Antequam noveris, a laudando et vituperando abstine. Tutum silentium praemium.

Arquivo da tag: celular

Adolescente morre eletrocutado após tocar em celular carregando

Segundo sua tia, Rosângela Barbosa, o garoto havia acabado de tomar banho quando foi mexer no aparelho e sofreu a descarga elétrica

O jovem João Lucas Campelo de Sousa Peres, de 15 anos, morreu eletrocutado na tarde desta terça-feira (10), em Teresina, Piauí, após manusear um celular que estava carregando.

Segundo sua tia, Rosângela Barbosa, o garoto havia acabado de tomar banho quando foi mexer no aparelho e foi eletrocutado. Ela, porém, não soube precisar se ele estava colocando o celular para carregar ou se o telefone já estava ligado à tomada. Após sofrer a descarga elétrica, o adolescente foi levado para o hospital, mas não resistiu.

João Lucas Teresina

Adolescente morre eletrocutado ao ligar carregador de celular na tomada em Teresina

.

FONTE: O Tempo.


Celulares roubados em Minas poderão ser inutilizados em 24h com nova central de bloqueios

Quem tiver o celular roubado ou furtado em Minas Gerais terá mais chances de recuperá-lo. O governo do Estado lançou nesta sexta-feira (6) uma central de bloqueio dos aparelhos. Com isso, será possível inutilizar o dispositivo em 24 horas informando apenas o número da linha e o registro do boletim de ocorrência.

Caso a Polícia Militar (PM) recupere o aparelho em alguma ocorrência, o dono será comunicado e poderá buscar o celular na unidade policial em que ele se encontra. Nos quatro primeiros meses de 2018, um celular foi levado em 56,6% dos roubos em Minas. Segundo o Estado, as principais vítimas são mulheres jovens, entre 18 e 24 anos.

 

O serviço está disponível no site da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp). A vítima deve informar dados pessoais, o registro de roubo ou furto na PM e o número do celular. O boletim de ocorrência deve ser registrado em até 48 horas antes da solicitação de bloqueio.

Antes, a única forma de inutilizar os dispositivos para evitar acesso de criminosos aos dados pessoais era fornecendo a Identificação Internacional de Equipamento Móvel (Imei), número que fica na caixa do aparelho e que muitas pessoas não têm acesso mais.

A expectativa das forças de segurança é que a medida possa diminuir o comércio de celulares roubados. “Vai reduzir um crime que está incomodando muito a população. Não é um crime de grande impacto, mas incomoda demais. nós vamos oferecer também a possibilidade de ter o aparelho de volta, se ele for apreendido em alguma operação policial a pessoa poderá recuperá-lo com muita rapidez e facilidade”, afirma o governador.

Central de Bloqueio de Celular (CBLOC) é destinado à redução do número de roubos e receptação de celulares

Central de Bloqueio de Celular (CBLOC) é destinado à redução do número de roubos e receptação de celulares

.

FONTE: Hoje Em Dia.


Uso de celular plugado na tomada já provocou oito mortes em 2018

Perigo também existe quando dispositivo é carregado no computador

É muito comum ver as pessoas usando celulares ou tablets enquanto suas baterias estão sendo carregadas, conectados à tomada ou ao computador. A prática, apesar de habitual, traz sérios riscos. Na semana passada, um adolescente de 16 anos morreu no Ceará depois de receber uma descarga elétrica ao atender o celular no momento em que ele estava plugado no computador por meio de um cabo USB.

O caso no Ceará não é o único no país. Dados da Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (Abracopel) apontam que o número de mortes em situações como essa mais do que dobrou em 2018 em relação à soma dos últimos três anos. Neste ano, foram registradas oito mortes no país. Em 2017, 2016 e 2015, houve apenas um óbito a cada 12 meses.

Segundo especialistas, o perigo existe e está sobretudo em falhas de componentes. “Se há um defeito, a corrente elétrica pode passar mais forte do que deveria, podendo transferir até 220 V, o que pode causar um acidente fatal”, explica o engenheiro elétrico Edson Martinho, diretor da Abracopel.

Segundo ele, isso acontece, geralmente, pelo uso de bateria ou carregador não originais – tecnicamente incompatíveis com o modelo do aparelho, deterioração dos componentes, uso de dispositivos conectados à tomada quando se está descalço ou molhado; ou durante a ocorrência de raios.

A preocupação de não conseguir carregar a bateria do celular colocou em risco a vida do recepcionista Lucas Albert, 23. “Comprei um carregador pirata porque tinha pressa. Estava descalço quando coloquei o celular na tomada e levei um choque. Consegui soltar a tempo, mas o carregador pegou fogo”, conta.

Para o engenheiro eletricista Carlos Gustavo Castelo Branco, professor de instalações elétricas prediais da Universidade Federal do Ceará (UFC), outro fator importante são as instalações elétricas dos imóveis. “Muitas estruturas não possuem aterramento nem dispositivos que evitem falhas de isolamento elétrico – que desliguem a energia em caso de curto-circuito”, afirma. Ele ressalta que, nesses casos, até mesmo um carregador original pode trazer riscos.

Superaquecimento é uma ameaça

Além dos choques, também já foram registradas queimas e explosões de celulares e tablets plugados na tomada. “É normal que o aparelho aqueça, por causa da corrente elétrica passando”, explica o engenheiro eletricista Carlos Gustavo Castelo Branco.

“Mas, se ele se aquece de maneira demasiada, ao ponto de o contato com o celular não ser suportável, aí pode significar uma possível avaria na bateria: ela pode estar em curto circuito ou ter alguma falha interna”, diz.

Nesses casos, o especialista alerta que se deve isolar o componente (a bateria) e substituí-lo se for necessário. “É indicado também levar o dispositivo até a assistência técnica para análise”, diz.

d

Perigo. Carregador de celular que estava ligado na tomada pegou fogo

Flash

Fatal. Segundo a Abracopel, em 2017 foram registrados 599 óbitos por energia elétrica. No ano anterior, esse número foi de 627.

.

FONTE: O Tempo.


Polícia apreende mais de 40 celulares em shopping popular de BH

Apreensão foi feita após uma vítima de assalto conseguir rastrear aparelho roubado.

 celuares

O sistema de rastreamento de um celular ajudou a Polícia Militar (PM) a encontrar, nesta sexta-feira (27), dezenas de aparelhos roubados em Belo Horizonte. Dois homens foram presos por suspeita de receptação.

A corporação foi acionada por um homem que foi assaltado nesta quinta-feira (26), no bairro Serra, na Região Centro-Sul da capital. Conforme a polícia, o localizador do celular da vítima apontou que o aparelho estava no Shopping Xavantes.

No local, também foram encontrados outros 44 celulares que não tinham nota fiscal, além de dois notebooks.

Durante o assalto, também foi levado o carro da vítima, que ainda não foi localizado.

.

FONTE: G1.


PM reage a assalto e três carros são atingidos em tiroteio no Bairro Floresta

Três criminosos roubaram o celular da namorada do policial e trocaram tiros com ele

Ramon Lisboa/EM/D.A.Press

Comerciantes, pedestres e motoristas passaram por um susto no fim da tarde desta sexta-feira no Bairro Floresta, na Região Leste de Belo Horizonte. Um policial militar reagiu a um assalto contra a namorada na Rua Tabaiares e trocou tiros com três criminosos armados. Os ladrões fugiram e três veículos acabaram atingidos pelos disparos. Ninguém ficou ferido e nem preso.

Segundo informações de testemunhas, o casal estava próximo a um posto de gasolina na Rua Tabaiares, quando três homens, ao menos um deles armado, se aproximaram e roubaram o celular da jovem. Diante da situação, o militar reagiu e houve troca de tiros.

Os criminosos fugiram correndo para a Rua Sapucaí. Mesmo em movimento, a troca de tiros continuou. As munições acabaram atingindo uma Hilux que estava parada na Rua Tabaiares. A motorista de 71 anos aguardava a filha, quando a confusão começou. Ela não ficou ferida.

Em seguida, mais tiros foram disparados e uma van, de Pedro Leopoldo, além de um Honda Civic, receberam tiros. Os criminosos conseguiram fugir e não foram encontrados até a publicação desta reportagem. Segundo o Sargento Michel, do 1º Batalhão da PM, o boletim de ocorrência será registrado na Central de Flagrantes da Polícia Civil (Ceflan) como roubo e tentativa de homicídios contra o militar.

Ramon Lisboa/EM/D.A.Press
.

FONTE: Estado de Minas.


Mudança aumenta o rigor de punições

Código de Trânsito

O uso de telefone celular ao volante, mesmo que o condutor esteja apenas segurando ou manuseando o aparelho enquanto dirige, agora é infração gravíssima. Na mesma linha, se recusar a fazer o teste do bafômetro ou o exame clínico para comprovação do consumo de álcool vai acarretar multa de R$ 1.915,40. Essas são algumas das alterações do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) que a presidente Dilma Rousseff sancionou ontem, endurecendo a legislação.
.
Uma das novidades do conjunto de regras é a fixação de responsabilidade de proprietários na instalação de sinalização em vias internas pertencentes aos condomínios e nas vias e áreas de estacionamento de estabelecimentos privados de uso coletivo. Em caso de descumprimento, a multa varia de R$ 81,35 a R$ 488,10, além das possíveis ações cíveis e penais.
.
Foi criada uma infração especifica para condutores que têm se negado a fazer teste de bafômetro, exame clínico, perícia ou outro procedimento para confirmar o uso de álcool ou outra substância. A multa inicial de R$ 1.915,40 para aqueles que se recusarem passar pela avaliação dobra se no período de 12 meses houver outra negativa.
.
O transporte clandestino de passageiros também entrou na mira das novas regras, com penalidades mais rígidas. A infração agora é considerada gravíssima, com multa R$1.149,24 e suspensão do direito de dirigir, além do recolhimento da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) do motorista flagrado.
.
O uso de qualquer veículo para, deliberadamente, interromper, restringir ou perturbar a circulação sem autorização do órgão de trânsito agora é infração gravíssima. Além da multa, a punição inclui a remoção do veículo e a suspensão do direito de dirigir por 12 meses.
.
Outro ponto da lei determina que veículos licenciados no exterior não poderão sair do território nacional sem o prévio pagamento das infrações de trânsito cometidas e o ressarcimento de danos que tiverem causado ao patrimônio público ou de particulares, independentemente da fase do processo administrativo ou judicial envolvendo a questão.

.

FONTE: Estado de Minas.


Ladrão é preso após criar grupo de WhatsApp com celular de vítima

Ladrão é preso após roubar farmácia e criar grupo de WhatsApp com celular de vítima
Imagens do circuito interno mostram um dos assaltos; rapazes de camisa preta são os autores

.

Um jovem de 18 anos foi preso por participar de uma sequência de assaltos em uma farmácia no bairro Ipê, região Nordeste de Belo Horizonte, entre março e maio deste ano. A Polícia Civil chegou ao suspeito por meio de imagens do circuito interno e também de um grupo no WhatsApp denominado ‘Maconheiros de Plantão’. O adolescente foi apresentado pela Polícia Civil nesta quarta-feira (2).

.

De acordo com a delegada Adriana das Neves Rocha, em um dos assaltos o rapaz roubou o celular de um dos funcionários e, com o número, criou o grupo no aplicativo adicionando pessoas da lista de contatos da vítima. Uma delas pegou a foto e repassou para a polícia, que conseguiu chegar até o suspeito. De acordo com a delegada, o jovem fazia parte de um grupo de pelo menos quatro pessoas que cometiam os crimes.

.

“Nós tivemos acesso às imagens e, no primeiro roubo, eles tinham roubado o celular de uma das vítimas. Nesse aparelho, acionaram um grupo no WhatsApp que auxiliou que nós pudéssesmos identificar e chegar a esses suspeitos. Estamos tentando chegar aos outros também”, explicou.

.

O segundo que aparece nas imagens era menor de idade na época do crime. Por isso, de acordo com a delegada, ele não pôde ser preso. “Ele prestou depoimento e foi liberado”, disse. A suspeita é de que o grupo também tenha cometido assaltos em uma padaria e um supermercado da região.

.

Quatro assaltos

.

Os crimes ocorreram em um período de menos de dois meses, entre os dias 31 de março e 9 de maio deste ano. Segundo a delegada, o modo de operar do bando era sempre o mesmo: dois entravam no estabelecimento utilizando uma arma de fogo, ameaçavam um dos funcionários e roubavam o dinheiro do caixa.

.

Eles também chegaram a roubar aparelhos celulares e produtos da farmácia. “Ainda estamos apurando se a arma utilizada era um simulacro (falsa) ou verdadeira”, salientou a delegada.

.

Nas imagens do circuito interno (assista abaixo) é possível perceber o primeiro assalto cometido pelo suspeito preso e pelo então adolescente. Eles chegam, abordam dois trabalhadores da farmácia, levam o dinheiro e, logo em seguida, saem. Um deles ainda ameaça uma das vítimas, que simplesmente levanta as mãos em sinal de quem não vai reagir. A ação foi rápida, durando pouco mais de 30 segundos.

.

Um ex-funcionário, que preferiu não se identificar por segurança, reconheceu I. como sendo um dos autores. Ele afirmou que, nos quatro assaltos, o grupo levou uma média de R$ 1.500 no total. Foi dele o celular de onde um dos suspeitos criou o grupo ‘Maconheiros de Plantão’.

.

“Ele montou o grupo e adicionou todas as mulheres que estavam na minha lista, além de amigos dele que ele adicionou nos contatos do meu aparelho. Uma das minhas amigas viu, me avisou e printou as fotos de quatro deles. De posse dessas imagens eu procurei a polícia”, conta.

.

Mesmo com a prisão de um dos autores, ele ainda se sente inseguro. “Não sei se os comerciantes do bairro vão ficar tranquilos porque existem outros três que ainda estão soltos”, desabafou.

.

Prisão

.

I. foi preso no início da manhã desta terça-feira (1º) na casa onde mora no bairro Jardim América, em virtude de um mandado de prisão temporária expedido contra ele. O jovem dormia na hora da prisão e não resistiu à abordagem.

.

Na residência foi encontrado um prato com uma pequena porção de cocaína, possivelmente usada por ele na noite anterior. O autor já tem antecedentes criminais por roubo e porte ilegal de arma de fogo.

.

FONTE: Hoje Em Dia.



%d blogueiros gostam disto: