Antequam noveris, a laudando et vituperando abstine. Tutum silentium praemium.

Arquivo da tag: nhá

NHÁ CHICA – batificação

 

Cardeal Angelo Amato, prefeito da Congregação da Causa dos Santos e representante do papa Francisco, chega para a missa campal (Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
Cardeal Angelo Amato, prefeito da Congregação da Causa dos Santos e representante do papa Francisco, chega para a missa campal

Em uma cerimônia marcada pela emoção e determinação dos fiéis, que enfrentam o forte calor da cidade de Baependi, na tarde deste sábado, a mineira Francisca de Paul de Jesus, a Nhá Chica, foi beatificada pelo Vaticano, tornando-se a primeira negra, filha de uma ex-escrava, a receber a consagração no Brasil.

Cerca de 40 mil pessoas acompanham a missa campal, que começou às 15h, acompanhada por uma orquestra de câmara e um coral de 140 vozes que entoaram o hino especialmente composto para a ocasião pelo padre Luís Henrique Eloy e Silva, professor de sagradas escrituras na PUC Minas, em Belo Horizonte, e dom Diamantino Prata de Carvalho.

Às 15h30, o cardeal Angelo Amato, prefeito da Congregação da Causa dos Santos e representante do papa Francisco, leu a carta apostólica que declara venerável a serva de Deus Francisca de Paula de Jesus. O dia da festa de Nhá Chica será 14 de junho, que é o dia de sua morte e o nascimento dela no Céu, para a igreja. Esta foi a primeira beatificação do pontificado do papa Francisco I.

Caminho religioso

 (Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)

“Nhá Chica representa a fé do povo mineiro”, disse o governado do estado, Antônio Augusto Anastasia, que acompanha a cerimônia. Nesta tarde, ele anunciou que Baependi será um dos primeiros municípios do estado a receber as intervenções para a criação do Caminho Religioso da Estrada Real (CRER), projeto do governo do estado que vai ligar o Santuário de Nossa Senhora da Piedade, em Caeté, na Região Central de Minas, ao Santuário de Aparecida, em São Paulo.

Serão 850 quilômetros englobando 86 municípios, sendo 37 na rota principal e 49 na área de abrangência. Ainda segundo Anastasia, o projeto foi dividido em duas etapas. Na primeira, foram feitos levantamentos nas áreas. A segunda etapa, que começa nos próximos meses, será a fase de estruturação do caminho religioso. Em São João del-Rei, cidade onde Nhá Chica nasceu, receberá obras de infraestrutura para receber peregrinações.

LINHA DO TEMPO DE NHÁ CHICA

» 1810 – Francisca de Paula de Jesus,
a Nhá Chica, nasce no distrito de Santo Antônio do Rio das Mortes Pequeno, que pertencia a São João del-Rei, na região do Campo das Vertentes. É batizada em 26 de abril daquele ano

» 1814-1815 –Com a mãe, Isabel e o
irmão, Teotônio, Francisca, filha de ex-escrava, muda-se para Baependi. Isabel morre em 1818

» 1863 –Nhá Chica inicia a
construção da Capela de Nossa Senhora da Conceição.

» 1895 – Em 14 de junho, Nhá Chica
morre em Baependi. Ela fica quatro dias insepulta. Contam que seu corpo exalava cheiro de rosas.

» 1952 –Começa a primeira
campanha para beatificação de Nhá Chica.

» 1954 – A capela construída pela
leiga é confiada às Irmãs Franciscanas do Senhor (IFS), que mantêm a Associação Beneficente Nhá Chica.

» 1989 – Nova comissão é formada
para beatificação da leiga.

» 1991 – Nhá Chica recebe
oficialmente o título de Serva de Deus da Congregação das Causas dos Santos do Vaticano.

» 1992 – Em 14 de janeiro, é
instalada a comissão pela beatificação de Nhá Chica.

» 1993 –Em 16 de julho, tem início o
processo informativo diocesano, pelo bispo diocesano de Campanha, dom Aloísio Roque Oppermann.

» 1998 – Em 18 de junho, é feita a
exumação dos restos mortais de Nhá Chica, na presença de autoridades eclesiásticas, de integrantes do tribunal eclesiástico pela causa de beatificação e médicos-legistas.

» 2001 –Publicado o Positio,
documento que reúne todos os dados e testemunhos recolhidos na fase diocesana, que corresponde à primeira etapa do processo de beatificação.

» 2004 –Em 30 de abril, religiosos
brasileiros reunidos na 42ª Assembleia Geral de Bispos do Brasil, promovida pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), assinam documento pedindo a beatificação de Nhá Chica. Documento reuniu 204 assinaturas e foi encaminhado pela diocese de Campanha ao papa João Paulo II.

» 2010 – Em 8 de junho, no Vaticano,
comissão de cardeais dá o parecer favorável às virtudes da Serva de Deus Nhá Chica.

» 2011 –Em 14 de janeiro, o papa
Bento XVI aprova as virtudes heroicas (castidade, obediência, fé, pobreza, esperança, caridade, fortaleza, prudência, temperança, justiça e humildade) e concede o título de venerável.

» 2011 –Comissão médica da
Congregação das Causas dos Santos do Vaticano reconhece o milagre ocorrido por intercessão de Nhá Chica em favor da professora Ana Lúcia Meirelles Leite. Os sete médicos deram voto favorável: a cura não tem explicação científica.

» 2012 –Em 5 de junho, estudo do
milagre é analisado pela comissão de cardeais da Santa Sé. No dia 28, Bento XVI promulga decreto de beatificação de Nhá Chica. Cerimônia oficial é marcada para 4 de maio.

 (Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
FONTE: Estado de Minas.


%d blogueiros gostam disto: