Antequam noveris, a laudando et vituperando abstine. Tutum silentium praemium.

Arquivo da tag: 29 de maio

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 29/05/2015, 06:15.

CONFIRMADO PELA REPORTAGEM AGORA, AO VIVO – o metrô não está funcionando, as estações estão fechadas. Preparem-se para a bagunça, com trabalhadores perdendo horário e dia de serviço.

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 28/05/2015, 18:15.

TRT determina escala mínima durante paralisação do metrô de BH, nesta sexta-feira

Decisão ainda obriga trabalhadores a cumprir o total da capacidade operacional durante os horários de pico. A multa em caso de descumprimento da liminar é de R$ 100 mil

 

Emerson Campos/Portal Uai/D A Press

O metrô de Belo Horizonte deverá funcionar normalmente nos horários de pico e com pelo menos 50% das operações nos demais horários, durante a greve desta sexta-feira. A determinação de escala mínima do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 3ª Região veio de uma decisão, em caráter liminar, acerca da ação cautelar ajuizada pela Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) contra o Sindicato dos Empregados em Empresas de Transportes Metroviários e Conexos de Minas Gerais (Sindimetro).

O Sindimetro confirmou adesão a paralisação nacional convocada pelas centrais sindicais. O movimento é contra o Projeto de Lei da Terceirização (PL 4330/PLC 30) e o plano de ajustes fiscais que visa alterar a metodologia de benefícios como o seguro desemprego e a pensão por morte.Na decisão, o desembargador José Murilo de Morais, afirmou que, apesar de assegurada pela constituição, a greve também tem seus limites estabelecidos pelo texto. “Embora se trate de paralisação de 24 horas, não resta dúvida quanto às prováveis perturbações que acarretará nos serviços metroviários”, diz.

De acordo com o Sindimetro, o sindicato ainda não recebeu nenhuma notificação e não poderá se posicionar a respeito da decisão do tribunal.

Além da capacidade operacional estabelecida para os diferentes horários, o desembargador lembrou que o Sindicato não cumpriu decisões em outros casos e também estabeleceu multa diária de R$ 100 mil reais em caso de descumprimento da liminar. Quanto ao valor, Morais afirma “que se mostra adequado diante do caráter essencial da atividade a ser atingida pela paralisação e dos reiterados descumprimentos de ordens judiciais anteriores pelo Sindicato”.

 

Sindicato anuncia paralisação do metrô de Belo Horizonte para a próxima sexta-feira, 29/05/2015

Metroviários vão se juntar a paralisação nacional convocada pelas centrais sindicais que criticam a PEC da terceirização e ajustes fiscais

 
Sidney Lopes/EM/D.A Press

.

O funcionamento do metrô de Belo Horizonte será paralisado na próxima sexta-feira. A informação foi confirmada nesta tarde pelo Sindicato dos Metroviários de Minas Gerais (Sindmetro/MG) que confirmou adesão a paralisação nacional convocada pelas centrais sindicais. O movimento é contra o Projeto de Lei da Terceirização (PL 4330/PLC 30) e o plano de ajustes fiscais que visa alterar a metodologia de benefícios como o seguro desemprego e a pensão por morte. O metrô deverá voltar ao seu funcionamento normal no sábado.
.
Em nota, a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), disse que já ajuizou ação cautelar perante o Tribunal Regional do Trabalho requerendo que seja determinada a suspensão da paralisação programada ou o cumprimento do disposto legal que estabelece a manutenção de escala mínima para as atividades consideradas essenciais, como é o caso do sistema metroviário.
.
Ainda conforme a CBTU, se confirmada a paralisação geral, o movimento prejudicará cerca de 220 mil usuários que utilizam o sistema de metrô diariamente, comprometendo o deslocamento das pessoas e gerando prejuízos à população.

.

GREVE GERAL

Além do metrô, escolas, Correios e outros órgãos devem parar na sexta

Escolas estaduais e municipais de BH, Contagem e Betim, e órgãos até mesmo do governo federal deverão aderir ao movimento; Informação foi divulgada nesta quarta-feira (27) pelos sindicatos das categorias

greve geral

Veja a convocação para a greve geral

.Contra o Projeto de Lei 4.330 — que pretende alterar as regras para a terceirização — e as Medidas Provisórias 664 e 665, aprovadas no início do mês no Congresso Federal e que alteram alguns benefícios trabalhistas, diversos servidores públicos de Belo Horizonte no âmbito municipal, estadual e federal deverão aderir ao movimento da Greve Geral, que acontece nesta sexta-feira (29) em todo o país. Entre os serviços que deverão paralisar estão o metrô, escolas estaduais e municipais, os Correios, entre outros.

.

De acordo com o Sindicato dos Empregados em Empresas de Processamento de Dados, Serviços de Informática e Similares do Estado de Minas Gerais (Sindados-MG), funcionários serviços de informática da Prefeitura de Belo Horizonte, do Estado e de órgãos federais paralisarão.

.

Entre as entidades que participarão do ato estão a Empresa de Informática e Informação do Município de Belo Horizonte (Prodabel), Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais (Prodenge), Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social (Dataprev), do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) e da empresa Datamec. Ainda segundo o Sindados, funcionários de call center’s também deverá participar do protesto.

.

Ainda conforme o sindicato, a previsão é de que os funcionários da saúde da PBH, que já estão em greve desde o início da semana, e da área de turismo também deverão aderir à greve geral. Professores estaduais e municipais da capital mineira e das cidades de Contagem e Betim, ambas na região metropolitana, também estão sendo convocados pelo Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação (Sind-UTE). Porém, ainda não há informações se, no dia, realmente não haverá aulas.

.

Os servidores dos Correios também estão sendo convocados para a grande manifestação pelo Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Correios, Telégrafos e Similares do Estado de Minas Gerais (Sintect-MG). Procurada pela reportagem, a assessoria da empresa federal confirmou que sabe da grande mobilização, mas ainda não tiveram a informação se os trabalhadores irão aderir. Apesar disso, por se tratar de um movimento de um único dia, a expectativa é de que os serviços à população não sejam prejudicados.

.

Além disso, o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) também estará presente em Belo Horizonte e integrará a manifestação. A previsão é de que o trânsito seja fechado nas avenidas Amazonas e Cristiano Machado no dia. A concentração do ato público terá início às 10h na praça Sete, no Centro da capital.

.

UMEIs

.

Além de engrossarem os protestos contra a terceirização e as medidas que alteram direitos trabalhistas da próxima sexta-feira, as professoras e professores das Unidades Unidades Municipais de Educação Infantil (UMEIs) também estarão em greve na tarde desta quinta-feira (28).

.

A categoria participará de uma audiência pública às 13h30 na Câmara Municipal (CMBH) sobre a “Precarização do trabalho nas UMEIs com a criação do cargo de Auxiliar de Educação Infantil”. Após a audiência, os trabalhadores farão um ato na avenida dos Andradas.

.

FONTE: Estado de Minas e O Tempo.



%d blogueiros gostam disto: