Antequam noveris, a laudando et vituperando abstine. Tutum silentium praemium.

Arquivo da tag: ar

Cada vez mais quente
Moradores de BH enfrentaram mais um dia de sol forte, com os termômetros chegando a 36,6°C, recorde do ano na capital.
Chegada da chuva deve amenizar a situação

 

Sistema SolarO forte calor dos últimos dias levou a diversas brincadeiras nas redes sociais

A “bolha de calor” que está sobre Minas Gerais desde o começo da semana passada levou a mais um recorde de temperatura em Belo Horizonte, com os termômetros alcançando 36,6°C, maior marca do ano na capital. O recorde histórico na cidade é de 37,1°C, registrado em outubro de 2012. E para enfrentar tanto calor em pleno domingo, dia de lazer, os belo-horizontinos optaram por roupas leves e muita hidratação à base de água de coco e caldo de cana.  No fim da tarde, uma chuva ligeira em algumas regiões da capital aliviou um pouco o calor.
Na Praça da Liberdade, Região Centro-Sul de BH, o bancário Alexandre Júnior da Silva, de 38 anos, e a mulher, a auxiliar administrativa Valéria Barbosa, de 38, estenderam uma canga sobre o gramado, onde deitaram o filho, Achilles Emanuel, de 7 meses, enquanto aproveitavam a brisa no espaço aberto. “Viemos em busca de ar puro para refrescar um pouco. Escolhemos ficar em um lugar próximo à fonte de água potável para mantermos a mamadeira sempre abastecida. Também trouxemos suco de laranja”, disse Alexandre. O sobrinho do casal, Thales Rafael Nunes Barbosa, de 12, aproveitou para tirar a camisa e brincar. “Neste calor, também gosto muito de ir para a casa de meu avô, onde tem horta e muitas árvores. Lá, tomo banho de mangueira e também dou banho nos cachorros.”
Nas praças, as fontes de água eram um oásis para quem queria se hidratar e se refrescar. Molhar o rosto, a cabeça, as mãos e os braços era a solução para quem saiu de casa para caminhar e buscava minimizar os efeitos do dia mais quente do ano. “Buscamos locais com sombra e muito verde. Parece que isso ajuda a afastar o calor”, afirmou a estudante Laura Pimenta da Silva, de 23. Ela e o namorado, que gostam muito de passear nas áreas verdes no entorno da capital, ontem foram para a Praça da Liberdade.
No entorno da Lagoa da Pampulha, quem gosta de se exercitar não abriu mão de pedalar na ciclovia, apesar do sol forte. As barracas de água de coco e de caldo de cana, comuns na região, se tornaram pontos obrigatórios para quem queria se manter hidratado. Por toda a orla, havia filas nas barracas e trailers, fazendo a alegria dos comerciantes. O casal Diego Nascimento Camargos, de 26, e Bruna Dorneles Foureaux, de 19, recorreu à água de coco e aproveitou para dar a bebida ao filho Fernando, de 7 meses.
“Hoje está muito mais quente do que nos últimos dias. O Fernando estava suando muito, de escorrer. Tiramos a camisa dele e viemos para o ar livre”, afirmou Diego. Para o vendedor de água de coco Wilson Werneck, de 57, o calor não trouxe nenhum incômodo. Pelo contrário, pois aumentou seu faturamento. “Vendi 250 cocos”, informou.
Na fila para comprar caldo de cana, o bancário Marcus Paulo Fernandes, de 23, não reclamou da espera até ser atendido. “Não estou com pressa”, disse. Para ele, o ideal ontem seria ficar todo o tempo em uma piscina bem gelada. “Sou muito calorento e hoje está muito quente”, disse.MAIS CALOR As temperaturas vão continuar elevadas em Belo Horizonte e no interior pelo menos até amanhã, mesmo com a chegada de uma massa de ar polar ao estado, vinda do Sul do país. A máxima ontem no interior foi de 40,4°C em São Romão, no Norte de Minas, mas cidades do Noroeste, como Unaí, Paracatu e Arinos, também enfrentaram calor acima de 40°C.
No Triângulo Mineiro e no Sul do estado, foram registradas pancadas isoladas de chuva, que pouco ou nada adiantaram para diminuir o calor. Uberlândia, Uberaba, Araguari, Campina Verde e Ituiutaba, no Triângulo, tiveram máxima acima dos 40°C. Com a onda de calor no Sul de Minas, onde o clima normalmente é mais ameno, a temperatura ficou acima dos 36° em Varginha, Pouso Alegre e Poços de Caldas.
A diminuição do calor está condicionada à chegada de uma frente fria no Sudeste do país. O Climatempo alerta para a possibilidade de pancadas de chuva forte, com granizo, raios e trovões na Zona da Mata, Campo das Vertentes e Sul de Minas. Já as regiões Norte e Jequitinhonha devem continuar com o clima quente e seco.

FONTE: Estado de Minas.


Com 36°C, Belo Horizonte tem novo recorde de temperatura em 2014

Nível de umidade do ar chegou a 12%.
Calor deve permanecer na capital mineira nesta quarta-feira.

 

Belo Horizonte teve um novo recorde de temperatura em 2014 nesta terça-feira (14).

De acordo com a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), os termômetros marcaram 36° entre às 14h e às 15h.

Belo Horizonte tem recorde de temperatura com 36°C nesta terça-feira (Foto: Reprodução / TV Globo)Belo Horizonte tem recorde de temperatura com 36°C nesta terça-feira

O nível de umidade do ar na capital mineira atingiu 12%, o que é considerado estado de alerta. Segundo a meteorologia, a previsão é que o calor continue nesta quarta-feira (15), também com 36°C.

O dia mais quente do ano registrado anteriormente em Belo Horizonte foi neste domingo (12) – com termômetros na casa dos 34,9°C.

FONTE: G1.


Em decisão, magistrado lamenta a morte do animal que morreu ao entrar em um aparelho de ar condicionado.

lagartixa

Uma lagartixa tem todo o direito de circular pelas paredes externas das casas à cata de mosquitos e outros pequenos insetos que constituem sua dieta alimentar“. Com essas palavras o juiz de Direito Helio David Vieira Figueira dos Santos, do JEC de Florianópolis/SC, condenou a Komlog Importação Ltda. a ressarcir um consumidor que teve o motor de seu ar condicionado queimado quando uma lagartixa entrou no aparelho.

Além de determinar o pagamento de R$ 664,00 ao autor da ação pelo fato de a empresa ter se recusado a dar a cobertura de garantia do eletrodoméstico, o juiz lamentou a morte do animal: “como ia ele saber se não havia barreira ou proteção que o fizesse refletir com seu pequeno cérebro se não seria melhor procurar refúgio em outra toca“.

O magistrado também ponderou sobre a necessidade de o homem sempre colocar a culpa em alguém. “É, portanto, indiscutido nos autos que a culpa foi da lagartixa, afinal, sempre se há de encontrar um culpado e no caso destes autos, até fotografado foi o cadáver mutilado do réptil que enfiou-se onde não devia“.

Veja a íntegra da decisão.


Autos n° 082.11.000694-3

Ação: Procedimento do Juizado Especial Cível/Juizado Especial Cível

Autor: A.C.

Réu: Komlog Importação Ltda.

Vistos, etc.

Trata-se de ação que dispensa a produção de outras provas, razão pela qual conheço diretamente do pedido.

A preliminar de complexidade da causa pela necessidade de perícia deve ser afastada, porquanto a matéria é singela e dispensa qualquer outra providência instrutória, como dito.

Gira a lide em torno de um acidente que vitimou uma lagartixa, que inadvertidamente entrou no compartimento do motor de um aparelho de ar condicionado tipo split e que causou a sua morte, infelizmente irrelevante neste mundo de homens, e a queima do motor do equipamento, que foi reparado pelo autor ao custo de R$ 664,00 (fl. 21), depois que a ré recusou-se a dar a cobertura de garantia.

É, portanto, indiscutido nos autos que a culpa foi da lagartixa, afinal, sempre se há de encontrar um culpado e no caso destes autos, até fotografado foi o cadáver mutilado do réptil que enfiou-se onde não devia (fl. 62), mas afinal, como ia ele saber se não havia barreira ou proteção que o fizesse refletir com seu pequeno cérebro se não seria melhor procurar refúgio em outra toca- Eis aqui o cerne da questão, pois afinal uma lagartixa tem todo o direito de circular pelas paredes externas das casas à cata de mosquitos e outros pequenos insetos que constituem sua dieta alimentar. Todo mundo sabe disso e certamente também os engenheiros que projetam esses motores, que sabidamente se instalam do lado de fora da residência, área que legitimamente pertence às lagartixas. Neste particular, tem toda a razão o autor, se a ré não se preocupou em lacrar o motor externo do split, agiu com evidente culpa, pois era só o que faltava exigir que o autor ficasse caçando lagartixas pelas paredes de fora ao invés de se refrescar no interior de sua casa.

Por outro lado, falar o autor em dano moral é um exagero, somente se foi pela morte da lagartixa, do que certamente não se trata. Houve um debate acerca da questão e das condições da garantia, que não previam os danos causados por esses matadores de mosquitos. Além disso, o autor reparou o equipamento, tanto que pretende o ressarcimento do valor pago, no que tem razão. E é só. Além disso, é terreno de locupletamento ilícito à custa de outrem.

Diante do exposto, julgo parcialmente procedente a ação, para condenar a ré a ressarcir o autor da quantia de R$ 664,00 (seiscentos e sessenta e quatro reais), a ser acrescida de juros de mora de 1% desde a citação e correção monetária pelo INPC, desde o desembolso (fl. 62).

Sem custas e sem honorários.

P. R. I.

Florianópolis (SC), 22 de fevereiro de 2012.

Helio David Vieira Figueira dos Santos

Juiz de Direito

FONTE: Migalhas.


Defesa Civil emite alerta sobre baixa umidade do ar e calor em BH e Grande BH

Tempo Seco_Amadeu Barbosa_Record Minas
Vista da CEASA – BR 040 – Saída para Neves/Sete Lagoas
A Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (COMDEC) emitiu alerta sobre baixa umidade do ar e calor em Belo Horizonte e região metropolitana na tarde desta sexta-feira (3).
Segundo o órgão, há uma massa de ar seco sobre a Grande BH, o que pode deixar a umidade relativa do ar em torno de 30% a 20% e temperaturas acima de 30°C, principalmente nos períodos da tarde. O alerta vale até a próxima segunda-feira (06).
Nesta época do ano, não é aconselhada a prática de atividades ao ar livre e exposição ao sol entre as 10 e 17 horas, especialmente entre as 14  e 16 h, período do dia em que a umidade do ar fica mais baixa. Além disso, é recomendado que as pessoas ingiram bastante líquido para não terem problemas de desidratação.
Vale lembrar que o tempo seco aumenta o risco de incêndios em matas. Com isso, a população deve evitar fazer fogueiras nas proximidades de matas e florestas. Já os motoristas que trafegarem por regiões sujeitas a incêndios devem ter atenção redobrada devido à visibilidade reduzida pela fumaça e, em hipótese nenhuma, jogar pontas de cigarros para fora dos veículos.
Confira outras recomendações da COMDEC:
– Beber muita água por dia, água de coco e sucos naturais;
– Preferir alimentos leves e frescos, como saladas, frutas, carnes grelhadas;
– Evitar frituras;
– Dormir em local arejado e umedecido por aparelhos umidificadores, ou ainda, colocar uma bacia com água.
– Evitar atividades físicas ao ar livre e exposição ao sol entre as 10 e 17 horas;
– Evitar banhos com água muito quente, pois ressecam ainda mais a pele;
– Em caso de problemas respiratórios procurar um especialista;
– Em caso de incêndio em mata ou floresta, avise imediatamente, ao Corpo de Bombeiros, Defesa Civil ou a Polícia.

 FONTE: Hoje Em Dia.


Passageira é indenizada em R$ 8 mil por viajar, de BH a Juiz de Fora, sob goteira

Goteira-em-ônibus

Uma estudante que viajou sob uma goteira em um ônibus da Companhia Atual de Transportes será indenizada em R$ 8 mil. Por estar debaixo do ar condicionado do veículo, que estava com defeito, a mulher foi atingida por pingos de água gelada durante o percurso, entre Belo Horizonte e Juiz de Fora, na Zona da Mata. A decisão é da 13ª Vara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), que reformou, em parte, sentença da 6ª Vara Cível de Juiz de Fora.Como o coletivo estava lotado, a estudante permaneceu na poltrona em que estava. Ela afirmou que, durante o trajeto, pediu uma solução ao cobrador, mas ele explicou que o problema na mangueira do aparelho não poderia ser consertado naquele momento. O funcionário deu duas opções à mulher: viajar em pé ou usar uma sacola na cabeça para se proteger.A autora do processo alegou que, devido à exposição prolongada à água fria, ela teve dores no corpo e na garganta, além de ter contraído uma infecção e uma amigdalite aguda.

Após procurar o serviço de atendimento ao consumidor da companhia e não ser ouvida, ela entrou com processo contra a empresa em julho de 2012 e exigiu indenização por danos morais.

A Atual reconheceu que a situação da passageira era “indesejável”, mas sustentou que o caso era um mero dissabor cotidiano. Em sua defesa, a companhia alegou que tem como causa a ação de bactéria ou vírus e não baixas temperaturas.

Em primeira instância, o pedido da estudante foi julgado procedente, em novembro de 2012, pelo juiz Francisco José da Silva, que fixou indenização em R$ 3.732. A estudante apelou da sentença para requerer aumento no valor da indenização. Os desembargadores Newton Teixeira de Carvalho, Cláudia Maia e Alberto Henrique entenderam que o pedido da passageira era justo e aumentaram a quantia para R$ 8 mil.

Fontes: TJMG/Itatiaia


Decisão da Justiça de São Paulo pode bloquear Facebook no Brasil em até 48 horas

Para evitar bloqueio, rede social precisa retirar do ar conteúdos considerados ofensivos que foram publicados contra homem suspeito de agredir animal em SP

Magistrado lembrou que 'Facebook não é um país soberano superior ao Brasil' (REUTERS/Robert Galbraith/Files)
Magistrado lembrou que “Facebook não é um país soberano superior ao Brasil”

O Facebook pode sair do ar no Brasil e, desta vez, a informação não é fruto das correntes fakes que pedem que você cole um texto em seu perfil para salvá-lo. Trata-se, de fato, de uma decisão judicial da 1ª Vara Cível de Pinheiros, em São Paulo, que, caso não seja obedecida na próximas 48 horas, pode terminar com a suspensão da rede social de Mark Zuckerberg em terras tupiniquim.

vírus facebook
O imbróglio com o Facebook envolve a modelo Luize Altenhofen e seu cão Ryng, da raça pitbull, supostamente agredido com barras de ferro por Eudes Gondim Junior, vizinho da moça. A confusão ganhou a web após a modelo relatar a violência em seu perfil e criticar a alegação de legítima defesa utilizada por Eudes, o que gerou uma avalanche de mensagens ofensivas contra o homem no rede social.Eudes Junior procurou a Justiça e, desde abril deste ano, conseguiu que fossem retiradas do ar todas as URLs com comentários ofensivos. Contudo, segundo consta no processo, depois de solicitar os links ainda em abril, o Facebook informou em 31 de julho que não é responsável pelo gerenciamento do conteúdo postado no site.”É importante esclarecer que o Facebook Brasil não é o responsável pelo gerenciamento e do conteúdo e da infraestrutura do Site Facebook. Essa incumbência compete a duas outras empresas distintas e autônomas, denominadas Facebook Inc. e Facebook Ireland LTD., localizados nos Estado (sic) Unidos da América e Irlanda, respectivamente”, relataram os advogados ao juiz Régis Rodrigues Bonvicino.Na decisão publicada nesta quinta-feira, Bonvicino entendeu que a afirmação é “uma desconsideração afrontosa à soberania brasileira. É uma desconsideração afrontosa agravada pela notória espionagem estatal, oficial, do governo americano”. Em suas considerações, o magistrado lembra que “se o Facebook opera no Brasil, ele está sujeito às leis brasileiras” e destaca que, ao solicitar as URLs para poder remover as páginas, o Facebook acabou “confessando em consequência seu poder de administração de sua própria rede social”.

Por fim, o juiz determinou que o “Facebook tem 48 horas de prazo para cumprir a ordem judicial, sob pena de ser retirado do ar, no país todo, porque, ao desobedecer uma ordem judicial, afronta o sistema legal de todo um país. O Facebook não é um país soberano superior ao Brasil”.

A reportagem do em.com.br tentou entrar em contato com o Facebook Brasil, mas as ligações não foram atendidas.

Nota

Sem comentar o caso específico, em nota divulgada à imprensa, o Facebook Brasil informou que “tem por política cumprir ordens judiciais para bloqueio de conteúdo desde que tenha a especificação do conteúdo considerado ilegal”.

FONTE: Estado de Minas.


%d blogueiros gostam disto: