Antequam noveris, a laudando et vituperando abstine. Tutum silentium praemium.

Arquivo da tag: quente

Calor em BH? Cidade paranaense tem sensação térmica de 64º C

A sensação térmica em Antonina, no litoral do Paraná, chegou a 64ºC por volta das 16h desta sexta-feira

Não foram poucos os belo-horizontinos que reclamaram de calor nos últimos dias, quando as temperaturas chegaram a bater 33º C. Para esses, a recomendação é cortar do roteiro de viagem a cidade de Antonina, no litoral do Paraná, que chegou a ter sensação térmica de 64ºC por volta das 16h da última sexta-feira (14), segundo o Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar). Nos termômetros, a temperatura registrada foi de 43ºC.

A semana vem sendo sufocante para os moradores do local, que tiveram um dia mais “agradável” quando a menor sensação térmica no mesmo horário beirou os 55ºC.

Ainda conforme o Simepar, as temperaturas devem continuar altas ao longo do fim de semana na região.

Antonina

Calor é sufocante em Antonina

 

Antonina é um município brasileiro do estado do Paraná. Sua população contada em 2010 é de 18.891 habitantes com uma área de 876,551 km². Está situada a 90 km de Curitiba, e a 50 km de Paranaguá.

Cidade histórica cujos primeiros vestígios da ocupação foram encontrados nos sambaquis. Posteriormente índios carijós habitaram o local sendo que os primeiros povoadores datam de 1648 e 1654. Além da extraordinária beleza natural paisagística, Antonina possui no seu calçamento de pedras e nas suas ruínas, histórias, as quais enriquecem o seu patrimônio. O município oferece ainda, diversos atrativos turísticos. É acessado pela BR-277, pela antiga Estrada da Graciosa, por ferrovia e através do porto, que foi recentemente reativado, onde também se localiza a sede do município. Criado através da Lei Estadual nº14 de 21 de janeiro de 1857, e instalado na mesma data foi desmembrado de Paranaguá.

Os habitantes naturais do município de Antonina são denominados antoninenses ou capelistas. Está localizada no litoral norte do Estado do Paraná na Mesorregião Metropolitana de Curitiba, mais precisamente na Microrregião de Paranaguá, estando a uma distância de 84 km via BR-277 e 79 km via Estrada da Graciosa, da capital do estado, Curitiba.

 

.

FONTES: O Tempo e Wikipedia.


BH registra 32ºC nesta sexta e é o dia mais quente de dezembro

Belo Horizonte registrou nesta sexta-feira (14) o dia mais quente do mês de dezembro, com 32ºC, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

A miníma foi de 17ºC. O dia mais quente no mês, tinha sido no último dia 5, quando foram registrados 31.8ºC.

Para o fim de semana a previsão é que o calor continue. Entre este sábado (15) e domingo (16) os termômetros devem marcar 32ºC novamente.

Calor para os pets

 

.

FONTE: O Tempo.


Manhãs frias e tardes quentes

Céu BH

As temperaturas voltaram a cair em Minas Gerais e recordes de frio marcaram a manhã de ontem. Cidades do Sul de Minas amanheceram com geadas e temperaturas abaixo de zero. Em Monte Verde, distrito de Camanducaia, os termômetros marcaram a temperatura mais baixa em todo o estado de Minas Gerais em 2016, -4 graus, e à tarde, marcaram 17,9 graus, segundo o Instituto PUC Minas TempoClima. Já na capital mineira, os belo-horizontinos colocaram os casacos para encarar o dia mais frio do ano na Região da Pampulha, com a mínima de 9,1 graus, sensação térmica de -4 graus, mas depois do almoço enfrentaram calor de 27 graus. Na Região Centro-Sul, os termômetros marcaram mínima de 10, 6 graus.

O meteorologista Heriberto dos Anjos, do Instituto PUC Minas TempoClima, explica que os novos recordes podem ser batidos nos próximos dias com a chegada da massa do ar seco e frio que estacionou em Minas na madrugada de ontem. Contudo, ela fez com que as temperaturas diminuíssem e os índices de umidade relativa caíssem.

As grandes variações de temperatura são semelhantes ao clima de deserto, conforme explicou o meteorologista. Ele afirma que esse fenômeno ocorre quando há falta de nuvens no céu, decorrente do tempo seco. “As nuvens funcionam como filtros dos raios solares e impedem a radiação direta no solo. Quando o céu está limpo, se perde muita energia durante a madrugada e se ganha energia durante a tarde”, explicou o meteorologista.

De acordo com Heriberto, a previsão é de geadas no Sul de Minas e temperaturas abaixo de 3 graus continuam nos próximos dias. Em Belo Horizonte, a expectativa é de mínimas de 9 a 10 graus. Já na quinta-feira, a nebulosidade aumenta em função dos ventos marítimos que chegam de São Paulo, o que trará ventos e deixará o tempo menos seco. Sendo assim, no fim de semana, as temperaturas podem subir, mas continuará frio. De acordo com o meteorologista, os termômetros poderão marcar mínima entre 11 e 12 graus e máxima de 25 graus na capital mineira.

TEMPO SECO De acordo com Heriberto dos Anjos, a umidade relativa do ar ficou ontem em 17%. A Defesa Civil emitiu alerta de baixas temperaturas e baixa umidade do ar em Belo Horizonte, com previsão de que o índice fique em 30% no período da tarde até quarta-feira. Pelos padrões da Organização Mundial da Saúde (OMS), a umidade ideal é de 60%. A entidade recomenda a decretação do estado de atenção quando os índices ficam entre 20% e 30%. Entre 12% e 20% é recomendado estado de alerta, e índices inferiores a 12% podem ser considerados estado de emergência sanitária.

A baixa umidade do ar exige cuidados com a saúde. A hidratação do corpo e a umidificação de ambientes devem ser priorizadas para evitar a desidratação e a incidência maior de doenças respiratórias, além de dores de cabeça, irritações nos olhos, nariz, garganta e pele. Com o tempo seco, o período recomendado para a prática de atividades físicas é antes das 10h e após as 17h. Outras orientações são usar roupas leves, fazer refeições leves, incluindo frutas e verduras, e usar sombrinha ou guarda-chuva para andar nas ruas no período mais quente. A hidratação deve ser reforçada nas crianças e idosos, com a ingestão de bastante líquido.

.

FONTE: Estado de Minas.


Segunda vez consecutiva

Termômetros passam dos 36ºC e BH registra dia mais quente do ano

Com a marca de 36,4ºC na região Centro-Sul, hoje (24/09) foi também o dia mais quente da história para um mês de setembro.

Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press - 20/9/15

.Com a marca de 36,4ºC, na região Centro-Sul, Belo Horizonte teve hoje novamente o dia mais quente do ano. O calor superou a medição de ontem (35,8ºC) até então o dia mais quente e bateu a marca da temperatura mais alta para um mês de setembro em toda a história das medições. Até ontem, o recorde era do dia 24 de setembro de 2007, com 36,1ºC.
.
Os dados são da estação convencional do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), localizada no Bairro Santo Agostinho, na região Centro-Sul, que rege a medição oficial da cidade. Na região da Pampulha, no entanto, os termômetros chegaram a alcançar 36,9ºC. A umidade relativa do ar melhorou um pouquinho na cidade, com medição de 20%.

.

Também durante a madrugada, a região da Pampulha voltou a registrar a maior mínima deste mês (em 2015), de 22,6ºC, pouco superior à marca de ontem, de 22,2ºC.
.
E segundo o meteorologista Claudemir de Azevedo, do Inmet, a previsão é de que amanhã a temperatura fique entre os 20ºC e os 36ºC. Ou seja, bem perto de alcançar novo recorde. E pelo menos na capital, segundo ele, o calor continua até segunda-feira, sem previsão de chuva.
.
Já para as regiões Sul, Campos das Vertentes, Triângulo e Zona da Mata, a previsão do tempo mudou um pouco em relação ao previsto até ontem, com possibilidade de chuvas isoladas amanhã à tarde e à noite, podendo haver pancadas fortes em alguns pontos.

.

FONTE: Estado de Minas.


35,8ºC

Belo Horizonte tem o dia mais quente do ano; veja a previsão

Essa foi a maior temperatura registrada na capital mineira no mês de setembro desde o ano de 2007, quando alcançou a marca de 36,1º

Calorão

Com 35,8ºC atingidos às 15h desta quinta-feira (24), Belo Horizonte teve hoje o dia mais quente do ano, conforme informações do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), superando inclusive as temperaturas registradas nos meses de janeiro e fevereiro, em pleno verão. O motivo para o forte calor seria uma massa de ar quente que está sobre Minas Gerais nos últimos dias, propiciando as altas temperaturas.

.

O pico da temperatura foi às 15h, começando a baixar à medida que o sol vai baixando. De acordo com o meteorologista Luiz Ladeia, esta foi a maior temperatura no mês de setembro desde 2007. “Coincidentemente, no dia 24 de setembro daquele mês, os termômetros registraram 36,1º”, lembra.

Previsão

.

A previsão para esta sexta-feira (25) é que a temperatura máxima fique em torno de 34ºC. “Claro que pode até superar, mas acreditamos que hoje será realmente o dia mais quente”, diz o meteorologista. Ainda de acordo com ele, a umidade relativa do ar nesta quinta-feira está na média de 19%. “Já esteve mais baixo, como no último sábado (19), quando a umidade chegou ao índice de 10%”, diz Ladeia.

.

Ainda de acordo com o especialista, essa massa de ar quente vem elevando as temperaturas no Estado para uma média acima de 30º desde o último dia 17 de setembro. “O quadro é de instabilidade pelo menos até segunda-feira (28), a não ser no Sul de Minas, onde provavelmente haverão chuvas no fim de semana que abaixarão os termômetros”, finaliza Ladeia.

.

Chuva

.

De acordo com o meteorologista Heriberto dos Anjos, do Centro de Climatologia TempoClima PUC Minas, a chuva só deve chegar a Minas entre os últimos dias de setembro e o início do mês de outubro. Ela virá em forma de pancadas rápidas, mas com volume significativo, o que pode causar transtornos. A expectativa é que a chuva nos meses de outubro e novembro fique dentro da média.

.

FONTE: O Tempo.


Belo Horizonte tem o segundo dia mais quente de setembro nesta quarta
Umidade do ar ficou na casa dos 25% durante a tarde; não há previsão de chuva em todo o Estado até domingo

BH fervendo
O primeiro dia da Primavera foi o segundo mais quente do mês de setembro em Belo Horizonte, com termômetros marcando 33,6º C na estação da avenida Raja Gabaglia, na região Centro-Sul de Belo Horizonte. De acordo com o meteorologista Luiz Ladeia, do 5º Distrito do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a umidade relativa do ar chegou a 25% – pouco mais que nos últimos dias, em que os índices ficaram abaixo dos 20% – ainda muito abaixo dos 60% recomendados pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Na estação da Pampulha, os termômetros marcaram 34,2 º C, no entanto, o valor não é utilizado para cálculo de média de temperatura.

.

A temperatura mais alta do inverno foi registrada no início do mês, quando os termômetros chegaram a 33,8º C. E o forte calor sentido pelos mineiros nos últimos dias deve permanecer. De acordo com Ladeia, estão previstas temperatura acima da média para esta primavera.

.

Não deve chover em todo Estado pelo menos até este domingo (27), segundo o Centro de Climatologia TempoClima PUC Minas. Isso porque há uma massa de ar seco atuando sobre o Sudeste e o Centro-Oeste do Brasil, neste início de Primavera.

.

No fim da próxima semana, podem ocorrer pancadas de chuva nas regiões Sul e Zona da Mata. No entanto, ainda não há previsão de chuva em Belo Horizonte. “O quadro vai mudar gradativamente em outubro, com chuva em forma de pancadas, ventanias e granizo. Em novembro, deve chover com mais regularidade”, explicou Ladeia.

.

Interior

.

A tarde foi quente também no interior do Estado, principalmente no Triângulo Mineiro e no Norte de Minas. Em Uberlândia, no Triângulo, os termômetros chegaram aos 33º C e em São Romão, no Norte de Minas, a temperatura máxima registrada foi de 39,2º C.

.

FONTE: O Tempo.


BH tem o dia mais quente do inverno

Capital registra temperatura máxima de 33,4 graus e umidade relativa do ar de 16%. Calor deve continuar

quente

 

Belo Horizonte registrou ontem o dia mais quente do inverno, com a temperatura máxima marcando 33,4 graus, segundo o meteorologista Félix Azevedo, do TempoClima PUC Minas. A secura do ar também castiga a capital mineira. Depois de bater recorde na segunda-feira – a umidade chegou a 14%, bem próximo do estado de emergência, abaixo de 12% –, a baixa umidade relativa do ar chegou ontem a 16%. Com o calor sufocante, muitos belo-horizontinos procuraram se refrescar como podiam. Alguns não se intimidaram e se banharam nas fontes da Praça da Savassi.
Homem se refresca em fonte na Savassi: segundo meteorologista, não há previsão de mudança brusca de temperatura (Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
Para os próximos dias, segundo Azevedo, a previsão é que o calor e a massa de ar seco continuem, com os termômetros podendo registrar máximas de até 32 graus. Neste fim de inverno – a primavera começa oficialmente no dia 23 –, a temperatura ficou cerca de 5 graus centígrados acima da média histórica para o período. A média para agosto é de 26,5 graus. Já a umidade do ar deve apresentar elevação, chegando a 25%. “O calor vai cessar um pouco, mas não há previsão de mudança brusca de temperatura nem de chuva na capital até sexta-feira”, disse o meteorologista.
.
De acordo com a Organização Mundial da Saúde, o índice de umidade considerado confortável é de 60%. A Defesa Civil continua advertindo para a baixa umidade em BH. Ressecamento da boca, doenças respiratórias, gripes e alergias são problemas de saúde que podem se intensificar em decorrência do clima seco, principalmente em menores de 5 anos e idosos acima de 70 anos.

.

FONTE: Estado de Minas.



%d blogueiros gostam disto: