Antequam noveris, a laudando et vituperando abstine. Tutum silentium praemium.

Arquivo da tag: fotografias

INVESTIGAÇÃO

Software ajuda a identificar fotos forjadas ou falsas 
MOON MADNESS

Estudiosos concluíram que foto da aterrissagem na lua é verdadeira

Los Angeles, EUA. Com o uso de algoritmos programados para descobrir sombras suspeitas, cientistas da computação de Dartmouth e da Universidade da Califórnia, em Berkeley, nos Estados Unidos, afirmam ter desenvolvido um software que consegue detectar com segurança fotos falsas ou modificadas.

A técnica pode ser útil no campo emergente da fotografia forense, afirmou Hany Farid, professor de ciência da computação de Dartmouth e desenvolvedor de softwares. Na era do Photoshop, a detecção de fotos manipuladas é cada vez mais uma prioridade para advogados, jornalistas e pessoas envolvidas na execução de leis e na segurança nacional.

Para determinar a autenticidade de uma imagem, o software usa fórmulas geométricas para detectar e analisar sombras que são invisíveis a olho nu. Em seguida, ele alinha as sombras com o uso de uma fonte potencial de luz. Caso não consiga alinhar as sombras, o software considera a imagem fisicamente improvável.

Olho. A análise de sombras é uma técnica comum da fotografia forense, relata o estudo, publicado na edição de setembro do periódico “ACM Transactions on Graphics”. Entretanto, o olho é simplesmente incapaz de competir com a sofisticação dos softwares de manipulação de imagem atuais.

“Estudos perceptuais demonstram que o cérebro não tem sensibilidade para detectar inconsistências macroscópicas das sombras”, afirmou Farid. “Isso significa que o analista talvez não seja muito bom em determinar se as sombras são ou não reais. Entretanto, importante sobre essa informação é que o falsificador talvez não perceba que colocou uma sombra incorreta na imagem”, completou o especialista.

Para demonstrar o potencial do software, os pesquisadores norte-americanos analisaram uma foto da aterrissagem na lua de 1969. Eles determinaram que a imagem não é falsa.

FONTE: O Tempo.


Brasileiro está entre os vencedores de concurso de fotografia da ONU
Foto de Rafael Martins, um dos vencedores do concurso.

Foto de Rafael Martins, um dos vencedores do concurso.

Foram anunciados na sexta-feira (21), no Panamá, os vencedores do concurso de fotografias promovido pelo Escritório para a América Latina e Caribe do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) e pelo Portal Regional para Transferência de Tecnologia e Ação contra as Mudanças Climáticas (Regatta, na sigla em inglês).

O brasileiro Rafael Martins foi um dos vencedores, com a melhor foto na categoria “Impacto das mudanças climáticas” na região, com uma imagem registrada na Bahia. O boliviano Christian Eugenio Calderón Montaño foi o escolhido na categoria medidas de adaptação e mitigação para combater o problema.

Cada um dos vencedores receberá uma premiação de 750 dólares. “O PNUMA e o Regatta acreditam no poder da imagem para aproximar a questão das mudanças climáticas da população. Com esta convicção, promoveu o concurso nos meses de abril e maio”, diz o comunicado da agência ambiental da ONU.

As fotografias ganhadoras e uma seleção dos trabalhos enviados podem ser vistos em uma exposição virtual em http://bit.ly/145jqoT

FONTE: ONU.


Fotógrafo captura sequência com pássaro pescando na Inglaterra
Pássaro martim-pescador durante pescaria no Rio Salwarpe

Você poderia dizer que essa notícia é “caso de pescador”… Na verdade, é mesmo! Mas é um caso verdadeiro, registrado pelo fotógrafo Ian Schofield, em Worcestershire, na Inglaterra. As imagens feitas pelo profissional mostram o momento em que o pássaro martim-pescador mergulha em busca de sua presa.

A sequência incrível de fotos – que podem ser acessadas aqui  – permite ver desde o momento em que a ave se prepara para atacar, o mergulho em busca do alimento, até o retorno das àguas, com o peixe no bico. O caso foi fotografado no Rio Salwarpe, próximo de Droitwich Spa.

Esse tipo de pássaro é famoso por seu voo rápido sobre a água, além de conseguir pairar sobre a superfície à espreita dos peixes, de acordo com uma reportagem do site britânico Daily Mail.

Ainda segundo a publicação, as aves são muito vulneráveis ao inverno e dificilmente são encontradas fora do Sul da Inglaterra, por causa da sensibilidade à temperatura.

FONTE: Hoje Em Dia.


%d blogueiros gostam disto: