Antequam noveris, a laudando et vituperando abstine. Tutum silentium praemium.

Arquivo da tag: betim

Bom para todos! Betim terá queima de fogos sem som em ‘respeito a idosos, crianças e animais’

A chegada do novo ano é marcada em diversas cidades pela queima de fogos de artifício. Em Betim, região metropolitana de Belo Horizonte, a atração acontecerá, porém de um forma diferente. O espetáculo será apenas visual, sem a emissão de sons.

De acordo com a Prefeitura da cidade, isso acontecerá como uma forma de respeitar os idosos, crianças e animais. “O evento terá início à meia noite e deve durar de 2 a 3 minutos em cada Regional do município”, informa em sua página no Facebook. A queima de fogos terá 12 minutos de duração e será na praça Milton Campos, no Centro de Betim.

A compra dos fogos não foi realizada pela prefeitura, mas sim por um rede de supermercados. “Vale ressaltar que todo o recurso financeiro para a compra dos fogos foi garantida por meio de uma doação do Superluna Supermercados”, informou.

Nos comentários da publicação internautas elogiaram a ação: “Que maravilha. Somente quem tem pessoas especiais, idosos e animais em casa, sabe a importância desta decisão”, escreveu uma pessoa. “Parabéns à Prefeitura de Betim pelo ato de civilidade, em respeito aos animais, idosos, crianças, pessoas acamadas, com Síndrome de Down, autistas ou que simplesmente não querem ser incomodadas com barulhos desnecessários”, elogiou outro.

.

FONTE: BHAZ.


Obras vão interromper fornecimento de água para cerca de 250 mil pessoas na Grande BH

A interrupção vai acontecer no próximo domingo por causa de obras para a melhoria viária do Bairro Petrolândia, em Contagem. Normalização será na segunda-feira

 
Moradores de quatro cidades da Região Metropolitana de Belo Horizonte ficaram sem o abastecimento de água no próximo domingo. A interrupção aconteceu por causa de obras para a melhoria viária do Bairro Petrolândia, em Contagem. A pausa no sistema reprodutor Várzea das Flores, em Betim, vai atingir 250 mil pessoas.
A paralisação vai começar 4h e deve durar até 23h. Mesmo assim, a previsão da Copasa é que o abastecimento seja normalizado, de forma gradativa, na madrugada de segunda-feira. Serão atingidos moradores de Betim, Contagem, Esmeraldas e Ribeirão das Neves.

Para evitar o desabastecimento e desperdício, a Copasa pede a colaboração dos moradores para evitarem gastos desnecessários. Informações ou dúvidas podem serem esclarecidas no telefone 115 ou no site da Companhia

Veja os bairros atingidos

BETIM: Alto das Flores, Capelinha, Chácaras São José, Conjunto Jalila Conceição Pedrosa, Conjunto Habitacional Celso Pedrosa, Cruzeiro Do Sul, Dom Bosco, Duque De Caxias, Espírito Santo, Granja Verde, Imbiruçu, Industrial São Pedro, Itacolomi, Jardim das Alterosas I Seção, Jardim Das Alterosas II Seção, Niteroi, Parque das Acácias, Recreio dos Caiçaras, São Caetano, São Cristovão, São Luiz, São Miguel, Senhora de Fátima, Sítio Amoras, Vila Cristina, Vila das Flores,Vila Inconfidência e Vila Universal.

CONTAGEM: Beija Flor, Bernardo Monteiro, Canadá, Capão Das Cobras, Centro, Chácaras Campo Alegre, Chácaras Contagem, Chácaras Solar do Madeira, Colonial, Condomínio Nosso Rancho, Condomínio Vila do Lago, Conjunto Habitacional Campo Alto, Conjunto Habitacional Fonte Grande, Conjunto Habitacional São Caetano, Darci Ribeiro, Estâncias Imperiais, Estância do Hibisco, Fonte Grande, Industrial São Luiz, Lúcio de Abreu, Nascentes Imperiais, Nossa Senhora do Carmo, Nova Contagem, Petrolândia, Quintas do Jacuba, Retiro, Santa Helena, Santa Terezinha, Sapucaias, Sapucaias Ii, Sapucaias III, Sítios Rurais Jardim Recreio, Tropical, Vila Itália, Vila Ipê Amarelo, Vila Nova Esperança, Vila Renascer e Vila Panamá.

ESMERALDAS: Novo Retiro, Recanto Verde, Recreio do Retiro, Santa Cecília, São Francisco, São Pedro e Serra Verde.

RIBEIRÃO DAS NEVES: Alterosa, Cruzeirinho, Jardim Verona, Vale Verde e Veneza.

.

FONTE: Estado de Minas.


Lanche criado há 46 dias é o mais pedido da casa, que fica em Betim: são cerca de 150 pedidos por noite; dono precisou contratar mais funcionários para dar conta da demanda

X-Cristão 2

Na onda dos hambúrgueres artesanais, uma lanchonete que abriu as portas há 46 dias em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, faz sucesso nas redes sociais com o seu X-Cristão, lanche de quase 1kg. A página do estabelecimento no Facebook já ultrapassou 170 mil curtidas. O local recebe cerca de 150 pedidos do sanduíche por noite.

“Sinceridade, eu não esperava por este sucesso. A maionese, os nossos molhos, são os diferenciais. E compramos os produtos todos os dias, eu não estoco alimentos, uso tudo fresco”, garantiu o empresário Richard Costa dos Reis, 40.

O lanche é feito com pão, duas carnes, dois ovos, dois presuntos, duas mussarelas, o dobro de bacon, o dobro de frango, alface, tomate, milho, batata palha, molho rosé e molho especial. Este é o carro-chefe de um cardápio de dez opções de lanches, macarrão na chapa e porções de batatas-frita. O X-Cristão custa R$ 17,99, incluindo uma lata de refrigerante.
X-Cristão

“Este é um preço de inauguração, que estamos conseguindo manter, porque o lanche sai bastante. O valor dele mesmo seria em torno de R$ 25”.

Na noite dessa quarta-feira (27), o Espaço do Cristão vendeu 500 lanches. Com o aumento da demanda, o dono precisou contratar mais funcionários e agora dez pessoas trabalham no comércio. “Hoje vou levar mais duas pessoas para me ajudar a dar conta”, comemorou Reis.

O espaço possui mesas e também realiza entregas, apenas na cidade. Pelo Facebook, internautas pedem para que o lanche seja mandado para outras cidades.

X-Cristão 3

Clientes querem ampliação da entrega
Espaço Cristão
Endereço: Praça das Rosas, 47, bairro Alterosa – Betim
Aberto: 18h às 0h

.

FONTE: O Tempo.


BH e cidades da Região Metropolitana ficarão sem água neste domingo

Na capital, mais de 200 bairros serão afetados.
Motivo é um trabalho de manutenção no sistema Rio das Velhas.

 falta de água

Belo Horizonte e cidades da Região Metropolitana vão enfrentar interrupção no fornecimento de água neste domingo (3). Duzentos e vinte bairros da capital vão ser afetados, segundo a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa).

Nova Lima, Raposos, Sabará e Santa Luzia também vão ficar sem água a partir das 6h. A Copasa informou que o motivo é um trabalho de manutenção no sistema Rio das Velhas.

A previsão é que o fornecimento retorne ao poucos, ainda no domingo, depois de 16h. A companhia não informou quantas pessoas serão afetadas. Veja abaixo a lista de locais afetados.

Belo Horizonte
Aarão Reis, Aeroporto, Alípio de Melo, Alto Barroca, Alto Colégio Batista, Alto dos Pinheiros, Alto Vera Cruz, Álvaro Camargo, Alvorada, Anchieta, Aparecida 7ª Seção, Aparecida,  Barroca, Baleia, Bandeirantes, Barro Preto, Barroca, Belmonte, Betânia, Boa Vista, Bom Jesus, Bonfim, Bonfim, Borges, Cabana, Cachoeirinha, Caetano Furquim, Cafezal, Caiçara, Calafate, Califórnia, Camargos, Campus da PUC, Campus da UFMG, Caparaó, Capitão Eduardo, Carlos Prates, Carmo, Casa Branca, Castanheira, Celeste Império, Celso Machado, Centro, Chácaras Montevidéu, Cidade Jardim, Cidade Nova, Cidade Universitária, Cinquentenário, Colégio Batista, Concórdia, Conjunto Betânia, Conjunto Califórnia, Conjunto Felicidade, Conjunto Itacolomi, Conjunto Novo Aarão Reis, Conjunto Ribeiro de Abreu, Conjunto Santa Maria, Conjunto Santos Dumont, Coração de Jesus, Coração Eucarístico, Cruzeiro, Da Graça, Das Indústrias, Das Mansões, Dom Bosco, Dom Cabral, Dom Joaquim, Dom Silvério, Dona Clara, Ermelinda, Esplanada, Estoril, Estrela Dalva, ETE Arrudas, Eymard, Fazendinha (Aglomerado da Serra), Fernão Dias, Flamengo, Floresta, F rei Eustáquio, Funcionários, Gameleira, Glória, Goiânia, Gorduras de Cima, Gorduras, Grajaú, Granja Werneck, Guarani, Gutierrez, Havaí, Heliópolis, Horto, Humaitá, Inconfidência, Indaiá, Industrial Rodrigues da Cunha, Instituto Agronômico, Ipanema, Ipiranga, Jaraguá, Jardim América, Jardim das Rosas, Jardim Pirineus, Jardim Taquaril, Jardim Vitória, Jardinópolis, João Pinheiro, Jonas Veiga, Lagoinha, Liberdade, Lourdes, Luxemburgo, Madre Gertrudes, Maria Goretti, Maria Virgínia, Mariano de Abreu, Minas Brasil, Minaslândia, Modelo, Monsenhor Messias, Monte Azul, Morro das Pedras, Morro do Papagaio, Nazaré, Nossa Senhora da Saúde, Nossa Senhora de Fátima, Nova Barroca, Nova Cachoeirinha, Nova Cintra, Nova Esperança, Nova Floresta, Nova Gameleira, Nova Granada, Nova Suíssa, Novo Aarão Reis, Novo Alvorada, Novo São Lucas, Ouro Preto, Padre Eustáquio, Palmares, Pampulha/São José, Paraíso, Parque Riachuelo, Patrocínio, Paulo VI, Pedreira Prado Lopes, Pedro II, Pindorama, Pirajá, Pompéia, Pousada Santo Antônio, Prado Lopes, Prado, Primavera, Primeiro de Maio, Primeiro de Novembro, Progresso, Providência, Recreio, Renascença, Ribeiro de Abreu, Rodrigues Cunha, Sagrada Família, Salgado Filho, Santa Cruz, Santa Efigênia, Santa Inês, Santa Lúcia, Santa Rosa, Santa Tereza, Santa Terezinha, Santo Agostinho, Santo André, Santo Antônio, São Bento, São Bernardo, São Cristóvão, São Francisco, São Gabriel, São Gabriel, São Geraldo, São Gonçalo, São João Batista, São José, São Lucas, São Luiz, São Marcos, São Paulo, São Pedro,  São Salvador, Saudade, Savassi, Senhora dos Passos, Serra, Silveira, Sion, Sumaré, Suzana, Tabelião Ferraz, Taquaril, Tupi, União, Universitário, Vera Cruz, Vila Brasília, Vila Canadá, Vila Indaiá, Vila Ipê, Vila Luiz Abreu,  Vila Maria Aparecida, Vila Maria Virgínia, Vila Mauá, Vila Nossa Senhora da Penha, Vila Maura, Vila Oeste, Vila Paris, Vila Santa Maria; Vila Santo Agostinho, Vila Silveira, Vista Alegre e Vista do Sol

Nova Lima
Sede do município, exceto a região de Macacos, Jardim Canadá e Seis Pistas

Raposos
Todo município

Sabará
Todo município, exceto o Distrito de Ravena

Santa Luzia
Todo o município, exceto a região do São Benedito

.

FONTE: G1.


Copasa interrompe abastecimento de água na Região Metropolitana de BH neste domingo

A paralisação dos serviços será causada por obras de melhoria e manutenção preventiva estação elevatória de água tratada em Betim.

A paralisação dos serviços será causada por obras de melhoria e manutenção preventiva estação elevatória de água tratada em Betim.

Bairros de Belo Horizonte, Contagem, Betim e outros seis municípios da Região Metropolitana de Belo Horizonte terão o abastecimento de água interrompido a partir das 6h deste domingo (16). Segundo a Copasa, a paralisação dos serviços será causada por obras de melhoria e manutenção preventiva estação elevatória de água tratada instalada no bairro Novo Amazonas, em Betim.

A conclusão das obras está prevista para às 20h e o abastecimento deve ser retomado gradativamente durante a madrugada de segunda (18).

Confira abaixo a lista com os bairros e municípios afetados:

Belo Horizonte:  Alípio de Melo, Alto Caiçaras, Alto dos Pinheiros, Antônio Teixeira Dias, Araguaia, Átila de Paiva, Bairro das Indústrias, Barreiro de Baixo, Barreiro de Cima, Betânia, Bonfim, Bonsucesso, Brasil Industrial, Braúnas, Buritis, Cabana, Caiçara Adelaide, Caiçara, Califórnia, Camargos, Cardoso,  Castelo, Céu Azul, Cinquentenário, Conjunto Ademar Maldonado, Conjunto Betânia, Conjunto Bonsucesso, Conjunto Califórnia, Conjunto Flávio de Oliveira, Conjunto Getúlio Vargas, Conjunto Habitacional Átila de Paiva, Conjunto Habitacional Confisco, Conjunto Itacolomi, Conjunto João Paulo II, Conjunto Pongelupe, Conjunto Santa Maria, Conjunto Túnel de Ibirité,  Coqueiros, Cristo Redentor, Das Indústrias, Das mansões, Diamante, Distrito Industrial do Jatobá,Dom Bosco, Durval de Barros, Engenho Nogueira, Enseada das Garças, Esplendor, Estoril,Estrela Dalva, Estrela do Oriente, Europa,  Filadélfia, Flávio Marques Lisboa, Gameleira, Garças, Glalija, Glória,Havaí, Inconfidente, Ipiranga, Itaipu, Jardim Alvorada, Jardim América, Jardim dos Comerciários, Jardim Filadélfia, Jardim Leblon, Jardim Montanhês, Jardim São José, Jardinópolis,Jatobá, João Pinheiro,  Lagoa, Lagoinha, Letícia, Lindéia, Madre Gertrudes, Mansões, Mantiqueira, Marajó, Marilândia, Maringá, Milionários, Miramar, Monsenhor Messias, Morro das Pedras, Nossa Senhora da Glória, Nosso Lar, Nova América, Nova Barroca, Nova Cintra, Nova Gameleira, Nova Pampulha, Nova York, Novo das Indústrias, Olaria, Palmeiras, Padre Eustáquio, Parque São José, Patrocínio, Pedro II, Pindorama, Pongelupe, Primavera, Regina,Resplendor,  Rio Branco,  Salgado Filho, Santa Cecília, Santa Cruz, Santa Helena, Santa Lucia, Santa Margarida, Santa Mônica, Santa Terezinha, São Bento, São Joaquim, São José, São Salvador,Serra do José Vieira, Serrano, Sical, Solar, Sumaré, Suzana, Teixeira Dias, Tirol, Trevo,Urucuia,Vila Cemig, Vila Conquista, Vila Leonina, Vila Magnesita, Vila Patrocínio, Vila Pinho, Vila Presidente Vargas, Vila Vânia, Vila Ventosa, Vista Alegre, Washington Pires e  Xangrilá.

Betim: Alvorada, Amazonas, Amarante, Angola, Arquipélago Verde, Bandeirinhas, Betim industrial, Campos Elíseos, Casa Amarela, Chácaras Reunidas Guaracyaba, Centro, Charneca, Citrolândia, Colonial Santa Isabel, Conjunto Habitacional José Gomes de Castro, Conjunto Residencial Dicalino C. da Fonseca, Cruzeiro, Distrito Industrial Bandeirinhas, Dona Izabel, Dom Bosco,  Estâncias do Sereno, Guanabara,  Granja Verde, Guarujá,  Imbiriçu, Jardim Paulista, Jardim Piemonte, Jardim Teresópolis, Jardim das Alterosas seção I, Jardim da Cidade,  Jardim Nazareno, Laranjeiras, Nova Baden, Paquetá, Parque Ipiranga,  Parque das Acácias, Parque das Indústrias,  Parque do Cedro, Paulo Camilo, Paulo Camilo III, Petrovale, Presidente kennedy, Quintas da Bandeirinha, Recreio dos Caiçaras, Riacho de Areia, Santa Cruz, Santo Antônio, São Caetano, São Cristovão, São João,  São Jorge,  São Marcos, São Miguel,  São Salvador, Sítios Guarani, Vila Bandeirante, Vila Cristina, Vila Inconfidência, Vila recreio e Vila Verde.

Contagem: Água Branca, Amazonas, Arpoador, Arvoredo, Bairro dos Funcionários, Balneário da Ressaca, Bandeirantes, Beatriz, Bela Vista, Bernardo Monteiro, Bom Jesus, Canadá, Cândida Ferreira, Cabral, Caiapós, Campina Verde, Ceasa, Centro, Chácaras Campestre, Chácara Boa Vista, Chácara Novo Horizonte, Chácaras Campo do Meio, Chácaras Cotia, Chácaras Planalto,  Cidade Industrial, Cincão, Cinco, Colorado, Condomínio Nosso Rancho, Conjunto Habitacional Água Branca, Conjunto Habitacional Carajás, Conjunto Habitacional Confisco, Conjunto Habitacional Fonte Grande, Conjunto Habitacional Costa e Silva, Conjunto Habitacional Jardim Califórnia, Conjunto Habitacional Monte Castelo, Conjunto Habitacional Riacho III, Conjunto Habitacional Oitis, Darci Vargas, Distrito Industrial Doutor Hélio P. Guimarães, Distrito Industrial Riacho das Pedras, Do Comércio, Durval de Barros , Eldoradinho , Eldorado, Estrela Dalva, Feijão Miúdo, Flamengo, Fonte Grande, Glória, Guanabara, Inconfidentes, Industrial, Industrial Itaú, JK, Jardim Alvorada, Jardim Balneário, Jardim das Oliveiras, Jardim do Lago, Jardim dos Bandeirantes, Jardim Industrial, Jardim Laguna, Jardim Marrocos, Jardim Pérola, Jardim Riacho das Pedras, Kennedy, Lúcio de Abreu, Lua Nova da Pampulha, Milanês, Morada Nova, Nacional, Nossa Senhora do Carmo,  Novo Eldorado, Novo Boa Vista, Novo Progresso, Novo Recanto, Novo Riacho, Oitis, Parque Airton Sena, Parque Centro, Parque Maracanã,  Parque dos Turistas, Parque Recreio, Parque São João, Pedra Azul, Pôr do Sol, Portal do Sol, Recanto da Pampulha, Riacho das Pedras, Santa Cruz Industrial, Santa Maria, São Sebastião, São Gotardo, São Joaquim, Senhora da Conceição, Tijuca, Vale das Amendoeiras, Vale das Perobas, Vera Cruz, Vila Boa Vista, Vila Dom Bosco, Vila Francisco Mariano, Vila Itaú, Vila Paris, Vila Pernambucana, Vila Santa Luzia, Vila Santo Antônio, Vila São Mateus, Vila São Paulo, Vila Tijolinho, Vila Itália e Xangrilá.

Igarapé: Todo município.

Mário Campos: Todo município.

Pedro Leopoldo: Todo município, exceto os bairros Fidalgo e Sumidouro.

Ribeirão das Neves: Todo município, exceto a região de Justinópolis.

São Joaquim de Bicas: Todo município.

Sarzedo: Todo município.

FONTE: Hoje Em Dia.


Copasa vai interromper abastecimento em 80 bairros de BH e mais oito cidades no domingo

água

No domingo será realizada a primeira manutenção na subestação elétrica da elevatória de água na captação do Rio Paraopeba

O fornecimento de água em Belo Horizonte e outras oito cidades da região metropolitana será interrompido por 12 horas no próximo domingo, 21 de fevereiro. Somente em BH 80 bairros serão afetados. Segundo a Copasa, o motivo da interrupção é a primeira manutenção na subestação elétrica da elevatória de água na captação do Rio Paraopeba.
.
De acordo com a companhia, para evitar o desabastecimento nas cidades, durante a parada do Rio Manso a empresa colocou em operação um novo reservatório, em Contagem, com capacidade de armazenar até 32 mil metros cúbicos de água, intensificou a produção dos sistemas Serra Azul e Vargem das Flores e aumentou em mais 400 litros de água por segundo a transferência do Sistema Rio das Velhas para o Sistema Paraopeba.
.
A previsão é de que os trabalhos sejam concluído às 18h de domingo, e que o abastecimento seja retomado, gradativamente, até a madrugada de segunda-feira. Veja a lista dos bairros afetados:
.
Belo Horizonte: Araguaia, Antônio Teixeira Dias, Araguaia, Barreiro de Baixo, Barreiro de Cima, Brasil Industrial, Bonsucesso, Castelo, Cardoso, Camargos, Conjunto Habitacional Átila de Paiva, Conjunto Ademar Maldonado, Conjunto Getúlio Vargas, Conjunto João Paulo II, Conjunto Túnel de Ibirité, Cristo Redentor,  Diamante, Durval de Barros, Flávio Marques Lisboa, Glalija, Ipiranga, Itaipu, Jatobá, Lindéia, Marilândia, Milionários, Miramar, Nosso Lar, Olaria, Paquetá, Pongelupe, Regina, Resplendor, Santa Cecília, Santa Cruz, Santa Helena, Santa Lucia, São Bento, São Joaquim, Sical, Solar, Teixeira Dias, Tirol, Urucuia, Vila Conquista, Vila Cemig, Vila Pinho, Vila Presidente Vargas, Vila Vânia, Vila Ventosa, Bairro das Indústrias, Betânia, Buritis, Cabana, Cinqüentenário, Conjunto Bonsucesso, Conjunto Betânia, Estoril, Estrela Dalva, Estrela do Oriente, Gameleira, Havaí, Jardim América, Jardinópolis, Mansões, Madre Gertrudes, Marajó, Maringá, Morro das Pedras, Nova Barroca, Nova Cintra, Nova Gameleira, Novo das Indústrias, Palmeiras, Parque São José, Salgado Filho, Serra do José Vieira, Vila Leonina, Vila Magnesita, Vila Patrocínio e Vista Alegre. 80 bairros

Betim: Jardim Piemonte, Bandeirinhas, Casa Amarela, Charneca, Citrolândia, Conjunto Residencial Dicalino C. da Fonseca, Paquetá, Parque Ipiranga, São Jorge, São Marcos e São Salvador.

Contagem: Água Branca, Amazonas, Bandeirantes, Bernardo Monteiro, Cidade Industrial, Cinco, Colorado, Conjunto Habitacional Água Branca, Conjunto Habitacional Jardim Califórnia, Conjunto Habitacional Costa e Silva, Distrito Industrial Riacho das Pedras, Durval de Barros, Flamengo, Conjunto Habitacional Monte Castelo, Darci Vargas, Eldoradinho, Eldorado, Glória, Inconfidentes, Industrial, Industrial Itaú, Oitis, JK, Jardim das Oliveiras, Jardim dos Bandeirantes, Jardim Industrial, Jardim Riacho das Pedras, Milanez, Morada Nova, Novo Eldorado, Novo Riacho, Santa Cruz Industrial, Santa Maria, Vila Dom Bosco, Vila Itaú, Vila Paris, Vila Pernambucana, Vila Santo Antônio e Vila São Paulo.

Ibirité: Bela Vista, Boa Vista, Durval de Barros, Palmares, Palmeiras, Piratininga, Regina, Sol Nascente, São Judas Tadeu, Serra Dourada, Vila Ideal e Washington Pires.

Igarapé: Todo município.

Mário Campos: Todo município.

Ribeirão das Neves: Jardim Alvorada, Rosemeire e Soares.

São Joaquim de Bicas: Todo município.

Sarzedo: Todo município.

.

FONTE: Estado de Minas.


Mais de cem bairros ficarão sem água no próximo domingo em BH

água

O abastecimento de água em 109 bairros de Belo Horizonte e em outras 11 cidades da região metropolitana será interrompido entre 4 às 22 horas do próximo domingo (13) para obras de interligação de unidades do Sistema Paraopeba.

.

De acordo com a Copasa serão realizados trabalhos para a conclusão de mais uma etapa da captação de água no Rio Paraopeba, com a interligação da adutora de captação à Estação de Tratamento de Água (ETA) do Rio Manso. A empresa informou que a inauguração da captação de água do Rio Paraopeba está prevista para dezembro de 2015.

.

Ainda segundo nota da Copasa, serão executados serviços de interligação da adutora do Paraopeba à Estação de Tratamento de Água – ETA Rio Manso; montagens dos novos sistemas de pré-cloração e de dosagem de cal hidratada da estação de tratamento; substituição dos sistemas de proteção contra descargas atmosféricas das subestações elétricas da Elevatória de Água Bruta (EAB) da represa do Rio Manso e das Elevatórias de Água Tratada (EAT) situadas ao longo das adutoras do sistema Manso; instalação de medição de pressão na sucção da EAT da ETA Rio Manso; interligação da nova Adutora de Água Tratada(AAT) de 1.500 milímetros de diâmetro construída pela PPP com a adutora existente; e, substituição de todos os registros de descarga situados ao longo da adutora existente.

.

Confira os bairros e cidades que terão o abastecimento afetado:

.

BELO HORIZONTE: Antônio Teixeira Dias, Araguaia, Barreiro de Baixo, Barreiro de Cima, Betânia, Bonsucesso, Brasil Industrial, Braúnas, Buritis, Cabana, Caiçara, Caiçara Adelaide, Califórnia, Camargos, Cardoso, Castelo, Céu Azul, Cinqüentenário, Conjunto Ademar Maldonado, Conjunto Betânia, Conjunto Bonsucesso, Conjunto Califórnia, Conjunto Getúlio Vargas, Conjunto Habitacional Átila de Paiva, Conjunto João Paulo II, Conjunto Túnel de Ibirité, Coqueiros, Cristo Redentor, Das Indústrias, Diamante, Durval de Barros, Engenho Nogueira, Enseada das Garças, Esplendor, Estoril, Estrela Dalva, Estrela do Oriente, Filadélfia, Flávio Marques Lisboa, Gameleira, Garças, Glória, Havaí, Ipiranga, Itaipu, Jardim América, Jardim dos Comerciários, Jardim Leblon, Jardim Montanhês, Jardinópolis, Jatobá, Lindéia, Madre Gertrudes, Mansões, Mantiqueira, Marajó, Marilândia, Maringá, Milionários, Miramar, Monsenhor Messias, Morro das Pedras, Nosso Lar, Nova Barroca, Nova Cintra, Nova Gameleira, Nova Pampulha, Nova York, Novo das Indústrias, Olaria, Padre Eustáquio, Palmeiras, Parque São José, Patrocínio, Pedro II, Pindorama, Pongelupe, Regina, Resplendor, Salgado Filho, Santa Cecília, Santa Cruz, Santa Helena, Santa Lucia, Santa Terezinha, São Bento, São Joaquim, São José, São Salvador, Serra do José Vieira, Serrano, Sical, Solar, Teixeira Dias, Tirol, Trevo, Urucuia, Vila Cemig, Vila Conquista, Vila Leonina, Vila Magnesita, Vila Patrocínio, Vila Pinho, Vila Presidente Vargas, Vila Vânia, Vila Ventosa, Vista Alegre e Xangrilá.

.

BETIM: Alvorada, Amarante, Amazonas, Angola, Arquipélago Verde, Bandeirinhas, Betim Industrial, Campos Elíseos, Capelinha, Casa Amarela, Centro, Chácaras Cinco Ilhas, Chácaras Reunidas Guaracyaba, Citrolândia, Colônia Santa Isabel, Conjunto Habitacional José Gomes de Castro, Conjunto Olímpia Bueno Franco, Conjunto Residencial Dicalino C. da Fonseca, Cruzeiro, Distrito Industrial Bandeirinhas, Distrito Industrial Paulo Camilo, Dom Bosco, Dona Izabel, Espírito Santo, Estâncias do Sereno, Filadélfia, Granja Verde, Granjas das Candeias, Granjas Pouso Alto, Guanabara, Guarujá, Imbiruçú, Jardim Brasília, Jardim da Cidade, Jardim Das Alterosas I Seção, Jardim Iara, Jardim Nazareno, Jardim Perla, Laranjeiras, Niterói, Nova Baden, Paquetá, Parque das Acácias, Parque das Indústrias, Parque Ipiranga, Parque Jardim Teresópolis, Paulo Camilo III, Petrovale, Presidente Kennedy, Quintas da Bandeirinha, Recreio dos Caiçaras, Renascer, Riacho de Areia, Santa Cruz, Santo Antônio, São Caetano, São Cristóvão, São João, São Jorge, São Marcos, São Miguel São Salvador, Sítios Guarani, Vila Bandeirante, Vila Boa Esperança, Vila Filadélfia, Vila Recreio, Vila Cristina, Vila Inconfidência.

.

CONTAGEM: Água Branca, Amazonas, Arpoador, Arvoredo, Balneário da Ressaca, Bandeirantes, Beatriz, Bela Vista, Bernardo Monteiro, Bom Jesus, Cabral, Caiapós, Campina Verde, Cândida Ferreira, Ceasa, Chácara Boa Vista, Chácara Novo Horizonte, Chácaras Campestre, Chácaras Campo do Meio, Chácaras Cotia, Chácaras Planalto, Chácaras Reunidas Santa Terezinha, Cidade Industrial, Cincão, Cinco, Colorado, Condomínio Nosso Rancho, Conjunto Habitacional Água Branca, Conjunto Habitacional Carajás, Conjunto Habitacional Confisco, Conjunto Habitacional Costa e Silva, Conjunto Habitacional Jardim Califórnia, Conjunto Habitacional Monte Castelo, Conjunto Habitacional Riacho III, Conjunto Habitacional Oitis, Darci Vargas, Distrito Industrial Doutor Hélio P. Guimaraes, Distrito Industrial Riacho das Pedras, Do Comércio, Durval de Barros , Eldoradinho, Eldorado, Estancia Silveira, Estrela Dalva, Feijão Miúdo, Flamengo, Funcionários, Gloria, Guanabara, Inconfidentes, Industrial, Industrial Itaú, JK, Jardim Alvorada, Jardim Balneário, Jardim das Oliveiras, Jardim do Lago, Jardim dos Bandeirantes, Jardim Industrial, Jardim Laguna, Jardim Marrocos, Jardim Pérola, Jardim Riacho das Pedras, Kennedy, Lua Nova da Pampulha, Lúcio de Abreu, Milanês, Morada Nova, Nacional, Novo Boa Vista, Novo Eldorado, Novo Progresso, Novo Recanto, Novo Riacho, Oitis, Parque Airton Sena, Parque dos Turistas, Parque Recreio, Parque São João, Pedra Azul, Pôr do Sol, Portal do Sol, Recanto da Pampulha, Riacho das Pedras, Santa Cruz Industrial, Santa Maria, São Gotardo, São Joaquim, São Sebastião, Senhora da Conceição, Tijuca, Vale das Amendoeiras, Vale das Perobas, Vera Cruz, Vila Boa Vista, Vila Dom Bosco, Vila Francisco Mariano, Vila Itaú, Vila Paris, Vila Pernambucana, Vila Santa Luzia, Vila Santo Antônio, Vila São Mateus, Vila São Paulo, Vila Tijolinho, Xangrilá.

.

IBIRITÉ: Bela Vista, Boa Vista, Cascata, Colorado, Condomínio das Palmeiras, Distrito Industrial de Ibirité, Eldorado, Ideal, Jardim das Rosas, Jardim Industrial, José do Prado, Mantiqueira, Montreal, Novo Horizonte, Ouro Negro, Palmares, Parque Durval de Barros, Petrolina, Petrovale, Piratininga, Recanto da Lagoa, Regina, Serra Dourada, São Judas Tadeu, Serra Dourada, Sol Nascente, Vila Ideal e Washington Pires.

.

IGARAPÉ: Todo município.

.

MATOZINHOS: Distrito de Mocambeiro.

.

MÁRIO CAMPOS: Todo município.

.

PEDRO LEOPOLDO: Todo o município, exceto os bairros Fidalgo e Sumidouro.

.

RIBEIRÃO DAS NEVES: Todo o município, exceto região de Justinópolis.

.

SÃO JOAQUIM DE BICAS: Todo município.

.

SARZEDO: Todo município.

.

VESPASIANO: Nova Yorque, Suely e Vida Nova.

.

FONTE: Hoje Em Dia.


Interligação no Paraobepa vai deixar cidades da Grande BH sem abastecimento de água

Expectativa é de que o abastecimento dos bairros afetados seja restabelecido no decorrer da noite de domingo e madrugada de segunda-feira

Alexandre Guzanshe/EM/D.A press

Bairros de Belo Horizonte, Betim, Contagem, Ibirité, Igarapé e São Joaquim de Bicas vão ficar sem o abastecimento de água no próximo domingo por conta de mais uma etapa das obras de captação no Rio Paraopeba. De acordo com a Copasa, será feita uma interligação de subestação elétrica de bombeamento das 5h às 14h. Por conta disto, será necessário interromper serviço do Rio Manso por cerca de nove horas.

A expectativa é de que o abastecimento dos bairros afetados seja restabelecido, gradativamente, no decorrer da noite de domingo e madrugada de segunda-feira. Conforme a companhia, a captação de água do Rio Paraopeba, com capacidade de cinco mil litros por segundo, garantirá a distribuição de água para a população da Região Metropolitana de Belo Horizonte e ao mesmo tempo, irá permitir a recuperação dos volumes de água armazenados nos reservatórios do Sistema Paraopeba.

VEJA OS BAIRROS AFETADOS:

BELO HORIZONTE: Antônio Teixeira Dias, Araguaia, Araguaia, Bairro das Indústrias, Bandeirantes, Barreiro de Baixo, Barreiro de Cima, Betânia, Bonsucesso, Brasil Industrial, Buritis, Cabana, Cabana, Caiçara Adelaide, Caiçara, Califórnia, Camargos, Cardoso, Castelo, Cinqüentenário, Conjunto Ademar Maldonado, Conjunto Betânia, Conjunto Bonsucesso, Conjunto Califórnia, Conjunto Getúlio Vargas, Conjunto Habitacional Átila de Paiva, Conjunto João Paulo II, Conjunto Túnel de Ibirité, Coqueiros, Cristo Redentor, Diamante, Durval de Barros, Engenho Nogueira, Estoril,
Estrela Dalva, Estrela do Oriente, Filadélfia, Flávio Marques Lisboa, Gameleira, Glória, Havaí, Ipiranga, Itaipu, Jardim América, Jardim Montanhês, Jardinópolis, Jatobá, Lindéia, Madre Gertrudes, Mansões, Marajó, Marilândia, Maringá, Milionários, Miramar, Monsenhor Messias, Morro das Pedras, Nosso Lar, Nova Barroca, Nova Cintra, Nova Gameleira, Novo das Indústrias, Olaria, Ouro Preto, Padre Eustáquio, Palmeiras, Paquetá,Parque São José, Patrocínio, Pedro II, Pindorama, Pongelupe, Regina, Resplendor, Salgado Filho, Santa Cecília, Santa Cruz, Santa Helena, Santa Lucia, Santa Terezinha, São Bento, São Joaquim, São José, São Salvador, Serra do José Vieira, Serrano, Sical, Solar, Teixeira Dias, Tirol, Urucuia, Vila Cemig, Vila Conquista, Vila Leonina, Vila Magnesita, Vila Patrocínio, Vila Pinho, Vila Presidente Vargas, Vila Vânia, Vila Ventosa e Vista Alegre.

BETIM: Bandeirinhas, Campos Elisios, Casa Amarela, Charneca, Citrolândia, Conjunto Habitacional José Gomes de Castro, Conjunto Residencial Dicalino C. da Fonseca, Cruzeiro, Dona Isabel, Estâncias do Sereno, Granjas Candeias, Guanabara, Jardim das Alterosas, Jardim Paulista,Jardim Piemonte, Paquetá, Parque Ipiranga, Paulo Camilo, Petrovale, Presidente Kenedy, Santa Cruz, São Jorge, São Marcos, São Salvador e Sítio Guarani.

CONTAGEM: Água Branca, Amazonas, Bandeirantes, Bernardo Monteiro, Cidade Industrial, Cinco, Colorado, Conjunto Habitacional Água Branca, Conjunto Habitacional Costa e Silva, Conjunto Habitacional Monte Castelo, Darci Vargas, Distrito Industrial Riacho das Pedras, Durval de Barros, Eldoradinho, Eldorado, Flamengo, Glória, Industrial Itaú, Industrial, Jardim das Oliveiras, Jardim dos Bandeirantes, Jardim Industrial, Jardim Riacho das Pedras, JK, Milanez, Morada Nova, Oitis, Santa Cruz Industrial, Santa Maria, Vila Dom Bosco, Vila Paris, Vila Pernambucana, Vila Santo Antônio e Vila São Paulo.

IBIRITÉ: Bela Vista, Boa Vista, Durval de Barros, Montreal, Ouro Negro, Palmares, Palmeiras, Piratininga, Recanto da Lagoa, Regina, São Judas Tadeu, Serra Dourada, Sol Nascente, Vila Ideal e Washington Pires.

IGARAPÉ:
Todo município.

SÃO JOAQUIM DE BICAS: Todo município.

.

Presidente da Copasa falta a reunião e deputado fala em rodízio velado
Deputados da Assembleia Legislativa de Minas Gerais consideraram que a ausência da presidente foi uma desrespeito com a Casa; nova audiência será marcada

Bairros de BH e de onze cidades da região ficarão sem água no domingo

A ausência da presidente da Copasa, Sinara Meireles, em uma audiência pública para discutir o abastecimento de água em Minas Gerais, causou polêmica entre os deputados da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).

A reunião foi marcada para esta quinta-feira (26), às 14h30, após vários pedidos de adiamento. Na avaliação do deputado Iran Barbosa (PMDB), presidente da Comissão Extraordinária das Águas da ALMG e um dos responsáveis por convocar a audiência, a ausência da presidente “aumenta a suspeita de que esteja acontecendo um rodízio velado na região metropolitana de Belo Horizonte”.

Os deputados presentes na reunião classificaram o não comparecimento de Sinara Meireles como um desrespeito para a Casa. Eles optaram por marcar uma nova reunião, para a qual a presidente será novamente convidada.
Deputados acusam Copasa de fazer racionamento veladoComissão questiona rodízio “velado” de fornecimento de água Estiagem está pior neste anoRodízio de água penaliza 16 municípios mineiros Racionamento de água se espalha pelas cidades Rio Paraopeba vira a salvação de Pará de Minas, BH e região

Se não comparecer ao próximo encontro, a presidente será convocada pela Mesa Diretora da Assembleia. O diretor de operação metropolitana da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), Rômulo Thomaz Perilli, compareceu à ALMG, no entanto, a audiência não aconteceu.

.

FONTE: Estado de Minas.


Belo Horizonte e seis cidades mineiras ficarão sem água neste domingo
Segundo Copasa, o abastecimento ficará interrompido para execução dos serviços de interligação elétrica, dentro das obras de ampliação do Sistema Rio Manso
Água 2
Vivendo dias de muito calor, os belo-horizontinos e os moradores de outras seis cidades de minas vão sofrer com a falta de água neste domingo(4). De acordo com a Companhia de Abastecimento de Minas Gerais (Copasa), o abastecimento ficará interrompido para execução dos serviços de interligação elétrica, dentro das obras de ampliação do Sistema Rio Manso.

.

Na capital serão 57 bairros sem água, além das cidades de Betim, Contagem, Ibirité, Igarapé, Mário Campos, São Joaquim de Bicas e Sarzedo. O abastecimento deve ficar totalmente interrompido de 7h às 12h e a água deve voltar gradativamente no decorrer da tarde e início da noite.

.

Veja os bairros que ficarão sem água:
.

Belo Horizonte: Araguaia, Atila de Paiva, Barreiro de Baixo, Barreiro de Cima, Betânia, Bonsucesso, Brasil Industrial, Buritis, Cardoso, Cinquentenário, Conjunto Ademar Maldonado, Conjunto Bonsucesso, Conjunto Ernesto do Nascimento, Conjunto Flavio de Oliveira, Conjunto Joao Paulo II, Conjunto Pongelupe, Das Industrias, Das Mansões, Diamante, Distrito Industrial do Jatobá, Durval de Barros, Estoril, Estrela Dalva, Flavio Marques Lisboa, Havaí, Itaipu, Jardim América, Jatobá IV, Jatobá, Lindéia, Mangueiras, Marajó, Marilândia, Milionários, Novo das Industrias, Olaria, Palmeiras, Parque São José, Petrópolis, Regina, Salgado Filho, Santa Cecilia, Santa Helena, Santa Lúcia, Santa Margarida, São Bento, Serra do Jose Vieira. Solar do Barreiro, Teixeira Dias, Tirol, Urucuia, Vale do Jatobá, Vila Castanheira, Vila Cemig, Vila Pinho, Vila Santa Rita e Washington Pires;

.

Betim: Arquipélago Verde, Casa Amarela, Charneca, Citrolândia, Colônia Santa Isabel, Conjunto Residencial Dicalino C. da Fonseca, Paquetá, Parque Ipiranga, São Jorge, São Marcos, São Salvador e Jardim Piemonte;

.

Contagem: Distrito Industrial Riacho das Pedras, Durval de Barros, Jardim Riacho das Pedras, Santa Maria, Industrial e Jardim Industrial;

.

Ibirité: Aparecida, Bela Vista, Durval de Barros, Eldorado, Guanabara, Vila Ideal, Itaipu, Lajinha, Marilândia, Palmares, Palmares 4 Seção, Palmeiras, Piratininga, Regina, São Judas Tadeu, Sol Nascente e Washington Pires;

.

Igarapé: Todo o município;

.

Mário Campos: Todo o município;

.

São Joaquim de Bicas: Todo o município;

.

Sarzedo: Todo o município.

.

FONTE: O Tempo.


Obras interrompem fornecimento de água em BH e mais nove cidades no domingo

Copasa vai realizar obras para ampliação do Sistema Rio Manso. Esta é a segunda grande interrupção realizada na Grande BH neste mês

água

No próximo domingo, 20 de setembro, Belo Horizonte e outras nove cidades da região metropolitana terão o abastecimento de água interrompido para obras da Copasa. A previsão é de que o serviço seja normalizado na madrugada de segunda-feira.

.
O motivo, segundo a companhia, é a parada dos sistemas produtores de água da Bacia Paraopeba para a execução de obras de ampliação do Sistema Rio Manso. O procedimento será realizado das 4h às 20h de domingo.
.
Esta é a segunda grande interrupção realizada na Grande BH neste mês. A última aconteceu em 2 de setembro, atingindo 117 bairros da capital e 11 municípios da região. Na ocasião, a Copasa informou que a paralisação serviria para executar substituições de registros e derivações das adutoras e elevatórias de água tratada e água bruta.
.
Veja a lista dos bairros que terão o abastecimento interrompido no domingo:
.
Belo Horizonte: Araguaia,  Bairro das Indústrias,  Barreiro de Baixo,  Barreiro de Cima,  Betânia,  Bonsucesso,  Brasil Industrial,  Braúnas,  Buritis, Cabana, Caiçara, Caiçara Adelaide, Califórnia,  Camargos,  Cardoso,  Castelo,  Céu Azul,  Cinqüentenário,  Conjunto Ademar Maldonado,  Conjunto Betânia,  Conjunto Bonsucesso,  Conjunto Califórnia,  Conjunto Getúlio Vargas,  Conjunto Habitacional Átila de Paiva,  Conjunto João Paulo II,  Conjunto Túnel de Ibirité,  Coqueiros,  Cristo Redentor,  Diamante,  Durval de Barros,  Engenho Nogueira,  Enseada das Garças,  Esplendor,  Estoril,  Estrela Dalva,  Estrela do Oriente,  Filadélfia,  Flávio Marques Lisboa,  Gameleira,  Garças,  Glória,  Havaí,  Ipiranga,  Itaipu,  Jardim América,  Jardim dos Comerciários,  Jardim Leblon,  Jardim Montanhês,  Jardinópolis,  Jatobá,  Lindéia,  Madre Gertrudes,  Mansões,  Mantiqueira,  Marajó,  Marilândia,  Maringá,  Milionários,  Miramar, Monsenhor Messias,  Morro das Pedras,  Nosso Lar,  Nova Barroca,  Nova Cintra,  Nova Gameleira,  Nova Pampulha,  Nova York,  Novo das Indústrias,  Olaria,  Padre Eustáquio,  Palmeiras, Parque São José, Patrocínio,  Pedro II,  Pindorama,  Pongelupe, Regina,  Resplendor, Salgado Filho,  Santa Cecília,  Santa Cruz, Santa Helena,  Santa Lúcia,  Santa Terezinha,  São Bento,  São Joaquim,  São José, São Salvador,  Serra do José Vieira,  Serrano,  Sical,  Solar, Teixeira Dias,  Tirol,  Trevo,  Urucuia,  Vila Cemig,  Vila Conquista,  Vila Leonina,  Vila Magnesita, Vila Patrocínio,  Vila Pinho, Vila Presidente Vargas,  Vila Vânia,  Vila Ventosa,  Vista Alegre e  Xangrilá.
.
Betim: Alvorada, Amarante, Amazonas, Angola,  Betim Industrial, Campos Elíseos,Capelinha, Centro, Conjunto Habitacional José Gomes de Castro, Conjunto Olímpia Bueno Franco, Cruzeiro, Distrito Industrial Paulo Camilo, Dom Bosco, Dona Izabel, Espirito Santo, Estâncias do Sereno, Filadélfia, Granja Verde, Granjas das Candeias, Granjas Pouso Alto, Guanabara, Guarujá, Imbiruçú, Jardim Brasília, Jardim da Cidade, Jardim Das Alterosas I Seção,  Jardim Nazareno, Jardim Perla, Laranjeiras, Niterói, Nova Baden,  Parque das Acácias, Parque das Indústrias, Parque Jardim Teresópolis, Paulo Camilo, Paulo Camilo III, Petrovale, Presidente Kennedy, Recreio dos Caiçaras, Renascer, Riacho de Areia, Santa Cruz, Santo Antônio, São Caetano, São Cristóvão, São João, São Miguel,  Sítios Guarani, Vila Bandeirante, Vila Boa Esperança, Vila Cristina, Vila Filadélfia, Vila Inconfidência e Vila Recreio.
.
Contagem:
Água Branca, Amazonas, Arpoador, Arvoredo, Bairro dos Funcionários, Balneário da Ressaca, Bandeirantes, Beatriz, Bela Vista, Bernardo Monteiro, Bom Jesus, Cabral, Caiapós, Campina Verde, Cândida Ferreira, Ceasa, Chácara Boa Vista, Chácara Novo Horizonte, Chácaras Campestre, Chácaras Campo do Meio, Chácaras Cotia, Chácaras Planalto, Chácaras Reunidas Santa Terezinha, Cidade Industrial, Cincão, Cinco, Colorado, Condomínio Nosso Rancho, Conjunto Habitacional Água Branca, Conjunto Habitacional Carajás, Conjunto Habitacional Confisco, Conjunto Habitacional Costa e Silva, Conjunto Habitacional Jardim Califórnia, Conjunto Habitacional Monte Castelo, Conjunto Habitacional Riacho III, Darci Vargas, Distrito Industrial Doutor Hélio P. Guimaraes, Distrito Industrial Riacho das Pedras, Do Comércio, Durval de Barros, Eldoradinho, Eldorado, Estancia Silveira, Estrela Dalva, Feijão Miúdo, Flamengo, Gloria, Guanabara, Inconfidentes, Industrial Itaú, Industrial, Jardim Alvorada, Jardim Balneário, Jardim das Oliveiras, Jardim do Lago, Jardim dos Bandeirantes, Jardim Industrial, Jardim Laguna, Jardim Marrocos, Jardim Pérola, Jardim Riacho das Pedras, JK, Kennedy, Lua Nova da Pampulha, Lúcio de Abreu, Milanês, Morada Nova, Nacional, Novo Boa Vista, Novo Eldorado, Novo Progresso, Novo Recanto, Novo Riacho, Oitis, Parque Airton Sena, Parque dos Turistas, Parque Recreio, Parque São João, Pedra Azul, Pôr do Sol, Portal do Sol, Recanto da Pampulha, Riacho das Pedras, Santa Cruz Industrial, Santa Maria, São Gotardo, São Joaquim, São Sebastiao, Senhora da Conceição, Tijuca, Vale das Amendoeiras, Vale das Perobas, Vera Cruz, Vila Boa Vista, Vila Dom Bosco, Vila Francisco Mariano, Vila Itaú, Vila Paris, Vila Pernambucana, Vila Santa Luzia, Vila Santo Antônio, Vila São Mateus, Vila São Paulo, Vila Tijolinho e Xangrilá.
.
Ibirité: 
Bela Vista, Boa Vista, Cascata, Colorado, Distrito Industrial de Ibirité, Jardim das Rosas, José do Prado, Montreal, Ouro Negro, Palmares, Parque Durval de Barros, Petralina, Petrolina, Piratininga, Recanto da Lagoa, Serra Dourada, Sol Nascente, Vila Ideal e Washington Pires.
.
Igarapé:
Todo o município.
 .
Matozinhos:
Distrito de Mocambeiro.
.
Pedro Leopoldo: Todo o município, exceto os Bairros Fidalgo e Sumidouro.
.
Ribeirão das Neves: Alicante,  Areias de Baixo, Barcelona, Bela Vista, Bom Sossego, Campos Silveira, Centro de Areias, Centro, Céu Anil,  Chácaras Bom Retiro, Chácaras do Baú, Condomínio Vale do Ouro, Conjunto Habitacional Henrique Sapori, Distrito Industrial João de Almeida, Dona Clarice, Dos Pereiras, Eliane, Fazenda Castro, Fazenda Severina, Fazendas Lages, Florença, Fortaleza, Franciscadriângela, Granjas Primavera, Havaí, Iolanda, Jardim Alvorada, Jardim Colonial, Jardim Florença, Jardim Verona, José Maria da Costa, Kátia, Landi I, Landi II, Liberdade, Luana, Luar da Pampulha, Mangueiras, Maria Helena II, Monte Verde, Napoli, Neviana, Nossa Senhora das Neves, Nova União, Pedra Branca, Pedreira, Porto Seguro, Quintas do Lago, Quintas Vera Cruz, Rosana, Rosaneves, Rosimeire, San Genaro, San Marino, San Remo, Santa Isabel, Santa Margarida, Santa Marta, Santa Martinha, Santa Matilde, Santa Paula, Santana I, Santana II, Santinho, Santo Antônio, São Francisco de Assis, São Geraldo, São Judas Tadeu, São Luiz, São Pedro, Savassi, Sevilha, Soares, Status, Tancredo Neves, Tânia, Tocantins, Vale da Prata, Vale das Acácias, Vale Verde, Várzea Alegre, Veneza, Vereda. Verônica, Vila Aparecida, Vila Bispo de Maura, Vila Cacique, Vila Eduarda, Vila Esplanada, Vila Henrique Sapori, Vila Hortinha, Vila Mariana e Vila Real.
.
São Joaquim de Bicas: Todo o município.
.
Vespasiano: Vida Nova, Nova Yorque, Suely.

.

FONTE: Estado de Minas.


Abastecimento de água será cortado por 19 horas em BH e outros 14 municípios no domingo

No último domingo, 16/08/2015, 300 bairros de BH e cidades da RMBH ficaram sem água

O corte acontece por causa de uma parada dos sistemas produtores da Bacia do Paraopeba para serem feitos serviços de manutenção pela Copasa

 falta de água

Moradores de Belo Horizonte e de 14 municípios da região metropolitana vão ficar sem o abastecimento de água no próximo domingo. O corte acontece por causa de uma parada dos sistemas produtores da Bacia do Paraopeba. Durante a interrupção, serão realizadas serviços de manutenção no local. De acordo com a Copasa, a paralisação está prevista para acontecer durante 19 horas.
.

O corte do abastecimento vai ser feito às 5h de domingo. A previsão é que a normalização aconteça na madrugada de segunda-feira. Durante a paralisação, técnicos da Copasa vão fazer interligações de pontos de conexões das novas adutoras do sistema Rio Manso, em Brumadinho. Em Sarzedo, doze registros de descarga na linha da elevatória de água tratada serão substituídos. Além disso, será feita a manutenção elétrica das subestações das elevatórias de água bruta e água tratada.
.
A paralisação vai atingir 107 bairros de Belo Horizonte. Eles estão localizados nas Regiões Nordeste, Barreiro, Noroeste, Centro-Sul, Oeste, Pampulha. Também vai atingir todos os bairros de Betim, Igarapé, Juatuba, São Joaquim de Bicas, Sarzedo, Mário Campos, e Mateus Leme. Em Esmeraldas, nove bairros serão atingidos, em Ibirité, 16, em Matozinhos, somente o distrito de Mocambeiro, Pedro Leopoldo somente os bairros Fidalgo e Sumidouro não serão prejudicados, assim como Justinópolis, em Ribeirão das Neves.
.
Veja abaixo a lista de bairros que serão atingidos:
.
BELO HORIZONTE:
Araguaia, Bairro das Indústrias, Barreiro de Baixo, Barreiro de Cima, Betânia, Bonsucesso, Brasil Industrial, Braúnas, Buritis, Cabana, Caiçara, Caiçara Adelaide, Califórnia, Camargos, Cardoso, Castelo, Céu Azul, Cinqüentenário, Conjunto Ademar Maldonado, Conjunto Betânia, Conjunto Bonsucesso, Conjunto Califórnia, Conjunto Getúlio Vargas, Conjunto Habitacional Átila de Paiva, Conjunto João Paulo II, Conjunto Túnel de Ibirité, Coqueiros, Cristo Redentor, Diamante, Durval de Barros, Engenho Nogueira, Enseada das Garças, Esplendor, Estoril, Estrela Dalva, Estrela do Oriente, Filadélfia, Flávio Marques Lisboa, Gameleira, Garças, Glória, Havaí, Ipiranga, Itaipu, Jardim América, Jardim dos Comerciários, Jardim Leblon, Jardim Montanhês, Jardinópolis, Jatobá, Lindéia, Madre Gertrudes, Mansões, Mantiqueira, Marajó, Marilândia, Maringá, Milionários, Miramar, Monsenhor Messias, Morro das Pedras, Nosso Lar, Nova Barroca, Nova Cintra, Nova Gameleira, Nova Pampulha, Nova York, Novo das Indústrias, Olaria, Padre Eustáquio, Palmeiras, Parque São José, Patrocínio, Pedro II, Pindorama, Pongelupe, Regina, Resplendor, Salgado Filho, Santa Cecília, Santa Cruz, Santa Helena, Santa Lucia, Santa Terezinha, São Bento, São Joaquim, São José, São Salvador, Serra do José Vieira, Serrano, Sical, Solar, Teixeira Dias, Tirol, Trevo, Urucuia, Vila Cemig, Vila Conquista, Vila Leonina, Vila Magnesita, Vila Patrocínio, Vila Pinho, Vila Presidente Vargas, Vila Vânia, Vila Ventosa, Vista Alegre e Xangrilá.
.
Betim: Todo o município
.
Contagem: Todo o município
.
Esmeraldas: Monte Sinai, Novo Retiro, Recanto Verde, Recreio do Retiro, Recreio do Riachinho, Retiro, São Pedro, Santa Cecília, São Francisco.
.
Ibirité: Bela Vista, Cascata, Colorado, Serra Dourada, Vila Ideal, José do Prado, Washington Pires, Palmares, Sol Nascente, Petrolina, Piratininga, Parque Durval de Barros, Jardim das Rosas, Ouro Negro, Montreal, Mantiqueira.
.
Igarapé: Todo município
.
Juatuba: Todo município
.
Matozinhos: Distrito de Mocambeiro
.
São Joaquim de Bicas: Todo município
.
Sarzedo: Todo o município
.
Mário Campos: Todo o município
.
Mateus Leme: Todo o município
.
Pedro Leopoldo: Todo o município, exceto os Bairros Fidalgo e Sumidouro
.
Ribeirão das Neves: Todo o município, exceto região de Justinópolis
.
Vespasiano: Nova Yorque, Suely e Vida Nova

.

FONTE: Estado de Minas.


Ciclomotores de 53 cidades mineiras serão fiscalizados a partir de agosto

Ciclomotores de 53 cidades mineiras serão fiscalizados a partir de agosto

.

A partir da primeira quinzena de agosto, 53 municípios mineiros terão ciclomotores licenciados pelo Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran). A categoria inclui veículos de até 50 cilindradas, como bicicletas elétricas e Shinerays. Segundo o órgão, sem uma atuação adequada das prefeituras, os ciclomotores são vendidos como “brinquedos”.

.

A medida será possibilitada por meio de convênio firmado entre o Detran e os municípios. Nesta sexta-feira, o documento será analisado no Fórum Mineiro de Gerenciados de Transporte e Trânsito. Em seguida, uma portaria será publicada com a medida.

.

Assim que entrar em vigor, os condutores devem ter seis meses para adequação, prazo estimado pelo órgão. Somente no início de fevereiro de 2016 é que os condutores poderão ser multados e os veículos apreendidos, em caso de irregularidades.

.

Atualmente, o Código de Trânsito Brasileiro determina que as prefeituras façam o registro e licenciamento dos ciclomotores. Como muitas não conseguem assumir essa responsabilidade, os veículos acabam rodando sem placas de identificação, e os condutores, quando flagrados em irregularidades, não podem ser notificados e ninguém é punido.

.

Quando começar a valer, ciclomotores que circulam nas cidades de abrangência do convênio, entre elas Belo Horizonte, Betim, Contagem, terão que ter toda documentação, assim como é exigido para as motocicletas. Também será necessário pagamento de taxas, como IPVA, licenciamento e seguro obrigatório. Os condutores também deverão apresentar Autorização para Conduzir Ciclomotores (ACC) ou carteira de habilitação na categoria A.

.

“Nós temos ciclomotores no Estado de Minas Gerais que não estão registrados e nem licenciados e isso implica na segurança viária e na segurança pública. A gente passa a não ter o controle desses veículos que estão sendo utilizados tanto para rolezinhos quanto para organizações criminosas”, destaca a diretora do Detran, delegada Andréa Claudia Vancchiano.

.

Confira as cidades em que a determinação entrará em vigor: Alfenas, Araguari, Araxá, Belo Horizonte, Betim, Bom Despacho, Confins, Congonhas, Conselheiro Lafaiete, Contagem, Coronel Fabriciano, Diamantina, Divinópolis, Frutal, Governador Valadares, Ipatinga, Itabira, Itabirito, Itajubá, Ituiutaba, João Monlevade, Juiz de Fora, Lagoa Santa, Lavras, Mariana, Martinho Campos, Matozinhos, Montes Claros, Nova Lima, Novo Cruzeiro, Ouro Preto, Passos, Patos de Minas, Patrocínio, Pedro Leopoldo, Poços de Caldas, Ponte Nova, Pouso Alegre, Ribeirão das Neves, Sabará, Santa Luzia, São José da Lapa, São Lourenço, Sete Lagoas, Teófilo Otoni, Timóteo, Três Corações, Três Pontas, Uberaba, Uberlândia, Varginha, Vespasiano, Viçosa.

.

FONTE: Hoje Em Dia.


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 29/05/2015, 06:15.

CONFIRMADO PELA REPORTAGEM AGORA, AO VIVO – o metrô não está funcionando, as estações estão fechadas. Preparem-se para a bagunça, com trabalhadores perdendo horário e dia de serviço.

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 28/05/2015, 18:15.

TRT determina escala mínima durante paralisação do metrô de BH, nesta sexta-feira

Decisão ainda obriga trabalhadores a cumprir o total da capacidade operacional durante os horários de pico. A multa em caso de descumprimento da liminar é de R$ 100 mil

 

Emerson Campos/Portal Uai/D A Press

O metrô de Belo Horizonte deverá funcionar normalmente nos horários de pico e com pelo menos 50% das operações nos demais horários, durante a greve desta sexta-feira. A determinação de escala mínima do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 3ª Região veio de uma decisão, em caráter liminar, acerca da ação cautelar ajuizada pela Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) contra o Sindicato dos Empregados em Empresas de Transportes Metroviários e Conexos de Minas Gerais (Sindimetro).

O Sindimetro confirmou adesão a paralisação nacional convocada pelas centrais sindicais. O movimento é contra o Projeto de Lei da Terceirização (PL 4330/PLC 30) e o plano de ajustes fiscais que visa alterar a metodologia de benefícios como o seguro desemprego e a pensão por morte.Na decisão, o desembargador José Murilo de Morais, afirmou que, apesar de assegurada pela constituição, a greve também tem seus limites estabelecidos pelo texto. “Embora se trate de paralisação de 24 horas, não resta dúvida quanto às prováveis perturbações que acarretará nos serviços metroviários”, diz.

De acordo com o Sindimetro, o sindicato ainda não recebeu nenhuma notificação e não poderá se posicionar a respeito da decisão do tribunal.

Além da capacidade operacional estabelecida para os diferentes horários, o desembargador lembrou que o Sindicato não cumpriu decisões em outros casos e também estabeleceu multa diária de R$ 100 mil reais em caso de descumprimento da liminar. Quanto ao valor, Morais afirma “que se mostra adequado diante do caráter essencial da atividade a ser atingida pela paralisação e dos reiterados descumprimentos de ordens judiciais anteriores pelo Sindicato”.

 

Sindicato anuncia paralisação do metrô de Belo Horizonte para a próxima sexta-feira, 29/05/2015

Metroviários vão se juntar a paralisação nacional convocada pelas centrais sindicais que criticam a PEC da terceirização e ajustes fiscais

 
Sidney Lopes/EM/D.A Press

.

O funcionamento do metrô de Belo Horizonte será paralisado na próxima sexta-feira. A informação foi confirmada nesta tarde pelo Sindicato dos Metroviários de Minas Gerais (Sindmetro/MG) que confirmou adesão a paralisação nacional convocada pelas centrais sindicais. O movimento é contra o Projeto de Lei da Terceirização (PL 4330/PLC 30) e o plano de ajustes fiscais que visa alterar a metodologia de benefícios como o seguro desemprego e a pensão por morte. O metrô deverá voltar ao seu funcionamento normal no sábado.
.
Em nota, a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), disse que já ajuizou ação cautelar perante o Tribunal Regional do Trabalho requerendo que seja determinada a suspensão da paralisação programada ou o cumprimento do disposto legal que estabelece a manutenção de escala mínima para as atividades consideradas essenciais, como é o caso do sistema metroviário.
.
Ainda conforme a CBTU, se confirmada a paralisação geral, o movimento prejudicará cerca de 220 mil usuários que utilizam o sistema de metrô diariamente, comprometendo o deslocamento das pessoas e gerando prejuízos à população.

.

GREVE GERAL

Além do metrô, escolas, Correios e outros órgãos devem parar na sexta

Escolas estaduais e municipais de BH, Contagem e Betim, e órgãos até mesmo do governo federal deverão aderir ao movimento; Informação foi divulgada nesta quarta-feira (27) pelos sindicatos das categorias

greve geral

Veja a convocação para a greve geral

.Contra o Projeto de Lei 4.330 — que pretende alterar as regras para a terceirização — e as Medidas Provisórias 664 e 665, aprovadas no início do mês no Congresso Federal e que alteram alguns benefícios trabalhistas, diversos servidores públicos de Belo Horizonte no âmbito municipal, estadual e federal deverão aderir ao movimento da Greve Geral, que acontece nesta sexta-feira (29) em todo o país. Entre os serviços que deverão paralisar estão o metrô, escolas estaduais e municipais, os Correios, entre outros.

.

De acordo com o Sindicato dos Empregados em Empresas de Processamento de Dados, Serviços de Informática e Similares do Estado de Minas Gerais (Sindados-MG), funcionários serviços de informática da Prefeitura de Belo Horizonte, do Estado e de órgãos federais paralisarão.

.

Entre as entidades que participarão do ato estão a Empresa de Informática e Informação do Município de Belo Horizonte (Prodabel), Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais (Prodenge), Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social (Dataprev), do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) e da empresa Datamec. Ainda segundo o Sindados, funcionários de call center’s também deverá participar do protesto.

.

Ainda conforme o sindicato, a previsão é de que os funcionários da saúde da PBH, que já estão em greve desde o início da semana, e da área de turismo também deverão aderir à greve geral. Professores estaduais e municipais da capital mineira e das cidades de Contagem e Betim, ambas na região metropolitana, também estão sendo convocados pelo Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação (Sind-UTE). Porém, ainda não há informações se, no dia, realmente não haverá aulas.

.

Os servidores dos Correios também estão sendo convocados para a grande manifestação pelo Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Correios, Telégrafos e Similares do Estado de Minas Gerais (Sintect-MG). Procurada pela reportagem, a assessoria da empresa federal confirmou que sabe da grande mobilização, mas ainda não tiveram a informação se os trabalhadores irão aderir. Apesar disso, por se tratar de um movimento de um único dia, a expectativa é de que os serviços à população não sejam prejudicados.

.

Além disso, o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) também estará presente em Belo Horizonte e integrará a manifestação. A previsão é de que o trânsito seja fechado nas avenidas Amazonas e Cristiano Machado no dia. A concentração do ato público terá início às 10h na praça Sete, no Centro da capital.

.

UMEIs

.

Além de engrossarem os protestos contra a terceirização e as medidas que alteram direitos trabalhistas da próxima sexta-feira, as professoras e professores das Unidades Unidades Municipais de Educação Infantil (UMEIs) também estarão em greve na tarde desta quinta-feira (28).

.

A categoria participará de uma audiência pública às 13h30 na Câmara Municipal (CMBH) sobre a “Precarização do trabalho nas UMEIs com a criação do cargo de Auxiliar de Educação Infantil”. Após a audiência, os trabalhadores farão um ato na avenida dos Andradas.

.

FONTE: Estado de Minas e O Tempo.


Mais de 20 bairros da Grande BH terão abastecimento de água cortado nesta quinta

água

Moradores de 23 bairros de Belo Horizonte e Região Metropolitana terão o fornecimento de água interrompido na manhã desta quinta-feira (12). Segundo a Copasa, o abastecimento voltará na tarde do mesmo dia.Confira os locais afetados:

Belo Horizonte

Belvedere, Das Mansões e Santa Lúcia. Motivo: manutenção de adutora na Rua Laplace com a Rua Sobral, no Bairro Santa Lúcia.

Lindeia e Regina. Motivo: Manutenção de energia elétrica pela Cemig.

Betim

Citrolância, Colônia Santa Izabel e Parque Ipiranga. Motivo: manutenção de registro na estrada de acesso a Mário Campos com a Rua Miguel Pereira, no Bairro Citrolândia.

Jardim Piemonte. Motivo: Manutenção de energia elétrica pela Cemig.

Contagem

Distrito Industrial do Riacho das Pedras, Parque Riacho das Pedras e Piemonte. Motivo: manutenção de energia elétrica pela Cemig.

Ibirité

Bela Vista, Cascata, Colorado, José do Prado, Palmares, Parque Durval de Barros, Piratininga, Serra Dourada, Sol Nascente, Vila Ideal e Washington Pires. Motivo: manutenção de energia elétrica pela Cemig.

FONTE: Itatiaia.


Manutenção deixa mais de 80 bairros da Grande BH sem água

água

Fornecimento precisou ser interrompido para manutenção emergencial e deve ser normalizado ao longo da tarde e da noite desta quarta-feira. Confira a lista dos bairros afetados

 Mais de 80 bairros das cidades de Betim, Contagem, Esmeraldas e Ribeirão das Neves tiveram o abastecimento de água interrompido na terça-feira para uma manutenção emergencial da Copasa.
.
Segundo a companhia, técnicos trabalham no sistema Vargem das Flores, em Contagem, para a troca de um dos equipamentos de bombeamento da água desde a represa até a estação de tratamento. A previsão é de que o fornecimento seja normalizado, de forma gradativa, durante a tarde e a noite desta quarta-feira. 
.
Veja a lista dos bairros afetados: 
.
Betim: Alterosas, Alto das Atenas, Capelinha, Chácaras São José, Conjunto Jalita Conceição Pedrosa, Cruzeiro de Sul, Duque de Caxias, Espírito Santo, Icaivera, Independência, Industrial São Luiz, Industrial São Pedro, Itacolomi, Jardim das Alterosas 2ª Seção, Niterói, Nossa Senhora de Fátima, São Caetano, São Luiz, São Miguel, Sitio Amoras, Sítios da Baviera, Sítios Poções, Várzea das Flores, Vila Amapá, Vila Andorinha, Vila Cristina e Vila Universal.
.
Contagem: Camilo Alves, Chácaras Solar do Madeira, Chácaras Campo Alegre, Chácara Contagem, Colonial, Canadá, Beija Flor, Condomínio Vila do Lago, Condomínio Nosso Rancho, Conjunto Habitacional Campo Alto, Darci Ribeiro, Estância do Hibisco, Estâncias Imperiais, Fonte Grande, Granja Ouro Branco, Icaivera, Industrial São Luiz, Lúcio de Abreu, Nascentes Imperiais, Nova Contagem, Novo Retiro, Petrolândia, Quintas do Jacuba, Olhos D’água, Recreio dos Caiçaras, Retiro, Santa Helena, Sítios Rurais Jardim Recreio, Sapucaias, Sapucaias II, Sapucaias III, São Caetano, São Miguel, Solar da Madeira, Tropical, Vila Belém, Vila Cristina, Vila Estaleiro, Vila Panamá, Vila Renascer e Tupã.
.
Esmeraldas: Novo Retiro, Recanto Verde, Recreio do Retiro, Santa Cecília, São Francisco, São Pedro e Serra Verde.
.
Ribeirão das Neves: Cruzeiro, Fazenda Castro, Florença, Metropolitano, São Francisco, San Genaro, Santa Cecília e Veneza.
.

FONTE: Estado de Minas.


Interligação de adutoras vai deixar 85 bairros da Grande BH sem água na quarta-feira

Na Capital, Região Centro-Sul será a única afetada pela manutenção. Previsão é de que abastecimento seja restabelecido gradativamente durante a noite do mesmo dia

 água
A Copasa informou nesta segunda-feira que 85 bairros de Belo Horizonte e Região Metropolitana vão ficar sem água na próxima quarta-feira por causa de obras de adutoras.

Das 8 às 13h, nos Bairros Belvedere, Santa Lúcia, São Bento e Vila Paris, na Região Centr-Sul da Capital, o fornecimento de água ficará interrompido para interligação de adutoras na Praça das Constelações, no cruzamento com a Rua Medusa, no Bairro Santa Lúcia. 

Das 7 às 15h, em bairros de Betim, Contagem, Esmeraldas e Ribeirão das Neves o abastecimento ficará interrompido para interligação de adutora situada na entrada do Reservatório Corte de Pedras, localizado na Estrada Antiga, no Bairro Itacolomi, em Betim.

A previsão é que o fornecimento de água nessas regiões seja normalizado, gradativamente, durante a noite do mesmo dia. 

Confira a lista dos bairros afetados:

Belo Horizonte: Belvedere, Santa Lúcia, São Bento e Vila Paris.

Betim: Alterosas, Alto das Atenas, Capelinha, Chácaras São José, Conjunto Jalita Conceição Pedrosa, Cruzeiro de Sul, Duque de Caxias, Espírito Santo, Icaivera, Independência, Industrial São Luiz, Itacolomi, Jardim das Alterosas 2ª Seção, Niterói, Nossa Senhora de Fátima, São Caetano, São Luiz, São Miguel, Sitio Amoras, Sítios da Baviera, Sítios Poções, Várzea das Flores e Vila Amapá, Vila Cristina, Vila Andorinha e Vila Universal.

Contagem: Condomínio Nosso Rancho, Darci Ribeiro, Icaivera, Nova Contagem, Novo Retiro, Retiro, Vila Estaleiro, Vila Panamá, Vila Renascer, Tupã, Camilo Alves, Chácaras Solar do Madeira, Chácaras Campo Alegre, Chácara Contagem, Colonial, Canadá, Beija Flor, Condomínio Vila do Lago, Conjunto Habitacional Campo Alto, Estância do Hibisco, Estâncias Imperiais, Fonte Grande, Granja Ouro Branco, Industrial São Luiz, Lúcio de Abreu, Nascentes Imperiais, Petrolândia, Quintas do Jacuba, Olhos D’água, Recreio dos Caiçaras, Santa Helena, Sítios Rurais Jardim Recreio, Sapucaias, Sapucaias II, Sapucaias III, São Caetano, São Miguel, Solar da Madeira, Tropical, Vila Belém e Vila Cristina.

Esmeraldas: Novo Retiro, Recanto Verde, Recreio do Retiro, Santa Cecília, São Francisco, São Pedro e Serra Verde.

Ribeirão das Neves: Cruzeiro, Fazenda Castro, Florença, Metropolitano, São Francisco, San Genaro, Santa Cecília e Veneza.

 

FONTE: Estado de Minas.


Copasa garante que moradores da Grande BH terão água até o fim da tarde de domingo

Corte atinge 115 bairros de Belo Horizonte e 11 cidades da região. Se houver casos em que a falta d’água permaneça até amanhã, o consumidor pode acionar a concessionária pelo telefone 115

CopasaAdutoras da estatal: meta é fornecer 400 litros por segundo a mais

A Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) promete que até o fim da tarde, o abastecimento na rede de água será retomado nos 115 bairros de Belo Horizonte e em 11 cidades da região metropolitana que tiveram o fornecimento suspenso ontem. Ao todo, cerca de 1,6 milhões de consumidores foram afetados. O corte ocorreu, segundo a empresa, para permitir a ampliação do sistema de produção de água Rio Manso. As obras foram adiantadas em seis meses, por causa da estiagem que atingiu toda o Sudeste brasileiro. A normalização será feita de forma gradual. Se houver casos em que a falta d’água permaneça até amanhã, o consumidor pode acionar a concessionária pelo telefone 115. 

Além de comunidades das regiões Noroeste, Norte, Oeste, Barreiro e Sul de BH, foram afetados 24 bairros de Betim, 24 de Contagem, 20 de Vespasiano e 16 de Ibirité. Os municípios de Igarapé, Mário Campos, Pedro Leopoldo, Ribeirão das Neves, São Joaquim de Bicas, São José da Lapa e Sarzedo tiveram o fornecimento completamente cortado para a operação. Segundo a Copasa, a suspensão ocorreu apenas devido às obras e, apesar da estiagem, não há risco de desabastecimento ou de racionamento de água. Em caso de imprevistos, a estatal admite usar caminhões-pipa para abastecimento de emergência em serviços de educação e saúde.

Por meio da duplicação de 4,5 quilômetros da adutora do Sistema de Produção Rio Manso, a Copasa ampliará de imediato em cerca 400 litros por segundo a oferta de água tratada em BH e região metropolitana. Essa é a primeira etapa do projeto, que pretende aumentar a produção total do sistema de 4 metros cúbicos por segundo (m3/s) para 5,8m3/s e duplicar 16 quilômetros da adutora.

FONTE: Estado de Minas.


Ampliação de sistema da Copasa vai deixar 1,6 mi de consumidores sem água no sábado

A falta de abastecimento vai atingir moradores de Belo Horizonte e de 11 municípios da região metropolitana. Companhia informou que a Grande BH não corre risco de desabastecimento por causa da estiagem

água

Obras para a ampliação do sistema de produção de água Rio Manso vai deixar Bairros de Belo Horizonte e outros 11 municípios da região metropolitana sem água no próximo sábado. Ao todo, 1,6 milhão de pessoas serão atingidas. A medida, anunciada nesta terça-feira pela Copasa, foi adiantada em seis meses por causa da estiagem que atingiu a Região Sudeste do Brasil. A companhia afirmou que não há risco, até o momento, da Grande BH passar por racionamento. 

 VEJA TAMBÉM: O QUE FUNCIONA OU NÃO NO DIA DE FINADOS!

A falta de água vai começar no início da noite de sábado. A previsão é que o abastecimento seja normalizado ao longo do dia de domingo.
O serviço de ampliação foi estimado em R$ 500 milhões por meio de contrato de Parceria Público-Privada. As obras serão para a ampliação da estação de tratamento de água, das elevatórias de água bruta e tratada, adequação das subestações elétricas, duplicação da adutora de água tratada de aproximadamente 16 quilômetros, construção de uma central geradora de energia elétrica, além de reservatórios. 

Com a duplicação da adutora, a Copasa vai ampliar em aproximadamente 300 litros por segundo a oferta de água tratada para a capital mineira e municípios da região metropolitana. Essa será a primeira etapa do projeto, que vai aumentar de 4 para 5,4 metros cúbicos por segundo a produção total do sistema. 

A previsão que se construa um moderno centro de operação regional com tecnologia de ponta. Ele será conectado ao Centro de Operações de Sistemas (COS) da Copasa. Depois da implantação, ações operacionais poderão ser feitas com mais agilidade.

Veja os bairros e municípios atingidos

BELO HORIZONTE

REGIÃO NOROESTE – Caiçara, Caiçara Adelaide, Cabana, Califórnia, Conjunto Califórnia, Camargos, Coqueiros, Engenho Nogueira, Filadélfia, Glória, Jardim Montanhês, Monsenhor Messias, Padre Eustáquio, Pedro II, Patrocínio, Pindorama, São José e São Salvador;

REGIÃO NORTE – Bandeirantes, Braúnas, Castelo, Céu Azul, Enseada das Garças, Esplendor, Garças, Jardim Leblon, Jardim dos Comerciários, Mantiqueira, Nova York, Nova Pampulha, Ouro Preto, Paquetá, Santa Terezinha, Serrano, Trevo e Xangrilá; 

REGIÃO SUDOESTE – Araguaia, Antônio Teixeira Dias, Araguaia, Bairro das Indústrias, Barreiro de Baixo, Barreiro de Cima, Betânia, Brasil Industrial, Bonsucesso, Buritis, Cabana, Cardoso, Cinqüentenário, Conjunto Bonsucesso, Conjunto Betânia, Conjunto Habitacional Átila de Paiva, Conjunto Ademar Maldonado, Conjunto Getúlio Vargas, Conjunto João Paulo II, Conjunto Túnel de Ibirité, Cristo Redentor, Diamante, Durval de Barros, Estoril, Estrela Dalva, Estrela do Oriente, Flávio Marques Lisboa, Gameleira, Havaí, Ipiranga, Itaipu, Jatobá, Lindéia, Jardim América, Jardinópolis, Madre Gertrudes, Mansões, Marajó, Marilândia, Maringá, Milionários, Miramar, Morro das Pedras, Nosso Lar, Nova Barroca, Nova Cintra, Nova Gameleira, Olaria, Novo das Indústrias, Palmeiras, Parque São José, Pongelupe, Regina, Resplendor, Salgado Filho, Santa Cecília, Santa Cruz, Santa Helena, São Joaquim, Sical, Serra do José Vieira, Solar, Teixeira Dias, Tirol, Urucuia, Vila Conquista, Vila Cemig, Vila Leonina, Vila Magnesita, Vila Patrocínio, Vila Pinho, Vila Presidente Vargas, Vila Vânia, Vila Ventosa e Vista Alegre;

REGIÃO SUL – São Bento e Santa Lucia

BETIM – Arquipélago Verde, Bandeirinhas, Campos Elíseos, Capelinha, Chácaras Reunidas Guaracyaba, Cruzeiro, Distrito Industrial Bandeirinhas, Duque de Caxias, Estâncias do Sereno, Guanabara, Icaivera, Industrial São Luiz, Jardim Piemonte, Petrovale, PTB, Santa Cruz, São Caetano, São Luiz, São Miguel, Vila Andorinha, Vila Cristina, Vila Kennedy, Vila Universal e Vila Verde.

CONTAGEM – Todo o município, exceto:

REGIÃO NOVA CONTAGEM – Colonial, Condomínio Nosso Rancho, Darci Ribeiro, Icaivera, Nova Contagem, Novo Retiro, Retiro, Tupã, Vila Estaleiro e Vila Renascer;

REGIÃO DO PETROLÂNDIA – Beija Flor, Canadá, Campo Alto, Olhos D’água, Petrolândia, Quintas do Jacuba, Recreio dos Caiçaras, Santa Helena, São Caetano, São Miguel, Solar da Madeira, Tropical, Vila Belém e Vila Cristina.

IBIRITÉ – Bela Vista, Cascata, Colorado, Jardim das Rosas, José do Prado, Montreal, Mantiqueira, Ouro Negro, Palmares, Parque Durval de Barros, Petrolina, Piratininga, Serra Dourada, Sol Nascente, Vila Ideal e Washington Pires.

IGARAPÉ – Todo município.

MÁRIO CAMPOS – Todo município.

PEDRO LEOPOLDO – Todo o município, exceto os Bairros Fidalgo e Sumidouro.

RIBEIRÃO DAS NEVES – Todo o município.

SÃO JOAQUIM DE BICAS – Todo município.

SÃO JOSÉ DA LAPA – Todo o município.

SARZEDO – Todo município.

VESPASIANO – Bela Vista, Bom Sucesso, Célvia, Condomínio Mangueira, Jardim Encantado, Jardim da Glória, Jequitibá, Morro Alto, Morro do Cruzeiro, Morro Quaresma, Nova Iorque 4ª Sessão, Nova Pampulha, Novo Horizonte, Parque Jardim Maria José, Parque São Pedro, Pouso Alegre, Santa Maria, Santa Cruz, Vida Nova e Vila Esportiva.

 

Dia sem água na Grande BH
Corte para obras no sistema Rio Manso vai atingir 115 bairros da capital e 11 cidades da região metropolitana.
Normalização no fornecimento amanhã será gradual

 

 

O sistema Rio Manso, em Brumadinho, terá capacidade ampliada (Jackson Romanelli/EM/D.A Press - 27/6/11)
O sistema Rio Manso, em Brumadinho, terá capacidade ampliada

Consumidores de 115 bairros de Belo Horizonte e de outras 11 cidades da região metropolitana vão ficar sem água até amanhã. De acordo com a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), cerca de 1,6 milhão de pessoas serão afetadas. A água voltará de forma desigual, ao longo de amanhã. O corte é para permitir obras de ampliação do sistema de produção de água Rio Manso, que foram adiantadas em seis meses por causa da estiagem que atingiu a Região Sudeste do Brasil.

Além dos bairros das regiões Noroeste, Norte, Oeste, Barreiro e Sul de BH, serão atingidos 24 bairros de Betim, 24 de Contagem, 20 de Vespasiano e 16 de Ibirité. Os municípios de Igarapé, Mário Campos, Pedro Leopoldo, Ribeirão das Neves, São Joaquim de Bicas, São José da Lapa e Sarzedo terão o fornecimento completamente cortado para a operação. Segundo a Copasa, não há risco de desabastecimento ou de racionamento.

Por meio da duplicação de 4,5 quilômetros da adutora do Sistema de Produção Rio Manso, a Copasa ampliará em cerca 300 litros por segundo a oferta de água tratada em BH e região metropolitana. Essa é a primeira etapa do projeto, que pretende aumentar a produção total do sistema de 4m para 5,8m cúbicos por segundo e duplicar 16 quilômetros da adutora. O projeto de ampliação do sistema Rio Manso tem o custo de R$ 500 milhões e está sendo feito por meio do contrato de parceria público-privada firmado entre a Copasa e a Odebrecht Ambiental, braço do Grupo Odebrecht na área de saneamento.

FONTE: Estado de Minas.


Nova pista do Rodoanel muda paisagens da Grande BH
Rodoanel passará por áreas de fazendas e bairros afastados da Grande BH. Moradores se dividem entre o receio e a esperança por melhorias no transporte e na situação econômica

Rodo Anel

O produtor Argenor Siqueira, de Ravena. 'Alguns parentes e vizinhos que são amigos vão ter de ir embora'  ( Euler Junior/EM/D.A Press)
O produtor Argenor Siqueira, de Ravena. “Alguns parentes e vizinhos que são amigos vão ter de ir embora”

Os 12 mil pés de bananas que dobram o morro da fazenda do produtor rural Argenor Siqueira, de 63 anos, são herança das primeiras formas de produção da região de Casa de Pedra, em Ravena, distrito de Caeté, na Grande BH. Foi o tataravô dele, João Pinduca, um português que chegou ali trazendo mão de obra escrava, quem começou as atividades. Daquela época em diante, a família foi crescendo e dividindo as terras até formar o povoado que leva nome da casa grande que não existe mais. A vida vida simples, típica da roça, vai mudar com a chegada do Rodoanel Metropolitano Norte, que se encontrará com a BR-381 poucos quilômetros depois das terras do senhor Argenor. “A gente já sente um aperto no coração de saber que alguns parentes e vizinhos que são nossos amigos vão ter de ir embora, porque a casa deles está no caminho da rodovia”, conta o fazendeiro. A abertura da via que promete desviar o tráfego do Anel Rodoviário de BH, poupando muitas vítimas de acidentes e trazendo desenvolvimento, divide opiniões de quem mora ao longo do futuro trajeto.

As estacas fincadas na comunidade de Casa de Pedra já vão tirar um sobrinho e um dentista de BH que são vizinhos imediatos do fazendeiro. “As estacas estão lá, bem perto da estradinha de terra, no rumo da casa do meu vizinho, que é dentista”, diz Argenor. Apesar do susto inicial, há a expectativa de uma melhoria nas condições financeiras. “A gente não sabe em qual parte do terreno vai ser aberta a estrada, mas ficamos preocupados com barulho, movimento demais e com crimes”, afirma o produtor. “Mas tem muita gente por aqui pensando em abrir um bar, um restaurante ou uma venda perto do Rodoanel para melhorar um pouco as condições”, acrescenta.
O uso cada vez mais intenso da Lagoa Várzea das Flores como balneário tem mudado as características de “roça pacata” entre Betim e Contagem, onde cresceu o lavrador Geraldo Elias da Costa, de 50. “Vem gente demais para cá. Carros e cavalos ficam estacionados na beira do lago, a gente escuta som alto demais que atravessa até os morros e entra dentro da casa das pessoas que vivem aqui”, conta. Ao saber que parte da mata ciliar que envolve a Várzea das Flores será retirada e que o Rodoanel trará um fluxo estimado em 70 mil veículos, o lavrador se lamenta. “A gente vai desconhecendo o lugar. Vai deixando de ser o que a gente conhecia”, opina. Naquelas terras, onde hoje o trabalhador rural “bate pastos” (capina) e faz pequenas manutenções numa fazenda, Geraldo aprendeu a pescar com os amigos, montava cavalos para ir a vendas e visitar vizinhos. “A gente tem muitas lembranças que vão indo embora, mas que não têm mais volta”, diz.

Transformações Para a auxiliar administrativa Lucinda Maria de Souza, de 48 anos, que vive em Contagem e costuma visitar a irmã no Bairro Colonial, no outro lado da cidade, a construção do Rodoanel pode facilitar seu transporte. “A gente ganha uma forma mais direta de chegar onde precisa, sem ter de passar dentro das ruas dos bairros, principalmente se tiver ônibus”, afirma. Mas, ao olhar adiante, na Avenida das Palmeiras, que segundo o projeto se tornará parte da rodovia, a mulher avistou a sobrinha, Ana Tomás, de 11, empinando uma pipa enquanto corria pelas ruas sem se preocupar com o tráfego quase insignificante. “O que pode acontecer é mudar muito para as crianças. Não vai dar mais para deixar criança pequena solta em beira de rodovia”, prevê.
Para o consultor Paulo Eduardo Borges, doutorando em análise ambiental pela UFMG, o Rodoanel trará benefícios imediatos para a produção econômica, industrial e se tornará uma forma de escoamento produtivo e acesso para cidades como Betim – onde estão instaladas grandes empresas, como Fiat e Petrobras. Mas ele alerta para a necessidade de ações no transporte público.

 

FONTE: Estado de Minas.


 

Obras da Copasa vão deixar 2,1 mi de pessoas sem abastecimento de água no domingo
Os serviços vão paralisar o abastecimento em Belo Horizonte e em outros 12 municípios da região metropolitana. O serviço deve ser normalizado até a madrugada de segunda-feira

 

falta de água

Moradores de Belo Horizonte e outros 12 municípios da região metropolitana devem se preparar para a falta de água no próximo domingo. A Copasa vai realizar obras de melhorias e manutenção preventiva em unidades de abastecimento do Sistema Paraopeba, que é composto sistema Rio Manso e Serra Azul. A paralisação vai atingir aproximadamente 2,1 milhões de pessoas. 

As duas unidades, Rio Manso e Serra Azul são responsáveis pelo atendimento com água tratada de 47% da Grande BH. Bairros da capital mineira, , Betim, Contagem, Ibirité, Igarapé, Juatuba, Mário Campos, Mateus Leme, Pedro Leopoldo, Ribeirão das Neves, São Joaquim de Bicas, Sarzedo e Vespasiano, ficarão sem o abastecimento. A previsão é que o serviço de normalize durante a noite de domingo e até a madrugada de segunda-feira. 

Além das obras de melhorias, a Copasa vai realizar serviços preventivos e corretivos em redes produtoras e distribuidoras de água tratada na região de abrangência desses sistemas. A companhia pede a colaboração e o apoio no sentido de se evitarem gastos desnecessários de água. 

Veja a lista de bairros que serão atingidos

BELO HORIZONTE – Antônio Teixeira Dias, Araguaia, Bairro das Indústrias, Bandeirantes, Barreiro de Baixo, Barreiro de Cima, Betânia, Bonsucesso, Brasil Industrial, Braúnas, Buritis, Cabana, Caiçara Adelaide, Caiçara, Califórnia, Camargos, Cardoso, Castelo, Céu Azul, Cinqüentenário, Conjunto Ademar Maldonado, Conjunto Betânia, Conjunto Bonsucesso, Conjunto Califórnia, Conjunto Getúlio Vargas, Conjunto Habitacional Átila de Paiva, Conjunto João Paulo II, Conjunto Túnel de Ibirité, Coqueiros, Cristo Redentor, Diamante, Durval de Barros, Engenho Nogueira, Enseada das Garças, Esplendor, Estoril, Estrela Dalva, Estrela do Oriente, Filadélfia, Flávio Marques Lisboa, Gameleira, Garças, Glória, Havaí, Ipiranga, Itaipu, Jardim América, Jardim dos Comerciários, Jardim Leblon, Jardim Montanhês, Jardinópolis, Jatobá, Lindéia, Madre Gertrudes, Mansões, Mantiqueira, Marajó, Marilândia, Maringá, Milionários, Miramar, Monsenhor Messias, Morro das Pedras, Nosso Lar, Nova Barroca, Nova Cintra, Nova Gameleira, Nova Pampulha, Nova York, Novo das Indústrias, Olaria, Ouro Preto, Padre Eustáquio, Palmeiras, Paquetá, Parque São José, Patrocínio, Pedro II, Pindorama, Pongelupe, Regina, Resplendor, Salgado Filho, Santa Cecília, Santa Cruz, Santa Helena, Santa Lucia, Santa Terezinha, São Bento, São Joaquim, São José São Salvador, Serra do José Vieira, Serrano, Sical, Solar, Teixeira Dias, Tirol, Trevo, Urucuia, Vila Cemig, Vila Conquista, Vila Leonina, Vila Magnesita, Vila Patrocínio, Vila Pinho, Vila Presidente Vargas, Vila Vânia, Vila Ventosa, Vista Alegre e Xangrilá;

BETIM –  Todo o município, EXCETO: Icaivera, Região do Jardim das Alterosas e Região do São Caetano.

CONTAGEM – Todo o município, EXCETO: Icaivera, Região do Nova Contagem, Região do Petrolândia e Região do Retiro.

IBIRITÉ
 –  Bela Vista, Cascata, Colorado, José do Prado, Palmares, Parque Durval de Barros, Piratininga, Serra Dourada, Sol Nascente, Vila Ideal e Washington Pires;

IGARAPÉ –  Todo município, EXCETO: Novo Igarapé, Região do Condomínio Solar e Região do Pousada Del Rey;

JUATUBA –  Todo município;

MÁRIO CAMPOS –  Todo município;

MATEUS LEME –  Todo município;

PEDRO LEOPOLDO –  Todo município, EXCETO os bairros Fidalgo e Sumidouro;

RIBEIRÃO DAS NEVES –  Todo município;

SÃO JOAQUIM DE BICAS – 
 Todo município;

SARZEDO –  Todo município;

VESPASIANO –  Bela Vista, Bom Sucesso, Condomínio Mangueira, Jardim Encantado, Jardim Glória, Jequitibá, Landi, Morro Alto, Morro do Cruzeiro, Morro Quaresma, Nova Iorque 4ª Sessão, Nova Pampulha, Novo Horizonte, Parque Jardim Maria José, Parque São Pedro, Pedra Branca, Pouso Alegre, Santa Maria, Santa Cruz, Vida Nova e Vila Esportiva.

 

 

FONTE: Estado de Minas.


 

Obras da Copasa vão deixar 2,1 mi de pessoas sem abastecimento de água no domingo
Os serviços vão paralisar o abastecimento em Belo Horizonte e em outros 12 municípios da região metropolitana. O serviço deve ser normalizado até a madrugada de segunda-feira

 

falta de água

Moradores de Belo Horizonte e outros 12 municípios da região metropolitana devem se preparar para a falta de água no próximo domingo. A Copasa vai realizar obras de melhorias e manutenção preventiva em unidades de abastecimento do Sistema Paraopeba, que é composto sistema Rio Manso e Serra Azul. A paralisação vai atingir aproximadamente 2,1 milhões de pessoas. 

As duas unidades, Rio Manso e Serra Azul são responsáveis pelo atendimento com água tratada de 47% da Grande BH. Bairros da capital mineira, , Betim, Contagem, Ibirité, Igarapé, Juatuba, Mário Campos, Mateus Leme, Pedro Leopoldo, Ribeirão das Neves, São Joaquim de Bicas, Sarzedo e Vespasiano, ficarão sem o abastecimento. A previsão é que o serviço de normalize durante a noite de domingo e até a madrugada de segunda-feira. 

Além das obras de melhorias, a Copasa vai realizar serviços preventivos e corretivos em redes produtoras e distribuidoras de água tratada na região de abrangência desses sistemas. A companhia pede a colaboração e o apoio no sentido de se evitarem gastos desnecessários de água. 

Veja a lista de bairros que serão atingidos

BELO HORIZONTE – Antônio Teixeira Dias, Araguaia, Bairro das Indústrias, Bandeirantes, Barreiro de Baixo, Barreiro de Cima, Betânia, Bonsucesso, Brasil Industrial, Braúnas, Buritis, Cabana, Caiçara Adelaide, Caiçara, Califórnia, Camargos, Cardoso, Castelo, Céu Azul, Cinqüentenário, Conjunto Ademar Maldonado, Conjunto Betânia, Conjunto Bonsucesso, Conjunto Califórnia, Conjunto Getúlio Vargas, Conjunto Habitacional Átila de Paiva, Conjunto João Paulo II, Conjunto Túnel de Ibirité, Coqueiros, Cristo Redentor, Diamante, Durval de Barros, Engenho Nogueira, Enseada das Garças, Esplendor, Estoril, Estrela Dalva, Estrela do Oriente, Filadélfia, Flávio Marques Lisboa, Gameleira, Garças, Glória, Havaí, Ipiranga, Itaipu, Jardim América, Jardim dos Comerciários, Jardim Leblon, Jardim Montanhês, Jardinópolis, Jatobá, Lindéia, Madre Gertrudes, Mansões, Mantiqueira, Marajó, Marilândia, Maringá, Milionários, Miramar, Monsenhor Messias, Morro das Pedras, Nosso Lar, Nova Barroca, Nova Cintra, Nova Gameleira, Nova Pampulha, Nova York, Novo das Indústrias, Olaria, Ouro Preto, Padre Eustáquio, Palmeiras, Paquetá, Parque São José, Patrocínio, Pedro II, Pindorama, Pongelupe, Regina, Resplendor, Salgado Filho, Santa Cecília, Santa Cruz, Santa Helena, Santa Lucia, Santa Terezinha, São Bento, São Joaquim, São José São Salvador, Serra do José Vieira, Serrano, Sical, Solar, Teixeira Dias, Tirol, Trevo, Urucuia, Vila Cemig, Vila Conquista, Vila Leonina, Vila Magnesita, Vila Patrocínio, Vila Pinho, Vila Presidente Vargas, Vila Vânia, Vila Ventosa, Vista Alegre e Xangrilá;

BETIM –  Todo o município, EXCETO: Icaivera, Região do Jardim das Alterosas e Região do São Caetano.

CONTAGEM – Todo o município, EXCETO: Icaivera, Região do Nova Contagem, Região do Petrolândia e Região do Retiro.

IBIRITÉ
 –  Bela Vista, Cascata, Colorado, José do Prado, Palmares, Parque Durval de Barros, Piratininga, Serra Dourada, Sol Nascente, Vila Ideal e Washington Pires;

IGARAPÉ –  Todo município, EXCETO: Novo Igarapé, Região do Condomínio Solar e Região do Pousada Del Rey;

JUATUBA –  Todo município;

MÁRIO CAMPOS –  Todo município;

MATEUS LEME –  Todo município;

PEDRO LEOPOLDO –  Todo município, EXCETO os bairros Fidalgo e Sumidouro;

RIBEIRÃO DAS NEVES –  Todo município;

SÃO JOAQUIM DE BICAS – 
 Todo município;

SARZEDO –  Todo município;

VESPASIANO –  Bela Vista, Bom Sucesso, Condomínio Mangueira, Jardim Encantado, Jardim Glória, Jequitibá, Landi, Morro Alto, Morro do Cruzeiro, Morro Quaresma, Nova Iorque 4ª Sessão, Nova Pampulha, Novo Horizonte, Parque Jardim Maria José, Parque São Pedro, Pedra Branca, Pouso Alegre, Santa Maria, Santa Cruz, Vida Nova e Vila Esportiva.

 

 

FONTE: Estado de Minas.


Corrupção e nepotismo batem na porta de Carlaile Pedrosa

Prefeito e vereador trocaram favores para esconder contratações cheias de irregularidades

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Fonte Normal
12

Órgão Oficial. Após saída de Léo da Semas, Jacinto foi exonerado e readmitido no gabinete do vereador

 

Lourival Santos Moreira, braço-direito do ex-secretário de Assistência Social de Betim, vereador Edson Leonardo Monteiro, o Léo Contador (DEM), um dos responsáveis por descontar cheques que podem configurar desvio de recursos públicos através do Núcleo Assistencial Irmãos Glacus, era contratado como assessor especial da Secretaria de Gabinete do Prefeito.

Um cheque de R$ 13 mil se juntou a outros dois de mesmo valor que já tinham sido apresentados pelo vereador Antônio Carlos (PT). Todos foram trocados por Lourival no caixa da agência central do Banco do Brasil de Betim, elevando para R$ 39.000 os recursos que foram retirados pelo assessor.

Os cheques foram emitido por uma empresa que prestava serviços de transporte para a ONG e era paga através de verbas estaduais e federais.

As irregularidades vão além dos desvios de cheques que motivaram sua exoneração, publicada no Órgão Oficial do Município, na última quinta-feira (27).

Lourival, apesar de lotado no gabinete do prefeito, na realidade, obedecia a determinações de Léo Contador, sendo uma espécie de “faz de tudo” do ex-secretário, que também foi demitido após denúncias de irregularidades.

A ex-chefe de Gabinete e atual secretária de Governo, Zizi Soares, responsável pela nomeação de cargos de confiança na prefeitura, informou que a contratação de Lourival se deu a pedido do prefeito Carlaile Pedrosa (PSDB). “Eu apenas cumpria ordens”. Zizi sabia que Lourival tinha sido contratado, com vencimento de R$ 4.811,66 por mês, para ficar à disposição do vereador, que o dispensava de trabalhar.

Em retribuição, Léo Contador abrigava na Câmara Municipal, com salário equivalente, Jacinto Franco, marido da presidente da Associação de Proteção à Maternidade, Infância e Velhice (Apromiv), Patrícia Franco.

A manobra é questionada e serve para contornar a lei de nepotismo, que impede dois membros da mesma família ocuparem simultaneamente cargos de nomeação em órgãos públicos.

Nepotismo cruzado. Léo Contador, o verdadeiro patrão de Lourival, cedeu uma vaga de seu gabinete para empregar Jacinto Franco, que, apesar de ser funcionário da Câmara Municipal, trabalha exclusivamente para o prefeito, possuindo inclusive uma sala com estrutura de escritório na prefeitura.

FONTE: O Tempo.


Quatro bairros de Betim ficam sem água nesse sábado

O abastecimento será interrompido devido a interligação de uma adutora na região. O serviço será restabelecido até o final da tarde do mesmo dia

Quatro bairros de Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, terão o abastecimento de água interrompido nesse sábado.

água

De acordo com a Copasa, os Bairros Espírito Santo, Jardim Brasília, Niterói, e Conjunto Olímpia Bueno Franco ficarão sem água devido a interligação de adutoras localizadas no Jardim Brasília.

A normalização ocorrerá de forma gradativa até o fim da tarde de sábado.

Manutenção altera o trânsito em BH
Nesse final de semana a Copasa irá realizar manutenções nas redes de água e esgoto de Belo Horizonte. Parte das pistas serão interditadas e devidamente sinalizadas pela BHtrans. No sábad, a Avenida Antônio Carlos, Rua
Avenida Presidente Antônio Carlos, esquina com a rua Padre Inácio Nogueira, no bairro São Francisco, Rua Cláudio Manoel, no Bairro Funcionários, Rua Viçosa, no bairro São Pedro, Rua Dos Guaranis e Avenida Afonso Pena no Centro, serãoparcilamente interditadas.
No domingo, a Rua Timbiras e Avenida do Contornotambpem terão alterações no trânsito.
FONTE: Estado de Minas.

2,5 milhões de passageiros ficam sem ônibus a partir de segunda-feira

Paralisação de rodoviários - Cristiano Couto/Arquivo Hoje em Dia
Rodoviários serão orientados, nas garagens das empresas, a voltarem para suas casas

Cerca de 2,5 milhões de usuários do transporte coletivo na Capital e região Metropolitana ficarão sem o serviço a partir da meia noite da próxima segunda-feira (24). Motoristas e cobradores decidiram entrar em greve por tempo indeterminado. Pelo menos mil trabalhadores participaram de duas assembleias realizadas nesta quinta-feira pelo Sindicato dos Rodoviários de BH e Região Metropolitana.

O presidente do sindicato, Ronaldo Batista, ressaltou que a decisão foi tomada após as cinco rodadas de negociação com os empresários, iniciadas em dezembro do ano passado. “Eles não apresentaram nenhuma proposta”, afirma.

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte (SetraBH) afirma que as negociações sociais, como reivindicação de banheiros, estavam bem adiantadas. Nos próximos dias os patrões devem apresentar um índice de reajuste salarial.

Os trabalhadores reivindicam aumento de 21,5%, jornada de trabalho de seis horas e ticket alimentação com 30 folhas no valor de R$ 15 cada. Além disso, a categoria pede que os motoristas que atuarão no BRT/Move sejam remunerados com valores 30% a mais que o pago pelo transporte convencional. Hoje, o piso dos motoristas é de R$ 1.585 e de cobradores, R$ 790.

Ronaldo Batista garante que os trabalhadores não farão piquete. No entanto, sindicalistas estarão nas garagens das empresas de ônibus nas primeiras horas de segunda-feira, orientando os funcionários a voltarem para casa.

O SetraBH e a Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas disseram que só vão se manifestar sobre a greve após serem comunicados oficialmente. Segundo Ronaldo Batista, isso deve acontecer ainda nesta sexta-feira.

 FONTE: Hoje Em Dia.


Marco Antônio Siqueira, aluno do Curso de Direito da Universidade Salgado de Oliveira, Campus Belo Horizonte, denuncia a prefeitura de Betim. Segundo a reportagem, publicada pelo jornal BRASIL NOTÍCIAS, movidos pela ambição e pretendendo favorecer outro empresário, funcionários da prefeitura e até policiais estão envolvidos na trama.

Marcão-0 Marcão-1 Marcão-2 Marcão-3 Marcão-4 Marcão-5Jornal Brasil Notícias


Obelisco que já esteve na Savassi e completará 90 anos de Praça Sete em 2014 foi esculpido em antiga pedreira de Betim. Cidade chegou a reivindicar volta do Pirulito

Trabalhadores de pedreira de Betim esculpem obelisco: foi preciso construir trecho ferroviário para transportá-lo
Pirulito

Ele já foi impiedosamente pichado, teve gente acorrentada à sua base em ato de protesto, ganhou camisinha gigante em campanha contra a Aids, testemunhou dezenas de manifestações políticas e sempre foi uma referência importante para os belo-horizontinos. E, sob chuva ou sol, resiste como um dos símbolos da cidade. O Pirulito da Praça Sete, marco do “coração” da capital dos mineiros, tem uma história quase centenária – e recheada de acontecimentos memoráveis – que começou em Betim, quando o município ainda se chamava Capela Nova de Betim. No início da década de 1920, o obelisco projetado pelo arquiteto Antonio Rego e executado pela empresa do engenheiro Antônio Gonçalves Gravatá, numa pedreira da cidade vizinha, foi esculpido por ideia do então presidente do estado, Raul Soares. O motivo era a comemoração do centenário da independência do Brasil.

Desde 7 de setembro de 1922, quando foi lançada a pedra fundamental – a inauguração só ocorreu dois anos depois, em 7 de setembro –, o obelisco com 13,57m de altura teve trajetória atribulada. Devido às proporções da peça de cantaria, dividida em blocos, foi necessária a construção de um trecho ferroviário específico para o transporte. Toda a história pode ser conferida numa exposição permanente montada no quarteirão fechado da Rua Rio de Janeiro, entre Avenida Afonso Pena e Rua Tupinambás, no Centro, com fotos da Coleção Hélio Gravatá, pertencente ao Museu Histórico Abílio Barreto (MhAB), textos, desenhos e curiosidades.

Segundo pesquisa de Luiz Henrique Garcia, doutor em história e professor de museologia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), o Pirulito foi retirado da Praça Sete em 1962 pelo prefeito Amintas de Barros (de 1959 a 1963), para ficar abandonado num lote ao lado do Museu Histórico da Cidade, atual MhAB, na Cidade Jardim, Região Centro-Sul de BH. Com a Praça Sete livre para o crescente trânsito de veículos, foi erguido ali um monumento executado por H. Leão Veloso com o busto de importantes personalidades da nova capital: Aarão Reis, Afonso Pena, Augusto de Lima e Bias Fortes. A homenagem ao quarteto ilustre ficou no local de 1963 a 1970, sendo levada para o Parque Municipal Américo René Giannetti.

Em 1963, o Pirulito foi transferido para a Praça Diogo de Vasconcelos, na Savassi. Enquanto isso, de acordo com o professor Luiz Henrique, a Praça Sete se tornava “uma área asfaltada, sem qualquer marco de referência, ou, quando muito, uma guarita da Polícia Militar”.

O pirulito, na Savassi, 1970.
Pirulito Savassi

Somente em 1980, “depois de grande mobilização popular e reivindicação”, faz questão de ressaltar, o obelisco retornou ao seu ponto de origem. “É difícil falar que o Pirulito tem um significado diferente, pois cada grupo o enxerga de um jeito”, diz o professor. “Na década de 1930, a marca visual era mais nítida, pois havia poucos prédios altos na Região Central e ele se destacava mais”, afirma Garcia.

O comerciário Manoel Reis diz que a Praça Sete é o lugar do monumento: “um símbolo de BH”
Pirulito2

Há exatos 40 anos trabalhando numa loja de calçados na Avenida Afonso Pena, na esquina com a Rua Rio de Janeiro, o atual gerente do estabelecimento, Manoel Reis, de 58 anos, assistiu às mudanças no espaço público “Quando era criança e passava por aqui em direção à escola, lembro dos bustos de Aarão Reis e outras figuras importantes, instalados num jardim”, conta Manoel, que se alegrou com a volta do monumento, em 1980. “Gosto muito da história de BH e acho que o lugar do obelisco é aqui mesmo, pois é um símbolo da capital. Além de tudo, se foi feito para o centenário da independência deve ficar na Praça Sete de Setembro”, defende. Ele lembra importantes manifestações políticas na praça e outras de triste memória, como o protesto do perueiros na década de 1990 contra a proibição do transporte clandestino pela prefeitura. “Já vi de tudo um pouco aqui”, diz bem-humorado. Ele lamenta, no entanto, os atos de vandalismo e pede mais respeito.

Transporte

O Pirulito voltou em 1980 à Praça Sete, seu ponto de origem, depois de mobilização popular
Pirulito3

Segundo uma série de reportagens – A doce guerra do pirulito – publicada em 1976 no extinto Diário da Tarde, as autoridades de Betim chegaram a pedir o monumento de volta, tal o esquecimento a que foi relegado o obelisco naqueles tempos. As matérias contavam a saga que foi a produção da peça em Betim. “Gravatá não era homem de recusar serviços e aceitou a empreitada dada pelo governo mineiro e colocou uma grande turma para trabalhar na obra, sob o comando de Joaquim Ferreira. A pedra foi tirada inteiriça com uso de fogo elétrico e depois entregue aos talhadores, um dos quais é o senhor Divino Ferreira”. E mais: “Muita gente sabe que ele foi transportado de Betim para Belo Horizonte pela empresa Emílio Señor, através do leito da Estrada de Ferro Central do Brasil. Para chegar até a Praça Sete, foi preciso construir um lastro ferroviário até o local, pois na época não havia caminhões e guindastes de grande porte em Belo Horizonte”.

Outra pesquisa mostra que foi montado um esquema especial, à noite, para não interferir no tráfego de veículos: as enormes pedras de cantaria foram transportadas de trem até a Lagoinha e depois de bonde até seu destino final. Em 1977, o Pirulito foi tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha), como monumento comemorativo do centenário da independência do Brasil. Em 1994, ficou mais protegido, já que o Conselho Deliberativo do Patrimônio Cultural do Município de Belo Horizonte tombou o conjunto urbano da Avenida Afonso Pena, incluindo a Praça Sete.

Saiba mais

Agulha de sete metros

De acordo com o Iepha/MG, o Pirulito, chamado assim devido ao seu formato, tem uma base clássica, em forma de pirâmide, e mostra uma placa de bronze do escultor João Amadeu Mucchiut com inscrição comemorativa. É formado por uma agulha de sete metros de altura, apoiada sobre pedestal quadrangular ornamentado por um poste em cada uma de suas quatro arestas. O pedestal é composto por 28 peças de cantaria e dividido em três fiadas: a primeira, com 12 pedras, forma a base quadrada com 7,60m de lado e 70cm de altura; a segunda, com oito pedras, tem 4,99m de base e 53cm de altura; e a terceira, desenhada em curva, tem 2,40m de altura e 1,85m de largura. Em 1997, o obelisco foi restaurado, retomando seu tamanho original de 13,57m (nos anos 1960, quando foi retirado da Praça Sete, teve oito centímetros da ponta quebrados), sendo usado na recuperação granito cinza de Sabará.

LINHA DO TEMPO

1894 –Na planta original de BH, a Praça Sete tem o nome de Praça 14 de Outubro, data da criação da Comissão de Estudos das Localidades Indicadas para a Nova Capital

1922 –Praça recebe o nome de Sete de Setembro em homenagem ao centenário da Independência. Em 7 de setembro, é lançada a pedra fundamental do obelisco esculpido na antiga Pedreira Gravatá, em Betim

1924 – Inaugurado em 7 de setembro o Pirulito da Praça Sete. A ideia de instalar o monumento foi do então presidente de Minas, Raul Soares

1962 –Durante a administração do prefeito Amintas de Barros, obelisco é retirado da Praça Sete, ficando abandonado num lote ao lado do Museu Histórico da Cidade, atual Museu Histórico Abílio Barreto

1963 – Obelisco é transferido para a Praça Diogo de Vasconcelos, na Savassi, e reinaugurado em 12 dezembro, data do aniversário de BH

1977 – Monumento é tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha)

1980 – Pirulito retorna à Praça Sete, no Centro, depois de mobilização popular

1994 –Conselho Deliberativo do Patrimônio Cultural do Município de Belo Horizonte tomba o conjunto urbano da Avenida Afonso Pena, incluindo a Praça Sete

FONTE: Estado de Minas.


Relação do MEC inclui duas graduações da PUC Minas, que contesta critérios. Faculdades são proibidas de ampliar vagas

O Ministério da Educação (MEC) divulgou ontem mais uma lista de cursos penalizados por receber nota baixa no Conceito Preliminar de Cursos (CPC), obtida por meio de avaliação do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade). Dos 38 listados, dois são de Minas Gerais: ciências biológicas da PUC Minas, câmpus Betim, e ciências sociais também da PUC Minas, câmpus Coração Eucarístico. Em ambos os casos, as notas se referem à prova de 2011, e a universidade está impedida de abrir novas vagas. Em dezembro, o ministério publicou outras duas listas em que dá bomba em cursos que tiveram desempenho considerado insuficiente VEJA A RELAÇÃO COMPLETA CLICANDO AQUI. Ao todo, 445 cursos, no Brasil, já sofreram sanções como proibição de aplicar vestibular e matricular alunos aprovados. Em Minas, foram 37.

As instituições, de acordo com despacho publicado ontem no Diário Oficial da União (DOU), serão obrigadas a cumprir medidas cautelares para melhoria dos cursos, como assinar um protocolo de compromissos com o MEC e gerar relatórios a cada 60 dias sobre o andamento das mudanças. Elas terão dois meses para contratar mais mestres e doutores e 180 dias para adequar a infraestrutura e projeto pedagógico. Todas as universidades e centros universitários tiveram nota menor que 2 no CPC 2011.

A PUC Minas informou, por meio da assessoria de imprensa, que, no caso do curso de ciências biológicas, entrou com recurso em dezembro pedindo revisão da nota e alegando que o item relativo ao corpo docente não foi contabilizado pelo MEC. Ontem, diante da publicação da nova lista, a PUC entrou em contato com o ministério para tentar um retorno sobre o recurso, mas oretorno foi de que ainda não há resposta. A instituição avalia que a nota no CPC deveria ser 4, acrescentando que a universidade não tem intenção de aumentar o número de vagas para ciências biológicas em Betim neste ano. Sobre o curso de ciências sociais, a PUC Minas informou que há a suspeita de que houve boicote à prova do Enade. De acordo com a assessoria, a instituição vai aguardar a notificação oficial do MEC para acatar as medidas determinadas, mas já planeja uma ação para sensibilizar os alunos sobre a importância da avaliação.

PRECIPITAÇÃO Para a diretora da Carta Consulta, empresa de pesquisa na área de educação, Roberta Muriel, as decisões do MEC com base na nota do Enade são precipitadas. “Não é que não existam cursos ruins, que não precisem melhorar e parar de oferecer vagas até que melhorem, mas quando se tem uma medida que é estatisticamente inválida, como é o caso, você elimina os ruins e prejudica também os bons. Uma turma pode boicotar uma prova porque está insatisfeito com a instituição e isso não quer dizer que o curso é ruim, mas foi prejudicado sem ter feito nada de errado”, afirmou. De acordo com a especialista, a infraestrutura, por exemplo, é avaliada pelos alunos na prova e não in loco pelo MEC, o que dá ao aluno 70% de peso da decisão. No percentual restante entram o número de professores doutores, mestres e em tempo integral e a avaliação da pós-graduação na Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Enquanto isso…

…UFJF entre as mais procuradas

O curso de medicina da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) é o terceiro mais procurado no Brasil pelos alunos inscritos no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e primeiro em Minas. Antes dele estão também medicina das universidades federais do Ceará, em primeiro, e do Rio de Janeiro, em segundo. O curso tem as notas de corte mais altas: 819,27 na UFRJ; 813,03 na Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e 808,70 na Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop). Em entrevista coletiva ontem, o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, lembrou que a nota de corte é revista todos os dias e o candidato deve procurar o curso que lhe oferece mais chances de conquistar a vaga. No estado, o segundo mais procurado é administração do Centro Federal de Ensino Tecnológico (Cefet-MG), câmpus BH. Até as 17h de ontem, mais de 1,2 milhão de estudantes haviam feito a inscrição, sendo que cada um pode fazer duas opções de cursos e devem informar se desejam concorrer às vagas pela livre concorrência ou pelas cotas. O ministro anunciou que o MEC estuda fornecer ainda este ano uma bolsa de R$ 400 para os alunos de baixa renda que entrarem nas universidades federais por meio das cotas.

FONTE: Estado de Minas.



%d blogueiros gostam disto: