Antequam noveris, a laudando et vituperando abstine. Tutum silentium praemium.

Arquivo da tag: tabelados

Com tropeiro a R$ 15 e água a R$ 6, Fifa divulga preços do cardápio oficial dos estádios

Amendoim por R$ 8, cerveja R$ 10, água R$ 6. Este serão alguns dos valores que os torcedores terão que pagar durante a Copa do Mundo dentro e ao redor dos estádios. Os preços das comidas e bebidas foram divulgados nesta segunda-feira pela Fifa e também valem para quem estiver no Fifa Fan Fest, festas organizadas pela Fifa e cidades-sede de onde serão transmitidos os jogos em telões.

Entre as opções, estão aperitivos, sanduíches, pipoca, amendoim, batata, chocolate, soverte, refrigerantes, duas marcas de cerveja e uma opção da bebida sem álcool, além de comidas regionais. No cardápio de Salvador, por exemplo, está incluso acarajé (R$ 8) e cocada (R$ 5).Em Recife, tapioca (R$ 8) e bolo de rolo (R$ 5). No Rio de Janeiro, biscoito de povilho (R$5). Em Manaus, o Tambaqui, tradicional peixe da região será vendido com fritas (R$ 13). O feijão tropeiro (R$15) será vendido na capital mineira. 

Confira os valores das comidas e bebidas:

FONTE: Itatiaia.

CLIQUE AQUI PARA OBTER Cardápio Fifa!

VEJA TAMBÉM O GUIA DA COPA, COM DATAS, JOGOS, E O QUE FUNCIONA OU NÃO EM BH!

VEJA TAMBÉM: PREÇOS SURREAIS!


Restaurante de carnes, comida mineira e fast food serão os primeiros

 

Praça de alimentação. Infraero inicia processo de licitação para restaurantes e lanchonetes no aeroporto de Confins no próximo dia 18
A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) abriu licitação para seis pontos comerciais da praça de alimentação no terraço panorâmico do Terminal 1 do Aeroporto Internacional Tancredo Neves (AITN), em Confins, na região metropolitana de Belo Horizonte. O prazo da concessão dos empreendimentos na área é especial e será de 84 meses. A Lei de Concessões prevê período máximo de 60 meses. O preço mínimo da concessão é de 15% sobre o faturamento bruto mensal da empresa que ganhar o processo.

O primeiro pregão, que é voltado para um restaurante especializado em carnes, acontece dia 18 deste mês, às 9h. O empreendimento irá ocupar uma área de 222,26 metros quadrados no terraço do terminal, fora a área de depósito para apoio operacional e estoque de suprimentos, num total de 240,52 metros quadrados.

No mesmo dia, porém à tarde (14h), será feito o pregão presencial de área destinada à fast food de sanduíches, que irá ocupar uma área total de 85,53 metros quadrados, sendo 67,36 metros quadrados de loja.

Dia 19 de abril, às 9h, serão abertas as propostas da confeitaria de 135,57 metros quadrados, sendo 117,42 metros quadrados de loja.

Em seguida, no dia 22, às 14h, será aberto o pregão para o restaurante mineiro, que irá ocupar uma área total no terminal de 122,94 metros quadrados. O diferencial desse empreendimento é o preço controlado de sete tipos de produtos. O valor de alimentos por peso será de R$ 2,50 por cem gramas. A água mineral sem gás (200 ml) terá que custar R$ 0,90 e o refrigerante lata (350 ml), R$ 2,75. Um copo de refresco (300 ml) tem preço estabelecido pelo edital de R$ 1,40.

Nesse mesmo dia, às 9h, também está programado o pregão de um restaurante especializado em comida típica mineira, numa área total de 277,65 metros quadrados (259,39 metros de área de loja). No dia seguinte, será feito o pregão para exploração comercial de cafeteria especializada em cafés finos, às 9h. O empreendimento irá ocupar 113,05 metros quadrados, sendo 95,24 metros de loja.

A licitação anterior foi para quatro pontos. Um deles, foi uma choperia, que irá ocupar um espaço de 182,83 metros quadrados, além de uma pizzaria, com 90,5 metros quadrados de área, uma pastelaria, com 52,21 metros quadrados e uma lanchonete.

Praça de alimentação. A Infraero informou que as licitações serão feitas de forma “escalonada”. A ideia é replicar a praça de alimentação de um shopping, porém em menor escala.

Além das opções para alimentação, o terraço do terminal 1 irá abrigar um espaço denominado ‘Fast Sleep’, com cabines com cama e ar-condicionado para que o viajante possa tirar uma soneca e tomar banho durante as conexões, nos moldes do que já acontece no aeroporto internacional de Guarulhos (SP). A assessoria da autarquia informou que o edital do empreendimento está em fase de elaboração.
Hoje, o terraço de Confins é ocupado por dois restaurantes. A ideia é que a praça possa contar com 14 pontos de comercialização de alimentos.

FONTE: O Tempo.

Já tinha passado da hora de “alguém” colocar termo na roubalheira nas lanchonetes, quiosques e congêneres em Confins…
Marcelo Souza – Acadêmico de Direito
Belo Horizonte.


%d blogueiros gostam disto: