Antequam noveris, a laudando et vituperando abstine. Tutum silentium praemium.

Arquivo da categoria: Uncategorized

 

Pela primeira vez superamos a marca de 1.000 visitantes.

1000

Participe você também.

Leia, colabore, indique.

 


 

As histórias dos três John Lennons mineiros, presos num intervalo de três semanas, rodou o mundo. Jornais da Inglaterra, Estados Unidos e até da Índia repercutiram a triste saga dos homônimos do beatle. O tabloide inglês The Sun fez um trocadilho no título com a música de Lennon Give peace a chance (Dê uma chance à paz) e escreveu Give police a chance: John Lennons responsible for crimewares in Brazil (Dê uma chance à polícia: John Lennons responsáveis por uma onda de crimes no Brasil).

Conforme noticido aqui LINK PARA OS DETALHES, foram três presos entre 8 de janeiro e 1º de fevereiro. O primeiro foi John Lennon Fonseca Ferreira, de 22 anos, um dos criminosos mais procurados de Minas Gerais, capturado em Contagem. O segundo a cair foi John Lenon Gomes Camargos, de 22, preso em BH em 22 de janeiro. Também na capital, John Lenon Ribeiro Siqueira, de 19, voltou para a cadeia quando tentava assaltar uma casa lotérica. Além deles, John Lennon Sebastião da Silva, de 18, foi achado morto numa Parati, no Bairro Tupi, em BH, em 9 de janeiro.

Um dos principais portais de notícias do EUA, o Huffington Post, repercutiu a notícia com humor. O texto começa com o mesmo trocadilho usado pelo tablóide inglês The Sun: They couldn’t just give peace a chance (Eles não podiam simplesmente dar uma chance à paz).

Mais algumas brincadeiras se seguem e o texto é concluído com uma nota do editor. “A leitura dessa notícia de trás para frente pode revelar novas pistas sobre a morte de Paul McCartney”. Uma referência a conhecida história, criada nos EUA em 1969. Segundo estudo de um universitário, Paul morreu em 1966, quando passeava em Aston Martin e o carro bateu.

O jornal indiano The Times of India e os tablóides ingleses Daily Mail e Daily Express repercutiram a história, como os americanos Daily News e New York Post.

FONTE: Estado de Minas.


Acusado de comandar a exploração do jogo ilegal em Goiás, Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, foi flagrado neste fim de semana passando a lua de mel com a esposa, Andressa Mendonça, em um luxuoso resort na Península de Maraú, no sul da Bahia. O bicheiro, que foi condenado a quase 40 anos de prisão, está solto devido um habeas-corpus.

O resort Kiaroa, onde ficou o casal, fica próximo à praia de Taipús de Fora. As diárias do local passam dos R$ 3 mil em suíte simples e chegam a R$ 10 mil em bangalô luxo.

Cachoeira1

Cachoeira2

Cachoeira3

Cachoeira4

Cachoeira5

As imagens do bicheiro no luxuoso estabelecimento geraram revolta entre os internautas. A internauta Silvana_P (@Silvana_P1) ironizou: “Alguém sabe me dizer em qual escola de samba o Cachoeira vai desfilar esse ano?” Em uma notícia que destacava a bermuda florida do contraventor, o usuário do Twitter Mario Maza (@mariomaza1) afirmou que “era para estar em outro lugar e de roupa listrada”. Marcelo Vicente (@marcelokv) foi cínico: “Carlos Cachoeira vai dormir toda noite com a consciência pesada. Só que não”.

Carlinhos Cachoeira
Acusado de comandar a exploração do jogo ilegal em Goiás, Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, foi preso na Operação Monte Carlo, da Polícia Federal, em 29 de fevereiro de 2012, oito anos após a divulgação de um vídeo em que Waldomiro Diniz, assessor do então ministro da Casa Civil, José Dirceu, lhe pedia propina. O escândalo culminou na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Bingos e na revelação do suposto esquema de pagamento de parlamentares que ficou conhecido como mensalão.

Escutas telefônicas realizadas durante a investigação da PF apontaram diversos contatos entre Cachoeira e o senador Demóstenes Torres (GO), então líder do DEM no Senado. Ele reagiu dizendo que a violação do seu sigilo telefônico não havia obedecido a critérios legais, confirmou amizade com o bicheiro, mas negou conhecimento e envolvimento nos negócios ilegais de Cachoeira. As denúncias levaram o Psol a representar contra Demóstenes no Conselho de Ética e o DEM a abrir processo para expulsar o senador. O goiano se antecipou e pediu desfiliação da legenda.

Com o vazamento de informações do inquérito, as denúncias começaram a atingir outros políticos, agentes públicos e empresas, o que culminou na abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) mista do Cachoeira. O colegiado ouviu os governadores Agnelo Queiroz (PT), do Distrito Federal, e Marconi Perillo (PSDB), de Goiás, que negaram envolvimento com o grupo do bicheiro. O governador Sérgio Cabral (PMDB), do Rio de Janeiro, escapou de ser convocado. Ele é amigo do empreiteiro Fernando Cavendish, dono da Delta, apontada como parte do esquema de Cachoeira e maior recebedora de recursos do governo federal nos últimos três anos.

Demóstenes passou por processo de cassação por quebra de decoro parlamentar no Conselho de Ética da Casa. Em 11 de julho, o plenário do Senado aprovou, por 56 votos a favor, 19 contra e cinco abstenções, a perda de mandato do goiano. Ele foi o segundo senador cassado pelo voto dos colegas na história do Senado.

Em 21 de novembro, após 265 dias preso, Carlinhos Cachoeira, deixou a penitenciária da Papuda, em Brasília. No mesmo dia, o contraventor foi condenado pela 5ª Vara Criminal do Distrito Federal a uma pena de 5 anos de prisão por tráfico de influência e formação de quadrilha. Como a sentença é inferior a 8 anos, a juíza Ana Claudia Barreto decidiu soltar Cachoeira, que cumpriria a pena em regime semiaberto.

No dia seguinte, o Ministério Público Federal (MPF) de Goiás pediu nova prisão do bicheiro, com base em uma segunda denúncia contra ele e outras 16 pessoas, todos suspeitos de participar de uma intensificação de ações criminosas em Brasília. O pedido foi negado pela Justiça.

No dia 7 de dezembro, Cachoeira voltou a ser preso. O juiz Alderico Rocha Santos, da 11ª Vara Federal de Goiás, condenou o bicheiro a 39 anos, 8 meses e 10 dias de reclusão por diversos crimes relativos à Operação Monte Carlo e determinou sua prisão preventiva. A defesa recorreu e, quatro dias depois, o juiz federal Tourinho Neto, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) concedeu novo habeas-corpus e Cachoeira foi libertado.

FONTE: UOL.


Calendário de Renovação de Matrícula para o 1º semestre de 2013
Publicado em : 20 de dezembro de 2012

Fiquem atentos às datas para renovação de matrícula para o 1º semestre 2013, campus Belo Horizonte:

08/01/2013 …………………………………………… Direito – 7º, 8º, 9º e 10º períodos – todos os turnos

09/01/2013 …………………………………………….Direito – 2º, 3º, 4º, 5º e 6º períodos e turnos

10/01/2013 ……………….. Engenharia de Produção e Análise de Sistemas – todos os períodos e turnos

11/01/2013 ………………………………….. Educação Física – 5º, 6º 7º e 8º períodos – todos os turnos

14/01/2013 ………………………………………. Educação Física – 2º, 3º e 4º períodos – todos os turnos

15/01/2013 ……………………………………… Enfermagem e Fisioterapia – todos os turnos e períodos

16/01/2013…………………..Pedagogia/Administração / Serviço Social/ Psicologia todos os períodos

de 17 a 31/01/2013 ………………………………….. Todos os cursos e Períodos (limite dentro do prazo)

FONTE: http://www.universo.edu.br


Armageddon é mais potente do que o uísque ou conhaque. Quem não é forte para o álcool, tem uma arma letal na mão

Para aqueles que se consideram “Highlanders” na rodada das happy hours, eis um desafio vindo dos campos de Aberdeenshire, na Escócia: Armageddon, a cerveja mais forte do mundo com 65% de teor alcoólico, ou seja, é comparada na força “para derrubar” com o uísque e o conhaque, por isso o nome sugestivo, que significa “fim do mundo”.

Brewmeister

A fabricante Brewmeister justifica a criação “da bomba alcoólica” devido à cultura local, uma vez que os escoceses consomem 20% a mais de álcool que os ingleses, por exemplo.

Vale lembrar que aquela cervejinha que pedimos no bar tem 5% de álcool, por isso aconselha-se beber a Armageddon em doses, nunca uma garrafa de uma vez, do contrário suas chances de conhecer um pronto socorro podem aumentar em 100%.

A cerveja é amarga, propicia para ser degustada como um malte, o líquido é um pouco mais viscoso que o normal e a receita leva malte caramelo, trigo, aveia em flocos e água de nascente.

A quantidade ignorante de álcool não está nos ingredientes e sim no processo de fabricação: a mistura toda vai para o freezer e como a água congela, mas o álcool não, o excesso de água é retirado, fazendo com que a porcentagem de álcool dispare.

A ideia da marca é para pessoas acostumadas consumir como um bom brandy, em pequenas quantidades, e não sentadas no bar pedindo várias rodadas de cerveja jogando papo fora com os amigos. “São garrafas para serem partilhadas”, sacramenta o fabricante.

Ela é feita em uma escala muito pequena: apenas 40 garrafas por lote. É possível encomendar a cerveja pelo site da fabricante, ao preço de 50 dólares a garrafa de 330 ml. A Armageddon será lançada oficialmente mês que vem, durante o Inverness Beer Festival, na Escócia.

FONTE: AREAH.


Gentileza repassar aos demais colegas:

Gostaria de desejar Feliz Natal, que a luz do nascimento do menino Jesus o acompanhe em seu caminho e que em 2013 realize todos os sonhos!
Saúde, paz, prosperidade e harmonia em sua vida!
Abraço fraterno
Profª Inês Campolina
Gestora curso de Direito
Universo/BH

Oração pela família no Natal

Senhor, diante de teu presépio venho pedir por minha família.

Abençoa as pessoas que amo onde quer que estejam.

Que dentro de nosso lar habite a confiança de tua mãe, Maria, o zelo de teu pai, José, e a inocência de teu rosto de criança.

Afugenta de nossa casa as dores, lágrimas e angústias causadas por tantos Herodes que lutam para matar nossos sonhos de paz.

Concede-nos a saúde do corpo e da alma, para que possamos cantar teus louvores a cada dia deste novo ano.

Que nossas portas estejam sempre abertas para ti, nas visitas que nos fazes em tantos rostos sofridos.

Dá-nos a alegria de tua presença em nosso lar: o maior de todos os presentes possíveis.

Abençoa minha família neste Natal, Senhor.

Amém!



%d blogueiros gostam disto: