Antequam noveris, a laudando et vituperando abstine. Tutum silentium praemium.

Arquivo da categoria: Notícias em geral

Faça a sua parte: estude

Por Felipe Moura Brasil

.

FONTE: Veja.


Prejuízo causado por vândalos no Mineirão chega a R$ 300 mil; Cruzeiro terá que pagar

Na manhã desta terça-feira (10), o Mineirão divulgou um balanço do prejuízo causado ao estádio após os atos de vandalismo praticados por torcedores do Cruzeiro durante e depois da partida contra o Palmeiras, que decretou o primeiro rebaixamento da história do clube.

O Gigante da Pampulha informou que os estragos já vêm sendo reparados e o custo total das operações deve ser de aproximadamente R$ 300 mil. Todos os orçamentos e relatórios serão compartilhados com o Cruzeiro, responsável por arcar com o valor.

a

Além de detalhar os danos materiais, que consistem em 24 televisores e 460 cadeiras, por exemplo, o maior palco do futebol mineiro repudiou os atos de violência praticados pelos vândalos. Ainda segundo a nota divulgada, as imagens das câmeras de segurança do Mineirão foram compartilhadas com a Polícia Militar.

Confira a nota na íntegra

“Porque BASTA de violência nos estádios de futebol. O esporte e os torcedores apaixonados – torcedores de verdade – não merecem rótulos tão negativos.

Como resultado das depredações ocorridas na partida entre Cruzeiro e Palmeiras, no último domingo (08/12) até o momento, foram contabilizados danos em 24 televisores, 460 cadeiras totalmente quebradas, 6 câmeras de segurança, 2 totens e cancelas de estacionamento, 30 portas, 2 banheiros inteiros, 8 vidros de guarda corpo, 30 granitos das divisórias dos banheiros, 10 bebedouros e 60 lixeiras.

Importante dizer: todos os reparos já estão em andamento, porque essa engrenagem não pode – e não vai – parar de girar. Em uma vistoria preliminar, a estimativa do prejuízo do ocorrido na partida entre Cruzeiro e Palmeiras é de aproximadamente R$ 300 mil. Serão compartilhados com o clube relatórios e orçamentos detalhados para que a restauração dos nossos espaços seja rapidamente executada – com o custo mais enxuto possível e sempre em linha com os padrões de contratação do Mineirão, que hoje apresenta um dos custos operacionais mais baratos do País.

Ninguém ficou gravemente ferido. Contamos com 504 seguranças privados (um número que vai além do necessário para uma partida com esta estimativa de público) e todo o apoio da Polícia Militar. Em toda a operação, a equipe executou um trabalho digno e de proteção à integridade das pessoas que estavam presentes e, somente por isso, foi possível preservar vidas.

As imagens das câmeras de segurança, somadas a vídeos que circulam em redes sociais, já foram mapeadas e entregues às autoridades competentes (Polícias Civil e Militar). É importante destacar que, absolutamente todos os últimos jogos no Mineirão, com registro de ocorrências, já tiveram pessoas identificadas, que deverão ser punidas de acordo com os termos da lei.

Ontem (09), já sediamos três eventos corporativos em áreas que receberam uma grande mobilização e, até o dia 18 de dezembro, (dia em que o gramado entra em descanso e manutenção para a próxima temporada) receberemos mais 35 eventos, entre eles jogos corporativos, feiras, shows, entre outros.

Acionamos um time interno de colaboradores dedicados à reconstrução total de nossas estruturas. A violência não pode vencer… e não vai. Não em nossas dependências e não no que depender de nós.

Por aqui, “mãos à obra”, pois seguiremos na luta e funcionando, pois nossas portas estarão sempre abertas para todos vocês”.

.

FONTE: Hoje Em Dia.


Histórias e curiosidades do hoje centenário Bar do Orlando, no Santa Tereza

O Bar do Orlando, o mais antigo de Belo Horizonte, comemora neste domingo 100 anos. Localizado no bairro Santa Tereza, o estabelecimento preparou uma programação especial para celebrar a data.

Ouça aqui a matéria completa com a repórter Edilene Lopes 

O imóvel, localizado na rua Alvinópolis 460, fica em frente a uma pequena e charmosa praça, às margens do muro que protege a linha férrea e por onde passa o trem de carga e também o metrô, no boêmio bairro Santa Tereza, região Leste da capital mineira.

Dono do bar, seu Orlando destaca com orgulho: “Diversas pessoas frequentam aqui, desde servente de pedreiro a juiz de direito. Vários músicos e poetas. Tem fregueses de São Paulo, Rio de Janeiro, que pedem para tirar foto comigo”.

Ao longo de praticamente um século, o bar passou por mudanças. Além de salgados, petiscos e outras culinárias típicas mineira, o prato principal mais famoso hoje é o Trio da Roça, composto por batata, linguiça e torremos. “Antes, no início da década de 90, tinha obra no Rio Arruda, aí a piãozada vinha para cá. E aí o prato era sardinha, frango frito, batata, linguiça e pinga em cima. Foi mudando.”

O Bar do Orlando funciona todos os dias, fechado uma segunda-feira a cada quinzena. Ele está aberto de segunda a sexta-feira das 15h à 0h e aos fins de semana das 12h à 0h.

.

FONTE: Itatiaia.


Feira Hippie comemora meio século de história na capital

Expositores relembram tempo em que produtos artesanais eram vendidos na praça da Liberdade

A Feira de Artes, Artesanato e Produtores de Variedades de Belo Horizonte, ou simplesmente Feira Hippie, como é conhecida em toda a capital, comemora meio século de história. Há 50 anos, as barraquinhas transformam asfalto em shopping, galeria de arte, restaurante e até palco, em uma mescla de atrações que a fizeram ser considerada a maior feira de artesanato da América Latina.

A história da Feira Hippie começa na praça da Liberdade, na região Centro-Sul, local onde o centro de compras a céu aberto nasceu, em 1969.No início da década de 90, ela desceu a rua Bahia e chegou à avenida Afonso Pena, no centro da capital, onde permanece até hoje. A cada domingo, cerca de 60 mil pessoas visitam os 16 setores da feira para prestigiar o trabalho de quase 2.000 expositores.

Histórias

VEJA TAMBÉM

Os encantos da feira fizeram com que a carioca Vera Lúcia dos Santos, 73, deixasse o Rio de Janeiro há quase 50 anos para se tornar uma expositora. Depois de conhecer o espaço, ela se mudou para BH e passou a comercializar produtos artesanais. Desde então, Vera viu a feira se transformar. “Antes, era o lugar que reunia todos os viajantes, não tinha barraca, eram cangas no chão e todos expondo seus trabalhos”, lembra.

O expositor Marco Fábio de Mello, 56, também está na feira desde que ela era montada na praça da Liberdade. Quase 40 anos depois, ele resiste no espaço, mas diz que o estímulo é diferente. “A feira vai ser eterna, mas precisa se reinventar, precisa ser revitalizada. Vemos um abandono de todas as gestões. É preciso modernizar as barracas, os mobiliários, as sinalizações, mas nada é feito”, lamenta.

A Prefeitura de BH não informou se há algum projeto de revitalização para a feira.

Feirinha oferece farta experiência gastronônima

A Feira Hippie é daqueles espaços que reúnem público diverso, mas uma dica para quem visita o espaço é aproveitar a caminhada para encher a barriga.

Uma das sugestões de Daniel Neto, o Nenel, do blog Baixa Gastronomia, é o Churrasquinho do Alair. Além da carne, a barraca do feirante oferece conservas de jiló para comer aos montes. “Tem também a barraca do Pedrão, perto da entrada do Parque Municipal, que vende de água a cachaça. Logo em frente, tem o Acarajé do Alcides”, indica.

Defensor da gastronomia das ruas, Nenel diz que “é preciso valorizar a comida do povo, a comida que enche a barriga e que pode alegrar uma manhã de domingo”.

Feira Hippie

Feira é dividida em 16 setores e reúne quase 2.000 expositores, que se espalham pelas pistas da avenida Afonso Pena

Local tem até pedido de casamento

Não são só os feirantes têm histórias com a Feira Hippie. Em alguns casos, a lembrança pode, inclusive, ser bem inusitada. Em uma das idas à Afonso Pena, a esteticista Camila Almeida, 26, chegou a ser pedida em casamento. No lugar da aliança, no entanto, o pedido veio acompanhado de um chinelo.

“Já estava sem salto, andando descalça. Ai, ele comprou uma rasteirinha e falou que era o momento para formalizar (o compromisso). O problema é que, no dia seguinte, já sem o efeito da bebida, o pedido foi desfeito”, conta Camila, aos risos.

Já o pernambucano Jorge Pedrosa, 33, não abre mão de tomar uma cerveja todos os domingos na feira. “Tem dois anos que estou em BH. Só não venho se tiver chovendo”, diz.

.

FONTE: O Tempo.


Adolescente morre eletrocutado ao colocar o celular para carregar em Montes Claros

A vítima chegou a ser socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não resistiu

Um garoto, de 13 anos, morreu após receber um choque elétrico ao colocar um telefone celular para carregar em Montes Claros, no Norte de Minas. O fato aconteceu na noite de sexta-feira, no Bairro Santa Rita 2, próximo ao Décimo Batalhão da Polícia Militar (BPM).
A vítima chegou a ser socorrida por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de de Urgência e Emergência (Samu), que tentou reanimá-la. Mas, não resistiu e morreu no local. De acordo com moradores, o menino teria colocado o celular com o recarregador ligado à tomada, ao
mesmo tempo com o fone no ouvido. Nesse momento teria sofrido o choque elétrico. Essa informação não consta no boletim de ocorrência da Polícia Militar.

De acordo com o registro da PM, ao ligar o carregador do celular a tomada, o menino recebeu a descarga elétrica e teve uma parada cardíaca. O Samu foi chamado. Quando a ambulância chegou ao local, o pai da criança saiu à porta da casa com o filho nos braços.

Os socorristas tentaram reanimar o menino, que não resistiu. A perícia esteve no local e recolheu o aparelho celular e o carregador.

Mortes no Brasil

Em outubro deste ano, o Estado de Minas mostrou que ao menos 23 mortes foram registradas no Brasil em acidentes com celulares. Os números são da Associação Brasileira de Conscientização dos Perigos de Eletricidade (Abracopel). Em Minas Gerais, até então, havia o registro de dois incêndios, mas sem mortes.

Veja o que evitar na hora de carregar o celular

– Usar o aparelho ligado à tomada: principalmente em caso de tempestades com descarga elétrica, o usuário pode levar um choque, assim como quando sai do banheiro ou da piscina descalço e/ou com o corpo molhado. O mesmo vale para o carregador portátil (power bank). O uso do celular conectado à tomada pode gerar um superaquecimento e até explodir a bateria. Se precisar usar, desconecte o aparelho. Também evite as extensões

– Carregar o celular em lugares com água ou objetos inflamáveis: não se pode deixar o celular carregando sobre superfícies em contato com a água, como banheiros e cozinhas, e propícios a incêndios, como as camas, banco do carro, perto de cortinas, objetos de madeira ou outros que propaguem fogo. Escolha superfícies lisas e em locais arejados

– Usar acessórios piratas: os produtos não costumam ter itens fundamentais para a segurança de quem usa e não têm controle de qualidade. Falhas internas podem gerar curto circuito e o barato acaba saindo caro

– Carregar o celular com a capinha: a capa dos aparelhos acaba fazendo o papel de um cobertor, impedindo a troca de temperatura do aparelho com o ambiente, resultando em superaquecimento, que pode causar incêndio ou explosão

– Usar celular muito aquecido: alguns aparelhos costumam esquentar durante o uso, mesmo sem estar conectados a um carregador. Nesse caso, a pessoa pode usar um app que suspende ações em segundo plano. Se não resolver, desligue o aparelho, tire a capinha ou até retire a bateria se possível. Quando a temperatura normalizar, volte a usar

– Tomadas com defeito: o contato pode danificar o aparelho ou causar choque elétrico

.

FONTE: Estado de Minas.


Hospital da Baleia oferece 1 mil mamografias de graça em outubro: veja como marcar

Agendamento dos exames começa nesta quarta-feira, dia 23. Hospital também vai realizar palestra sobre prevenção na semana que vem

No Outubro Rosa, mês de conscientização sobre o câncer de mama, uma parceria da Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte com o Hospital da Baleia vai permitir a realização de 1 mil mamografias gratuitas. O exame é eficaz para a descoberta precoce da doença. Os agendamentos começam nesta quarta-feira, dia 23.

 

Segundo o hospital, para ser atendida a paciente precisa ter o pedido médico do exame, cartão do Sistema Único de Saúde (SUS), ter entre 50 e 69 anos e não ter realizado mamografia nos últimos 12 meses.

É possível agendar o exame por telefone –  (31) 3489-1650/1669, WhatsApp – (31) 99152-1003 ou e-mail (servicodeimagens@hospitaldabaleia.org.br). O serviço funciona das 7h às 18h. Os exames começam a ser realizados em 24 de outubro, por ordem de agendamento.
O Hospital da Baleia oferece disponibiliza tratamento integral de câncer de mama, da detecção a cirurgia e tratamentos como quimioterapia, radioterapia e hormonioterapia.

Palestra

“No dia 29 de outubro, às 11h, a coordenadora do Serviço de Mastologia do Hospital da Baleia, Claudia Márcia e Silva, vai palestrar sobre prevenção e a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama”, informa o hospital. “Uma sala de cinema do Shopping Cidade receberá o público, que terá acesso gratuito mediante a retirada de ingresso pela Sympla”.
Ainda segundo o hospital, a coordenadora reforça que o câncer de mama também pode atingir homens. “A conscientização não é só para mulheres”, diz.

.

FONTE: Estado de Minas.



Eleitores de Minas Gerais vão às urnas escolher conselheiros tutelares neste domingo (6) — Foto: Reprodução/TV GloboEleitores de Minas Gerais vão às urnas escolher conselheiros tutelares neste domingo (6) — Foto: Reprodução/TV Globo

Eleitores de Minas Gerais vão às urnas escolher conselheiros tutelares neste domingo (6)

Eleitores de Minas Gerais escolhem neste domingo (6) representantes para 880 conselhos tutelares no estado. A votação elege conselheiros que tomam posse em janeiro de 2020.

Qualquer cidadão maior de 16 anos e com título de eleitor pode votar na eleição. O Conselho Tutelar é um órgão municipal responsável por zelar pelos direitos da criança e do adolescente.

O órgão é chamado a agir por meio de denúncia de ameaça ou violação consumada de direitos da criança e do adolescente. Outras vezes, se antecipa à denúncia, age preventivamente quando fiscaliza entidades, mobiliza a sua comunidade para o exercício de direitos assegurados a todo cidadão. Cobra ainda o melhor acompanhamento e o atendimento à criança e ao adolescente, bem como a sua família.

A coordenadora especial de Política Pró-Criança e Adolescente, da Subsecretaria de Direitos Humanos do estado, Eliane Quaresma destaca a relevância da eleição. “A importância da participação popular é fundamental na escolha dos conselheiros, para garantir os direitos humanos das crianças e adolescentes”, ressaltou.

Os eleitores devem procurar informações nas prefeituras para saberem sobre os pontos de votação e candidatos em cada município.

Em 26 cidades do estado serão usadas urnas eletrônicas cedidas pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MG). Esta é a primeira vez que a tecnologia vai ser usada nas eleições dos conselhos.

Belo Horizonte

A votação também será eletrônica na capital mineira com um sistema desenvolvido pela Prefeitura. Para esta eleição foram deferidas 233 candidaturas. Serão eleitos 45 conselheiros, sendo cinco para cada uma das regionais.

A Prefeitura espera que 80 mil eleitores compareçam às urnas. A eleição vai contar com 60 pontos de votação, com duas seções eleitorais em cada um, somando 120 seções nas nove regionais do município. A votação vai ocorrer das 8h às 17h.

A Ouvidoria do Município estará de plantão durante o processo, para sanar dúvidas, receber eventuais reclamações e outras manifestações dos cidadãos do município. O contato é feito por este link.

.

FONTE: G1.


Celulares já mataram 23 no Brasil: especialistas apontam principais vilões na hora do carregamento

Caso de adolescente morta por explosão assustou usuários de smartphones pelo mundo. Em 2018, foram registrados 41 acidentes, dois deles em Minas. Produtos piratas e superaquecimento podem causar problemas graves


A morte de uma adolescente de 14 anos no Cazaquistão por causa da explosão da bateria de um celular, que ela deixou embaixo do travesseiro, chamou a atenção dos brasileiros por causa dos riscos envolvendo os aparelhos. Em 2018, 23 pessoas morreram no país em 41 acidentes envolvendo carregadores. Os números são da Associação Brasileira de Conscientização dos Perigos de Eletricidade (Abracopel). Em Minas Gerais, foram registrados dois incêndios, mas sem mortes. Especialistas alertam que as pessoas precisam estar atentas a uma série de fatores na hora de carregar os smartphones e apontam quais são os maiores riscos.
Sediada em São Paulo, a Abracopel trabalha para identificar as causas do aumento no número de ocorrências envolvendo celulares no Brasil. “Em 2016 nós registramos um acidente, em 2017 dois, e em 2018 começamos o ano com diversos acidentes. A coisa subiu assustadoramente e foi quando começamos a avaliar, verificar o que está acontecendo. Ainda é pequeno se considerar o número de celulares no país, mas vem aumentando vertiginosamente”, explica o engenheiro eletricista e diretor-executivo da Abracopel, Edson Martinho.
Com base nas ocorrências levantada pela associação, Martinho aponta um conjunto de fatores. “O primeiro deles é a utilização de carregadores não originais. Os mais simples, que são os mais baratos, retiram um dispositivo de segurança. Se houver aquecimento, excesso de corrente ou pico, pode levar o celular a aquecer demais, explodir ou transferir a tensão para o aparelho”.
Nas ruas de Belo Horizonte e outros municípios, não é difícil encontrar ambulantes ou pequenas lojas comercializando acessórios piratas para smartphones, principalmente os cabos e carregadores. Para explicar a diferença entre os equipamentos originais e os alternativos, o diretor da Abracopel faz uma analogia com as caixas d’água. “Ela tem uma boia e, quando chega no topo, fecha a entrada de água e não transborda. O carregador do celular é um limitador de corrente. Quando vai chegando ao final do carregamento, ele vai diminuindo a carga dentro da bateria”. É possível observar que quando um celular está  conectado à tomada há um aumento de temperatura, mas quando a carga é completa o equipamento esfria. Segundo Martinho, os carregadores pirata sem a limitação de corrente continuam mandando eletricidade para o aparelho, daí o perigo da sobrecarga.
“Dentro do nosso universo de acidentes, computamos vários envolvendo colocar e retirar da tomada com os pés descalços, e tem as baterias ou carregadores não originais com aquecimento excessivo. A bateria é uma bomba relógio. Aquilo vai esquentando, não tem por onde dissipar o calor e vira uma bomba”, relata o engenheiro eletricista, que também ressalta que é preciso ter cuidado com a rede dos imóveis. “A parte elétrica tem que ser sempre revisada, a cada cinco anos pelo menos, não só por causa do celular, mas todos os equipamentos”, enfatiza.
Na ocorrência no Cazaquistão,  Alua Asetkyzy Abzalbek, que morava em Bastobe, dormia na hora do incidente. De acordo com informações do Daily Mail, a adolescente foi para a cama escutando música. A perícia detectou que uma sobrecarga foi a causa do acidente: o telefone estava conectado à tomada e esquentou até explodir perto da cabeça da adolescente.
Em maio do ano passado, celular carregando sobre a cama explodiu, incendiou casa e deixou idosos feridos em Belo Horizonte

Atenção à bateria

O engenheiro de Segurança do Trabalho da Cemig, Demétrio Aguiar, destaca que a bateria do celular, principalmente em aparelhos antigos, pode colocar o usuário em risco. “O aparelho tem uma vida útil. Existe a obsolescência programada, porque daqui a dois anos vai surgir um modelo melhor. A bateria, que duraria um dia ou um dia e meio começa a durar três ou quatro horas. Só que algumas baterias não trocam, ficam dentro do aparelho, e tem também o shopping popular que importa bateria parecida ou paralela que não tem o mesmo controle do fabricante, tem expectativa menor, não vai funcionar direito”, analisa.

Ele cita uma situação comum na rotina de usuários de todas as idades atualmente. “A pessoa fica na rede social muito tempo, liga o carregador, troca de mão porque está muito quente. A bateria tem uma quantidade significativa de energia porque o processamento dos aparelhos modernos é muito intenso, é um minicomputador poderoso”, diz. “Os elementos ficam prensados dentro da cápsula que é a bateria e tudo que é aquecido se dilata. Pode ocorrer deformação dessa bateria a ponto de não conter os elementos químicos dentro e explodir. Ela pode provocar um curto entre os polos que produzirá centelha suficiente para pegar fogo. A explosão em si já tem o efeito mecânico de projeção do produto químico atingindo o rosto e as mãos da pessoa. Pode ter queimadura pelo fogo e pelo elemento químico. Pode ser uma queimadura grave”, explica Aguiar.

Cuidado com as tomadas

Além de procurar usar assessórios originais e evitar “esquecer” o aparelho conectado por longas horas ou durante o sono, Demétrio Aguiar alerta que é preciso se preocupar com onde o smartphone será carregado, principalmente em locais públicos, como shoppings e aeroportos. Tomadas com defeitos e instalações elétricas de má qualidade podem danificar o aparelho, causar choques ou incêndios. “A instalação elétrica tem que ser revisada, com materiais de boa qualidade. Já precisei de tomada de aeroporto, você conecta ali e está tão bambo que parece que colocaram algo nos pinos, fica mal conectado. Há casos em que a pessoa fica segurando o carregador com uma mão e o aparelho na outra (na tomada).  Quando a tomada está com mal contato ele dá ‘curto’ várias vezes. Isso provoca mal funcionamento do carregador”, avisa.
Assim como Edson Martinho, da Abracopel, Aguiar reforça que a rede elétrica e as tomadas precisam de manutenção periódica. Ele ainda recomenda a instalação de um Diferencial Residual (DR) no quadro de energia das residências. Ele desliga o circuito ao detectar fugas de corrente elétrica, evitando que as pessoas levem choques.

Veja o que evitar na hora de carregar o celular

– Usar o aparelho ligado à tomada: principalmente em caso de tempestades com descarga elétrica, o usuário pode levar um choque, assim como quando sai do banheiro ou da piscina descalço e/ou com o corpo molhado. O mesmo vale para o carregador portátil (power bank). O uso do celular conectado à tomada pode gerar um superaquecimento e até explodir a bateria. Se precisar usar, desconecte o aparelho. Também evite as extensões
– Carregar o celular em lugares com água ou objetos inflamáveis: não se pode deixar o celular carregando sobre superfícies em contato com a água, como banheiros e cozinhas, e propícios a incêndios, como as camas, banco do carro, perto de cortinas, objetos de madeira ou outros que propaguem fogo. Escolha superfícies lisas e em locais arejados
– Usar acessórios piratas: os produtos não costumam ter itens fundamentais para a segurança de quem usa e não têm controle de qualidade. Falhas internas podem gerar curto circuito e o barato acaba saindo caro
– Carregar o celular com a capinha: a capa dos aparelhos acaba fazendo o papel de um cobertor, impedindo a troca de temperatura do aparelho com o ambiente, resultando em superaquecimento, que pode causar incêndio ou explosão
– Usar celular muito aquecido: alguns aparelhos costumam esquentar durante o uso, mesmo sem estar conectados a um carregador. Nesse caso, a pessoa pode usar um app que suspende ações em segundo plano. Se não resolver, desligue o aparelho, tire a capinha ou até retire a bateria se possível. Quando a temperatura normalizar, volte a usar
– Tomadas com defeito: o contato pode danificar o aparelho ou causar choque elétrico

.

FONTE: Estado de Minas.


Novo golpe pelo WhatsApp tem as crianças como alvo; veja como orientar os pequenos

Com a identidade visual da turma, a mensagem pede os dados do cartão da “mamãe”

Ofertas de emprego, promoções com preços incríveis, mensagens de instituições bancárias com pedidos de atualização ou cadastro para recebimento de benefício. A criatividade sem fim dos estelionatários virtuais via aplicativos de mensagens agora mira um novo público: as crianças.

 

Nos últimos dias, tem circulado pela WhatsApp uma mensagem com personagens criados por Mauricio de Sousa e um recado: “A Turma da Mônica está procurando um novo amigo! Quer fazer parte da turminha? Tudo o que você tem que fazer é comentar: 1) o número do cartão de crédito da mamãe; 2) os 3 numerozinhos atrás; 3) a data da expiração”.

A repercussão tem sido tão grande, que a Mauricio de Sousa Produções (MSP) se manifestou sobre o assunto. A empresa informou “que não tem nenhuma relação com a postagem fake que está circulando nas redes sociais e aplicativos de mensagens com o uso indevido de imagens dos personagens da Turma da Mônica solicitando, às crianças, o envio de dados de cartão de crédito e CPF de seus pais. A MSP alerta para que não se repasse esse tipo de conteúdo falso adiante”.

Com a identidade visual da turma, a mensagem pede os dados do cartão da "mamãe"

O advogado e especialista em direito digital Alexandre Atheniense explica que a melhor forma de evitar que crianças caiam neste e em outros golpes direcionados a elas é uma conversa explicativa. “Os pais devem manter um diálogo com os filhos, algo que eles normalmente não têm. Devem falar sobre como esses golpes acontecem na internet e que, se a criança passar alguma informação, seus pais podem sofrer algum prejuízo”, afirma.

 

Segundo ele, já havia a recomendação para que se dissesse às crianças para nunca acreditarem nas pessoas que conheceram virtualmente nem marcar encontros com desconhecidos. “Agora, também devemos alertar que nunca se deve passar qualquer dado importante, como dados do cartão de crédito”.

 

Outra orientação é ensinar a  criança a mostrar aos pais mensagens que possam provocar estranhamento, como esta do novo golpe.

.

FONTE: Hoje Em Dia.


Comércio divulga o que abre e fecha durante o feriado em BH

O funcionamento será alterado devido à homenagem Nossa Senhora da Boa Viagem, padroeira da capital mineira


Nesta quinta-feira, dia 15 de agosto, comemora-se o dia da Nossa Senhora da Boa Viagem, santa padroeira de BH, feriado de tradição católica conhecido na Igreja como dia da Assunção de Nossa Senhora, que arrasta centenas de belo-horizontinos às igrejas e ruas de Belo Horizonte. Desta forma, as pessoas que vão passar o recesso na cidade, devem ficar atentos ao funcionamento do comércio na capital mineira.

 

De acordo com a Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH),  o comércio poderá funcionar durante o dia 15 de agosto. Porém, segundo a nota publicada, os lojistas podem escolher se vão abrir suas lojas ou não. O comércio atacadista e o varejista de automóveis e acessórios devem permanecer fechados.

Shoppings:

  • BH Shopping: Lojas abertas das 14h às 20h. O Carrefour e a Drogaria Araujo, das 8h às 21h. As Lojas Americanas, Droga Raia e a Drogaria Pacheco das 12h às 20h. O Hot Zone, por sua vez, abre às 13h e fecha às 21h. A praça de alimentação e área de lazer do shopping funcionarão em horário normal.
  • DiamondMall: Lojas abertas das 14h às 20h. A praça de alimentação e o cinema f funcionarão em horário normal. Já o Verdemar das 7h às 21h.
  • Pátio Savassi: Lojas das 14h às 20h. A praça de alimentação e área de lazer, funcionarão em horário normal. O Verdemar vai abrir das 7h às 21h e as Lojas Americanas vão abrir das 12h às 21h.
  • Itau Power Shopping: Terá funcionamento normal, das 10h às 22h. A praça de alimentação, lazer e cinema funcionam das 10h às 23h.
  • Boulevard Shopping: Lojas abertas das 14h às 20h. A praça de alimentação, das 21h às 22h e o cinema segue sua programação.
  • Shopping Cidade: O shopping não vai abrir durante o feriado.

.

 

FONTE: Estado de Minas.


O petista deverá ser levado para a Penitenciária II de Tremembé, no Vale do Paraíba, interior paulista

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, 73 anos, será transferido para São Paulo. A decisão é da juíza Carolina Lebbos, da 12ª Vara Federal de Curitiba, que acolheu pedidos da Polícia Federal e da defesa de Lula, considerando que há ‘plena pertinência de transferência’ para estabelecimento localizado no Estado. O petista deverá ser levado para a Penitenciária II de Tremembé, no Vale do Paraíba, interior paulista. O ex-presidente está preso na sede da Polícia Federal em Curitiba desde 7 de abril de 2018, para cumprimento da pena de 8 anos, 10 meses e 20 dias de reclusão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no processo do triplex do Guarujá.

A Polícia Federal vinha alegando que a permanência de Lula em suas dependências vinha causando ‘transtorno às funções do órgão’. O ex-presidente ocupa uma sala especial, isolado da carceragem.

“Não mais subsiste razão para a manutenção do executado (Lula) neste Estado do Paraná”, decidiu Carolina.

Em abril, a Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) confirmou a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex do Guarujá, mas reduziu na pena imposta ao petista pelo TRF4 de 12 anos e 1 mês de prisão para 8 anos, 10 meses e 20 dias de reclusão. Em 1ª instância, o então juiz Sérgio Moro havia condenado o ex-presidente a nove anos e seis meses de reclusão.

A Polícia solicitou que a Justiça considerasse a possibilidade de remoção de Lula para um estabelecimento prisional adequado para o cumprimento da pena, ‘minimizando as demandas apresentadas diariamente à Polícia Federal e demais instituições envolvidas, reduzindo gastos e o uso de recursos humanos, bem como devolvendo à região a tranquilidade e livre circulação para moradores e cidadãos que buscam serviços prestados pela Polícia Federal’.

Carolina Lebbos ponderou que ‘a permanência do apenado na Superintendência da Polícia Federal no Paraná, conforme inicialmente determinado pelo Juízo da condenação, mostrou-se efetivamente prudente e necessária’.

“No contexto apresentado exigia-se a manutenção da custódia em local em que as autoridades pudessem preservar ao máximo as condições de segurança pessoal do detento e, concomitantemente, garantir com plenitude a efetividade no cumprimento da sanção aplicada em decorrência do reconhecimento do cometimento do ilícito e, concomitantemente, garantir com plenitude a efetividade no cumprimento da sanção aplicada em decorrência do reconhecimento do cometimento do ilícito”, anotou Carolina.

Para a juíza, o local inicialmente indicado (sede da PF) ‘se apresentou o mais adequado ao alcance dessas finalidades, considerando ainda a necessidade da permanência do executado no Estado do Paraná, diante da existência de ações penais em curso nesta Subseção Judiciária, com instrução pendente’.

“Não se vislumbrava, neste Estado, outro local de custódia adequado, concorrentemente, ao resguardo da segurança do apenado e do corpo social e à garantia de efetividade da execução penal”, assinalou Carolina Lebbos. “Contudo, ora ponderados tais fatores, não mais se constatam, sob um juízo de proporcionalidade, razões para a manutenção do apenado no atual local de encarceramento, sendo mais adequado que o cumprimento de pena se dê próximo ao seu meio familiar e social.”

A juíza destacou que existem outras ações penais em curso em que o ex-presidente é réu – o caso do sítio de Atibaia, no qual o petista já foi condenado a uma pena de 12 anos e 11 meses de reclusão pela juíza Gabriela Hardt, e do terreno para o Instituto Lula, que está para ser sentenciada.

Ela ressaltou: “Ocorre que ambas contam, atualmente, com instrução processual encerrada. A primeira já foi inclusive sentenciada, encontrando-se em grau recursal. Em relação à segunda, houve indeferimento, no presente ano, do pleito defensivo de novo interrogatório, finalizando-se a instrução. Os autos encontram-se conclusos para sentença.”

.

FONTE: O Tempo.


Daniela Escobar quase perde a mão por levar mordida de gato: entenda!

Professora da Escola de Veterinária da UFMG explica que mordidas de cachorros e de gatos são perigosas

A atriz Daniela Escobar passou por um perrengue nesta semana. Ela foi mordida por seu gato de estimação e, pelas redes sociais, contou que quase teve que amputar a mão. O portal O TEMPO, então, procurou saber: a mordida do felino é tão perigosa assim?

De acordo com Junia Maria Cordeiro Menezes, professora da Escola de Veterinária da UFMG, as mordidas de cachorros e gatos são perigosas. “Os dentes desses animais podem provocar uma ferida profunda. As bactérias que estão na boca desses bichos podem causar infecção”, explica. “Por isso tem que procurar o médico imediatamente”, afirma.

A professora Junia Menezes chama atenção para uma coisa: mesmo que os animais pareçam saudáveis e sejam vacinados, a mordida deles pode provocar infecções graves, e a pessoa pode ter paralisia no membro ferido, correndo o risco de ter que amputá-lo.

O que fazer caso seja mordido?
– Lave bem o local da mordida com água e sabão;
– Procure atendimento médico imediatamente;
– Procure saber se o animal é saudável e olhe se ele tem alguma ferida no corpo. Informe ao médico esses detalhes.

View this post on Instagram

Meu amor pelos meus gatos é incondicional, mas passei por uma situação que nunca pensei. Imagina o médico te dizer que é possível você perder sua mão em apenas alguns dias?? Uma mordidinha de gato pode causar isso. Meu gato que já tem 5 anos e é a mais dócil das criaturas, dormia profundamente embaixo da mesa quando inventei de fazer um carinho na cabecinha dele. Num susto e reflexo muito rápido mordeu minha mão. Pra ser objetiva, na saliva de 90% dos gatos, mesmo os saudáveis e vacinados como os meus, existe uma bactéria, que em poucas horas vai paralisando seus dedos ate ficarem roxos, gangrena, e pode ser necessário amputar os dedos ou até a mão se não medicar com antibióticos imediatamente. Os médicos me explicaram que é a defesa natural deles. Que é muito comum e o perigo é se não medicar imediatamente. Minha mão doía de chorar, em 24hs meus dedos estavam duros e não mexiam, foram quatro dias de injeções, hospital, e muita meditação porque nem fechar o botão das calças eu conseguia sozinha porque foi justo na mão direita… Eu vomitava o antibiótico porque não estou acostumada a toma-los. Então precisava ser injeção. As fotos acima foram das primeiras horas após… Depois não consegui mais nem pegar o telefone… Ainda estou sob a medição que precisa ser por 10 dias…😬 Os movimentos já estão quase restaurados mas a mão ainda dói… Acidente infeliz. Coisas da vida pra nos fazer ficar longe do telefone, foi minha conclusão… As vezes a vida nos força a focar no que é mais importante para o nosso momento. As vezes só entendemos quando dói mais na carne do que na alma… 😉

A post shared by DanielaEscobar (@danielaescobar) on

.

FONTE: O Tempo.


Abastecimento de água será interrompido em BH no domingo; veja a lista dos bairros

A interrupção vai acontecer, ainda, em Contagem, Nova Lima, Raposos, Sabará, e Santa Luzia. Copasa vai realizar manutenção no Sistema Rio das Velhas


Moradores de Belo Horizonte e de cinco cidades da região metropolitana devem ter atenção e economizar água. No próximo domingo, o abastecimento será interrompido para a manutenção no Sistema Rio das Velhas. Somente na capital mineira, mais de 130 bairros serão afetados em diferentes regiões.
De acordo com a Copasa, a paralisação do abastecimento será realizada a partir das 7h de domingo. A previsão é que seja normalizado, gradativamente, a partir de 15h do mesmo dia. Desta forma, é recomendado aos moradores que economizem água.

Além de Belo Horizonte, bairros de Contagem,  Nova Lima, Raposos, Sabará, e Santa Luzia, também serão afetados. Informações podem ser obtidas pelos consumidores por meio do telefone 155  ou no site da Copasa.

Veja a lista de bairros

Belo Horizonte: Aarão Reis, Acaiaca, Alípio De Melo, Alto Barroca, Alto Caiçaras, Anchieta, Aparecida, Aparecida Sétima Seção, Baleia, Bandeirantes, Barro Preto, Barroca, Beija Flor, Beira Linha, Belmonte, Boa Vista, Bom Jesus, Bonfim, Cachoeirinha, Caetano Furquim, Caiçaras, Campus Da UFMG, Capitão Eduardo, Carlos Prates, Carmo, Casa Branca, Castelo, Centro, Cidade Jardim, Cidade Nova, Colégio Batista, Concórdia, Conjunto Celso Machado, Conjunto Itacolomi, Conjunto Santa Maria, Conjunto Taquaril, Coqueiros, Coração De Jesus, Cruzeiro, Da Graça, Dom Joaquim, Dom Silvério, Dona Clara, Engenho Nogueira, Ermelinda, Esplanada, Estoril, Estrela Dalva, Eymard, Fernão Dias, Floresta, Frei Eustáquio, Funcionários, Goiânia, Gorduras, Gorduras De Cima, Grajaú, Granja De Freitas, Gutierrez, Havaí, Horto, Horto Florestal, Inconfidência, Ipanema, Ipê, Ipiranga, Itaipu, Jaraguá, Jardim Alvorada, Jardim América, Jardim São Jose, Jardim Vitoria, Lajedo, Liberdade, Lourdes, Luxemburgo, Marajó, Maria Goretti, Maria Teresa, Maria Virginia, Monsenhor Messias, Monte Azul, Montes Claros, Morro Das Pedras, Morro Do Papagaio, Nazaré, Nossa Senhora Da Gloria, Nova Barroca, Nova Cachoeirinha, Nova Esperança, Nova Floresta, Nova Granada, Nova Vista, Novo Aarão Reis, Novo Gloria, Novo São Lucas, Novo Tupi, Ouro Minas, Ouro Preto, Palmares, Paquetá, Paraíso, Paulo Vi, Pedreira Prado Lopes, Pedro II, Penha, Pindorama, Pirajá, Pompeia, Prado, Primavera, Primeiro De Maio, Providencia, Renascença, Ribeiro De Abreu, Sagrada Família, Santa Cruz, Santa Efigênia, Santa Inês, Santa Lucia, Santa Rosa, Santa Tereza, Santa Terezinha, Santo Agostinho, Santo André, Santo Antônio, São Bento, São Cristóvão, São Francisco, São Gabriel, São Geraldo, São Gonçalo, São José, São Lucas, São Luiz, São Marcos, São Paulo, São Pedro, São Salvador, Saudade, Savassi, Serra, Serrano, Sion, Sumaré, Suzana, União, Universitário, Vera Cruz, Vila Cafezal, Vila Paris, Vista Do Sol e Vitoria.

Contagem: Jardim Perola e Parque Novo Progresso.

Nova Lima: Acaba Mundo, Alto Do Gaia, Alvorada, Barra Do Céu, Bela Fama, Bela Vista, Boa Vista, Bonfim, Bosque Residencial Jambreiro, Campo Do Pires, Canto Da Mata I, Canto Da Mata II, Cariocas, Cascalho, Centro, Chácara Bom Retiro, Chácara Dos Cristais, Chácara Silveira Ramos, Cristais, Cruzeiro, Fazenda Do Benito, Galo Novo, Galo Velho, Honório Bicalho, Ipê, Ipê Da Serra, Jardim Das Américas, Jardim Serrano, José De Almeida, Le Cottage, Matadouro, Matozinhos, Mina D’ Água, Mingu, Mirante Da Mata, Nossa Senhora De Fátima, Oswaldo Barbosa Pena II, Ouro Velho Mansíes, Parque Aurilândia, Parque Santo Antônio, Pau Pombo, Quintas, Quintas Do Sol, Resende, Residencial Sul, Retiro, Rosário, Santa Rita, São Bento, Vale Da Esperança, Vila Do Ouro, Vila Industrial I, Vila Lacerda, Vila Madeira, Vila Maria Do Carmo, Vila Marize, Vila Monte Castelo, Vila Nova Betânia, Vila Nova Suíça, Vila Operaria, Vila Padre Valeriano, Vila Passos, Vila São Jose Terceira Seção, Vila São Luiz e Valle De Montagne.

Raposos: Barracão Amarelo, Bela Vista, Boa Vista, Matadouro, Morro Das Bicas, Quintas Da Mata, Recanto Feliz, São Domingos, São Judas Tadeu, Tocantins, Varella, Várzea Do Sitio e Vila Vitoria.

Sabará: Adelmolândia, Adelmolândia II, Águas Férreas, Alto Bela Vista, Alto Do Cabral, Alto Do Fidalgo, Alto Vila São José, Alvorada, Amélia Moreira, Ana Lucia, Arraial Velho, Borba Gato, Borges, Cabral, Caieira, Campinas, Centro, Condomínio Eugenie Scharle, Condomínio Jardim Dos Borges, Conjunto Habitacional Morada Da Serra, Córrego Da Ilha, Distrito Industrial Simão Da Cunha, Esplanada, Fogo Apagou, Gaia, Galego, Granjas De Freitas, Ipê Amarelo, Itacolomi, Jardim Castanheira, Mangabeiras, Marzagão, Morro Da Cruz, Morro São Francisco, Mundo Velho, Nações Unidas, Nossa Senhora Conceição, Nossa Senhora Da Conceição, Nossa Senhora De Fatima, Nossa Senhora Do O, Nova Vista, Novo Alvorada, Novo Alvorada Barraginha, Novo Horizonte, Novo Santa Inês, Paciência, Padre Chiquinho, Praia Dos Bandeirantes, Rio Negro, Rosário, Rosário II, Rosário III, Rosário/Vila Dos Coqueiros, Santana, Santo Antônio, Santo Antônio De Roças Grandes, Siderúrgica, Sobradinho, Terra Santa, Valparaiso I, Valparaiso II, Várzea Do Moinho, Vila Bom Retiro, Vila Do Triangulo, Vila Dos Coqueiros, Vila Esperança, Vila Eugênio Rossi, Vila Francisco De Moura, Vila Mangueiras, Vila Michel, Vila Real, Vila Rica, Vila Santa Cruz, Vila Santa Rita, Vila Santo Antônio De Pádua, Vila São José e Vila São Sebastião.

Santa Luzia: Adeodato, Barreiro Do Amaral, Bela Vista, Bicas, Bom Destino, Bom Jesus, Bonanza, Camelos, Capitão Eduardo, Centro, Colorado, Condomínio Estâncias Dos Lagos, Condomínio Recanto Da Mata, Condomínio Recanto Do Luar, Córrego Frio, Dona Rosarinha, Esplanada, Fecho, Gameleira, Gameleira II, Idulipe, Imperial, Industrial Americano, Kennedy, Maria Adélia, Mata Dos Ipês, Moreira, Padre Miguel, Parque Boa Esperança, Parque Nova Esperança, Petrópolis, Quarenta E Dois, Retiro Do Recreio I, Santa Matilde, Santa Monica, São Geraldo, Vale Das Acácias, Vale Dos Coqueiros, Vila Iris, Vila Olga, Vila Parnaso, Vila Santa Rita De Cássia e Vila São Mateus.

.

FONTE: Estado de Minas.


Veja o que muda em BH neste fim de semana de Virada Cultural

Evento que começa amanhã em BH e terá duração de 24 horas mobiliza setores de trânsito, segurança e logística para garantir diversão e tranquilidade. São esperadas 500 mil pessoas


A pretensão é torná-la uma das maiores do país. Na quinta edição, a Virada Cultural de BH mostra que está densa, consolidada e pronta para mais. Em nível de importância, está lado a lado com o carnaval e o Arraial de Belô. Uma megaestrutura está sendo montada no Hipercentro para receber artistas mineiros e convidados nacionais e garantir a diversão do público, estimado em 500 mil pessoas. Mudanças na cidade foram anunciadas ontem para possibilitar a convivência das mais diversas tribos numa festa a céu aberto e gratuita. O evento terá início amanhã, com duração de 24 horas. Começa às 19h e vai até o mesmo horário do domingo. Vários setores da prefeitura da capital e a Polícia Militar estão mobilizados para garantir segurança, mobilidade e atendimento de saúde.
Serão 25 espaços no Hipercentro, 10 palcos, 447 atrações, 2.837 artistas e R$ 2,5 milhões em investimentos. “É um festival com oferta para todos os gostos. Importante para a arte e cultura mineira e uma vitrine fantástica para os artistas”, afirmou o secretário Municipal de Cultura, Juca Ferreira. Trechos de ruas e avenidas da região estarão interditados ao trânsito amanhã, a partir das 14h. A liberação vai ocorrer às 3h de segunda-feira. O bloqueio vai da Avenida Afonso Pena, próximo ao Parque Municipal, até a Rua Guaicurus, avançando na direção das praças Raul Soares e da Estação. Apenas moradores poderão acessar a área interditada.
bloqueio vai afetar ainda 70 linhas de ônibus que terão o itinerário alterado. Os coletivos que vêm das avenidas Pedro II, Antônio Carlos e Cristiano Machado terão pontos na Avenida Olegário Maciel. Já os que vêm das avenidas Amazonas, Afonso Pena, Alfredo Balena, Brasil e do Contorno terão pontos na Rua Timbiras e na Avenida Augusto de Lima. Os motoristas poderão parar para embarque e desembarque de passageiros ao longo do trajeto dos desvios sempre que solicitados.
O presidente da BHTrans, Célio Bouzada, informou que o acesso de moradores estará garantido nas áreas interditadas. “O motorista só não poderá atravessar essa região de um ponto ao outro”, afirmou. O acesso à área hospitalar ficará liberado. Haverá reforço nas linhas do circular SC1, SC4 e do 105, que faz integração com o metrô. Serão criados ainda bolsões de táxi nas vias liberadas ao tráfego e próximo aos palcos.
Linhas do Move também serão reforçadas. Os circulares farão viagens a cada 30 minutos e os ônibus do Move serão “estocados” na Região Central. “À medida que houver demanda, soltamos”, explicou Bouzada. As linhas com embarque e desembarque nas estações Carijós e Rio de Janeiro vão operar normalmente nas avenidas Paraná e Santos Dumont. As estações Tamoios e São Paulo não funcionarão no domingo.

Pela primeira vez, o metrô funcionará na Virada durante 24 horas ininterruptas. A Estação Central ficará aberta para embarque e desembarque durante toda a programação e será alimentada pela linha de ônibus 105. Os trens partirão a cada meia hora. As outras estações estarão abertas no horário habitual (das 5h15 às 23h), com funcionamento em tempo integral durante a Virada apenas para desembarque de passageiros. Não haverá recarga de crédito nos cartões Ótimo e BHBus, apenas venda de bilhetes únicos.
POLICIAMENTO Reforço também na segurança. Mais de 210 policiais militares devem ficar por conta do evento, fora os homens do batalhão dentro da área da Contorno. Eles estarão em maior número na Praça da Estação, onde haverá show de Daniela Mercury, Chama o Síndico e Fernanda Abreu, e no palco em frente à prefeitura. Haverá também policiais à paisana para identificar, principalmente, autores de furto, sobretudo de celulares. Esse crime é de oportunidade e tem a ver com a fragilidade da vítima. As pessoas devem se lembrar de guardar o telefone em local não visível”, alerta o tenente-coronel Micael Henrique Silva, comandante do 1º Batalhão.
A Guarda Municipal também terá efetivo em toda a região, nas estações do Move e nas Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs). Ao todo, serão empenhados 700 agentes, 40 motocicletas e 22 viaturas.
FONTE: Estado de Minas.

Falcatrua foi identificada há cerca de cinco meses

Já pediu uma corrida de Uber e, ao final do serviço, o transporte ficou bem mais caro do que a estimativa? Então você pode ter sido uma das vítimas do golpe “Treme Treme”. A falcatrua, praticada por alguns motoristas do app, já foi identificada pela plataforma, que informou que pune os condutores que utilizam a artimanha para ludibriar os passageiros e lucrar ilegalmente em cima dos usuários.

O golpe, batizado de “Treme Treme”, é muito simples de ser praticado e, em geral, enquanto está dentro do veículo, o passageiro não percebe que está sendo enganado. Somente ao fim da corrida, quando o valor do serviço fica até quatro vezes mais caro, é que o usuário nota que algo deu errado.

Segundo um motorista de Uber que pediu para não ter o nome divulgado, o esquema ilegal acontece quando o prestador do serviço burla o GPS do celular e, consequentemente, do app. “Quando o motorista pega um passageiro e inicia a corrida, ele tira a localização e coloca o aparelho no modo econômico. Desta forma, o GPS fica perdido e traça rotas que vão deixar o trajeto mais longo”, explicou.

Com esse “truque”, os celulares deixam de receber atualização automaticamente. O passageiro não percebe que está sendo vítima de uma falcatrua pois, teoricamente, o motorista está seguindo a direção indicada pelo GPS. “Por isso, o usuário tem que ficar muito atento. Ao finalizar a corrida, ele deve prestar atenção se o valor que foi cobrado bate com o  estimado quando fez a solicitação da corrida”, orientou.

Ele disse que a diferença aceitável é de menos de R$ 1. “Isso caso tenha trânsito no trajeto”. Ainda conforme o motorista, o golpe só funciona em celulares Android.

Punição

Procurado pela reportagem, o Uber informou que os motoristas que aplicam o golpe são punidos e proibidos de rodar pela plataforma. “A Uber mantém equipes e tecnologias permanentemente analisando viagens suspeitas ou violações de termos de uso. Caso alguma irregularidade seja comprovada, os envolvidos podem ser descredenciados da plataforma”, detalhou.

Questionada sobre quantos motoristas já foram descredenciados e se o golpe já foi identificado em Belo Horizonte, a empresa não se posicionou. O condutor que conversou com o Hoje em Dia relatou que o “Treme Treme” é mais comum no Rio de Janeiro.

A 99 também foi procurada e garantiu que até o momento não registrou o golpe em seu sistema. “A 99 informa que não tem registros de tal prática em sua plataforma. Motoristas ou passageiros que tenham indício desta situação devem denunciar à 99, para que a equipe de segurança possa atuar com prioridade”.

Falcatrua foi identificada há cerca de cinco meses

Denunciar

Pedir revisão do valor cobrado ou denunciar um motorista, caso o passageiro acredite que tenha caído no golpe “Treme Treme”, é muito fácil. Basta abrir o app e seguir os passos abaixo.

Ao abrir o aplicativo, clique no ícone de três barras no canto superior esquerdo da tela. Na sequência, selecione a primeira opção “Suas Viagens”.

Escolha a viagem que teve problema. Depois, na próxima página, clique em “Opiniões sobre motorista” ou “Tive outro problema”.

Após esse procedimento, a Uber informa que é só aguardar a empresa analisar o caso e entrar em contato pelo próprio app ou por e-mail.

.

FONTE: Hoje Em Dia.


Por iniciativa de um grupo de veteranos da Força Aérea Brasileira que serviram no Parque de Material Aeronáutico de Lagoa Santa – PAMA-LS – alistados na primeira turma de 1982, foi criada a sessão mineira da Associação dos Veteranos da Força Aérea – AVFAB.

A AVFAB é uma associação sem fins lucrativos que tem como objetivo resgatar as velhas histórias da caserna e trazer ao grupo o seu maior patrimônio: o VETERANO. Através dela se busca a reunião de antigos amigos e colegas de farda com o objetivo de confraternização, ações sociais e manter acesa a chama do patriotismo, da civilidade e do espírito militar. Ela tem como lema “NOSSO JURAMENTO NÃO TEM DATA DE VALIDADE”.

Busca reunir militares que serviram ou ainda servem à FAB (ativos, inativos e desligados no estado de Minas Gerais).

Ela foi criada em 07 de setembro de 2014 e já conta com sessões regionais no Rio de Janeiro, Mato Grosso e, agora também, em Minas Gerais.

A AVFAB-MG foi formalmente fundada em 06 de julho de 2019 e tem sua sede no Aeroclube do Estado de Minas Gerais (Rua Ocidente, 100, Carlos Prates) e já tem personalidade jurídica, Código de Ética e Estatuto. Nesta data foi eleita a sua primeira diretoria e conselho fiscal e aprovado o seu Estatuto Social. O Diretor Presidente é o veterano Sidimar Lúcio dos Santos.

Apesar de não integrar ou fazer parte da Força Aérea Brasileira a AVFAB-MG participa com ela de atividades cívico-militares, como o desfile de 07 de Setembro em Belo Horizonte e/ou outras cidades em Minas Gerais; além de outras quando for convidada.

A AVFAB-MG mantém contatos, parcerias e convênios com outras entidades cujos princípios e objetivos sejam coincidentes com os seus. Sua primeira ação social, antes mesmo da formalização da sua fundação, foi a participação na Campanha do Agasalho, junto à Cruz Vermelha, doando quantidade significativa de cobertores a esta instituição.

A AVFAB-MG convida aos servidores e ex servidores da Força Aérea Brasileira (quaisquer turmas ou unidades) a conhecerem e se associarem a ela. Mais informações e inscrições: https://avfabmg.com.br/

Aeroclube do Estado de Minas Gerais:  http://www.aeroclubeminas.com.br/site/

Força Aérea Brasileira: http://www.fab.mil.br/index.php

 

 

 

 

 


TJMG realiza reconhecimento de paternidade gratuito até 31 de julho

Serviço também permite reconhecimento socioafetivo, quando não há vínculo biológico entre os parentes

Pessoas que queiram incluir gratuitamente o nome do pai na certidão de nascimento têm até 31 de julho para pedir o serviço por este formulário do Centro de Reconhecimento de Paternidade (CRP) do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG). As inscrições foram prorrogadas e o registro será oficializado no dia 9 de agosto, das 9h às 13h, no Cartório de Registro Civil do Barreiro, em Belo Horizonte.

É possível, inclusive, realizar exame de DNA gratuito, caso seja preciso. A coleta do material é feito no local. Para o reconhecimento basta que a pessoa apresente dados do suposto pai. Pessoas que mantêm vínculo socioafetivo, sem paternidade biológica, também podem fazer o registro. Para essa modalidade é possível reconhecer também a maternidade.

O termo de reconhecimento será lavrado pela Vara de Registros Públicos de Belo Horizonte para averbação no cartório de registro civil de cada participante. Também é possível se inscrever presencialmente, na sala AL-355, no terceiro andar do Fórum Lafayette (avenida Augusto de Lima, 1.549, Barrro Preto).

Serviço também permite reconhecimento socioafetivo, quando não há vínculo biológico entre os parentes

.

FONTE:


‘O errado fui eu’: entregador que bateu em carro procura dono para se desculpar

Ciclista a serviço de aplicativo busca motorista de carro no qual bateu em uma fria noite de domingo em BH. Rapaz faz questão de pedir desculpas e pagar por estragos

Agir é bem melhor do que criticar – acredita piamente Warley de Oliveira Franco, de 25 anos, nascido e criado em Belo Horizonte e consciente de que “trabalho e honestidade” devem sustentar a sociedade, tanto em tempos de prosperidade como indefinidos, a exemplo de agora. Na noite do último domingo, depois de pedalar o dia inteiro como entregador de alimentos por aplicativo, o jovem morador do Bairro Alpes (Vila Leonina), na Região Oeste da capital, se envolveu em um pequeno acidente e agora procura ansiosamente a “vítima” para pedir desculpas e, se for necessário, pagar pelo reparo de eventuais danos. Em resumo, quer agir em nome do respeito e da verdade.
.
Com fome e sentindo muito frio, e doido para chegar em casa por volta das 21h30 do último domingo, Warley trafegava na Avenida Mário Werneck, no Bairro Buritis, na mesma Região Oeste, quando um carro o ultrapassou, deu seta e virou na Rua Henrique Furtado Portugal. “O motorista ou a motorista, não sei ao certo, fez tudo direitinho. O errado fui eu”, reconhece, com sinceridade. Na hora, o freio da bicicleta, em alta velocidade, traiu o condutor e ele acabou esbarrando na lateral do veículo. “Fiquei com raiva de mim mesmo e não parei nem para conversar com a pessoa, que não percebeu o ocorrido. Também não olhei para trás. Somente na manhã de segunda-feira é que refleti e coloquei uma mensagem nas redes sociais, perguntando se alguém tinha reclamado da batida ou se conhecia um morador se queixando da bicicleta”, contou o rapaz. “Não sei se quebrou a lanterna traseira, só mesmo conversando para saber. Foi um esbarrãozinho de leve em um carro cinza”, detalhou ele, ainda sem sucesso em sua busca.
.
“Quero muito encontrar a pessoa, acho isso importante demais”, conta o ex-estudante de administração em um centro universitário de Belo Horizonte, que foi obrigado a deixar o curso ainda no primeiro período, por total falta de dinheiro. “Está curto, só dá mesmo para comprar comida e umas roupas”, resume. Brincando com o estado civil – “Solteiro sim, sozinho nunca”, o terceiro mais novo de uma família de oito irmãos se declara tímido, e, mesmo sorrindo, não esconde no rosto uma sombra de tristeza. Órfão de pai há 20 anos, ele perdeu a mãe, Vera Lúcia, de 58, em abril: “Hoje ‘sou’ eu e Deus. E tenho certeza de que Ele está me guiando”.
.
DOAÇÃO A conquista da bicicleta para trabalhar, há três semanas, trouxe a oportunidade de trabalho e abriu caminhos. Também usando uma rede social, Warley perguntou se alguém poderia lhe alugar uma bike. “Apareceram duas, e o dono de uma fez a doação”, revela. Morando com quatro irmãos, o jovem cita as mudanças na vida nos últimos anos, sempre norteada pelos ensinamentos de Vera Lúcia: trabalhar e ser honesto. “Quando minha mãe ficou doente, eu trabalhava como auxiliar administrativo, mas tive que sair do emprego para cuidar dela. Morreu em consequência de um aneurisma. Desde criança, eu a escutava dizer que o nome é muito importante para o cidadão, e que devemos preservá-lo sempre”, recorda. Por isso, aos políticos e demais envolvidos em corrupção país afora, o menino da bicicleta indica a trilha: “Basta se espelhar nas pessoas de bem”.
.
.
Determinado a pautar os dias pela coragem e esperança, Warley diz que, a partir do momento em que passou a agir antes de criticar, “as coisas melhoraram”. Afinal, confessa, era daqueles internautas que comentam de tudo, o tempo todo, sem muita reflexão. Nestes tempos de altas taxas de desemprego, o rapaz agora sonha em continuar os estudos, conseguir um trabalho e, no futuro, se casar e viver em sua casa. E, claro, encontrar a “vítima” do acidente de domingo para ficar com a consciência tranquila.  “O mais difícil mesmo é dar o primeiro passo. Mas, com as lições recebidas da minha mãe, aprendi a andar na linha”, define.
.

FONTE: Estado de Minas.


Suspeita de corrupção, mulher acusa cobra de ter comido 100 mil dólares

Ela e outros cinco funcionários são acusados de terem desviado recursos destinados a universidades

Uma funcionária pública nigeriana que assegurou que uma cobra havia comido 100.000 dólares de dinheiro público foi finalmente acusada de desvio de fundos neste sexta-feira (31), após um processo aberto pela agência nacional anticorrupção.

Philomina Chieshe, contadora do ministério regional de Educação do Estado de Benue (centro), compareceu junto com cinco outros acusados à Alta Corte de Abuja, declarou a Comissão de delitos econômicos e financeiros (EFCC).

Esses funcionários Estado de Benue foram detidos em 2018 sob suspeita de ter ficado com 35 milhões de nairas (97.500 dólares) destinados às universidades. Um caso não muito raro na Nigéria, país bastante atingido pela corrupção.

“O caso Chieshe começou a despertar suspeitas quando a acusada fez a afirmação de que uma misteriosa cobra que engoliu 35 milhões de nairas”, explicou o EFCC em comunicado.

Cobra

.

FONTE: O Tempo.


Aparelhos instalados em coletivos registram uso de faixas exclusivas por outros veículos; leitores poderão ser usados para aplicar multas

Um total de 1.757 invasões de faixas exclusivas de ônibus, prática classificada como infração gravíssima, foi flagrado por equipamentos de leitura de placas de veículos instalados em apenas quatro coletivos metropolitanos entre maio e outubro do ano passado. Conforme O TEMPO mostrou com exclusividade em 2018, as câmeras foram implantadas em fase de testes para a coleta de dados com fins estatísticos, mas podem ser usadas, no futuro, para a aplicação de multas. Os resultados da experiência foram apresentados pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros Metropolitano (Sintram) ao Estado e aos municípios, que estão analisando a viabilidade da tecnologia.

Os veículos que receberam os equipamentos pertencem às linhas 3832 (Nova Lima/ Belo Horizonte), 411C (Terminal São Benedito/ Belo Horizonte), 2550 (Contagem/ Alvorada/ Belo Horizonte) e 2420 (Jardim do Lago Via Ressaca/ Belo Horizonte). Eles circulam em oito corredores da capital e da região metropolitana, como as avenidas Nossa Senhora do Carmo e Dom Pedro II, que possuem faixas exclusivas de ônibus.

Cada aparelho registrou, em média, 439 invasões nos seis meses. Em toda a capital, no primeiro semestre de 2018, 41.373 infrações foram registradas por 36 detectores de invasão instalados nos corredores que têm faixas exclusivas, sendo que 26.323 multas foram geradas. Em todo o ano, houve 49.813 multas.

Segundo o Sintram, os equipamentos foram instalados na parte dianteira dos coletivos e funcionam com os veículos em movimento. Os aparelhos fazem a transmissão das imagens captadas em tempo real e podem coletar informações de fluxo de trânsito para, por exemplo, controle de tráfego e monitoramento de infrações e crimes, como falta de licenciamento. Nos seis meses de testes, 57.265 placas foram lidas.

Para especialistas, os aparelhos nos coletivos poderiam diminuir o número de infrações, porque os radares estão instalados em pontos fixos. “Os ônibus circulam o tempo todo, em vários locais”, analisa o consultor em transporte e trânsito Silvestre Puty. “Todo instrumento para aumentar a fiscalização é bem-vindo”, pontua o especialista em transporte e trânsito Márcio Aguiar.

O Sintram informou que aguarda posicionamento dos gestores do transporte público sobre a possibilidade de implantar o sistema.
Ônibus
Multa. Transitar com o veículo em faixa ou em via exclusiva de ônibus de transporte público de passageiros é infração gravíssima, que prevê multa de R$ 293,47 e apreensão do veículo.

Respostas

Estado. A Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop) informou que está tomando conhecimento de todas as propostas para avaliar a possibilidade de implantação dos projetos que venham a atender as demandas da população e dos municípios.

Municípios. A BHTrans afirmou que recebeu os resultados dos testes e que os técnicos analisam a viabilidade desse novo tipo de tecnologia na capital. A Transcon disse que, para a possível implantação do equipamento em Contagem, é necessário realizar testes nas linhas municipais.

Sistema pode melhorar transporte

O registro de infrações por meio de equipamentos nos ônibus pode contribuir para a melhoria do transporte público, na avaliação de especialistas.

“O sistema de ônibus busca uma velocidade comercial para definir melhor o quadro de horários e permitir que a população tenha confiabilidade”, considera o especialista em transporte e trânsito Márcio Aguiar. “Se um automóvel com uma média de 1,4 ocupante começa a circular nesses espaços, os ônibus que transportam cerca de 50 pessoas cada ficam prejudicados”, observa o consultor em transporte e trânsito Silvestre Puty.

Para o diretor do Sindicato dos Rodoviários de Belo Horizonte e motorista Sérgio Duarte, nem as multas têm inibido os motoristas. “Já enfrentamos a rotina estressante e temos que estar atentos o tempo todo, porque sempre tem um carro nas faixas exclusivas. Temos que ver agentes nas ruas e maior conscientização da população”, diz.

Saiba onde estão as faixas e as pistas exclusivas para coletivos e como funciona o sistema de leitura de placas instalado nos veículos:

Faixas exclusivas

Av. Augusto de Lima
Av. Professor Alfredo Balena
Av. João Pinheiro
Av. Vilarinho
Av. Cristiano Machado
Av. Nossa Senhora do Carmo
Av. Antônio Abrahão Caran
Av. Coronel Oscar Paschoal
Av. Carlos Luz
Av. Pedro II
Av. Risoleta Neves
R. Ceará
R. Goiás
R. Padre Belchior
Pr. Manoel Jacinto Coelho
Pr. Hugo Werneck
Vd. Leste
Vd. B
Vd. Sara Kubitscheck
Vd. Paulo Mendes Campos

Pistas exclusivas

Av. Paraná
Av. Santos Dumont
Av. Antônio Carlos
Av. Pedro I
Av. Cristiano Machado

Linhas metropolitanas que passaram pelos testes

3832: Nova Lima/ Belo Horizonte
411C: Terminal São Benedito/ Belo Horizonte – via Antônio Carlos
2550: Contagem/Alvorada/BeloHorizonte
2420: Jardim do Lago Via Ressaca/ Belo Horizonte

.

FONTE: O Tempo.


A compra da Avon levará a Natura a ser líder mundial de venda direta, segundo previsão de executivos das duas empresas. Com a transação, será criada a Natura Holding, que deverá ser o quarto maior grupo de beleza do mundo, .

A Natura anunciou na quarta-feira (22) acordo para compra da norte-americana Avon numa transação com troca de ações. Os atuais acionistas da Natura ficarão com 76% da nova companhia, com mais de US$ 10 bilhões em receita anual, enquanto os atuais detentores da Avon terão os demais cerca de 24%.

O Brasil é o maior mercado da Avon, representando quase um quarto das vendas. A Natura lidera o mercado de vendas diretas no Brasil. De acordo com grupo de pesquisa Euromonitor, a participação de mercado da Natura é de 31%, enquanto da Avon é de quase 16%.

Em teleconferência para investidores, executivos da Avon e Natura anunciaram que pretendem acelerar a internacionalização do grupo, reforçando a presença mercados-chave na América Latina com uma carteira de produtos diversificada.

A Avon tem forte presença na America Latina, além da Rússia, Filipinas, Polônia, Reino Unido, Turquia e África do Sul – 46% da receita em 2018 veio da Ásia, Europa e Oriente Médio e 54% da América Latina.

A Natura aponta que o negócio cria um grupo com mais de 6,3 milhões de representantes e consultoras, com 3,2 mil lojas.

Além disso, as duas empresas terão mais de 40 mil colaboradores e presença em 100 países. Antes da compra da Avon, a Natura estava presente em 70 países.

Após a Natura entrar em lojas de varejo de alto nível com as aquisições da Aesop, em 2013, e da The Body Shop, em 2017, a compra da maior rival em vendas diretas é uma aposta renovada no core business da empresa de distribuição porta-a-porta.

Maior apoio a consultoras

A nova holding pretende oferecer maior apoio para a base de consultoras e representantes que comercializam os produtos.

Segundo os executivos das empresas, as marcas permanecerão independentes, com suas marcas próprias e metas diferentes. E as consultoras poderão vender as duas marcas. A estratégia será aumentar o acesso à marcas e ampliar e diversificar o portfólio de produtos para consultoras e representantes.

Estratégia multicanal

Na teleconferência, os executivos das duas empresas ressaltaram que a combinação das duas empresas dará um passo na construção de um grupo multimarca e multicanal com acesso a mais de 200 milhões de consumidores por meio de canais diferentes de distribuição.

O portfólio da Natura será adicionado à plataforma de beleza da Avon. A nova holding anunciou “uma poderosa plataforma digital com espaço significativo para crescimento”, com ampliação e diversificação do portfólio de produtos.

Esse crescimento se dará por meio da digitalização e do e-commerce. Os executivos ressaltaram que continuarão a investir nas tecnologias digitais para as representantes.

FONTE: G1.


Veja como funciona novo equipamento que está sendo utilizado em Minas

O aparelho não precisa ser assoprado pelo condutor. Apenas por proximidade da pessoa, já detecta se houve a ingestão de álcool


O cerco em Minas Gerais será fechado com ainda mais intensidade contra motoristas que insistem em dirigir depois de consumir bebidas alcoólicas. Para isso, um novo equipamento já está em uso em cidades de diferente regiões do estado, entre elas Sete Lagoas, distante 70 quilômetros de Belo Horizonte e o primeiro posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) na BR-040, a partir da capital mineira em direção a Brasília.

Chamado de bafômetro passivo, o aparelho não precisa ser assoprado pelo condutor. Apenas por proximidade o equipamento acusa se houve ingestão de álcool. Nos casos positivos, é preciso usar o equipamento convencional para detectar o teor alcoólico do motorista.

Agentes da PRF afirmam que o novo etilômetro dá agilidade à fiscalização durante operações e avisam que ele será usado, principalmente, em saídas de festas. Outra situação em que a novidade será útil é na comprovação de infração por aqueles que se recusam a fazer o teste normal.

O equipamento já sendo usado em caráter de teste em quatro cidades mineiras: além de Sete Lagoas, nas estradas de Juiz de Fora, na Zona da Mata, Uberaba e Uberlândia, no Triângulo. Os aparelhos foram adquiridos entre 2018 e 2019.

“Foram comprados pelas concessionárias das rodovias privatizadas, que têm de repassar alguns aparelhos para a PRF. Está em fase de teste, não foi adotado pelo nosso departamento, que só faz um pré-teste. O equipamento que vale perante a lei é o etilômetro padronizado, que tem que assoprar, para emitir o laudo. Este serve mais para verificar se o agente vai solicitar que o motorista passe pelo teste convencional”, explicou inspetor Aristides Júnior, chefe do Núcleo de Comunicação da Polícia Rodoviária Federal em Minas.

O bafômetro passivo consegue identificar se houve ingestão de bebidas alcoólicas sem o contato do motorista com o aparelho, apenas com a aproximação, durante uma conversa. Se esse pré-teste der positivo, o condutor é convidado a usar o bafômetro antigo. “O aparelho aumenta a quantidade de pessoas fiscalizadas. Ele dá agilidade, e com isso podemos fiscalizar um número maior de condutores”, explicou o agente da PRF Leonardo Facio. Os aparelhos estão sendo usados há um mês na região de Juiz de Fora. “Foram adquiridos pela PRF de Juiz de Fora com uma verba que temos destinada à delegacia. Está sendo uma forma de teste. Em São Paulo, por exemplo, já usam e estão conseguindo números positivos”, completou Facio.

Um dos objetivos do bafômetro será o de fechar o cerco próximo a locais com grande aglomeração de pessoas e consumo de bebidas alcoólicas. “Como dá agilidade ao nosso trabalho na fiscalização, vamos usar, principalmente, em grandes eventos, como saídas de festas, shows, exposições, onde há uma grande quantidade de condutores”, disse Facio.O equipamento também dá mais um instrumento aos agentes de trânsito. Com a recusa do motorista de soprar o etilômetro convencional, a constatação feita pelo bafômetro passivo poderá constar no boletim de ocorrência. “O etilômetro pode ser recusado pelo condutor, mas o bafômetro passivo não precisa de permissão. É só se aproximar. Antigamente, com a recusa, tinha um debate no recurso da infração. Mas, agora, com o novo equipamento, que é homologado, podemos constatar o resultado no registro da ocorrência”, afirmou o agente da PRF. A Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) afirmou que ainda não usa o equipamento e não há perspectiva de aquisição neste ano.

Segundo a lei de trânsito, motoristas flagrados com teor acima de 0,33 miligramas de álcool por litro de ar expelido comete crime de trânsito. Os condutores têm a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) recolhida e levam multa no valor de R$ 2.934,70, além de responder criminalmente na Justiça. Já os que registram teor inferior a 0,33mg/l têm a CNH recolhida e recebem multa no valor de R$ 2.934,70.

.

FONTE: Estado de Minas.


Avenida Vilarinho inunda e carros são arrastados

O córrego Vilarinho transbordou e provoca inundação nas vias da região de Venda Nova

A chuva que cai na tarde desta quarta-feira (15) em Belo Horizonte mais uma vez está provocando estragos na cidade. De acordo com a Defesa Civil da capital mineira, a avenida Vilarinho, na região de Venda Nova, foi inundada e carros estão sendo arrastados.

Outras vias da região também foram fechadas: Rua Padre Pedro Pinto com avenida Vilarinho, Cristiano Machado com Vilarinho e Doutor Álvaro Camargo com Vilarinho.

O órgão alerta para o risco de transbordamento dos córregos Brejo do Quaresma, Bezerra e Lagoinha. É preciso evitar o tráfego pelas praças Maria Vilas Boas e Geral de Araújo Silva; ruas Batistina de Andrade, Luzia Salomão e avenida Maria Vieira Barbosa, no bairro Mantiqueira, também na região de Venda Nova.

avenida Vilarinho

 

Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize o link https://www.otempo.com.br/cidades/avenida-vilarinho-inunda-e-carros-s%C3%A3o-arrastados-1.2181892 ou as ferramentas oferecidas na página.

 

alagamento BH Venda Nova

.

FONTE: O Tempo.


Por unanimidade, Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça acolheu recurso de moradora de cidade satélite de Brasília que havia sido proibida de manter sua gata de estimação; ministros entenderam que, desde que não representem risco à incolumidade e à tranquilidade dos moradores, animais de estimação não podem ser vetados

Por unanimidade, a Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça decidiu nesta terça, 14/05/2019, que, desde que não representem risco à incolumidade e à tranquilidade dos moradores, animais de estimação não podem ser proibidos em condomínios. As informações foram divulgadas pela Corte.

Os ministros acolheram recurso de uma moradora de Samambaia, cidade satélite de Brasília, que havia sido proibida de manter sua gata de estimação. Ela é enfermeira, e entrou com a ação na Justiça em 2016.

A decisão reformou acórdão do Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDF) que havia entendido que as normas previstas na convenção e no regimento interno do condomínio incidem sobre todos os moradores, sendo que a proibição expressa da permanência de animais nas unidades autônomas se sobrepõe à vontade individual de cada condômino.

O recurso julgado no STJ teve origem em ação ajuizada por uma moradora de condomínio do Distrito Federal para ter o direito a criar sua gata de estimação no apartamento. Ela alegou que a gata, considerada um membro da família, não causa transtorno nas dependências do edifício.

No recurso especial, sustentou que a decisão do TJDF violou seu direito de propriedade, divergindo, inclusive, do entendimento externado por outros tribunais quando julgaram idêntica questão.

Alegou, ainda, ser descabida a proibição genérica de criação de animais, pois a vedação só se justifica nos casos em que for necessária para a preservação da saúde, da segurança e do sossego dos moradores.

Apreciação do Judiciário

Em seu voto, o relator do recurso, ministro Villas Bôas Cueva, destacou que a convenção condominial, conforme previsto nos artigos 1.332, 1.333 e 1.344 do Código Civil (CC) de 2002, representa o exercício da autonomia privada, regulando, em um rol exemplificativo, as relações entre os condôminos, a forma de administração, a competência das assembleias e outros aspectos, com vistas a manter a convivência harmônica.

Entretanto, o relator ressaltou que as limitações previstas nas convenções são passíveis de apreciação pelo Poder Judiciário sob o aspecto da legalidade e da necessidade do respeito à função social da propriedade, de acordo com o artigo 5º, XXII, da Constituição Federal.

O magistrado também apontou a previsão do artigo 19 da Lei 4.591/1964, de acordo com a qual o condômino tem o direito de “usar e fruir, com exclusividade, de sua unidade autônoma, segundo suas conveniências e interesses, condicionados às normas de boa vizinhança, e poderá usar as partes e coisas comuns de maneira a não causar dano ou incômodo aos demais moradores, nem obstáculo ou embaraço ao bom uso das mesmas partes por todos”.

Três situações

Segundo o relator, para determinar se a convenção condominial extrapolou os limites da propriedade privada, é importante observar três situações que podem surgir.

A primeira é o caso da convenção que não regula o tema. Nessa situação, o condômino pode criar animais em sua unidade autônoma, desde que não viole os deveres previstos nos artigos 1.336, IV, do CC/2002 e 19 da Lei 4.591/1964.

A segunda hipótese é a da convenção que proíbe a permanência de animais causadores de incômodos aos moradores, o que não apresenta nenhuma ilegalidade.

Por último, há a situação da convenção que veda a permanência de animais de qualquer espécie – circunstância que o ministro considera desarrazoada, visto que certos animais não trazem risco à incolumidade e à tranquilidade dos demais moradores e dos frequentadores ocasionais do condomínio.

O colegiado, por unanimidade, seguiu o voto do relator e deu provimento ao recurso especial da autora, destacando que a procedência de seu pedido não a exonera de preservar a incolumidade dos demais moradores do local, de manter as condições de salubridade do ambiente e de impedir quaisquer atos de perturbação.

.

FONTE: Estadão.


Beth Carvalho — Foto: Divulgação / Washington Possato

A cantora e compositora Beth Carvalho morreu no Rio nesta terça-feira (30), aos 72 anos. Ela estava internada no Hospital Pró-Cardíaco, em Botafogo, Zona Sul da cidade, desde o início de 2019. A causa da morte ainda não foi divulgada.

Com mais de 50 anos de carreira e dezenas de discos gravados, Beth Carvalho é um dos maiores nomes do samba e considerada madrinha de artistas como Zeca Pagodinho, Arlindo Cruz e Jorge Aragão – daí o apelido “Madrinha do Samba”.

Um problema na coluna já afligia a cantora havia algum tempo. Em 2009, Beth Carvalho chegou a cancelar sua apresentação no show de réveillon, na Praia de Copacabana, por causa de fortes dores. Em 2012, a cantora se submeteu a uma cirurgia na coluna. No ano seguinte, Beth foi homenageada pela escola de samba Acadêmicos do Tatuapé, no carnaval de São Paulo, mas não participou do desfile já por motivos de saúde. Lu Carvalho, sobrinha de Beth, foi quem representou a tia na ocasião.

Show histórico

Em 2018, com a mobilidade cada vez mais reduzida pelos efeitos do problema na coluna, Beth fez um show histórico. Ao lado do grupo fundo de Quintal, ela mostrou sua força ao cantar deitada seus sucessos no show “Beth Carvalho encontra Fundo de Quintal – 40 anos de pé no chão”.

Beth Carvalho — Foto: Divulgação / Washington Possato

Beth Carvalho canta deitada em show no Rio de Janeiro — Foto: Mauro Ferreira

Durante sua internação no início de 2019, Beth teve que reduzir a quantidade de visitas. A informação foi compartilhada por sua filha, Luana, após um vídeo mostrar a cantora debilitada cantando deitada na cama do hospital.

Vida e obra

Elizabeth Santos Leal de Carvalho nasceu no Rio, em 5 de maio de 1946. De acordo com o site oficial da artista, seu contato com a música foi incentivado pela família, ainda na infância. Aos 8 anos, apareceram o gosto pela dança e o primeiro violão, que ela ganhou dos avós. Após a prisão do pai no período da ditadura, em 1964, Beth passou a ministrar aulas de música.

Em 1965, gravou o seu primeiro compacto simples, com a música “Por quem morreu de amor”, de Roberto Menescal e Ronaldo Bôscoli. Seu grande sucesso, “Andança”, é o título de seu primeiro LP, lançado em 1969.

Beth participou de quase todos os festivais de música da época. Em 1968, conquistou a terceira posição no Festival Internacional da Canção (FIC), justamente com “Andança”.

A partir de 1973, passou a lançar um disco por ano e emplacou vários sucessos como “1.800 Colinas”, “Saco de Feijão”, “Olho por Olho”, “Coisinha do Pai”, “Firme e Forte” e “Vou Festejar”. Também gravou composições de Cartola, como “As rosas não falam”, e “Folhas Secas”, de Nelson Cavaquinho.

Beth Carvalho se apresenta deitada em show de 40 anos de clássico do samba

Beth Carvalho se apresenta deitada em show de 40 anos de clássico do samba

A cantora era apaixonada pela Mangueira, sua escola de samba do coração, e pelo bloco Cacique de Ramos, onde conheceu muitos de seus apadrinhados.

“Beth é inquieta. Não espera que as coisas lhe cheguem, vai mesmo buscar. Pagodeira, ela conhece a fertilidade dos compositores do povo e, mais do que isso, conhece os lugares onde estão, onde vivem, onde cantam, como cantam e como tocam”, diz a biografia publicada em seu site oficial.

Em 1979, Beth se casou com o jogador de futebol Edson de Souza Barbosa e, dois anos depois, deu à luz sua única filha, Luana Carvalho.

A cantora já fez inúmeras apresentações em cidades ao redor do mundo, subiu ao palco do Carnegie Hall, em Nova York, e até teve sua música representada no espaço sideral. Em 97, “Coisinha do pai” foi programada pela engenheira brasileira da NASA, Jacqueline Lyra, para “despertar” um robô em Marte.

Em junho de 2002, recebeu das mãos de Dona Zica, viúva de Cartola, o Troféu Eletrobrás de Música Popular Brasileira, no Teatro Rival do Rio de Janeiro. Seu 26º disco, “Pagode de mesa 2” (2000), concorreu ao Grammy Latino na categoria melhor disco de samba.

Em 2004, ela gravou seu primeiro DVD, “Beth Carvalho, a Madrinha do Samba”, que lhe rendeu um DVD de Platina. O CD, que teve lançamento simultâneo ao DVD, recebeu Disco de Ouro e foi também indicado ao Grammy Latino de 2005, na categoria “Melhor Álbum de Samba”.

Beth Carvalho foi homenageada na edição 2009 do Grammy Latino, em Las Vegas. Na ocasião, a cantora foi a primeira sambista a receber um dos reconhecimentos mais importantes do Grammy, o prêmio Lifetime Achievement Awards.

 

FONTE: G1.


VITTORIO MEDIOLI

Cinco camarões e 1.500 watts

Os deuses têm suas regras, e feliz é o humilde que as respeita

Existem pessoas que subestimam a importância do alimento, desperdiçando-o, assim, sem dor. Como troco, estou convencido, não receberão no momento de maior necessidade os cuidados que a natureza dispensa aos probos e aos respeitosos da fome alheia. Pagam-se nesta terra os pecados da indiferença, e, quando não acontece já nesta vida, será nas próximas.

Num mundo onde existem bilhões de seres humanos e de animais que padecem sem o mínimo de alimento, as forças ocultas da justiça desta terra não perdoam. De várias formas, os deuses cobram pelo descaso com o sofrimento, mesmo pelo mais distante e, aparentemente, sem importância. Existe uma nuvem cheia de méritos e pecados que flutua sobre todos e precipita acertando os indiferentes.

Ao entrar num monastério zen, se ensina: “quem desperdiça um único grão de arroz não ascenderá ao reino do céu”. Depois disso, o aluno é instruído a lavar sua vasilha e beber da água que usou para a tarefa, só assim terá certeza de que nenhum grão ou fracção se perdeu.

Ignaro dessas advertências, há quem deixe o prato quase cheio, achando celeradamente que isso distingue os ricos dos pobres. Encontrei ao longo da vida casos que me restaram impressos na memória e me levaram a aguardar as consequências cármicas.

A deusa hindu mostra a palma de uma mão virada para baixo e a da outra para cima, indicando que os cuidados com o ínfimo devem ser iguais àqueles com o mais elevado. Tanto na terra como no céu, devem se estender as preocupações humanas.

Bem por isso existem detalhes que marcam as pessoas condenadas a enfrentar, quase inexplicavelmente para os distraídos, um destino cruel.

Reparei, ao chegar ao Brasil em 1976, que as formas de viver, de economizar e de tratar os alimentos eram bem diferentes das maneiras do continente de onde eu vinha.

Na primeira vez em que almocei num restaurante em Belo Horizonte com um casal abastado, observei com estranheza seu comportamento. O casal pediu de aperitivo um uísque sour (destilado com gelo, alta dose de sal, açúcar e suco de limão). O marido ficou num filé malpassado, e ela, com meio frango grelhado. Desse, tirou um pequeno pedaço e deixou o resto com o contorno de batatas assadas no prato. O garçom era tratado com descaso e falta de atenção.

Passadas duas décadas, reencontrei casualmente a esposa, trajada sem requinte e maquiagem alguma, que me disse estar passando por dificuldades sem condições de cuidar dos filhos. O marido, alcoólatra, tinha sumido, deixando a família na miséria.

Não faz muito tempo que ouvi as lamentações de uma pessoa: “Fiz tudo certo, não merecia que minha família fosse ferida dessa forma…”. Embora sofrer faça parte da evolução, e bem por isso as adversidades devam ser recebidas da mesma forma que as vitórias, essa senhora um dia me perturbou deixando na minha memória um episódio que permanece vívido. Num banquete às custas do erário público, ao ser servida por um garçom, para o qual não dava um olhar, sentada à frente do apático marido, permitiu que este colocasse no prato dela, pausadamente, cinco camarões gigantes até que não coubesse mais nada. Choquei-me. Camarão é colesterol puro da pior espécie, e aquela dose poderia intoxicá-la. Embevecida da atmosfera de glamour, só cortou a ponta de um camarão, mandando para o lixo o resto.

Passaram-se alguns anos, e a senhora nem sequer consegue sair de casa.

Dalai Lama, por sua vez, esteve pela primeira vez no Brasil e visitou o Congresso Nacional. Da primeira fila, observei seus movimentos e semblantes sempre sorridentes. O garçom lhe ofereceu um copo d’água. Ele agradeceu profusamente, perguntou ao garçom se ele mesmo gostaria de aproveitar daquela água, tanto à direita como a esquerda ofereceu compartilhar seu copo e, depois de todas as desistências, sorveu parte do líquido sagrado.

Exatamente naqueles dias, num gabinete de um colega deputado, igual ao meu, encontrei, ao visitá-lo, o antebanheiro com a porta aberta e três lâmpadas de 500 watts (!) ligadas. Sinalizei em apagá-las, mas ele disse: “Pode deixar aceso”. Não insisti. No meu gabinete, igual ao dele, já tinha trocado duas lâmpadas pela menor potência disponível e exigi a supressão de uma terceira. Com isso, alcancei uma economia de 1.350 watts ao usar o banheiro por poucos minutos durante o dia. Esse senhor está atualmente atolado na Lava Jato, e sua carreira está em cinzas, que o vento ainda não levou por inteiro.

Os deuses têm suas regras, e feliz é o humilde que as respeita.

.

FONTE: O Tempo.


Cadelinha se entrega à polícia junto ao dono que foi preso por tráfico

Quando o animal viu seu dono se jogar no chão para se render aos agentes, a cadela, se entregou à polícia junto com ele

Dois homens foram presos por tráfico de drogas em um distrito de Campo Grande, no Mato Grosso. Porém, uma cadelinha roubou a cena na hora do flagrante, ocorrido na última sexta-feira (15).

De acordo com a Polícia Militar (PM), quando o animal viu seu dono se jogar no chão para se render aos agentes, a cadela, com pouco mais de dois meses, “se entregou” à polícia junto com ele. A cena logo viralizou na internet.

O oficial que atendeu a ocorrência informou que a foto foi tirada no instante que ela estava deitada, de barriga para cima, o que deu a impressão de que ela estava realmente se entregando.

A dupla foi presa com 11 quilos de maconha e foram encaminhados para a delegacia de Deodápolis. Os nomes dos suspeitos não foram divulgados.

Reprodução redes sociais

.

FONTE: O Tempo.



O jornalista, apresentador e radialista Ricardo Boechat morreu no início da tarde desta segunda-feira (11), aos 66 anos, em São Paulo.

Boechat era apresentador do Jornal da Band e da rádio BandNews FM e colunista da revista IstoÉ. Ele também trabalhou nos jornais “O Globo”, “O Dia”, “O Estado de S. Paulo” e “Jornal do Brasil” e foi comentarista no Bom Dia Brasil, da TV Globo.

Ele estava dando uma palestra em Campinas, no interior do estado, e retornava a São Paulo nesta segunda, de acordo com jornalistas da TV Band.

A aeronave era um Bell Helicopter, fabricado em 1975. Com capacidade para cinco pessoas, sendo um piloto e quatro passageiros, esse tipo de aeronave é considerado seguro.

 Ricardo Boechat, em foto de março de 2006 — Foto: José Patrício/Estadão Conteúdo/Arquivo

Acidente

O chamado de socorro foi feito às 12h14. A queda ocorreu perto do quilômetro 7 do Rodoanel, sentido Castelo Branco. De acordo com a CCR Rodoanel Oeste, que administra o Rodoanel, houve uma terceira vítima com ferimentos, o motorista do caminhão.

Segundo informações iniciais, o helicóptero saiu do hangar Sales, no Campo de Marte, na Zona Norte da capital paulista, que ficou destelhado após um vendaval nas últimas semanas.

Foram enviadas ao menos 11 viaturas para o local. A Polícia Rodoviária Estadual informou que a alça de acesso do Rodoanel à Rodovia Anhanguera precisou ser interditada. Já a rodovia não teve bloqueio.

.

FONTE: G1.


Mora em BH? Saiba se vai faltar água no seu bairro nesta quarta

Copada informa que interrompimento é necessário para a manutenção da rede de água, e a previsão é que o abastecimento seja normalizado gradativamente ao longo do dia

A Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) informou nesta terça-feira (22) que o abastecimento de água será interrompido durante a quarta-feira (23) em bairros de Belo Horizonte e de algumas das cidades da região Metropolitana, como Contagem, Ribeirão das Neves, Santa Luzia e Vespasiano.

De acordo com a companhia, o interrompimento é necessário para a manutenção da rede de água, e a previsão é que o abastecimento seja normalizado gradativamente ao longo da própria quarta.

Se você mora em Belo Horizonte, veja abaixo quais são os bairros serão afetados com a falta de água nesta quarta-feira:

Aeroporto, Apolônia, Braunas, Campo Alegre, Canaã, Candelária, Cenáculo, Céu Azul, Conjunto Minas Caixa, Copacabana, Etelvina Carneiro, Europa, Floramar, Frei Leopoldo, Garças, Granja Werneck, Heliópolis, Itapoã, Jaqueline, Jardim Atlântico, Jardim das Rosas, Jardim dos Comerciários, Jardim Felicidade, Jardim Guanabara, Jardim Leblon, Juliana, Lagoa, Lagoinha, Leblon, Letícia, Madri, Mantiqueira, Maria Helena, Mariquinhas, Minas Caixa, Parque São Pedro, Piratininga, Planalto, Rio Branco, Santa Amélia, Santa Branca, Santa Mônica, São Bernardo, São João Batista, São Tomáz, Satélite, Serra Verde, Solimões, Trevo, Tupi A, Tupi B, Venda Nova, Vila Aeroporto, Vila Clóris, Xodo-Marize e Zilah Spósito.

Agora, se sua residência está localizada na região metropolitana, confira se seu bairro está na lista das cidades onde vai faltar água:

Contagem: Xangrila.

Ribeirão Das Neves: Areias de Baixo, Centro de Areias, Céu Anil, Chácaras Bom Retiro, Conjunto Nova Pampulha, Dona Clarice, Eliane, Fazenda  Misongue, Fazenda Severina, Fortaleza, Granjas Primavera, Havai, José Maria da Costa, Kátia, Landi I, Landi II, Luar da Pampulha, Mangueiras, Maria Helena, Maria Helena II, Pedra Branca, Pedreira, Penha, Santa Izabel, Santa Margarida, Santana, Santana II, São José, Sônia, Tancredo Neves, Tocantins, Toni, Viena, Vila Bispo de Maura e Vila Real.

Torneira

Santa Luzia: Asteca, Baronesa, Belo Vale, Castanheira, Centro, Chácaras Recanto Flamboyant, Chácaras Santa Inês, Cristina, Duquesa I, Duquesa II, Frimisa, Liberdade,Londrina, Luxemburgo, Maria Antonieta, Monte Carlo, Morada do Rio, Nossa Senhora das Graças, Nossa Senhora do Carmo, Nova Conquista, Nova Esperança, Novo Centro, Perola Negra, Ponte Grande, Pousada Del Rey, Rio das Velhas, São Benedito, São Cosme, São Cosme de Cima, São João Batista.

Vespasiano: Gavea, Gavea II, Nova Iorque, Nova Pampulha, Santa Clara, Suely, Vida Nova.

.

FONTE: O Tempo.


Prefeitura de Guarapari proíbe tenda na areia e revolta turistas

Decreto que não permite barracas, gazebos e similares prevê multa de até R$ 748 para quem descumprir

A decisão da Prefeitura de Guarapari, no Espírito Santo, de proibir o uso de tendas e barracas em praias da cidade vem revoltando os turistas mineiros que elegem a cidade como destino de verão.

O comerciante Jorge Nobor Suga, 60, morador de Juatuba, na região metropolitana da capital, ficou tão indignado que resolveu encurtar as férias. No início deste mês, Suga e mais seis familiares escolheram a praia do Morro – uma das preferidas dos mineiros entre as mais de 50 praias da região – como destino para descanso. A estadia entre 8 a 12 de janeiro ia bem até a abordagem de um fiscal da prefeitura logo no segundo dia: “Chegou com um papel na mão, dizendo que eu precisaria desmontar a tenda, porque não podia mais usar nas praias da cidade”.

O Decreto 427/2018, assinado pelo prefeito Edson Magalhães (PSDB) e publicado no “Diário Oficial do Município” (“DOM”) em 16 de novembro de 2018, veta a “colocação de tendas, barracas, gazebos ou similares a estes, nas faixas de areia e sobre o calçadão das praias das orlas marítimas do município de Guarapari (ES)”. O texto prevê duas exceções: ambulantes em pontos fixos, licenciados pelo município, e o público da virada do ano. A liberação, entretanto, depende de cadastro na prefeitura e prevê critérios como horário de montagem e distância do muro e da linha do mar.

Sem poder usar a cobertura contra o sol, os gastos da família do comerciante mineiro aumentariam. “Para alugar sombrinhas e cadeiras suficientes com o pessoal dos quiosques, eu teria que gastar em torno de R$ 700”, calcula Suga.

Sem explicação. O pedido de fiscais da prefeitura para desfazer a tenda modelo gazebo, utilizada pelo designer digital Rafael Patricio, 27, morador de Belo Horizonte, veio, segundo o jovem, sem explicação: “Só falaram do decreto e que a tenda seria confiscada se a gente continuasse usando, mas não teve um porquê”.

O não cumprimento da norma, conforme o decreto, poderá incidir na apreensão do material e pagamento de multa de até R$ 748, 72.

Mais turistas. A prefeitura de Guarapari estima receber cerca de 1,5 milhão de turistas até o fim do verão deste ano, um crescimento de 50% em relação ao mesmo período de 2018.

Frequentadores marcavam espaço

De acordo com a Prefeitura Municipal de Guarapari, a proibição do uso de tendas, barracas e gazebos foi decidida após órgãos como a Superintendência do Patrimônio da União (SPU), o Ministério Público Estadual e o Ministério Público Federal procurarem a prefeitura em busca de explicações e providências sobre denúncias recebidas acerca de uso abusivo do espaço público.

Ainda de acordo com a prefeitura, turistas e moradores foram flagrados por equipes de reportagem da região demarcando partes de praias locais com tendas em diversos horários do dia, incluindo a madrugada.

O Ministério Público Federal e a SPU confirmaram o contato com o município em janeiro do ano passado. Os demais órgãos não responderam à reportagem.

Minientrevista

Cláudia Martins
Secretária municipal de Postura e Trânsito

O que motivou a proibição das tendas?

Infelizmente, o uso desordenado do espaço que compreende a parte de areia das praias da cidade.

Como as pessoas estão sendo avisadas sobre a decisão?

O primeiro passo é informar a todos, e sabemos que leva tempo, afinal, grande parte de quem vem às praias daqui é formada por turistas. Por isso, desde o verão passado, estamos panfletando pela cidade, utilizando carros de som com o alerta, instalando placas com o alerta e enviando fiscais às praias.

Já há número de apreensões e multas aplicadas?

Não. Até então, estamos apenas orientado as pessoas. Nada ainda foi apreendido nem multas foram aplicadas.

Guarapari

Turistas e frequentadores da praia do Morro usaram tendas no dia 31 de dezembro, exceção no decreto

.

FONTE: O Tempo.


Italiano Cesare Battisti é preso na Bolívia

Ele estava escondido na cidade de Santa Cruz de la Sierra


(ANSA) – O italiano Cesare Battisti, foragido desde dezembro passado, foi preso no fim da tarde deste sábado (12) em Santa Cruz de la Sierra, cidade mais populosa da Bolívia.A captura foi confirmada pelo assessor especial do presidente Jair Bolsonaro para Assuntos Internacionais, Filipe Martins, em seu perfil no Twitter.

“O terrorista italiano Cesare Battisti foi preso na Bolívia esta noite e em breve será trazido para o Brasil, de onde será levado até a Itália para que ele possa cumprir pena perpétua, de acordo com decisão da Justiça italiana”, disse Martins.

Já o embaixador da Itália no Brasil, Antonio Bernardini, escreveu “Battisti preso” no Twitter. Segundo o jornal Corriere della Sera, o foragido foi detido por volta de 17h (horário local), por uma equipe da Interpol formada por investigadores italianos.

Ele não opôs resistência e usava calças e camiseta azuis, óculos de sol e uma barba falsa. Battisti foi levado para uma delegacia, e a Bolívia ainda não anunciou se o entregará ao Brasil ou à Itália.

Ainda de acordo com o Corriere, a Interpol já suspeitava que o italiano estivesse escondido em Santa Cruz de la Sierra desde antes do Natal. O jornal diz que Battisti tinha o andar “cambaleante”.

Em outubro de 2017, ele havia sido preso perto de Corumbá (MS), tentando entrar na Bolívia com o equivalente a mais de R$ 20 mil em moeda estrangeira. Battisti alegou na época que queria apenas comprar material de pesca e roupas de couro, mas acabou virando réu por evasão de divisas.


Histórico

Ex-membro da milícia de extrema esquerda Proletários Armados pelo Comunismo (PAC), o italiano foi condenado em contumácia em seu país à prisão perpétua por quatro assassinatos e envolvimento com o terrorismo na década de 1970.

Como foragido, Battisti passou por França e México, antes de chegar ao Brasil, onde quase foi extraditado por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). No entanto um decreto assinado por Luiz Inácio Lula da Silva no último dia de seu segundo mandato como presidente deu ao italiano a permissão para ficar no país.

Com o impeachment de Dilma Rousseff, a Itália apresentou um novo pedido de extradição e encontrou o parecer favorável de Michel Temer, mas uma liminar do ministro do STF Luiz Fux impediu que ele fosse entregue ao país europeu.


Em dezembro passado, contudo, o mesmo Fux derrubou a liminar e decidiu que Temer tinha poder para reverter o asilo concedido por Lula. Na sequência, o então presidente assinou o decreto de extradição, porém Battisti conseguiu escapar das autoridades brasileiras, fugindo até Santa Cruz de la Sierra, onde foi capturado. (ANSA)

.

FONTE: Estado de Minas.


Guarapari, Vila Velha e Vitória: confira a lista de praias próprias e impróprias no verão 2019

De acordo com a Secretaria de Meio Ambiente (Semma) de Vila Velha, a balneabilidade é determinada a partir da quantidade de bactérias (coliformes totais e fecais – escherichia coli e/ou enterococos) presentes na água. A Prefeitura de Vitória complementou que o índice assegura a recreação de contato direto e prolongado, como natação, mergulho e lazer.

Algumas das praias, além de lagoas, foram consideradas impróprias para banho. Veja a lista abaixo:

Guarapari

De acordo com a Prefeitura de Guarapari, 100% das praias do município estão próprias para banho neste verão. O resultado é do mais recente boletim de balneabilidade, com água coletada na última quarta-feira (19) pela Secretaria de Meio Ambiente e Agricultura (Semag).

Dessa forma, estão próprias para banho as seguintes praias:

Ponto 1 – Praia de Meaipe (em frente ao Hotel Gaeta);
Ponto 2 – Praia de Bacutia (em frente ao Ed. Reserva da Bacutia);
Ponto 3 – Praia de Peracanga (em frente ao Ed. Monteiro Lobato);
Ponto 4 – Praia da Areia Preta (em frente ao Ed. Solar da Praia);
Ponto 5 – Praia das Castanheiras (próximo ao Siribeira Iate Clube);
Ponto 6 – Praia dos Namorados (em frente ao Hotel Atlântico);
Ponto 7 – Praia das Virtudes (em frente à praça);
Ponto 8 – Prainha de Muquiçaba (em frente à rua Francisco Furtado);
Ponto 9 – Praia do Morro I (em frente ao Ed. Varandas de Guarapari);
Ponto 10 – Praia do Morro II (em frente ao quiosque 9);
Ponto 11 – Praia do Morro III (em frente ao Ed. Maison Classic);
Ponto 12 – Praia de Santa Mônica (em frente à rua Santa Rita);
Ponto 13 – Praia de Setiba (em frente ao Quiosque Alto Astral).

Vila Velha

A pesquisa de balneabilidade feita pela Prefeitura de Vila Velha na última sexta-feira (21) mostrou que quatro locais estão impróprios: Praia da Barrinha, na Barra do Jucu; Praia do Ribeiro, próximo ao Farol Santa Luzia; Praia ‘da Prainha’ e, por fim, a lagoa Morada do Sol.

Segundo a prefeitura, todas as praias são sinalizadas sobre a balneabilidade. “As placas são trocadas toda semana se houver alteração após os testes. A placa verde significa “própria” e a placa vermelha indica “imprópria” para o banho”, afirmou em nota.

Ponto 1 – Lagoa 20: própria;
Ponto 2 – Lagoa 110: imprópria;
Ponto 3 – Praia do Barrão (na av. Anderssem Fidalgo Pereira): própria;
Ponto 4 – Praia dos Recifes (em frente à rua Mar Azul): própria;
Ponto 5 – Praia de Ponta da Fruta I (em frente à pracinha da av. Judith Góes Coutinho): própria;
Ponto 6 – Praia de Ponta da Fruta II (em frente à rua da Bomba): própria;
Ponto 7 – Praia da Barrinha (próximo à foz do rio Jucu): imprópria;
Ponto 8 – Praia de Itaparica I (em frente à rua Itaiabaia): própria;
Ponto 9 – Praia de Itaparica II (Colônia de Pescadores): própria;
Ponto 10 – Praia de Itapuã – “Beverly Hills” (em frente à rua Jair de Andrade): própria;
Ponto 11 – Praia da Costa I (em frente à av. Champagnat): própria;
Ponto 12 – Praia da Costa II (Praia da Sereia): própria;
Ponto 13 – Praia do Ribeiro (em frente à rua Santa Berenice): imprópria;
Ponto 14 – Prainha – Meio da Prainha: imprópria.

A Prefeitura de Vila Velha também divulga o índice durante todo o ano em seu site oficial.

praia

Vila Velha tem praias impróprias para banho

Vitória 

A Prefeitura de Vitória, capital do Espírito Santo, realiza testes de balneabilidade semanalmente. De acordo com o município, 18 pontos do litoral estão liberados para natação, mergulho e lazer.

vitória

Segundo prefeitura, gráfico é atualizado semanalmente

Todos esses pontos podem ser vistos facilmente pelo gráfico interativo, disponível no site oficial da prefeitura.

Estão impróprios o ponto 9, no Canal de Camburi (a 50 metros após o primeiro píer), que está interditado; a praia de Santa Helena (100 metros após a ponte da Ilha do Frade) e a praça dos Desejos (em frente à guarderia).

Ponto 01A – Jardim Camburi(próximo ao Viaduto Araceli Cabreira Crespo): própria;
Ponto 02 – Praia de Camburi (Av. Dante Michellini – esquina com Rua Silvino Grecco): própria;
Ponto 02A – Aeroporto/Praia de Camburi (Av. Dante Michellini – em frente a entrada da antiga Feira dos Municípios): própria;
Ponto 03 – Aeroporto/ Praia de Camburi (Av. Dante Michellini – a 150 metros antes do 2º pier): própria;
Ponto 04 – Mata da Praia/ Praia de Camburi (Av. Dante Michellini – esquina com Av. Adalberto Simão Nader): própria;
Ponto 05 – Mata da Praia/ Praia de Camburi (Av. Dante Michellini – esquina com Av. Nicolau Von Shilgen): própria;
Ponto 06 – Jardim da Penha/Praia de Camburi (Av. Dante Michellini – esquina com a R.Comissário Otávio Queiroz): própria;
Ponto 07 – Jardim da Penha/Praia de Camburi (Av. Dante Michellini – esquina com a R. Eugenilio Ramos): própria;
Ponto 08 – Jardim da Penha/Praia de Camburi (Av. Dante Michellini – a 150 metros antes do 1º pier): própria;
Ponto 09 – Jardim da Penha/Praia de Camburi (Canal de Camburi – 50m após o 1º pier): praia interditada;
Ponto 10 – Praia do Canto (80 metros após o Iate Clube): própria;
Ponto 11 – Prata do Canto (80 metros antes da ponte da Ilha do Frade): própria;
Ponto 12 – Enseada do Suá/Praia de Santa Helena (100 metros após a ponte da Ilha do Frade): própria;
Ponto 12A – Praia do Canto/Praça dos Desejos (em frente à Escola de Velas): própria;
Ponto 13 – Enseada do Suá/Praia de Santa Helena (200 metros antes das barracas da Curva da Jurema): própria;
Ponto 14 – Enseada do Suá/Praia de Santa Helena (em frente as barracas da Curva da Jurema): própria;
Ponto 15 – Ilha do Frade (Praia da Direita): própria;
Ponto 16 – Ilha do Frade (Praia das Castanheiras): própria;
Ponto 17 – Ilha do Frade (R. Des. Alfredo Cabral, em frente ao nº1255): própria;
Ponto 18 – Ilha do Boi (Praia do Nenel): própria;
Ponto 19 – Ilha do Boi (Praia Grande): própria;
Ponto 20 – Enseada do Suá (Praia do Suá – ao lado da Capitania dos Portos): imprópria;
Ponto 21 – Enseada do Suá (Praia do Meio – embaixo da 3ª ponte): imprópria;
Ponto 22 – Santo Antônio /Praia de Santo Antônio (Academia Popular): praia interditada;
Ponto 23 – Santa Luzia / Canal da Passagem (próximo a Ponte da Passagem -J.da Penha): praia interditada;
Ponto 24 –  Jesus de Nazareth – praia interditada.

Praia do Morro, em Guarapari, é umas das preferidas dos mineiros

Praia do Morro, em Guarapari, é umas das preferidas dos mineiros

.

FONTE: Hoje Em Dia.


Bom para todos! Betim terá queima de fogos sem som em ‘respeito a idosos, crianças e animais’

A chegada do novo ano é marcada em diversas cidades pela queima de fogos de artifício. Em Betim, região metropolitana de Belo Horizonte, a atração acontecerá, porém de um forma diferente. O espetáculo será apenas visual, sem a emissão de sons.

De acordo com a Prefeitura da cidade, isso acontecerá como uma forma de respeitar os idosos, crianças e animais. “O evento terá início à meia noite e deve durar de 2 a 3 minutos em cada Regional do município”, informa em sua página no Facebook. A queima de fogos terá 12 minutos de duração e será na praça Milton Campos, no Centro de Betim.

A compra dos fogos não foi realizada pela prefeitura, mas sim por um rede de supermercados. “Vale ressaltar que todo o recurso financeiro para a compra dos fogos foi garantida por meio de uma doação do Superluna Supermercados”, informou.

Nos comentários da publicação internautas elogiaram a ação: “Que maravilha. Somente quem tem pessoas especiais, idosos e animais em casa, sabe a importância desta decisão”, escreveu uma pessoa. “Parabéns à Prefeitura de Betim pelo ato de civilidade, em respeito aos animais, idosos, crianças, pessoas acamadas, com Síndrome de Down, autistas ou que simplesmente não querem ser incomodadas com barulhos desnecessários”, elogiou outro.

.

FONTE: BHAZ.


Confira a lista de feriados nacionais e pontos facultativos de 2019

Quatro dos dez feriados caem sábado ou domingo

O governo federal publicou hoje (28) no Diário Oficial da União a lista com os feriados e pontos facultativos da administração federal em 2019. A lista não inclui feriados estaduais e municipais.

No próximo ano, os feriados que cairão no final de semana serão: Tiradentes (domingo), Independência (sábado), Dia de Nossa Senhora da Aparecida (sábado) e Finados (sábado). Os demais vão cair em dias de semana.

A portaria, publicada pelo, Desenvolvimento e Gestão, diz que os dias de guarda dos credos e religiões, não relacionados, poderão ser compensados, desde que “previamente autorizados pelo responsável pela unidade administrativa do exercício do servidor.”

O texto diz ainda que o cumprimento dos feriados não deve trazer prejuízo da prestação dos serviços considerados essenciais e que caberá aos dirigentes dos órgãos e entidades “a preservação e o funcionamento dos serviços essenciais afetos às respectivas áreas de competência”.

Em relação aos órgãos e entidades integrantes do Sistema de Pessoal Civil da Administração Federal, eles ficam proibidos de antecipar ou postergar ponto facultativo.

Calendário

Veja a lista completa:

– 1º de janeiro, terça-feira: Confraternização Universal (feriado nacional)

– 4 de março, segunda-feira: Carnaval (ponto facultativo)

– 5 de março, terça-feira: Carnaval (ponto facultativo)

– 6 de março, quarta-feira: quarta-feira de cinzas (ponto facultativo até as 14 horas)

– 19 de abril, sexta-feira: Paixão de Cristo (feriado nacional)

– 21 de abril, domingo: Tiradentes (feriado nacional)

– 1º de maio, quarta-feira: Dia Mundial do Trabalho (feriado nacional)

– 20 de junho, quinta-feira: Corpus Christi (ponto facultativo)

– 7 de setembro, sábado: Independência do Brasil (feriado nacional)

– 12 de outubro, sábado: Nossa Senhora Aparecida (feriado nacional)

– 28 de outubro, segunda-feira: Dia do Servidor Público – art. 236 da Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990 (ponto facultativo)

– 2 de novembro, sábado: Finados (feriado nacional)

– 15 de novembro, sexta-feira: Proclamação da República (feriado nacional)

– 24 de dezembro, véspera de natal, terça-feira (ponto facultativo após as 14 horas)

– 25 de dezembro: Natal, quarta-feira (feriado nacional) e

– 31 de dezembro, véspera de ano novo, terça-feira (ponto facultativo após as 14 horas)

.

FONTE: O Tempo.


Confira o que abre e o que fecha em BH durante as festas de fim de ano

Restaurantes populares II, III e IV não funcionarão nos dias 24, 25, 31 de dezembro e em 1º de janeiro

Os dias 24 e 31 serão ponto facultativo na Prefeitura de Belo Horizonte, enquanto 25 de dezembro e 1º de janeiro são feriados nacionais. Confira abaixo o funcionamento dos órgãos e equipamentos da administração municipal:

Parques e Zoológico

Parque das Mangabeiras*
Aberto nos dias 22/12, 23/12, 25/12, 29/12, 30/12 e 1º de janeiro, das 8h às 17h.
Fechado nos dias 24/12 e 31/12.

Especificamente no Parque das Mangabeiras, não estará disponível o serviço de aluguel de quadras, bolas, petecas e etc nos dias 25 de dezembro e 1º de janeiro.

Mirante das Mangabeiras*
Aberto nos dias 22/12, 23/12, 25/12, 29/12, 30/12 e 1º de janeiro, das 9h às 18h30 (entrada permitida até às 18h15).
Fechado nos dias 24/12 e 31/12.

Serra do Curral*
Aberto nos dias 22/12, 23/12, 25/12, 29/12, 30/12 e 1º de janeiro, das 8h às 17h (entrada permitida até às 16h).
Fechado nos dias 24/12 e 31/12.

Parque Municipal Américo Renné Giannetti
Aberto nos dias 22/12, 23/12, 25/12, 29/12, 30/12 e 1º de janeiro, das 6h às 18h.
Fechado nos dias 24/12 e 31/12.

Parque Ecológico da Pampulha
Aberto nos dias 22/12, 23/12, 25/12, 29/12, 30/12 e 1º de janeiro, das 8h30 às 19h De novembro a fevereiro, meses de vigência do horário de verão (entrada permitida até 18h)
Fechado nos dias 24/12 e 31/12.

Demais parques*
Abertos nos dias 22/12, 23/12, 25/12, 29/12, 30/12 e no dia 1º de janeiro, das 7h às 18h.
Fechado nos dias 24/12 e 31/12.

Jardim Zoológico e Jardim Botânico*
Abertos nos dias 22/12, 23/12, 29/12, 30/12, das 8h às 17h (com entrada permitida até 16h).
Fechados nos dias 24/12, 25/12, 31/12 e no dia 1º de janeiro.

Aquário da Bacia do Rio São Francisco*
Aberto nos dias 22/12, 23/12, 29/12, 30/12, das 8h30 às 16h30 (com entrada permitida até 16h).
Fechado nos dias 24/12, 25/12, 31/12 e no dia 1º de janeiro de.

* Por recomendação da Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte, o acesso aos Parques da Serra do Curral, Aggeo Pio Sobrinho e das Mangabeiras, além do Mirante do Mangabeiras e espaços da Zoobotânica (Jardins Zoológico e Botânico e Aquário do Rio São Francisco) requer a apresentação de comprovante de imunização contra a febre amarela, com vacina aplicada no mínimo 10 dias antes da visita, e documento de identidade com foto. O estacionamento no Parque das Mangabeiras agora integra o sistema rotativo digital da BHTrans. Para sua comodidade, leve consigo o talão ou baixe o aplicativo “Rotativo Digital BH” (disponível para Android e iOS).

Os Cemitérios Municipais  
– Abertos para visitação pública nos dias 22/12, 23/12, 24/12, 25/12, 29/12, 30/12, 31/12 e 1º de janeiro de 2019, das 7h às 17h;
– Nos dias 22/12, 23/12, 29/12, 30/12 e 1º de janeiro, o atendimento administrativo será exclusivamente para agendamento e realização de sepultamentos, das 7h às 19h;
– Nos dias 24/12 e 31/12, serão feitos todos os atendimentos administrativos no período de 7h às 17h, sendo que das 17h às 19h passarão a ser feitos, exclusivamente, os atendimentos relativos a sepultamentos;
– Os velórios noturnos ocorrerão normalmente nos dias 22/12 a 31/12 e dia 1º de janeiro, sob demanda;
– Os sepultamos noturnos serão realizados em todos os dias dos feriados de final de ano.

Segurança Alimentar e Nutricional

Banco de Alimentos (rua Tuiutí, 888, bairro Padre Eustáquio)
Fechado nos dias 24/12, 25/12, 31/12 e 1º de janeiro
Central de Abastecimento Municipal (rua Maria Pietra Machado, 125, bairro São Paulo)
Abre nos dias 24/12 e 31/12, das 7h às 19h30, e fecha nos dias 25/12 e 1° de janeiro

Direto da Roça
Funcionamento facultativo nos dias 24/12, 25/12, 31/12 e 1º de janeiro

Feira Coberta do Padre Eustáquio (rua Pará de Minas, 821, Padre Eustáquio)
Abre nos dias 24/12 e 31/12, das 7h às 18h, e fecha nos dias 25/12 e 1º de janeiro

Feira de Orgânicos
Funcionamento apenas às quintas-feiras

Feiras Livres
Funcionamento facultativo nos dias 24/12, 25/12, 31/12 e 1º de janeiro
Feira Modelo da Savassi (rua Tomé de Souza, entre avenida Cristóvão Colombo
e rua Pernambuco)
Funciona dia 26/12, das 17 às 22h
Mercado do Cruzeiro (rua Ouro Fino, 452, Cruzeiro).
Abre nos dias 24/12 e 31/12, das 7h às 17h, e fecha nos dias 25/12 e 1º de janeiro

Restaurantes Populares II, III e IV
Fechado nos dias 24/12, 25/12, 31/12 e 1º de janeiro

Restaurante Popular I
Abre no dia 25/12, das 11h às 14h, para o almoço de Natal
Refeitório popular da CMBH
Fechado nos dias 24/12, 25/12, 31/12 e 1º de janeiro
Sacolões Abastecer
Abrem nos dias 24/12 e 31/12, das 8h às 20h, e fecham dia 25/12 e 1º de janeiro

Equipamentos Culturais

Casa do Baile
Fechado nos dias 24, 25, 31 e 1º. Aberto ao público nos demais dias.

Museu Histórico Abílio Barreto
Fechado nos dias 24, 25, 31 e 1º. Aberto ao público nos demais dias.

Museu de Arte da Pampulha
Fechado nos dias 24, 25, 31 e 1º. Aberto ao público nos demais dias.

Casa Kubitschek
Fechado nos dias 24, 25, 31 e 1º. Aberto ao público nos demais dias.

Museu da Moda
Fechado nos dias 24, 25, 31 e 1º. Aberto ao público nos demais dias.

Arquivo Público da Cidade de Belo Horizonte
Fechado nos dias 24, 25, 31 e 1º. Aberto ao público nos demais dias.

Museu da Imagem e do Som
Fechado nos dias 24, 25, 31 e 1º. Aberto ao público nos demais dias.

MIS Cine Santa Tereza
Fechado nos dias 24, 25, 31 e 1º. Aberto ao público nos demais dias.

Postos de Informação Turística

Centro de Atendimento ao Turista Álvaro Hardy – Veveco (avenida Otacílio Negrão de Lima, 855, São Luís)
Não funciona
Centro de Atendimento ao Turista – Mercado Central (avenida Augusto de Lima, 744, Centro)
Funciona nos dias 24/12 e 31/12, das 8h às 14h, e fecha nos dias 25/12 e 1º de janeiro

Saúde

• Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), Hospital Municipal Odilon Behrens, Central de Internação, Samu, laboratórios das UPAs e Serviço de Urgência de Psiquiatria Noturno (SUP)
Funcionam normalmente 24h por dia
• Centros de Referência em Saúde Mental (CERSAMs)
Funcionam com escala mínima durante o dia e expediente normal à noite
• Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS) e Centro de Referência em Imunobiológicos Especiais (CRIE)
Funcionam com escala de plantão
• Centros de Saúde, Centros de Controle de Zoonoses, Laboratórios de Zoonoses, sedes de distrito, Centros de Especialidades Médicas (CEMs), Centro de Treinamento e Referência (CTR), Unidades de Referência Secundária (URSs), Centro Municipal de Diagnóstico por Imagem (CMDI), Centro Municipal de Oftalmologia (CMO), Centros de Reabilitação (Creabs), e Centros de Referência a Saúde do Trabalhador (CERSAT), os Centros de especialidades odontológicas (CEO), os Centros de Convivência, a Central de Atendimento a liminares (CAL), as farmácias distritais e a Alta Complexidade
Funciona com expediente normal nos dias 24/12 e 31/12, e não terá expediente nos dias 25/12 e 1º de janeiro
• Centros de Convivência
Funcionam dias 24/12 e 31/12 com expediente das 7h às 17h e não funcionam nos dias 25/12 e 1° de janeiro
• SMSA/ Nível Central, Engenharia Clínica, Oficina Central e Almoxarifado
Não terá expediente
• Os Centros de Referência a Saúde do Trabalhador (CERSAT), o Centro de Treinamento e Referência (CTR), as Unidades de Referência Secundária (URSs), o Centro Municipal de Diagnóstico por Imagem (CMDI), o Centro Municipal de Oftalmologia (CMO), os Centros de Reabilitação (Creabs), os Centros de especialidades odontológicas (CEO), os       Centros de Convivência, a        Central de Atendimento a liminares (CAL), o Centro de Esterilização de cães e gatos, as farmácias distritais e a alta complexidade
Funcionam com expediente normal nos dia 24/12 e 31/12 e não funcionam nos dias 31/12 e 1º de janeiro

Segurança 

Guarda Municipal
Trabalha normalmente

Centro de Operações de Belo Horizonte (COP-BH)
Funcionamento normal, exceto para atendimento ao público

BH Resolve 
Fechado nos dias 24, 25 e 31 de dezembro e no dia 1º de janeiro

Defesa Civil
Funcionamento normal, todos os dias, 24 horas por dia, inclusive aos domingos e feriados. Os telefones de contato são: 199 e o 3277-8864

Trânsito e Transporte
Dia 24/12 – funcionamento com quadro de horário de sábado;
Dia 25/12 – funcionamento com quadro de horário de domingo e feriado.

Prefeitura de BH

Dias 24 e 31 serão ponto facultativo na Prefeitura de Belo Horizonte

Limpeza Urbana
Nos dia 25 de dezembro e 1º de janeiro não haverá serviços de limpeza urbana em Belo Horizonte, apenas plantão de risco das equipes de multitarefa. Contudo, na véspera do Natal, dia 24 de dezembro e na véspera do Ano Novo, dia 31 de dezembro, todos os serviços de limpeza urbana serão executados normalmente na capital.

.

FONTE: O Tempo.


Calor em BH? Cidade paranaense tem sensação térmica de 64º C

A sensação térmica em Antonina, no litoral do Paraná, chegou a 64ºC por volta das 16h desta sexta-feira

Não foram poucos os belo-horizontinos que reclamaram de calor nos últimos dias, quando as temperaturas chegaram a bater 33º C. Para esses, a recomendação é cortar do roteiro de viagem a cidade de Antonina, no litoral do Paraná, que chegou a ter sensação térmica de 64ºC por volta das 16h da última sexta-feira (14), segundo o Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar). Nos termômetros, a temperatura registrada foi de 43ºC.

A semana vem sendo sufocante para os moradores do local, que tiveram um dia mais “agradável” quando a menor sensação térmica no mesmo horário beirou os 55ºC.

Ainda conforme o Simepar, as temperaturas devem continuar altas ao longo do fim de semana na região.

Antonina

Calor é sufocante em Antonina

 

Antonina é um município brasileiro do estado do Paraná. Sua população contada em 2010 é de 18.891 habitantes com uma área de 876,551 km². Está situada a 90 km de Curitiba, e a 50 km de Paranaguá.

Cidade histórica cujos primeiros vestígios da ocupação foram encontrados nos sambaquis. Posteriormente índios carijós habitaram o local sendo que os primeiros povoadores datam de 1648 e 1654. Além da extraordinária beleza natural paisagística, Antonina possui no seu calçamento de pedras e nas suas ruínas, histórias, as quais enriquecem o seu patrimônio. O município oferece ainda, diversos atrativos turísticos. É acessado pela BR-277, pela antiga Estrada da Graciosa, por ferrovia e através do porto, que foi recentemente reativado, onde também se localiza a sede do município. Criado através da Lei Estadual nº14 de 21 de janeiro de 1857, e instalado na mesma data foi desmembrado de Paranaguá.

Os habitantes naturais do município de Antonina são denominados antoninenses ou capelistas. Está localizada no litoral norte do Estado do Paraná na Mesorregião Metropolitana de Curitiba, mais precisamente na Microrregião de Paranaguá, estando a uma distância de 84 km via BR-277 e 79 km via Estrada da Graciosa, da capital do estado, Curitiba.

 

.

FONTES: O Tempo e Wikipedia.


BH registra 32ºC nesta sexta e é o dia mais quente de dezembro

Belo Horizonte registrou nesta sexta-feira (14) o dia mais quente do mês de dezembro, com 32ºC, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

A miníma foi de 17ºC. O dia mais quente no mês, tinha sido no último dia 5, quando foram registrados 31.8ºC.

Para o fim de semana a previsão é que o calor continue. Entre este sábado (15) e domingo (16) os termômetros devem marcar 32ºC novamente.

Calor para os pets

 

.

FONTE: O Tempo.


Caso foi julgado em Jaboticabal, em São Paulo, mas pode abrir precedente para que medida seja aplicada em todo o país

Se você é administrador de algum grupo no WhatsApp é melhor tomar cuidado com o conteúdo das conversas: uma mulher, não identificada, foi condenada pela Justiça de São Paulo a pagar R$ 3 mil para uma outra que discutiu com um terceiro membro do grupo. Apesar de não ter participado da briga  e, nem mesmo, ter ofendido a mulher que a processou diretamente, ela foi responsabilizada por ser criadora e administradora do grupo. 

A confusão se iniciou em 2014, quando a processada criou um grupo no WhatsApp para amigos assistirem a um jogo da Copa do Mundo daquele ano na casa dela. Durante as conversas, um dos membros ofendeu uma outra mulher que participava do grupo, que se sentiu lesada pelas declarações e entrou com um processo na Segunda Vara Cível do Foro de Jaboticabal, cidade do interior de São Paulo. Na época, a processante tinha 15 anos e, por isso, o nome do pai dela também foi incluído na autoria da ação.
De acordo com o processo, “no grupo formado ocorreram ofensas aos autores, que em razão disso ajuizaram a demanda por alegado bullying também contra a ré, por ser ela supostamente a administradora do grupo e não tê-lo encerrado após as ofensas terem acontecido”. A ação frisa, também, que outros processos foram ajuizados contra os ofensores.
Na decisão, o juiz do caso escreveu que: “(a) ré que, na qualidade de criadora do grupo, no qual ocorreram as ofensas, poderia ter removido os autores das ofensas, mas não o fez, mostrando ainda ter se divertido com a situação por meio de emojis de sorrisos com os fatos”. Ele condenou a administradora a pagar danos morais, no total de R$ 3 mil, para a mulher.
Os advogados da reclamante alegam que não houve esforço da administradora em amenizar a situação e a acusam de negligência. Além disso, eles afirmam que a mulher “se divertiu” com a situação. “E também não procede dizer que a ré procurou minimizar as coisas. Não só não o fez como, quando postaram ‘Vai processar o que vaca’, a ré sorriu por meio de emojis (quatro)”, argumentam.

.

FONTE: Estado de Minas.


Foto de garoto ao lado de onças não é montagem; entenda a história

Tiago Jácomo Silveira cresceu ao lado do felino, uma vez que os pais coordenam o Instituto Onça-Pintada

Uma foto tanto quanto incomum causou frisson nas redes sociais. Acompanhado de um cachorro, um garoto, de 12 anos, sentou-se à beira de uma lagoa e mostrou-se tranquilo ao lado de duas onças-pintadas, inclusive fazendo carinho em uma delas. Para alguns, a imagem causa certo pânico devido ao medo do felino intrínseco ao ser humano, porém para Tiago Jácomo Silveira essa é uma cena rotineira desde que é recém-nascido.

Recentemente publicada no Facebook pelo seu pai, o biólogo Leandro Silveira, de 49 anos, a fotografia foi compartilhada em várias páginas, causando frisson. Alguns duvidaram da veracidade do registro. A maioria, porém, elogiou a coragem do garoto.

Porém, como o próprio pai relatou, a coragem vem da convivência. Em entrevista à BBC Brasil, Leandro explicou que ele e a esposa, Anah Tereza Jácomo, de 49 anos, sempre incentivaram a convivência de seu filho com o animal, uma vez que eles coordenam o Instituto Onça-Pintada (IOP), que tem o objetivo de preservar e estudar o maior felino das Américas.

“O meu filho nasceu em um ambiente com onças-pintadas. Então, ele convive bem com elas desde a infância e sabe como lidar. Logicamente, a gente o instrui e impõe limites, mas hoje ele já sabe o que fazer ou não. É uma questão muito natural para ele”, diz Leandro.

Tiago Jácomo Silveira

Tiago Jácomo Silveira ao lado das onças amigas

Thiago, por sua vez,  considera-se um privilegiado por ter se relacionado com as onças-pintadas desde pequeno. “Sempre foi uma relação de amor e respeito. Sempre gostei muito disso e sempre ajudei a cuidar dos animais”, avalia.

.

FONTE: O Tempo.


Lunetas são instaladas na rua Sapucaí e no mirante Mangabeiras

Três equipamentos foram instalados no Mirante das Mangabeiras e dois na rua Sapucaí

Dois dos principais pontos para se ter uma bonita vista de Belo Horizonte, o Mirante do Parque das Mangabeiras e a rua Sapucaí, ganharam lunetas para moradores e turistas terem uma vista ainda melhor da capital mineira. A novidade é para comemorar o aniversário da cidade, no próximo dia 12.

No parque estão três lunetas que já podem ser utilizadas pelo público. Por lá a vista é de toda região Centro-Sul de Belo Horizonte. Já na rua Sapucaí, é possível ver um pedaço da praça da Estação e também os enormes grafites  do Circuito Urbano de Arte (CURA).

“Belo Horizonte já é uma cidade cheia de mirantes, de vistas surpreendentes, com vários pontos de contemplação. O que estamos fazendo com a instalação dessas lunetas é colocar uma ‘grande angular’ nesses locais, valorizando o que a cidade tem de melhor. E essas são só as primeiras. O plano é levar o projeto para outros mirantes da capital”, defende Aluizer Malab, presidente da Empresa Municipal de Turismo de Belo Horizonte (Belotur), por meio da assessoria de imprensa.

Lunetas ajudam a melhorar a visão

Lunetas ajudam a melhorar a visão

As lunetas são resistentes a mudanças climáticas, como sol e chuva. “Com um sistema de observação terrestre com capacidade ótica de aproximação (zoom), o aparelho é composto por lentes antirreflexivas de qualidade superior, montado em um corpo blindado de alumínio fundido. As lentes possuem foco pré-ajustado conforme o local de instalação”, informa a Belotur.

Os usuários não precisam fazer nenhum tipo de regulagem para utilizar as lunetas, o que facilita o uso por qualquer pessoa, de qualquer idade.

As lunetas da rua Sapucaí ficam junto ao balaústre, em frente aos números 265 e 153, nas imediações da avenida Francisco Sales. Pintados em uma cor semelhante à ferrugem para não impactar a paisagem, os  instrumentos medem 1,60 de altura e têm lentes de aproximação que dispensam ajustes. As lunetas são acessíveis a crianças e adultos e podem ser giradas vertical e horizontalmente. Modelos semelhantes foram colocados nas Cataratas do Iguaçu (PR) e nos fortes do Exército no Rio de Janeiro, no Leme e em Copacabana.

Em entrevista o presidente da Belotur, Aluizer Malab, contou que o objetivo é dar aos belo-horizontinos e aos turistas uma visão “do belo horizonte que a cidade tem”. O gestor também afirmou que a Belotur está estudando a implementação dos equipamentos em outros pontos. “A ideia é, inclusive, levar para lugares poucos explorados”, pontuou.

Leia mais:

.

FONTES: O Tempo e Hoje Em Dia.


No Dia Nacional da Onça-pintada, conheça dez curiosidades do maior felino das Américas

O calendário nacional acaba de ganhar uma nova data comemorativa: o Dia Nacional da Onça-pintada é celebrado pela primeira vez na hoje, quinta-feira (29). O dia foi instituído por uma portaria do Ministério do Meio Ambiente (MMA) e presta homenagem a uma espécie que é símbolo da biodiversidade nacional. Para entrar no clima da festa, confira a seguir dez fatos que talvez você não saiba sobre as onças-pintadas:1) Gigante das AméricasA onça é um animal típico do continente americano. A atual distribuição geográfica da espécie se estende do México pela maior parte da América Central e América do Sul, até o Paraguai e o norte da Argentina. Da grande família biológica dos felídeos, a onça é a terceira maior espécie do mundo, atrás apenas do tigre e do leão. E nas Américas, a onça-pintada reina absoluta como o maior felino da região.

2) A onça-preta também é uma onça-pintada

A afirmação pode parecer estranha, mas é isso mesmo: as onças-pretas também são onças-pintadas. É um caso de melanismo, que acontece quando um animal tem uma grande concentração do pigmento chamado melanina na pele, o que dá o tom escuro à pelagem. As onças-pretas são raras, representando cerca de 6% de toda população da espécie. Com a ajuda de câmeras noturnas, é possível enxergar as pintas de uma onça-preta.

3) Na Amazônia, onças-pintadas vivem no topo das árvores

Se as onças-pintadas já são, naturalmente, animais únicos e impressionantes, a vida nas matas de várzea da Amazônia faz delas ainda mais diferentes. Por conta do sobe e desce do nível dos rios, as onças de lá apresentam um comportamento que, dentro da espécie, não é visto em nenhum outro lugar. Durante a época de cheia, quando os rios transbordam seus limites e enchem as florestas com água, os felinos buscam as partes mais altas das árvores para morar. Todo esse processo se repete anualmente e pode durar até seis meses. “Esse é um comportamento inédito para grandes felinos, que precisam de grandes quantidades de alimento todos os dias para sobreviver e que até agora eram considerados terrestres”, afirmou o pesquisador Emiliano Esterci Ramalho, responsável pelo Projeto Iauaretê, desenvolvido desde 2004 pelo Instituto Mamirauá, com o objetivo de estudar a ecologia e promover a conservação da onça-pintada na várzea amazônica.

4) Reserva Mamirauá tem uma das maiores densidades de onças no planeta

A grande quantidade e oferta de presas, aliada ao estado de conservação da Reserva Mamirauá, permite que essa unidade de conservação localizada no centro do estado do Amazonas abrigue uma alta densidade de onças-pintadas. Levantamentos feitos pelo Instituto Mamirauá nos últimos anos estimaram uma concentração de mais de 10 onças/100 km² dentro da reserva, a mais alta densidade de onças registrada até hoje no mundo. Um dos métodos para estimar a população de onças é o uso de armadilhas fotográficas. Pesquisadores do Instituto Mamirauá já registraram uma onça na Reserva Mamirauá interagindo com os equipamentos. Veja:

5) Seres humanos não estão na dieta das onças

Não tenha medo! Apesar da (má) fama, as onças-pintadas evitam contato com o ser humano. São raros os registros de ataque de onças à nossa espécie, isso pode acontecer quando a onça se sente ameaçada ou quando tenta proteger os filhotes ou o próprio alimento (como uma caça recém-abatida).

6) Preguiças e macacos guariba estão entre alimentos preferidos na floresta amazônica

Falando em dieta, a onça-pintada encontra um cardápio farto e variado na Amazônia. Na Reserva Mamirauá, estado do Amazonas, o bicho-preguiça, o macaco guariba e o tamanduá-mirim estão entre os animais mais consumidos pelos felinos. O jacaré-tinga e o jacaré-açu também entram na lista de espécies predadas por onças-pintadas na região. Os dados são do Grupo de Pesquisa Ecologia e Conservação de Felinos na Amazônia do Instituto Mamirauá.

7) As pintas de uma onça são únicas

O conjunto de pintas ou manchas em uma onça-pintada é único. É como a impressão digital nos dedos dos seres humanos: quando o assunto são as pintas, não existem duas onças iguais. Inclusive pesquisadores que investigam a espécie usam essa característica especial para identificar os animais.

8) Onças têm “pintinhas” dentro de cada pinta

Pintas dentro de uma pinta. Assim são as pintas no tronco das onças-pintadas, e essa é uma diferença desse felino para o leopardo, que não tem tal característica. Uma maneira de diferenciar um leopardo de uma onça-pintada é olhando para as manchas nos troncos desses animais: só as onças têm pintas com pintinhas menores dentro.

jaguardia1

9) Na água e nas alturas

Ágeis e com grande destreza, as onças sobem em árvores tanto para descansar como para abrigar-se ou caçar. Elas também são excelentes nadadoras.

10) Solitárias, mas nem tanto

Onças-pintadas costumam viver sozinhas. Embora sejam animais solitários a maior parte do tempo, as onças podem ser vistas em grupos no período de reprodução ou no início da vida, quando os filhotes são cuidados pela mãe.

 

onça-pintada (português brasileiro) ou jaguar (português europeu) (nome científico: Panthera onca), também conhecida como onça-preta (no caso dos indivíduos melânicos), é uma espécie de mamífero carnívoro da família Felidae encontrada nas Américas.

É o terceiro maior felino do mundo, após o tigre e o leão, e o maior do continente americano. Apesar da semelhança com o leopardo (Panthera pardus), a onça-pintada é evolutivamente mais próxima do leão (Panthera leo).

Ocorre desde o sul dos Estados Unidos até o norte da Argentina, mas está extinta em diversas partes dessa região atualmente. Nos Estados Unidos, por exemplo, está extinta desde o início do século XX, mas possivelmente ainda ocorre no Arizona. É encontrada principalmente em ambientes de florestas tropicais, e geralmente não ocorre acima dos 1 200 m de altitude. A onça-pintada está fortemente associada à presença de água e é notável como um felino que gosta de nadar.

É um felino de porte grande, com peso variando de 56 a 92 kg, podendo chegar a 158 kg, e comprimento variando de 1,12 a 1,85 m sem a cauda, que é relativamente curta. Fisicamente semelhante ao leopardo, dele se diferencia pelo padrão de manchas na pele e pelo maior tamanho.

Existem indivíduos totalmente pretos. Caça formando emboscadas. Tem uma mordida excepcionalmente poderosa, mesmo em relação aos outros grandes felinos. Isso permite que ela fure a casca dura de répteis como a tartaruga e de utilizar um método de matar incomum: ela morde diretamente através do crânio da presa entre os ouvidos, uma mordida fatal no cérebro.

.

FONTES: Estado de Minas, Youtube e Wikipedia.


Em uma semana, mais de oito mil brasileiros se inscreveram no Mais Médicos. O problema não era falta de interesse, como alegava o PT. Era o PT que queria ajudar a aliada Cuba

Foi uma virada impressionante. Duas semanas depois de Cuba anunciar o rompimento com o Brasil do acordo do Programa Mais Médicos, mandando que oito mil profissionais deixassem seus postos no País, mais de mil médicos brasileiros já ocupavam os lugares dos colegas. Com o anúncio inesperado da ilha, previu-se o caos na assistência à saúde de 29 milhões de brasileiros, assistidos unicamente pelos cubanos. Na quarta-feira 28, no entanto, das 8.517 vagas abertas com a saída dos cubanos, 8.342 já tinham brasileiros interessados em ocupá-las. Alguns profissionais haviam inclusive começado a tomar posse dos cargos. Ao todo, cerca de 22,6 mil médicos tinham se inscrito.

EMPREGO Filipe conseguiu a vaga que queria em Pilar do Sul (SP)

Para completar o vazio deixado pelos cubanos, faltava o preenchimento de apenas 175 vagas distribuídas em 44 das 3.223 cidades integrantes do programa. Grande parte são distritos indígenas. “Não vamos demorar para preenchê-las”, disse Marcelo Mello, secretário de Gestão no Trabalho e na Educação na Saúde, do Ministério da Saúde. Há problemas pontuais, como profissionais que estão desistindo e outros que estão trocando o emprego nos postos municipais por um lugar no Mais Médicos, onde ganham mais e têm estabilidade. Dessa forma, cobre-se um doente e deixa-se outro sem atendimento. Ministério da Saúde e municípios conversam para equacionar o problema, ainda sem uma solução definida.

Como as inscrições vão até o dia 7 de dezembro e os contratados têm até o dia 14 para se apresentar em seus postos, espera-se que até lá todos os postos estejam guarnecidos. Filipe Pagianotto, 26 anos, por exemplo, já tomou posse de sua vaga. Ele acabou de se formar pelo Centro Universitário São Camilo, em São Paulo, passou trinta horas tentando se inscrever (a procura foi tanta que o sistema por vezes não aguentou), e conseguiu a vaga que tanto queria em Pilar do Sul, interior paulista. Foi lá que nasceu, é onde mora sua família e, agora, é onde iniciará sua carreira. Começará a atender na segunda-feira 3. “Nós, recém-formados, não temos muitas oportunidades de vagas com vínculos, férias. Vivia dando plantão. Queria voltar para o interior, perto da minha família, e ter um emprego”, diz.

Trabalho fixo

Também recém-formado, Pedro Henrique Zuba, 26 anos, começou no Mais Médicos na semana passada. Concluiu o curso em outubro na Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, mas não conseguia trabalho. Voltou para Montes Claros, em Minas Gerais, onde nasceu e tem família, e estava vivendo de plantões nos quais ganhava em torno de R$ 650 por doze horas de trabalho, às vezes em cidades a mais de cem quilômetros de onde mora. Assim que soube da abertura de vagas, inscreveu-se, de olho na comodidade de ficar em sua cidade e receber o salário de R$ 11,8 mil. “Estou muito feliz. Além de ficar perto, também conheço a realidade de onde irei clinicar.”

A conclusão que se tira depois da adesão tão maciça ao programa é a de que, afinal, havia médicos dispostos a atender em localidades longe dos centros urbanos. Um dos argumentos usados pelo governo da ex-presidente Dilma Rousseff para lançar a iniciativa, em 2013, era o de que os brasileiros não queriam sair do conforto das metrópoles para enfrentar as limitações das pequenas cidades. Por isso a necessidade de trazer os cubanos e garantir atendimento nos rincões nacionais. Não era totalmente verdade. É certo que o programa provocou desconfiança entre a classe, que se sentiu insegura em relação à sua continuidade, garantia de pagamento e outras questões. “Ele carecia de credibilidade”, lembra o secretário Mello. Mas faltou vontade do governo petista de ouvir – algo característico das gestões do PT – as entidades representativas da classe e tentar aproveitar os médicos aqui formados. O mineiro Zuba, por exemplo, não está nem um pouco incomodado em atender em uma UBS na periferia de Montes Claros, com estrutura modesta, mal cuidada e construída em chão de terra batida.

A divulgação recente de telegramas despachados pela embaixada brasileira em Havana à época do convênio revela, na verdade, que o objetivo do programa não era assegurar atendimento aos mais pobres. Ao contrário, sempre foi o de aliviar a dívida que a aliada Cuba tinha com o Brasil por meio de um esquema que parecia nobre, mas que no fundo fez com que o contribuinte brasileiro ajudasse a amortizar o débito cubano com o tesouro nacional. Intermediado pela Organização Pan-Americana de Saúde, o acordo previa que somente R$ 3 mil dos R$ 11,5 mil recebidos ficassem com os médicos. O restante era repassado a Havana. “Tudo não passou de um acordo político para mandar dinheiro a Cuba, aliados ideológicos do PT”, afirma Lincoln Lopes Ferreira, presidente da Associação Médica Brasileira.

A nova fase do Mais Médicos, com os brasileiros à frente, tira o ranço ideológico do programa e foca no que realmente interessa: assistência à população e formação dos profissionais. Os médicos podem fazer residência em saúde da família ou saúde indígena, acumulando expertise em duas áreas importantes da realidade nacional que carecem de especialistas. Além disso, o trânsito de tantos jovens médicos em geral oriundos de famílias mais ricas permitirá a eles conhecer um Brasil que nunca viram de perto. Isso só vai enriquecer o profissional e também a medicina brasileira, ainda tão necessitada de médicos que de fato entendam o paciente que está à sua frente.

.

FONTE: IstoÉ.


Avião tubarão da Embraer faz sucesso e causa fascínio em turnê ao redor do mundo

Mais econômico que concorrente e sem poltrona central, novo jato brasileiro ganhou manchetes mundo afora e inundou Instagram com ‘visual selvagem’

Avião da Embraer apelidado de
Avião da Embraer apelidado de “Shark Profit Hunter” (tubarão caçador de lucro) fez sucesso mundo afora

A Embraer caprichou ao desenvolver o jato de passageiros mais silencioso do mundo e um dos mais econômicos de sua categoria (consome 10% menos combustível que seu concorrente direto, o Airbus A220). E o lançamento dessa joia brasileira no mercado merecia algo especial. E assim foi: o avião ganhou uma incrível pintura de tubarão e atraiu a atenção do mundo inteiro.

avião apelidado de “Shark Profit Hunter” (ou ‘tubarão caçador de lucro’, em tradução livre) foi apresentado aos mercados dos Estados Unidos, da África, de países da região da Ásia-Pacífico, da China e da Europa – onde se encerrou, nessa semana, a tour mundial do E190-E2.

Mídia internacional exalta novo jato brasileiro

'Avião tubarão' da Embraer despertou muita curiosidade ao redor do mundo
‘Avião tubarão’ da Embraer despertou muita curiosidade ao redor do mundo

A aeronave, que tem capacidade para até 150 passageiros, deu as caras pela primeira vez em fevereiro, quando ainda ostentava a pintura de um tigre, em uma feira realizada em Singapura. Mas foi com a incrível pintura de tubarão  feita à mão livre por um dos funcionários da Embraer, o Quintana, que a aeronave ganhou manchetes mundo afora.

“Será essa a mais incrível pintura aeronáutica da história? Esse jato está fazendo muitos olharem para cima”, escreveu o tablóide britânico Daily Mail . “O mundo inteiro tem falado desse avião, cujas imagens inundaram o Instagram enquanto a aeronave percorre o mundo em uma turnê mundial”, disse o australiano News.com .

Avião da Embraer tem duas poltronas por fileira

Jato E190-E2 não tem poltrona do meio e possui compartimento espaçoso para bagagem
Jato E190-E2 não tem poltrona do meio e possui compartimento espaçoso para bagagem

Uma das principais novidades do E190-E2  é ter apenas dois assentos por fileira, o que elimina a incômoda poltrona central e “permite que os passageiros tenham uma experiência de voo agradável, com mais espaço para as pernas e para armazenamento de bagagem”, conforme destaca a Embraer.

As janelas do avião também são mais largas que as de modelos semelhantes, o que torna a cabine mais clara, e os compartimentos para guardar bagagem acima das poltronas são 40% mais espaçosos.

A empresa brasileira alega que os três aviões que já somam mais de 20 mil horas de operação na Noruega registraram índice de confiabilidade de 99%. Além de ser menos ‘gastão’ que concorrentes, o E190-E2 também tem custo de manutenção 25% mais baixo e requer intervalos maiores para revisão. Segundo a Embraer , as melhorias feitas nesse modelo garantem 15 dias adicionais de utilização das aeronaves em um período de dez anos.

Voos comerciais do E190-E2

Avião da Embraer foi lançado com pintura de tigre; funcionário criou visual tubarão à mão livre
Avião da Embraer foi lançado com pintura de tigre; funcionário criou visual tubarão à mão livre

A Embraer prevê que o mercado chinês irá demandar 1.390 novos jatos nos próximos 20 anos (avaliados em USS 82 bilhões, a preços de lista). A empresa também prevê que 2.800 jatos da empresa estarão operando na Europa nos próximos 20 anos.

Criadora do ‘ avião tubarão’ e principal fabricante mundial de jatos comerciais com até 150 assentos, a Embraer tem conversas para se fundir à americana Boeing . O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), já disse em mais de uma ocasião que deve dar sinal verde para essa operação ocorrer.

.

FONTE: iG.


Pato-mandarim cativa visitantes do Central Park de Nova York

Ave de origem asiática foi flagrada em outubro no parque; registro da novidade foi parar no Twitter e atraiu curiosos

Em poucas semanas ele se tornou a nova atração do Central Park de Nova York: um belo pato-mandarim, saído de ninguém sabe onde, que chegou a se misturar com os patos mais comuns para deleite dos transeuntes e paparazzi.

Com a sua impressionante plumagem multicolorida, este pato de origem asiática apareceu no famoso parque desta cidade em um belo dia de outubro e foi captado pela câmera de um amante de aves raras, David Barrett (@BirdCentralPark), que compartilhou o vídeo no Twitter.

Desde então, as idas e vindas deste magnífico exemplar da família anatidae são acompanhadas de perto nas redes sociais, e inclusive teve seu momento de glória ao aparecer no jornal The New York Times.

Ninguém sabe como ele chegou ali. Inicialmente, alguns pensaram que havia fugido de algum zoológico, mas os zoos da cidade descartaram. Outros especularam que pode ter sido abandonado pela casa à qual pertencia, inclusive se isso supõe que veio de outro lugar que não Nova York, já que as leis desta cidade americana proíbem ter um pato em casa.

Este mistério só alimentou a popularidade do animal. Assim como as suas fugas ocasionais, que, em algumas ocasiões, duraram duas semanas seguidas.

  • pato-mandarim que apareceu misteriosamente no Central Park
    Com a sua impressionante plumagem multicolorida, o pato de origem asiática apareceu no famoso parque |
  • pato-mandarim no Central Park em Nova York
    Na terça-feira (27), o pato-mandarim relaxava sob as lentes dos fotógrafos no lago situado no sudeste do Central Park

Foi visto, com sua argola preta na pata direita, várias vezes no estado de Nova Jersey, do outro lado do East River, embora não saibam se nadou ou voou para o outro lado.

Assim, se converteu em uma estrela apelidada pelo site de notícias nova-iorquino Gothamist como “Mandarin Patinkin”, em homenagem ao ator Mandy Patinkin (“A princesa prometida”).

.

FONTE: O Tempo.

 



Governador do Rio de Janeiro Luiz Fernando Pezão é preso na Operação Lava-Jato

Governador do Rio de Janeiro Luiz Fernando Pezão é preso na Operação Lava-Jato

Está preso Luiz Fernando Pezão, governador do Rio de Janeiro. A força-tarefa da Lava Jato deu voz de prisão contra o político por volta das 6h desta quinta-feira (29) no Palácio Laranjeiras, residência oficial do chefe do estado. A Operação Boca de Lobo é baseada na delação premiada de Carlos Miranda, operador financeiro de Sérgio Cabral, que também está preso, de quem Pezão foi vice.

Segundo o Ministério Público Federal, Pezão operou esquema de corrupção próprio, com seus próprios operadores financeiros. Há provas documentais do pagamento em espécie a Pezão de quase R$ 40 milhões, em valores de hoje, entre 2007 e 2015.

Na avaliação da força-tarefa da Lava Jato, solto, o governador poderia dificultar ainda mais a recuperação dos valores, além de dissipar o patrimônio adquirido em decorrência da prática criminosa. Segundo o MPF, o esquema de corrupção ainda estava ativo.

O G1 entrou em contato com a assessoria do governo do estado às 7h e aguarda resposta. Com a prisão de Pezão, assume Francisco Dornelles, seu vice.

Carro da PF deixa o Palácio Laranjeiras, onde mora Pezão — Foto: Cristina Boeckel/G1

Carro da PF deixa o Palácio Laranjeiras, onde mora Pezão

Resumo

  • A prisão preventiva foi determinada pelo STJ;
  • São nove mandados de prisão, incluindo a de Pezão, e 30 de busca e apreensão;
  • A decisão foi baseada em delação de Carlos Miranda, operador financeiro de Cabral;
  • A Justiça determinou o bloqueio de R$ 39 milhões em bens;
  • São investigados os crimes de lavagem de dinheiro, organização criminosa e corrupção ativa e passiva.

Os nove presos

  1. Luiz Fernando Pezão, governador do Estado do Rio de Janeiro
  2. José Iran Peixoto Júnior, secretário de Obras de Pezão
  3. Affonso Henriques Monnerat Alves da Cruz, secretário de Governo de Pezão
  4. Luiz Carlos Vidal Barroso, servidor da Casa Civil e Desenvolvimento Econômico
  5. Marcelo Santos Amorim, sobrinho do governador
  6. Cláudio Fernandes Vidal, sócio da JRO Pavimentação
  7. Luiz Alberto Gomes Gonçalves, sócio da JRO Pavimentação
  8. Luis Fernando Craveiro de Amorim, sócio da High Control Luis
  9. César Augusto Craveiro de Amorim, sócio da High Control Luis

Uma boca de lobo, tipo de bueiro que batizou esta etapa da Lava Jato, a alguns metros do Palácio Laranjeiras, onde Pezão foi preso — Foto: Cristina Boeckel/G1

Uma boca de lobo, tipo de bueiro que batizou esta etapa da Lava Jato, a alguns metros do Palácio Laranjeiras, onde Pezão foi preso

A Polícia Federal cumpre ainda 30 mandados de busca e apreensão. Um deles é na casa de Pezão em Piraí, no Sul do estado, base do governador.

Há equipes também no Palácio Guanabara, sede do governo, em Laranjeiras. Motoristas que passavam em frente, na Rua Pinheiro Machado, buzinavam, em sinal de comemoração.

A ordem de prisão preventiva foi expedida pelo ministro Felix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), onde governadores têm foro.

Atualmente, dos três poderes do Estado do Rio, estão presos o governador e o ex-presidente da Assembleia Legislativa do Rio, Jorge Picciani.

Boca de Lobo

Carlos Miranda detalhou o pagamento de mesada de R$ 150 mil para Pezão na época em que ele era vice do então governador Sérgio Cabral. Também houve, segundo a delação, pagamento de 13º de propina e ainda dois bônus de R$ 1 milhão como prêmio.

Segundo o depoimento à Justiça, o “homem da mala” do ex-governador Sérgio Cabral disse que o governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, guardou R$ 1 milhão em propina com um empresário do Sul Fluminense.

O nome da operação faz alusão aos desvios de recursos, revelados nas diversas fases da Operação Lava Jato, que causa a sensação na sociedade de que o dinheiro público vem escorrendo para o esgoto.

Boca de Lobo é o dispositivo instalados em vias públicas para receber o escoamento das águas da chuva drenadas pelas sarjetas com destino às galerias pluviais.

Polícia Federal chegou ao Palácio Laranjeiras no início da manhã desta quinta-feira — Foto: Cristina Boeckel / G1

Polícia Federal chegou ao Palácio Laranjeiras no início da manhã desta quinta-feira

O trecho da delação, homologada pelo ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal, foi revelado pelo jornal O Globo em abril.

O dinheiro vinha de empreiteiras e fornecedoras que tinham contrato com o governo do estado, afirmou o delator. Miranda acrescentou ainda que, de 2007 a 2014, Pezão, na época vice-governador, também ganhou um 13º salário, além de dois bônus, de R$ 1 milhão cada.

Governador Luiz Fernando Pezão assumiu em 2014 — Foto: Reprodução/ Tv Globo

Governador Luiz Fernando Pezão assumiu em 2014

Nas duas ocasiões, o governador negou as acusações. Sobre a mesada, Pezão disse que “as afirmações eram absurdas e sem propósito”. “O governaor afirma que jamais recebeu recursos ilícitos e já teve sua vida amplamente investigada pela Polícia Federal”, disse a nota.


Entrou em vigor nesta sexta-feira (23) a chamada Lei da Desburocratização (CLIQUE AQUI), norma que dispensa a autenticação de cópias, reconhecimento de firma e exigência de determinados documentos para realizar procedimentos em órgãos públicos.

O texto, sancionado pelo presidente Michel Temer em outubro, demorou 45 dias para entrar em vigor. O presidente vetou artigo que determinava a eficácia imediata da lei, alegando grande repercussão no poder público e a necessidade de adaptação aos novos processos e sistemas de trabalho.

O projeto de lei da desburocratização foi apresentado pelo senador Armando Monteiro (PTB-PE) em 2014, mas o Congresso concluiu a votação do texto só em setembro deste ano.

Em julho de 2017, o presidente Michel Temer sancionou decreto com determinações semelhantes às que entraram em vigor nesta sexta-feira. O texto também previa, por exemplo, o fim da exigência do reconhecimento de firma e da autenticação de documentos expedidos no Brasil para “fazer prova junto a órgãos e entidades do Poder Executivo Federal”. As normas, entretanto, só valiam para a esfera federal. Agora, com a lei, estados e municípios também terão de seguir as regras.

Entra em vigor lei para atenuar um aborrecimento dos brasileiros: a burocracia

Entra em vigor lei para atenuar um aborrecimento dos brasileiros: a burocracia

Segundo o texto da lei, o objetivo é racionalizar atos e procedimentos administrativos, simplificando formalidades e exigências desnecessárias. De acordo com o texto, os órgãos e entidades da União, Estados, Distrito Federal e municípios não poderão exigir dos cidadãos:

  • Reconhecimento de firma. Neste caso, o funcionário público deve conferir a assinatura constante no documento de identidade por conta própria;
  • Autenticação de cópia de documento. O agente administrativo deve verificar a autenticidade, comparando a cópia e o original;
  • Juntada de documento pessoal do usuário, que poderá ser substituída por cópia autenticada pelo próprio agente administrativo;
  • Apresentação de certidão de nascimento, que poderá ser substituída por cédula de identidade, título de eleitor, identidade expedida por conselho regional de fiscalização profissional, carteira de trabalho, certificado de prestação ou de isenção do serviço militar, passaporte ou identidade funcional expedida por órgão público;
  • Apresentação de título de eleitor, exceto para votar ou para registrar candidatura;
  • Apresentação de autorização com firma reconhecida para viagem de menor se os pais estiverem presentes no embarque.

Um dos dispositivos também proíbe os órgãos públicos de exigir a apresentação de certidão ou documento expedido por outro órgão ou entidade do mesmo poder.

São exceções a essa regra as certidões de antecedentes criminais, informações sobre pessoa jurídica, e outros documentos exigidos em lei específica.

O texto determina ainda que, em casos em que não seja possível verificar a autenticidade de documentos, poderá ser apresentada uma declaração escrita atestando a veracidade das informações. Se o cidadão fornecer informações falsas, estará sujeito a sanções administrativas, civis e penais.

A norma também instituiu o Selo da Desburocratização, que, segundo o governo, destina-se a a reconhecer e estimular projetos, programas e práticas que simplifiquem o funcionamento da administração pública e melhorem o atendimento aos usuários dos serviços públicos.

A lei prevê a premiação anual de dois órgãos em cada unidade federativa com base em critérios como a racionalização de processos e procedimentos administrativos, a eliminação de formalidades desnecessárias e os ganhos sociais oriundos da medida de desburocratização.

.

FONTE: G1.


Aécio Neves terá que explicar mais de 1.300 voos sem interesse público

Justiça pede explicações ao senador; caso seja acatado pedido do MP, ex-governador terá que devolver mais de R$ 11,5 milhões aos cofres públicos

O ex-governador de Minas Gerais, Aécio Neves, vai ter que responder na Justiça sobre 1.337 voos realizados no período de janeiro de 2003 a março de 2010. De acordo com o Ministério Público de Minas Gerais, o atual senador gastou mais de R$ 11 milhões em viagens em benefício próprio, sem comprovação de necessidade de satisfação do interesse público.

Dentre os destinos mais frequentes estão Rio de Janeiro, com 138 deslocamentos, e a cidade de Cláudio, na região Centro-Oeste de Minas Gerais, com 116. Soma-se a esta lista 1.083 locomoções para outros destinos também sem a justificativa de interesse público. O MP pediu que o ex-governador devolva  R$11.521.983,26 aos cofres públicos devido às viagens.

Entre os passageiros mais conhecidos que voaram com o ex-governador estão os então ministros Olavo Drumont, Gilmar Mendes, Carlos Roberto Lupi, Francisco Dornelles, Ciro Gomes, José Serra, o então prefeito de Belo Horizonte Fernando Pimentel (PT) e Henrique Meirelles, que presidia o Banco Central do Brasil. O presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) à época, Ricardo Teixeira, também utilizou a aeronave do governador sem que Aécio estivesse presente.

Aécio Neves

Avião a jato, de turboélice e até helicóptero teriam sido utilizados nas viagens, “para fins particulares ou não justificados”, com o gasto de recursos com combustível, manutenção das aeronaves e remuneração de tripulação. As conclusões do Ministério Público se baseiam em apurações realizadas durante a instrução de inquérito civil público, em 2015, e de perícia realizada pelo órgão técnico do MP.

Ainda na fase de inquérito do Ministério Público, a defesa de Aécio Neves afirmou que a finalidade dos voos era garantir a segurança dele na qualidade de então chefe do Executivo. Foi apresentado também um decreto, assinado pelo próprio Aécio, que permitia a utilização de aeronaves pertencentes ao Estado para atendimento de seus interesses particulares.

Nesta sexta-feira (23), a juíza da 5ª Vara da Fazenda Pública Estadual e Autarquias de Belo Horizonte, Claudia Costa Cruz Teixeira Fontes ordenou que o ex-governador e o Ministério Público se manifestem acerca do processo. O MP pediu que os bens do senador fossem bloqueados, o que deve ser analisado pela magistrada após as manifestações das partes.

Defesa

Procurada pela reportagem, a assessoria de Aécio se posicionou por meio de nota.

Confira na íntegra:

O senador Aécio Neves considera incompreensível a relação de voos questionados pelo Ministério Público, que contém praticamente todos os voos realizados ao longo de oito anos e, segundo a qual, nem o governador nem os secretários de Estado poderiam utilizar aeronaves para deslocamentos oficiais.

Lamentavelmente não foi sequer solicitado ao senador que apresentasse as razões dos voos, o que poderia ter evitado a compreensão equivocada dos fatos.

Os voos em questão estão previstos no Decreto 44.028, do Gabinete Militar, que segue para o chefe Executivo estadual as mesmas normas previstas para o chefe do Executivo federal.

Trata-se de um decreto oficial de amplo conhecimento público, em vigor até hoje. Seria mais adequado e produtivo que, se o MP tivesse qualquer questionamento acerca do decreto que regulamenta a utilização das aeronaves oficiais, tivesse se manifestado quando da sua edição, e não 14 anos depois.

Será comprovada a legalidade e correção de todos os voos realizados.

Por fim, registre se o fato de o MP ter duas opiniões distintas sobre os mesmos fatos. Em 8 de março de 2018, o Conselho Estadual MP arquivou investigação considerando regular, por razões de segurança, o uso de aeronaves do Estado pelo atual governador Fernando Pimentel para fins não oficiais, baseando sua decisão no mesmo decreto questionado agora em relação ao senador Aécio Neves.

.

FONTE: O Tempo.


Lula, Dilma, Palocci e Mantega viram réus na Justiça Federal

A Justiça Federal em Brasília recebeu nesta sexta-feira (23) denúncia do Ministério Público Federal (MPF) contra os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, além outros integrantes do PT, pelo crime de organização criminosa. A decisão foi proferida pelo juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara.

Com a decisão, além de Lula e Dilma, passam à condição de réus no processo os ex-ministros da Fazenda Antonio Palocci e Guido Mantega, e o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto.

Eles foram acusados pelo MPF de praticar “uma miríade [quantidade grande e indeterminada] de delitos” na administração pública durante os governos de Lula e de Dilma Rousseff, somando R$ 1,4 bilhão em desvio de recursos dos cofres públicos.

O caso começou a tramitar no Supremo Tribunal Federal (STF) no ano passado, mas foi remetido à primeira instância após os acusados deixarem os cargos e perderem o foro privilegiado.

Dilma e Lula, além de outros integrantes do PT, foram denunciados pelo crime de organização criminosa

Dilma e Lula, além de outros integrantes do PT, foram denunciados pelo crime de organização criminosa

Denúncia

A denúncia foi feita ao STF em setembro do ano passado. De acordo com a procuradoria, os crimes foram praticados de 2002 a maio de 2016 na Petrobras, no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e no Ministério do Planejamento.

Segundo a acusação, o ex-presidente Lula foi um dos responsáveis pela liderança da organização criminosa.

“Nesse sentido, Lula, de 2002 até maio de 2016, foi uma importante liderança, seja por que foi um dos responsáveis pela constituição da organização e pelo desenho do sistema de arrecadação de propina, seja por que, na qualidade de presidente da República por oito anos, atuou diretamente na negociação espúria em torno da nomeação de cargos públicos com o fito de obter, de forma indevida, o apoio político necessário junto ao PP e ao PMDB para que seus interesses e do seu grupo político fossem acolhidos no âmbito do Congresso Nacional”, diz o MPF.

Mantega e Dilma

A defesa de Guido Mantega informou que não foi notificada da decisão.

O advogado Alberto Toron, representante de Dilma Rousseff, disse que não vai comentar o caso. Mais tarde, a assessoria de Dilma divulgou nota afirmando que a decisão do juiz da 10ª Vara Federal de Brasília de instaurar processo criminal contra ela, “por supostamente integrar uma organização criminosa, está baseada numa tentativa clara de criminalização da política e do PT”.

“O processo aberto deslegitima a soberania do voto popular ao tornar o exercício da Presidência uma atividade criminosa. A denúncia é genérica, e as acusações não derivam de inquéritos ou de qualquer investigação prévia. Dilma Rousseff jamais foi ouvida por autoridades policiais ou judiciais sobre as acusações que lhe são feitas neste processo. Jamais teve a oportunidade de defesa”, diz o texto, que acrescenta: “A única interpretação possível é Dilma, como os outros réus, está sendo vítima de lawfare, quando se utilizam de ferramentas legais para processá-la sem provas.”

PT, Vaccari e Lula

Em nota à imprensa, o PT disse que denúncia do MPF não se sustenta “em fatos nem provas”. No texto, o partido afirma é perseguido pelos setores Justiça e pelo Ministério Público. “Quem vem atuando como verdadeira organização fora da lei no país, já há alguns anos, são setores partidarizados do Ministério Público e do sistema judicial, que perseguem o PT e suas lideranças com acusações sem pé nem cabeça, com o objetivo de criminalizar o partido. Trabalham cotidianamente para excluir o PT da vida política brasileira, valendo-se de mentiras e do abuso de poder. Cometem, em conluio organizado e hierarquizado, um crime contra a democracia, contra o direito de livre organização política”, diz a nota.

O advogado Luiz Flávio Borges D’Urso, defensor de João Vaccari, afirmou que ficará demonstrado no processo que o ex-tesoureiro do PT jamais integrou uma organização criminosa. “Vaccari foi tesoureiro do PT e dessa forma solicitava, como é atribuição de qualquer tesoureiro, doações legais destinadas ao seu partido, as quais eram realizadas por depósito em conta bancária do partido, com recibo e com prestação de contas às autoridades competentes”, disse.

O representante da Lula, Cristiano Zanin Martins, afirmou que a abertura da ação penal representa a “continuidade à perseguição judicial” contra o ex-presidente.

Para Zanin, o MPF pretende atribuir a Lula a acusação de organização criminosa para fatos anteriores a 2013, quando não existia a Lei das Organizações Criminosas, que tipificou o delito.

“Lula não cometeu qualquer crime durante o exercício do cargo de presidente da República e tampouco participou de qualquer organização criminosa. Ao contrário, seu governo serviu de modelo para outros países e os programas implantados naquele período foram reconhecidos e premiados por entidades internacionais como o ONU”, disse o advogado.

.

FONTE: Hoje Em Dia.


A assessoria da ex-presidente Dilma Rousseff informou que ela não vai comentar o que foi relatado nos telegramas da embaixada.

O Partido dos Trabalhadores também disse que não vai comentar.

O Ministério das Relações Exteriores informou que não comentará.

Telegramas revelam que partiu de Cuba proposta para criar Mais Médicos, em negociação secreta com governo Dilma

Telegramas da embaixada brasileira em Havana revelam que partiu de Cuba a proposta para criar o programa Mais Médicos no Brasil, e que a negociação com o governo Dilma Rousseff (PT) ocorreu de forma secreta. Os documentos mostram ainda que foi adotada uma estratégia para que o programa fosse colocado em prática sem precisar da aprovação do Congresso Nacional. A troca de mensagens foi publicada pelo jornal “Folha de S.Paulo” e confirmada pela TV Globo.

Segundo a reportagem, Cuba apresentou todo o projeto, desde o envio de médicos e enfermeiras, até a assessoria para a construção de hospitais, a preços vantajosos, demonstrando a negociação de um acordo comercial entre os dois países.

Os telegramas, mantidos em sigilo por cinco anos, mostram que as negociações foram confidenciais para evitar reações da classe médica brasileira e do Congresso.

Os telegramas mostram que a negociação ocorreu da seguinte forma:

  • Cuba criou uma empresa estatal de exportação de serviços médicos em outubro de 2011
  • Missão cubana visitou regiões carentes do Brasil em março de 2012
  • Proposta inicial foi enviar 6 mil médicos às regiões da Amazônia brasileira
  • Cuba queria inicialmente US$ 8 mil por médico, e depois passou para US$ 5 mil
  • Brasil sugeriu US$ 4 mil, sendo US$ 3 mil para o governo cubano e US$ 1 mil para o médico
  • Proposta de usar a Opas como intermediária partiu do governo brasileiro
  • O Brasil aceitou exigências de Cuba como não realizar avaliações dos médicos nem permitir que eles exercessem a profissão fora do programa
  • Questões jurídicas deveriam ser levadas à corte em Havana

Iniciativa de Cuba

Em comunicação de 23 de abril de 2012, o então encarregado de negócios da embaixada brasileira em Cuba, Alexandre Ghisleni, relata encontro ocorrido três dias antes com Tomás Reinoso, vice-presidente de Negócios da Empresa de Serviços Médicos Cubanos (SMC), criada em 2011.

Na ocasião, Reinoso informou que já tinha contratos de serviços médicos em outros países e que conhecia o debate no Brasil sobre revalidação de diplomas e a utilização de médicos estrangeiros para solucionar o déficit de profissionais do país.

Segundo o diplomata, o representante cubano informou inclusive que uma missão da estatal cubana já havia visitado o Brasil. Em março de 2012, um grupo liderado por Maria Entenza Soto, especialista de negócios da empresa, visitou os Estados do Amapá, Bahia e Paraíba, além do Distrito Federal, onde discutiram possibilidades de cooperação.

O diplomata terminou seu comunicado sugerindo o envio do teor do encontro à Assessoria Internacional do Ministério da Saúde.

Outro comunicado da embaixada, de 24 de maio de 2012, relata encontro da vice-ministra de Saúde Pública de Cuba, Marcia Cobas, com o secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento brasileiro, Alessandro Teixeira, ocorrido em 22 de maio daquele ano durante a VI Reunião do Grupo de Trabalho Brasil-Cuba de Assuntos Econômicos e Comerciais.

Segundo o relato, Marcia Cobas recordou ter “feito visita de trabalho ao Brasil duas semanas antes, a fim de tratar da proposta de envio de seis mil médicos cubanos ao país”. De acordo com o documento, ela teria dito ter “condições de enviar mil especialistas em medicina integral até o próximo mês de novembro e que as medidas de preparação para essa missão já estavam em curso no interior do Governo cubano”.

A comunicação afirma ainda que “esse contingente de médicos dirigir-se-ia às regiões da Amazônia brasileira em que não houvesse médicos brasileiros interessados em preencher as vagas existentes” e que a vice-ministra “mostrou-se ciente de que existem naquela região vagas não preenchidas com salário inicial de R$ 14.000”.

Preocupação com o Congresso

Em relato feito em 3 de julho de 2012, o embaixador brasileiro em Havana, José Eduardo M. Felício, avalia o modo de contrato proposto por Cuba e demonstra preocupação sobre a polêmica que ele geraria se tivesse que passar pelo Congresso Nacional brasileiro.

“A questão acima sobre solução de controvérsias suscita dúvidas, inclusive se tal convênio deveria ter a forma de contrato de compra de serviços médicos, de caráter comercial, ou se conviria assinar um acordo intergovernamental, com maior segurança e comprometimento. Mas um acordo intergovernamental do gênero talvez tenha de ser submetido ao Congresso, onde, por certo, geraria polêmica. De todo o modo, parece inevitável a repercussão pública da contratação de médicos cubanos para trabalharem no Brasil.”

Remessa de dinheiro e intermediação da Opas

A estratégia adotada para evitar que a contratação dos médico cubanos precisasse passar pelo Congresso é relatada em telegrama da Embaixada do Brasil em Havana assinado pelo encarregado de negócios Alexandre Ghisleni e enviado ao Ministério das Relações Exteriores (MRE) em 7 de dezembro de 2012.

O documento resume uma visita de Padilha ao país entre os dias 2 e 4 de dezembro de 2012, e diz que “o tema que mais ocupou a agenda do Ministro (…) foi a possibilidade de contratação pelo Governo brasileiro de serviços médicos cubanos, mediante o envio de mais de 6.000 médicos a regiões remotas do país”.

Segundo Ghisleni, a questão “de maior sensibilidade” era a forma de contratação dos médicos cubanos. Naquela semana, o governo brasileiro já negociava com a Organização Panamericana da Saúde (Opas) pela intermediação do contrato.

“Tendo em vista a inexistência de um acordo bilateral, aprovado pelo Congresso brasileiro, que permita a transferência de recursos da União a Cuba na área médica, o lado brasileiro apresentou à consideração a proposta de utilizar a Organização Panamericana da Saúde como intermediária, caracterizando a contratação dos serviços como cooperação na área médica”, diz o telegrama.

A proposta de Padilha, então, foi “que a participação da sede da OPAS se limitasse à aprovação do projeto e que todas as operações de transferência de recursos se realizassem diretamente entre os Escritórios da Organização em Brasília e em Havana”.

Uma reunião com a Opas foi realizada em 3 de dezembro e, segundo o documento, os representantes da Opas “mostraram-se entusiasmados com o projeto”, apesar de não terem “clareza em relação aos quesitos técnicos necessários para viabilizar o seu funcionamento”.

Medo de retaliação dos EUA e sugestão de envolver o BNDES

No mesmo telegrama, a diplomacia brasileira relatou temer que a Opas sofresse retaliação dos EUA por intermediar o projeto.

“Além disso, como entendo que os Estados Unidos são o segundo maior contribuinte para o orçamento da Opas, o uso da Organização como intermediária ensejaria uma situação em que o Governo norte-americano poderia no futuro pressionar a Organização a sustar ou dificultar a implementação do projeto, sob pena de suspensão do pagamento da contribuição.”

Ainda durante a negociação ocorrida em dezembro, a diplomacia relatou que foi sugerido um outro sistema de pagamento, que seria o “sistema de compensação, pelo qual o Ministério da Saúde brasileiro transferiria o valor dos serviços diretamente ao BNDES, em pagamento dos empréstimos contraídos por Cuba junto ao Banco”, segundo relato de encarregado de negócios da embaixada brasileira em Cuba, Alexandre Ghisleni.

Indefinição sobre salários

Em julho de 2012, telegrama relata que uma “Delegação Brasileira reuniu-se com dirigentes cubanos, nesta capital, de 27 a 29 de junho último, a fim de tratar da contratação de médicos cubanos para trabalharem em regiões remotas do País”.

A delegação brasileira foi chefiada pelo secretário de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde, do Ministério da Saúde, Mozart Sales. A parte cubana foi liderada pela vice-ministra de Saúde Pública, Marcia Cobas. Segundo o documento, o principal ponto de divergência foi o valor pago para os médicos cubanos que fossem trabalhar no Brasil, negociado em dólares.

“O lado brasileiro propôs a quantia de USD 4.000 (USD 3.000 para o governo cubano e USD 1.000 para o médico). (…) A parte cubana, por sua vez, disse que contava receber USD 8.000 por cada médico e contrapropôs USD 6.000 (USD 5.000 para o Governo cubano e USD 1.000 para o médico).”

Neste encontro, Cuba “solicitou, a esse respeito, que qualquer avaliação seja feita previamente em Cuba e que o ‘controle’ no Brasil tenha finalidade de familiarizar os médicos, sobretudo, ao idioma, a práticas processuais e administrativas e à legislação. Ali, já se falava em enviar “1.500 profissionais para o fim de janeiro ou início de fevereiro de 2013”.

O que dizem os citados

A assessoria da ex-presidente Dilma Rousseff informou que ela não vai comentar o que foi relatado nos telegramas da embaixada.

O Partido dos Trabalhadores também disse que não vai comentar.

O ex-ministro da Saúde Alexandre Padilha negou que o Mais Médicos tivesse sido negociado secretamente. Ele disse, em nota, que o programa foi defendido e negociado publicamente. Segundo Padilha, o Congresso aprovou e prorrogou o programa, com participação de todos os partidos, assim como teve aprovação do Supremo Tribunal Federal, Tribunal de Contas e Organização Mundial da Saúde.

A Opas também divulgou nota afirmando que o Mais Médicos foi instituído por lei aprovada pelo Congresso Nacional e ratificado pelo Supremo.

O Ministério das Relações Exteriores informou que não comentará.

.

FONTE: G1.



Jacaré no Parque das Águas em Cuiabá

Jacaré no Parque das Águas em Cuiabá

Um jacaré foi flagrado ‘atravessando’ a faixa de pedestre na Avenida Doutor Hélio Ribeiro, no Centro Político Administrativo, em frente ao Parque das Águas, em Cuiabá. O animal teria sido visto circulando a região nessa sexta-feira (16) depois da chuva que atingiu a capital mato-grossense.

O vídeo, que circula nas redes sociais, mostra o animal atravessando a avenida, entrando na faixa de pedestre, subindo na calçada e se aproximando do parque. O motorista que filma o jacaré liga o pisca alerta e espera que o animal termine a travessia.

Jacaré foi visto atravessando faixa de pedestre e entrando no Parque das Águas em Cuiabá — Foto: Arquivo pessoalJacaré foi visto atravessando faixa de pedestre e entrando no Parque das Águas em Cuiabá — Foto: Arquivo pessoal

Jacaré foi visto atravessando faixa de pedestre e entrando no Parque das Águas em Cuiabá

O Corpo de Bombeiros informou que nenhum chamado de resgate ou ligação sobre o jacaré foi feito para a corporação. Os bombeiros acreditam que o animal vive nos arredores do parque, que foi construído ao redor da Lagoa Paiaguás.

É comum ver a circulação de jacarés e capivaras que entram e saem do parque, principalmente no período da noite e madrugada.

.

FONTE: G1.



%d blogueiros gostam disto: