Antequam noveris, a laudando et vituperando abstine. Tutum silentium praemium.

Arquivo da tag: proteger

Prefeitura cancela fogos do Réveillon para proteger animais do barulho

O comunicado foi feito nesta sexta-feira pelo Facebook e gerou vários comentários em Alfenas, no Sul do estado


A cidade de Alfenas, no Sul de Minas, não terá a tradicional queima de fogos da virada do ano na Praça Getúlio Vargas este ano. O comunicado foi feito nesta sexta-feira (29) pela prefeitura da cidade e não tem nada a ver com crise econômica. É para atender a um pedido dos protetores de animais, muito numerosos no município, em uma demanda muito comum no Réveillon: acabar com o barulho que prejudica os bichinhos de estimação.

O comunicado foi postado no Facebook da prefeitura e recebeu vários elogios. Também houve algumas críticas negativas. O prefeito Luiz Antônio da Silva (PT) diz que se sensibilizou com o pedido das associações protetoras de animais e cancelou o evento de última hora.A prefeitura já havia feito uma licitação de R$ 50 mil para comprar os fogos de artifício, mas não chegou a efetivar a compra. O dinheiro será economizado.

“Já estávamos caminhando para não fazer. Foi uma evolução da percepção da gente. Fizemos muitas audiências públicas sobre os problemas dos animais este ano e percebemos que o barulho de fato prejudica os animais”, conta o prefeito.

Luizinho da Farmácia, como é conhecido, tem em casa o Lhasa Apso Téo e conta que ele era um dos que sofriam com o barulho. “Todo animal sofre, não tem jeito”.

Téo, o cachorrinho do prefeito, parece ter gostado da novidade

Sem a queima de fogos, restará apenas o som mecânico e a iluminação de Natal na praça. “A praça ficará cheia com ou sem fogos”, prevê. O prefeito diz que já houve um grande show de encerramento do ano no dia 22 de dezembro com a banda de pagode Raça Negra.

.

FONTE: Estado de Minas.


 

Mulher divide casa com mais de 50 cães abandonados em Anápolis

Por causa do pouco espaço, ela luta para conseguir um imóvel adequado.
Animais são de todas as idades e raças

 

 

 

A dona de casa Rosadite Mota divide a casa em que mora em Anápolis, a 55 km de Goiânia, com 55 cães que foram abandonados. Apaixonada por animais, há vinte anos ela acolhe cachorros nesta situação. No entanto, com tantos cães, ela luta para se mudar para um local adequado. “Eles estão estressados. Seguro a barra em busca de uma solução”, afirma a dona de casa.

Mesmo com pouco espaço, Rosadite não tem coragem de rejeitar cachorros que são deixados na sua porta. Ela conta que muitas pessoas deixam os cães no portão ou os jogam por cima do muro. O abandono sempre ocorre durante a madrugada. “Essa daqui foi deixada dentro de uma caixa com seis filhotes há dois meses”, recorda-se a dona de casa.

Além da grande quantidade de animais, há os que precisam de mais cuidados, como uma cachorra da raça Beagle, de 2 anos. Ela é cega e tem crises de epilepsia.

Rosadite faz questão de cuidar pessoalmente de todos. A mulher depende de doações e da ajuda de veterinários com medicamentos e ração.

Muitos vizinhos também colaboram, como Maria Alves, que é dona de um restaurante ao lado do abrigo. “Ela merece ser ajudada porque ela necessita que alguém faça alguma coisa por ela porque a situação dela não é fácil”, afirma a empresária. Embora alguns vizinhos colaborem, há outros que se incomodam com a quantidade de animais na casa localizada no Centro de Anápolis.

A direção do Centro de Controle de Zoonoses de Anápolis disse que Rosadite nunca procurou o órgão em busca e apoio. Eles afirmaram que estão dispostos a ajudá-la.

Rosadite cuida de animais abandonados em Anápolis, Goiás (Foto: Reprodução/ TV Anhanguera)Rosadite cuida de animais abandonados em Anápolis, Goiás (Foto: Reprodução
FONTE: G1.


%d blogueiros gostam disto: