Antequam noveris, a laudando et vituperando abstine. Tutum silentium praemium.

Arquivo da tag: ameaçados

Assalto em reunião sobre segurança

Dois ladrões armados invadem escritório de vereador no Bairro Padre Eustáquio, em encontro que discutia medidas para ampliar vigilância


Uma reunião para discutir e buscar soluções para a segurança na Região Noroeste de Belo Horizonte terminou em assalto. Durante o encontro, na noite de quarta-feira, os criminosos invadiram o escritório do vereador Gilson Reis (PCdoB), no Bairro Padre Eustáquio, e levaram pertences do parlamentar e de outras sete das 10 pessoas que estavam no local.
.
O crime ocorreu por volta das 20h30 no imóvel que fica no cruzamento das ruas Cesário Alvim e Rio Pomba. “Nós estávamos justamente em uma reunião para discutir a violência na região do Padre Eustáquio, Carlos Prates, Caiçara”, explica Reis. Participavam do encontro moradores da comunidade e funcionários do vereador. Eles haviam deixado a porta aberta para a chegada de outras pessoas, quando foram surpreendidos por dois homens. “Na hora que chegaram, ainda falei ‘boa noite, sejam bem-vindos à reunião’, mas aí anunciaram o assalto”, disse o parlamentar. Um casal chegou pouco depois e também foi rendido, mas não portava objetos de valor.
.
Segundo Reis, um dos criminosos ameaçava as vítimas com uma pistola calibre 765, enquanto o outro recolhia celulares, joias, alianças e outros pertences. “Eles disseram que havia mais uma pessoa lá embaixo e que, se tivesse algum movimento, ela subiria e ia atirar”, explica. Toda a ação durou 15 minutos e as vítimas ficaram deitadas no chão. Ao sair, eles disseram que deixariam um homem de vigia e que se houvesse reação antes da fuga todos seriam mortos. O vereador e os convidados aguardaram e depois acionaram a polícia. Um boletim de ocorrência foi registrado.
.
Na manhã de ontem, o vereador se reuniu com o comandante da companhia responsável pela área para falar do crime e pedir providências. Reis conta que seu apartamento já havia sido furtado, mas ele nunca havia sido vítima de um assalto à mão armada. “Estamos vulneráveis, não tem ninguém livre disso”, desabafa. “Precisamos discutir medidas cabíveis para caminhar para uma situação melhor”.

.

FONTE: Estado de Minas.



%d blogueiros gostam disto: