Antequam noveris, a laudando et vituperando abstine. Tutum silentium praemium.

Arquivo da tag: rótulo

Esquema de adulteração de cerveja é desmantelado pela PM em Sete Lagoas

Quatro foram presos pela falsificação e podem responder por crime contra a saúde pública

Um grande esquema de adulteração de cervejas foi descoberto pela Polícia Militar de Sete Lagoas, na Região Central de Minas, na noite desta terça-feira. Quatro homens foram presos em um galpão localizado no Bairro Várzea. No local, os militares encontraram quase duas mil caixas da bebida com indícios de fraude.
De acordo com o tenente Ronaldo Gonçalves, uma viatura fazia patrulhamento pelo bairro quando avistou homens carregando caixas de cerveja para dentro de um galpão com aparência de abandonado na Avenida Prefeito Alberto Moura. Os militares entram no local e encontraram vários maquinários usados pelos suspeitos para trocar os rótulos e tampas de bebidas de valor mais baixo no mercado por outros de marcas mais famosas e mais caras.Ainda de acordo com o militar, um dos quatro detidos era quem chefiava o esquema. Os demais foram contratados para ajudar nas falsificações. Segundo o PM, os suspeitos, que não têm passagens pela polícia, devem responder por crime contra a saúde pública e formação de quadrilha.
Veja mais notícias de falsificação em Sete Lagoas
Veja mais notícias de falsificação em Contagem
FONTE: Estado de Minas.

PM prende estelionatário que adulterava rótulos de cervejas em Sete Lagoas

 

Um homem que vendia cervejas com os rótulos adulterados foi preso, nesta segunda-feira (1º), em Sete Lagoas, na região Central de Minas Gerais. Outro homem que estava na companhia do suspeito foi preso por porte ilegal de arma.

 
De acordo com os militares do 25º Batalhão, o estelionatário foi detido em sua casa, que fica no bairro Jardim Primavera, onde transformava cervejas da marca Glacial em Brahma e Skol. Segundo os policiais, o suspeito teria assumido que comprava cervejas mais baratas, trocava o rótulo e a tampinha e as vendia como se fossem de marcas renomadas. Adulteradas, a bebida era vendida a um preço superior em bares do município e cidades vizinhas.
 
Acredita-se que o suspeito comprava uma caixa de cerveja por cerca de R$ 34 e a vendia por R$ 76. Para prender o suspeito foi montado uma operação de monitoramento que durou 30 dias. Durante as investigações, os policiais descobriram que para não levantar suspeitas a cerveja era submersa em uma caixa com água até o rótulo se soltar.
 
Com a garrafa lisa, novos rótulos eram apicados. Além dos rótulos e tampinhas de outras marcas, na casa dele, foram apreendidos cerca de 260 caixas de cervejas, um revólver calibre 32, uma carabina calibre 22 e sete munições de 22 intactas e uma deflagrada.
 
A dupla foi levada à delegacia da cidade.
 
 
FONTE: Hoje Em Dia.


%d blogueiros gostam disto: