma bola 

31 de janeiro de 1542: don Álvar Nuñez Cabeza de Vaca descobre as Cataratas de Iguaçu. Em 1876, o governo dos Estados Unidos obriga os Native Americans a se mudarem para as reservas demarcadas. Em 1917, os cientistas alemães Otto Hahn e Lise Meitner descobrem o protactínio, elemento radioativo, símbolo atômico Pa, da família dos actinídeos.

Em 1918, repito, 1918, a Alemanha realiza um ataque aéreo a Paris despejando 14 mil bombas. 

Em 1929, depois que Lenin morreu, Leon Trótski foi expulso da Rússia na luta pelo poder soviético.

Em 1943, cercadas em Stalingrado, as tropas alemãs se rendem ao exército soviético. 

Em 1946, constituição da Iugoslávia integrada por seis repúblicas: Bósnia e Herzegovina, Croácia, Eslovênia, Macedônia, Montenegro e Sérvia: deu no que deu.

Em 1951, posse de Getúlio Vargas presidente eleito do Brasil: deu no que deu.

Em 1956, posse do presidente Juscelino Kubitschek. 

Em 1961, posse do presidente Jânio Quadros: deu no que deu. 

Em 1990, inaugurado em Moscou o primeiro McDonald’s: deu no que deu. 

Hoje é o Dia do Engenheiro Ambiental e o Dia Internacional do Mágico. 

Ruminanças

“Mágica é a arte de converter superstições em moedas” (Ambroise Bierce, 1842-1914).

 

TIRO E QUEDA
Lição 
Rastreou o marido com aplicativo de celular, encontrou-o nuzinho, fazendo amor com a cunhada dentro do carro, expulsou-os do veículo, deixando-os pelados no meio da rua

 

Eduardo Almeida Reis

Publicação: 30/01/2015 04:00

 

A chinesa Ting Su, de 29 anos, desconfiou que o marido Cheng Su, de 30, mantinha um romance com sua irmã gêmea, obviamente de 29 anos. Rastreou o marido com um aplicativo de celular, encontrou-o nuzinho fazendo amor com a cunhada dentro do carro, expulsou-os do veículo, pegou o volante e foi-se embora deixando-os pelados no meio de uma rua da cidade de Suzhou, que, como sabe o leitor, foi fundada no século V, tem mais de 6 milhões de habitantes, fica na província de Jiangsu, às margens do Grande Canal e também é conhecida como Sucheu ou Soochow. Escusado é dizer que os dois pelados foram fotografados pelos celulares de milhares de chineses e a notícia saiu no The Mirror.

Ting Su não foi original. Em Diamantina, há mais de 100 anos, um respeitado cidadão míope namorava a cunhadinha sempre que sua mulher, muito religiosa, estava na missa das 7 da matina. No dia em que a mulher se esqueceu de levar o véu, sem o qual não assistia à missa, e voltou para apanhar o tecido leve e fino usado sobre a cabeça, surpreendeu a irmã com o maridão na cama. Pegando os óculos de grossas lentes na mesinha de cabeceira, o digno diamantinense olhou para a cunhada e para a mulher, antes de dizer: “Por Deus que eu pensei que fosse você”. Claro que a esposa amantíssima acreditou no marido e expulsou a irmã de casa.

Escuta 

“Você não conversa comigo… Você só me quer para fazer amor… Você devia comprar uma boneca inflamável”. “É inflável, sua boba!”, respondeu o idoso namorado, empre às voltas com as altas cousas do espírito, sem tempo de folga para ouvir as tolices da namoradinha neurótica, bafo de gim com campari, sovaquinhos graciosamente peludos, genitália idem.

Falta de escuta do parceiro é reclamação frequente das mulheres e vem de ser comprovada numa pesquisa séria. Estudo encomendado pela Ladbrokes mostrou que os homens se distraem facilmente das conversas, a não ser que estejam falando com um amigo sobre esportes ou sexo, informa o Daily Mail.

Em média, os homens se “desligam” da conversa com uma parceira em seis minutos. Entretanto, se estão ouvindo um amigo sobre esportes ou vida sexual, a atenção dura até 15 minutos.
As mulheres fazem o mesmo: são ouvintes atentas quando estão conversando com outras mulheres, atenção que não têm quando conversam com homens. Durante o papo com as amigas, o assunto predileto da maioria (55%) é sobre relacionamentos.

Entre os homens, sexo, filmes e esportes dominam as conversas. A pesquisa relevou que a pior hora para conseguir a atenção de um homem é quando ele está assistindo a algum esporte ou trocando os canais da TV, bem como quando está usando aplicativos no celular. 

Alcoolismo 

Ando à procura de um psiquiatra, psicólogo, psicanalista, neurocientista ou paleoantropólogo que explique sem ambages, isto é, sem rodeios, evasivas ou subterfúgios, minha relação com o álcool. Bebi cavalarmente durante séculos e parei há pouco mais de três anos sem ter parado, porque bebo de vez em quando, não tenho ressacas e gosto de um uisquinho, um vinho, uma boa cerveja.

Não creio fazer parte daqueles 12% que têm dependência alcoólica e vivem na sarjeta ou entram para o AA lutando dia a dia contra o vício. Bebi muito sem deixar de cumprir minhas obrigações, evitando o álcool quando sabia que iria dirigir. Resultado: mais de meio século de volante sem um arranhão. Alcoolizado fiz, é certo, os piores papéis: todo mundo faz. No dia seguinte, a gente se arrepende e vai em frente.

O motivo de ter parado, ou quase, continua sendo um mistério. Escrevo três dias depois de ter bebido algumas doses de Dewar’s 12 num jantar em família. Desceram bem, noite bem dormida, manhã seguinte ok. Presente de um leitor ainda em BH, vejo no Google: This 12 year old was created by the master blender at Dewars, Tom Aitken.
A Whisky Magazine, nº 68, de dezembro de 2007, disse que Aitken tinha 40 anos de experiência na indústria da bebida com gim, cachaça e licores de café. O repórter, então, fala de seu encontro com ele quando o entrevistou em Glasgow, Escócia. Aitken é craque, ama seu trabalho e o Dewar’s 12, que andava sendo vendido no Brasil por R$ 105 antes da alta do dólar, desce bem à beça. 

O mundo é uma bola 

30 de janeiro de 1592: eleição do papa Clemente VIII, nascido Ippolito Aldobrandini. Foi o responsável pela introdução do café na Europa, bebida até então considerada muçulmana. Em 1649, o rei da Inglaterra, Carlos I, foi executado. Ontem ou anteontem, se estou lembrado, falei da morte de Edward II pela introdução de um chifre oco em seu fiofó, através do qual passaram um ferro em brasa. Edward era bissexual, tinha namorados, mas Carlos I foi capturado, julgado e condenado por não admitir a monarquia constitucional. Foi sucedido por seu filho Carlos II.

Em 1933, o presidente Paul von Hindenburg nomeia Adolf Hitler chanceler da Alemanha. Em 1938, emancipação política do município de Governador Valadares, estado de Minas Gerais, terra natal de Eike Fuhrken Batista. Hoje é o Dia do Portuário, da Saudade e da Não Violência.

Ruminanças

“Saudade é ser, depois de ter” (Guimarães Rosa, 1908-1967).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: