Antequam noveris, a laudando et vituperando abstine. Tutum silentium praemium.

Arquivo da tag: roubaram

Menino Jesus em tamanho real é roubado de presépio em Caratinga

Imagem era exposta há mais de 20 anos na cidade.
CDL registrou Boletim de Ocorrência e pede a devolução da peça.

Cartazes foram colados nas peças do presépio pedindo a volta do menino Jesus (Foto: Willians de Freitas/ Arquivo Pessoal)
Cartazes foram colados nas peças do presépio pedindo a volta do menino Jesus

Um presépio montado em frente ao Fórum de Caratinga, no Leste de Minas, sofreu um ato de vandalismo; o Menino Jesus foi roubado. O presépio montado com peças em tamanho real é exposto há mais de 20 anos pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL). Nesta quarta-feira (30)  uma campanha foi iniciada para tentar recuperar a principal peça da exposição.

Funcionários do Fórum sentiram falta do Menino Jesus na tarde dessa terça-feira (29) e alertaram os responsáveis pelo presépio. A gerente operacional da instituição, Grazielle Pousas, conta que o fato deixou tristes todos os funcionários da entidade. Um boletim de ocorrência pelo roubo da peça foi registrado, mas a gerente espera que a campanha ajude a recuperar o objeto.

Entidade pede a devolução da imagem roubada (Foto: Willians de Freitas/Arquivo Pessoal)Entidade pede a devolução da imagem roubada

 

“Estamos apelando à população para que a imagem seja devolvida. Se alguém tiver uma informação de onde está o menino Jesus, ou mesmo se a pessoa que levou tiver se arrependido e quiser devolver, que entre em contato com a gente. Tudo pode ser feito de forma anônima, não vamos levar ninguém na polícia, só queremos a imagem de volta. Esse presépio é antigo e faz parte tanto da história da CDL como de Caratinga”, relata Grazielle.

O CDL não soube precisar a idade da imagem, mas o ex-presidente da CDL José Romero  Resende Carli afirma que há pelo menos duas décadas o presépio vem enfeitando a cidade. “Foi em uma das minhas gestões que nós compramos esse presépio, trouxemos lá de Santa Cantarina. Ele é feito de fibra de vidro, portanto é leve, fácil de carregar. Mas nós fazemos um apelo para que devolvam o menino Jesus. Isso é uma agressão à religiosidade das pessoas”, desabafa o ex-presidente.

José Romero conta que ao longo dos anos as imagens em tamanho real sempre foram expostas em locais públicos como no Fórum, Coreto e Prefeitura, mas que é a primeira vez que algo assim acontece. Ele também faz votos de que a peça seja devolvida.

“Hoje o espírito natalino foca apenas o Papai Noel, então o presépio é também uma maneira de contar para as crianças sobre o nascimento de Cristo. Precisamos que o espírito natalino vá além do lado comercial, que nos traga de volta esses valores da importância da família. Por isso é tão importante que essa imagem seja devolvida, ela tem um peso e uma tradição muito forte para todos nós”, destaca José Romero.

FONTE: G1.


Vigilantes são rendidos e caixas roubados em loja na Cristiano Machado

Vítimas contaram que o grupo os abordou e os deixou amarrados distante dos equipamentos; até o momento ninguém foi preso; crime aconteceu em concessionária

cristiano machado, concessionaria, caixas

Concessionária foi invadida por trio, ainda não localizado
Três vigilantes de uma concessionária foram rendidos e dois caixas eletrônicos do estabelecimento foram arrombados com maçarico, na manhã deste domingo (28), na avenida Cristiano Machado, na altura do bairro Palmares, na região Nordeste de Belo Horizonte. Segundo a Polícia Militar (PM), dinheiro foi roubado, mas a quantia não foi informada. O trio de suspeito ainda não foi localizado.
Uma das vítimas contou que por volta das 7h20 abriu o portão para que outros dois vigilantes entrassem de carro e, neste momento, os suspeitos apareceram, renderam os funcionários e os amarraram com lacres. Eles ainda retiraram as jaquetas das vítimas e vestiram.Depois de renderem as vítimas, o trio pichou as câmeras de segurança e de dentro do carro deles, um Palio Weekend preto, tiraram maçarico, alavanca, pé de cabra e tesoura de cortar latão. Eles arrombaram dois caixas eletrônicos e levaram dinheiro dos equipamentos. O alarme de uma das máquinas chegou a disparar, mas não inibiu a ação dos criminosos. O trio fugiu.Os vigias conseguiram se soltar mais tarde e não ficaram feridos.

PM procura homens que arrombaram caixas eletrônicos em Belo Horizonte

A ação aconteceu dentro de uma concessionária no bairro Palmares.
Três vigilantes foram rendidos pelos bandidos, segundo a polícia.

 

A Polícia Militar (PM) procura por três homens suspeitos de arrombar dois caixas eletrônicos dentro de uma concessionária na Avenida Cristiano Machado, no bairro Palmares, na Região Nordeste de Belo Horizonte, neste domingo (28).

De acordo com os militares do 16º batalhão, os bandidos invadiram o local e renderam três vigilantes. Eles usaram maçaricos para abrir os caixas eletrônicos.

Os vigilantes foram amarrados pelos três homens, segundo a PM. Eles só conseguiram se soltar depois que os bandidos deixaram o local. Câmeras de segurança foram quebradas e pichadas. Até a conclusão desta reportagem, ninguém havia sido preso.

FONTE: G1 e O Tempo.


Ladrões invadem prédio no Bairro Castelo, levam rodas de carros e ainda deixam recado

Criminosos escreveram “obrigado pelos pneus” em uma pilastra do estacionamento. Furto aconteceu durante a madrugada na Rua Castelo de Sintra

 
Celso Amaury/Divulgação

Moradores de um prédio no Bairro Castelo, Região da Pampulha, tiveram um grande prejuízo após uma invasão na madrugada desta quinta-feira. Ladrões levaram as rodas de dois veículos e ainda deixaram um “agradecimento” às vítimas. 

.
O caso aconteceu em um edifício que fica na Rua Castelo de Sintra. O vendedor Thiago Parreira, de 33 anos, é uma das vítimas. Segundo ele, o crime foi descoberto por volta das 6h, quando ele e a esposa saíram para o trabalho. Uma vizinha do casal desceu para a garagem primeiro e encontrou seu carro sem as rodas. Logo depois, Parreira descobriu que seu veículo também havia sido alvo de furto. “Eles desligaram o automático do portão e deixaram ele manual. Abriram o portão da garagem manualmente e levaram as quatro rodas dois dois”, explica. 

Celso Amaury/Divulgação

As vítimas acionaram a Polícia Militar (PM) para registrar um boletim de ocorrência. Segundo o comerciante, o prejuízo para ele chega a R$ 3,5 mil. As únicas pistas deixadas pelos criminosos são recados nas pilastras. “Em um eles deixaram escrito Contagem e outro agradecendo pelos pneus”.  
.
Parreira também reclamou do alto índice de assaltos na região. O vendedor disse que seu prédio já foi invadido outras vezes. “Para furto em veículo não, mas já teve subtração de bicicletas e outros artigos dentro do prédio”. Vizinhos também relataram o roubo de uma moto em outro edifício do bairro, que teria acontecido há pouco tempo. De acordo com a Polícia Militar (PM), os criminosos ainda não foram localizados e a ocorrência foi repassada à 1ª Delegacia de Polícia Civil Noroeste.

.

FONTE: Estado de Minas.


Leão que foi sequestrado em São Paulo é encontrado em Maringá

Animal estava no criadouro do ex-dono; um funcionário chegou a ser preso.

Chamado de Rawell, o leão foi doado para criadouro no interior paulista.

Leão sequestrado em São Paulo foi encontrado em Maringá (Foto: RPC TV Maringá/Reprodução)Leão sequestrado em São Paulo foi encontrado em Maringá (Foto: RPC TV Maringá/Reprodução)

O leão Rawell, sequestrado em Monte Azul Paulista (SP), foi localizado em Maringá, no norte do Paraná, neste sábado (3). A Polícia Civil cumpriu o mandado de busca e apreensão do animal, expedido pela Justiça paranaense, no criadouro do ex-dono do leão, Ary Marcos, que abriga mais de dez tigres.

Leão sequestrado no interior de São Paulo foi encontrado em Maringá (Foto: Erick Gimenes/G1)Donos de criadouros se desentenderam e leão foi
retirado de Monte Azul Paulista, em São Paulo
(Foto: Erick Gimenes/G1)

O leão, de 9 anos e 300 quilos, foi furtado na madrugada de quinta-feira (1º). O médico Oswaldo Garcia Junior, dono do criadouro onde o animal estava, diz que homens arrombaram o portão do centro de reabilitação, abriram a jaula e sequestraram o felino.

Neste sábado, um funcionário do criadouro de Maringá foi preso por desobediência porque não permitiu que os policiais entrassem no local.

“Teve uma discussão entre os donos dos criadouros do Paraná e de São Paulo. O Ary apresentou um documento do Ibama que diz que ele é o fiel depositário do animal. Eles tentaram entrar em acordo, mas não conseguiram. Foi aí que o Ary decidiu agir com as próprias mãos”, diz o delegado Leandro Roque, que afirmou, ainda, que o leão vai seguir no criadouro de Maringá já que não tem para onde ser levado.

Segundo o delegado, Ary Marcos não está na cidade e vai ter de comprovar a posse de Rawell na delegacia de Monte Azul Paulista. Se os documentos forem ilegais, ele pode ser indiciado por furto.

O advogado de Ary Marcos não quis falar com a imprensa.

Polícia cumpre o mandado de busca e apreensão em canil de Maringá (Foto: Erick Gimenes/G1)Polícia cumpre o mandado de busca e apreensão em canil de Maringá (Foto: Erick Gimenes/G1)

Câmeras de segurança
Imagens de câmeras de segurança de uma chácara vizinha mostram uma caminhonete invadindo o criadouro com um objeto parecido com uma jaula na carroceria. Nas gravações também aparecem dois homens andando pela rua que dá acesso ao local com um objeto que, segundo a polícia, pode ter sido usado para sedá-lo. Os homens saem em marcha a ré e vão embora carregando o felino, ainda conforme a polícia.

Rawell, segundo Junior, foi doado pelo dono do criadouro de Maringá. O médico disse que um dos homens que aparecem nas imagens das câmeras de segurança é o ex-dono do leão.

Perícia
Uma perícia feita no local do crime apontou que o leão provavelmente foi dopado e arrastado antes de ser sequestrado. Segundo o perito criminal Nilceu Fortunato, os criminosos sabiam bem como lidar com o animal.

Criadouro em Maringá
No ano passado, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) informou que o mantenedouro de Ary Marcos não tem autorização para reproduzir felinos em cativeiro.

A informação foi divulgada após a Justiça de determinar a vasectomia em 12 tigres do local. Segundo o Ibama, Marcos não pode reproduzir nem vender os felinos, tem apenas a autorização para mantê-los em cativeiro.

VEJA MAIS AQUI!

FONTE: G1.


Polícia inicia buscas a leão
Rawell, de 9 anos e pesando 300 quilos, foi levado de criadouro no interior de São Paulo. Ex-dono do animal é o principal suspeito

 

São Paulo – A Polícia Civil de São Paulo instaurou ontem um inquérito para apurar o sumiço do leão Rawell, de 9 anos e pesando 300 quilos, de um criadouro em Monte Azul Paulista, a 400 quilômetros da capital, na madrugada de quinta-feira. Segundo o delegado que investiga o caso, Carlos Arnaldo Nicodemos Andrade, o ex-dono do felino é suspeito de ter furtado o animal do Criadouro Conservacionista São Francisco de Assis, espaço que abriga 300 animais, entre espécies silvestres e exóticas. A entidade atua na proteção e recuperação de bichos vítimas de maus-tratos ou abandono.

Rawell foi doado para o criadouro há 5 anos, mas segundo o delegado, o ex-dono do leão, Ary Marcos Borges da Silva, passou a exigir dinheiro e fazer ameaças de levar o animal. A polícia chegou até o nome do suspeito após vizinhos e um ex-funcionário do criadouro terem reconhecido o suspeito como uma das quatro pessoas que invadiram o recinto para pegar o leão. O ex-dono mora em Maringá, a 434 quilômetros de Curitiba.

“Temos aqui o termo de doação do Rawell. O que foi uma doação, virou um desentendimento porque o antigo mantenedor queria receber dinheiro por isso. Na época, ele doou o leão porque disse que precisava se desfazer de alguns animais. Como não recebeu dinheiro, teria ameaçado buscar o leão. O próximo passo é tentar localizar o Ary. Temos uma foto dele e vamos fazer contato com a polícia de Maringá, no Paraná”, disse o delegado.

O leão vivia no criadouro particular com autorização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). O dono do local, o médico Oswaldo Garcia Junior, acredita que o felino foi sedado e arrastado, devido a marcas no chão. A perícia já esteve no local. 

Os vizinhos ouviram um barulho e notaram uma caminhonete, com uma jaula na carroceria, dentro do local. Três homens e uma mulher arrombaram o portão de acesso à propriedade e da jaula para pegar o animal, segundo Oswaldo Garcia Junior. O médico contou que os moradores da região não se deram conta de que seria um crime porque o local constantemente recebe animais em situação de risco. 

“Meus três vizinhos daqui da frente viram, mas eles achavam que fosse um pessoal da Polícia Florestal, do Ibama, que estava trazendo algum animal. Como a gente recebe muito animal abandonado, machucado, eles acharam que estavam trazendo pra cá para que fossem cuidados”, disse. Chateado, o médico afirma que o leão comia cinco quilos de carne por dia e era dócil. “Ele veio maltratado, sem as garras das patas, magro, sem pelos na juba. Quero que devolvam meu bicho para ele ter um fim de vida digno, que a gente queria dar para ele”, comentou o dono do criadouro. O animal não tinha rastreador.

Ary Marcos Borges da Silva ficou conhecido por criar felinos em sua casa, em Maringá. O mais famoso deles foi o leão Ariel, que ficou tetraplégico e sua história foi parar na internet e em programas de televisão. Uma fã criou a página virtual “Ajuda ao leão Ariel”, que teve mais de 15 mil seguidores e arrecadava fundos para custear as despesas no tratamento do leão – que morreu em julho de 2011.

NOTÍCIA RELACIONADA

FONTE: Estado de Minas.


Proprietário diz que teve leão furtado de centro de reabilitação de animais

 

Dono de recinto em Monte Azul Paulista alega que bicho foi sedado.

Meio Ambiente aguarda investigação policial para tomar providências.

O proprietário de um centro de reabilitação de animais abandonados e em extinção de Monte Azul Paulista (SP) afirma que um leão foi furtado do interior do recinto durante a madrugada desta quinta-feira (1º). Segundo o médico Oswaldo Garcia Junior, responsável pelo Criadouro Conservacionista São Francisco de Assis, ladrões arrombaram o portão da propriedade e o portão da jaula e levaram Rawell, de 9 anos.

Em nota, a Secretaria de Estado do Meio Ambiente informou que aguarda investigação das Polícias Civil e Militar para tomar as medidas necessárias.

Garcia Junior relata que o furto aconteceu por volta das 5h30, quando três vizinhos notaram a presença de um veículo na propriedade. Segundo ele, os moradores da região não se deram conta de que seria um ato criminoso, porque o local constantemente recebe animais em situação de risco.

“Meus três vizinhos daqui da frente viram, mas eles achavam que fosse um pessoal da Polícia Florestal, do Ibama [Instituto de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis], que estava trazendo algum animal. Como a gente recebe muito animal abandonado, machucado, eles acharam que estavam trazendo pra cá para que fossem cuidados”, diz.

Ao chegar ao criadouro durante a manhã, o médico afirma que se deu conta de que o leão não estava mais na jaula e que os portões de acesso à propriedade e do abrigo do animal tinham sido arrombados. Garcia Junior acredita que o animal de aproximadamente 300 quilos foi sedado antes de ser retirado da jaula e arrastado até ser colocado em um veículo.

Leão de 9 anos foi furtado em Monte Azul Paulista, diz proprietário (Foto: Sérgio Oliveira/EPTV)Leão foi furtado em Monte Azul Paulista, diz
proprietário

Com base em testemunhas, ele afirma que três homens e uma mulher estão envolvidos no furto. “O portão de entrada do criadouro foi arrebentado, assim como a porta da jaula do leão. Foi alguém que sabia muito [lidar leões]. Para pegar um leão não ia ser fácil , afirma.

O proprietário alega que registrou o caso na Polícia Militar. O animal não tinha rastreador. “Só quero que me devolvam o bicho de volta, para ele poder a vida digna que ele tinha aqui.”

Segundo Garcia Junior, Rawell tinha 9 anos e estava aos cuidados do criadouro conservacionista desde 2009, depois de ser deixado no local por um criador de Maringá (PR). O médico afirma que o leão comia cinco quilos de carne por dia e recebia atenção especial no recinto. “Era meu molecão, meu filho, era muito dócil”, diz.

Secretaria do Meio Ambiente
Em nota, a Secretaria de Estado do Meio Ambiente comunicou que o alegado furto está sendo investigado pela Polícia Militar Ambiental e pela Polícia Civil e que somente a partir do resultado da apuração serão tomadas as providências cabíveis.

O G1 tentou contato com a Polícia Militar em Monte Azul Paulista nesta quinta-feira, mas não conseguiu um posicionamento sobre o caso até a publicação desta matéria.

Proprietário afirma que sentiu falta do animal quando chegou pela manhã em Monte Azul Paulista (Foto: Sérgio Oliveira/EPTV)Proprietário afirma que sentiu falta do animal quando chegou pela manhã

A polícia já está à procura de Rawell!

FONTE: G1.



%d blogueiros gostam disto: