Antequam noveris, a laudando et vituperando abstine. Tutum silentium praemium.

Arquivo da tag: terça

Saiba o que abre e o que fecha em BH no feriado de Imaculada Conceição

Na terça-feira, dia 8 de dezembro, comércio pode funcionar, segundo CDL.
Serviços considerados essenciais atendem em esquema de plantão.

Feriadão
O feriado de Imaculada Conceição, nesta terça-feira (8), altera o funcionamento de alguns serviços em Belo Horizonte. De acordo com a Prefeitura de BH, o ponto é facultativo em repartições da administração municipal na segunda-feira (7). A Câmara de Dirigentes de Lojistas da cidade (CDL-BH) informou que o comércio pode funcionar normalmente.

Cemig
A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) atende em plantão de 24 horas, por meio do telefone 116. Além disso, há atendimento no site da Cemig e por meio de mensagens de texto (SMS) para o número 29810.

Copasa
As agências da Companhia Saneamento de Minas Gerais (Copasa) ficam fechadas na segunda (7) e na terça-feira (8). O atendimento pelo telefone 115 funciona em plantão de 24 horas.

Bancos
Segundo a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), as agências bancárias ficam fechadas em BH na terça-feira (8).

Comércio
O comércio poderá funcionar na capital normalmente, de acordo com a Câmara de Dirigentes de Lojistas de Belo Horizonte (CDL-BH).

Ceasa
A Central de Abastecimento de Minas Gerais, na Grande BH, funciona normalmente.

Abastecimento
O Mercado do Cruzeiro abre no sábado (5), das 7h às 18h, no domingo (6) e na terça-feira (8), das 7h às 13h. Fecha na segunda-feira (7). A  Central de Abastecimento Municipal e a Feira Coberta do Padre Eustáquio abrem no sábado e na segunda-feira, das 7h às 18h. No domingo e na terça-feira, das 7h às 13h.

Os Sacolões Abastecer abrem no sábado, das 7h às 18h. No domingo e na terça-feira, das 7h às 13h. Fecham na segunda. As feiras livres funcionam no sábado, no domingo e na terça-feira, das 7h às 13h. Elas fecham na segunda-feira.

As Feiras Modelo, o Mercado da Lagoinha, o Refeitório Popular da Câmara Municipal e o Banco de Alimentos não funcionam entre sábado e terça-feira. Os Restaurantes Populares I, III e IV fecham no sábado, no domingo e na terça-feira. Na segunda, abrem normalmente.

A Feira de Orgânicos funciona no sábado, das 7h às 13h. Ela fica fechada no domingo e na segunda-feira. O Direto da Roça funciona no sábado e na segunda-feira, das 7h às 13h. No domingo, o programa não funciona. Na terça-feira o atendimento é facultativo nestas últimas duas feiras.

Defesa Civil
A Defesa Civil fica de plantão. Os telefones de contato são 199 e 3277-8864.

BH Resolve
Fechado para atendimento entre sábado e terça-feira.

Limpeza Urbana
Todos os serviços de limpeza são realizados normalmente no sábado e na segunda-feira. No domingo, há plantões de varrição na área central, na área hospitalar e na Savassi. Na terça-feira, são feitas coletas hospitalar, domiciliar e seletiva, além de capina, varrição e limpeza de bocas-de-lobo em toda a cidade.

Transporte
Os ônibus gerenciados pela Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans) circulam normalmente entre sábado e segunda-feira. Na terça-feira, as linhas atuam com quadro de horários de domingos e feriados.

A Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) informou que o quadro de horários do metrô só sofre mudanças na terça-feira. No feriado, a linha opera com intervalo de 7 a 12 minutos no período da manhã. À tarde e à noite, de 12 a 15 minutos.

Parques e Zoológico
Todos os parques fecham na segunda-feira para manutenção e funcionam normalmente no sábado, no domingo e na terça-feira. O Parque Municipal fica aberto das 6h às 19h45. O Ecológico e de Lazer, o Vencesli Firmino da Silva, o Universitário, o Elias Farah, o Fazenda Lagoa do Nado, o Cássia Eller e o Ursulina de Andrade Melo abrem das 8h às 20h. Os demais parques funcionam das 8h às 18h. O Mirante do Mangabeiras funciona normalmente entre sábado e terça-feira, das 10h às 22h.

O Jardim Zoológico e o Jardim Botânico ficam abertos das 8h30 às 16h, o Aquário do Rio São Francisco, das 9h às 16h e o Parque Ecológico da Pampulha, das 8h30 às 17h. Os quatro funcionam entre sábado e terça-feira.

Cultura
O Museu Histórico Abílio Barreto abre no sábado, no domingo e na terça-feira, das 10h às 17h. A Casa do Baile funciona no sábado, no domingo e na terça, das 9h às 18h. A Casa Kubitschek abre no sábado, no domingo e na terça-feira, das 10h às 18h. Os três fecham na segunda-feira.

O Centro de Referência da Moda abre no sábado e no domingo, das 10h às 14h, e fecha na segunda e na terça-feira. O Museu de Arte da Pampulha fica fechado para montagem de exposição. O Arquivo Público da Cidade não funciona entre sábado e terça-feira.

Postos de Informação Turística
O Centro de Referência Turística de Belo Horizonte Álvaro Hardy – Veveco abre no sábado, no domingo e na terça-feira, das 8h às 17h, e fecha na segunda-feira. O Posto de Informação do Mercado das Flores abre no sábado, no domingo e na terça-feira, das 8h às 15h. Na segunda, dia 7, ele funciona das 9h às 18h.

O Posto de Informação do Aeroporto de Confins abre no sábado, no domingo e na terça-feira, das 8h às 17h. Na segunda, dia 7, funciona das 8h às 22h. O Posto de Informação da Rodoviária abre no sábado, no domingo e na terça-feira, das 8h às 17h. Na segunda, dia 7, funciona das 8h às 18h. O Posto de Informação do Mercado Central abre no sábado e na segunda-feira, das 7h às 18h. No domingo e na terça-feira, das 7h às 13h.

Saúde
As Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), o Hospital Municipal Odilon Behrens, a Central de Internação, o Samu e os laboratórios das UPAs funcionam 24 horas por dia.

Os Centros de Saúde, o Centro de Controle de Zoonoses, o Laboratório de Zoonoses, os Centros de Especialidades Médicas (CEMs), o Centro de Treinamento e Referência (CTR), as Unidades de Referência Secundária (URSs), o Centro Municipal de Imagem (CMI), o Centro Médico de Oftalmologia (CMO), os Centros de Reabilitação (Creabs), a Farmácia Distrital, os centros de convivência e os laboratórios distritais e Central  não funcionam no sábado, no domingo e na terça-feira. Na segunda, eles funcionam das 7h às 17h.

Os Centros de Referência em Saúde Mental (Cersams) atendem entre sábado e terça-feira com escala mínima durante o dia. O expediente é normal à noite.

O Serviço de Urgência de Psiquiátrica Noturno funciona normalmente entre sábado e terça-feira. As Academias da Cidade não funcionam no sábado, no domingo e na terça. Na segunda-feira, funcionam com escala mínima.

Os Centros de Esterilização de Cães e Gatos não funcionam no sábado, no domingo e na terça. Na segunda, o atendimento é das 7h às 16h.

FONTE: G1.


Chuva forte atinge Belo Horizonte e Região nesta terça-feira

Av. Vilarinho ficou alagada e pessoas ilhadas sobre carros, diz Defesa Civil.
Órgão emitiu alerta para chuvas até a manhã desta quarta-feira.

Chuva alagou a Avenida Vilarinho, em Belo Horizonte, no início da noite desta terça-feira em Belo Horizonte (Foto: Fabiana Cortes Oliveira/ Arquivo Pessoal)
Chuva alagou a Avenida Vilarinho, em Belo Horizonte, no início da noite desta terça-feira em Belo Horizonte

Belo Horizonte e cidades da Região Metropolitana foram atingidas por uma forte chuva no fim da tarde e noite desta terça-feira (27). A região mais afetada foi a de Venda Nova, segundo a Defesa Civil da capital mineira.

Segundo o meteorologista Arthur Chaves, da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), a média de chuva em outubro, em Belo Horizonte, é de 141 milímetros. O volume registrado na Região de Venda Nova é de cerca de 40 por cento do esperado.

Os militares também receberam um chamado sobre uma casa alagada no bairro Céu Azul, na Região da Pampulha. No local, uma mulher de 68 anos foi resgatada e uma criança, segundo os bombeiros.

A Defesa Civil emitiu um alerta para chuvas localizadas com raios e rajadas vento previstos para até a manhã desta quarta-feira (28). Ainda de acordo com o órgão, pode chover de 20 a 40 milímetros neste período.

A chuva atingiu vários outros pontos da capital, deixando o trânsito ruim na volta para a casa. Segundo a Defesa Civil, choveu 35,6 mm na Região da Pampulha, 24,2mm na Nordeste e 16mm na Leste.

Recordes de temperatura

Belo Horizonte teve dias de muito calor nas últimas semanas. Dois recordes de temperatura nos últimos 105 anos foram quebrados. No dia 22, a temperatura registrada foi de 33,7°C segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). No mesmo dia, houve queda de Granizo.

Anteriormente, no dia 16, os termômetros chegaram a 37,4°C. Neste dia, a umidade chegou a níveis semelhantes ao Deserto do Saara: 12%. O recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) é 60%.

FONTE: G1.


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 09/06/2015, 19:40.
SINDICATO MANTÉM GREVE NA TERÇA E QUARTA
VEJA AQUI!
.
09/06/2015
07:26

Na empresa Torres, 138 veículos não saíram. As linhas são:

5503A (Goiânia A), 5503B (Goiânia B), 9105 (Nova Vista/Sion), 9211 (Caetano Furquim/Havaí), 9214 (Caetano Furquim/Havaí via Alto Havaí), 9250 (Caetano Furquim/Nova Cintra via Savassi), 9208 (Taquaril/Conjunto Santa Maria), 8102(União/Carmo Sion), 815 (Estação São Gabriel/Conjunto Paulo VI), 85 (Estação São Gabriel/Centro via Floresta), 83P ((Estação São Gabriel/Centro – Paradora) e 5506A (Ribeiro de Abreu).

07:11

Na Turilessa, há 117 veículos parados. As linhas afetadas são:

9103 (Santa Teresa/Santo Antônio), 9210 (Santa Teresa/Prado), SC04A (Santa Casa/Savassi/Rodoviária A), SC04B (Santa Casa/Rodoviária/Savassi B), SC02B(Savassi/Praça 7 via Santa Casa – Praça da Liberdade), 9209 (Sagrada Família/Gutierrez), 9550 (Casa Branca/São Francisco via Estação José Cândido),9411 (Casa Branca/São José), 8501 (Maria Goretti/Engenho Nogueira via Ouro Preto), 806 (Estação São Gabriel/Vista do Sol via Nazaré), 811 (Estação São Gabriel/Vista do Sol via PUC), 705 (Estação São Gabriel/São Tomaz), 9410(Sagrada Família/Coração Eucarístico), 9501 (São Lucas Jaraguá) e 9204 (Santa Efigênia/Estoril)

06:42

A greve desta terça-feira afeta as garagens das empresas Turilessa, Torres, Sagrada Família e Jardins. De acordo com o STTRBH, 522 ônibus não estão rodando.

06:41

Nessa segunda-feira, 48 linhas foram afetadas pela paralisação.

06:28

O sindicato ainda não informou quais linhas foram afetadas pela paralisação desta terça-feira.

06:25

Na manhã desta terça-feira, três garagens que ficam próximas a Sabará, na região metropolitana de Belo Horizonte, e uma que fica em Venda Nova, estão paradas. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Belo Horizonte e região (STTRBH), a paralisação afeta os coletivos que rodam na capital

.
08/06/2015
23:17

Com o retorno dos rodoviários ao trabalho, no início da noite desta segunda-feira (8), a cobertura desse primeiro dia de paralisação é encerrada. Porém, o Sindiato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Belo Horizonte e região (STTRBH) informou que a categoria voltará a cruzar os braços no início dessa terça (8).

19:11

O funcionamento das estações do Barreiro e Diamante está normalizando no início da noite desta segunda (8), de acordo com a BHTrans.

17:30

A greve dos rodoviários será mantida nesta terça-feira (9), segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Belo Horizonte e região (STTRBH).

17:24

Greve de rodoviários afeta algumas linhas da estação Barreiro e Diamante, de acordo com a Bhtrans.

17:24

As estações Pampulha, São Gabriel, Venda Nova e Vilarinho estão funcionando normalmente na tarde desta segunda-feira (6), segundo a Bhtrans.

16:44

Manifestantes ocupam uma faixa da av. Amazona, próximo ao viaduto Silva Lobo. Ato acontece em protesto à morte de um motorista de ônibus, segundo as informações da Polícia Militar.

15:07

Segue parcial a paralisação dos Rodoviários em Belo Horizonte. Último boletim da BHTrans confirmava a volta das Estações Barreiro e Diamante somente com as linhas do DER

12:55

Linhas 607, 636 e 642 voltam a operar, segundo a BHTrans

12:43

A BHTRANS informa que as estações Venda Nova e Vilarinho estão funcionando normalmente. As Estação Pampulha e São Gabriel estão retomando a operação. As Estações Barreiro e Diamante continuam operando somente com as linhas do DER.

 

.

BH terá greve de ônibus nesta segunda-feira

 .
Os ônibus que prestam transporte coletivo em Belo Horizonte estarão parados nesta segunda-feira. O Sindicato dos Rodoviários confirmou que, à 0h, começa uma greve da categoria sem previsão para acabar. “A ideia é segurar a paralisação até que os patrões efetuem o pagamento da PLR, ou que pelo menos entrem em um acordo para pagar rapidamente”, afirmou Carlos Henrique, diretor de comunicação do sindicato.
.
A razão para a greve é o descumprimento dos patrões de um acordo firmado com os trabalhadores em março. Na época, ficou combinado que o pagamento de Participações nos Lucros e Resultados (PLR) seria pago integralmente até o quinto dia útil de junho. “Porém, o Sindicato foi surpreendido com um ofício do sindicato patronal (Setra-BH) informando o não pagamento do PLR na data prevista na Convenção”, afirma o presidente do STTRBH, Ronaldo Batista. No comunicado, os patrões alegam que não tem condições financeiras de cumprir com o acordo firmado há três meses. 
.
A paralisação incluí todos os ônibus de empresas de Belo Horizonte, inclusive aqueles do Move, mas não os ônibus metropolitanos, já que em boa parte das cidades da Região Metropolitana a PLR foi paga aos funcionários regularmente.
.

BH pode ter greve de ônibus na próxima segunda-feira, diz sindicato

Motivo para a paralisação seria o não pagamento da participação nos lucros aos funcionários por parte das empresas

Usuários do transporte público da capital devem se programar para uma possível paralisação de linhas de ônibus a partir da 0h de segunda-feira (8). O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Belo Horizonte e região (STTRBH) informou que algumas empresas não cumpriram com o acordado na convenção da categoria.

“Durante a campanha salarial, foi acertado o pagamento de participações nos lucros e resultados aos trabalhadores de forma integral, até o quinto dia útil do mês de junho. Porém, na última quarta-feira (3), recebemos um ofício do sindicato patronal informando o não pagamento na data prevista”, explicou o presidente do STTRBH, Ronaldo Batista. Hoje haverá uma reunião para definir como será o protesto.

Na convenção realizada no início deste ano ficou acertado que os trabalhadores rodoviários com remuneração acima de R$ 1.188 deveriam receber, até o quinto dia útil de junho e em parcela única, R$ 347,52. Aqueles que recebem menos de R$ 1.188 têm direito a R$ 173,76.

Apesar de ainda não ter a definição de quais linhas ficarão paradas, a diretora da Associação dos Usuários de Transporte Coletivo de Belo Horizonte e região metropolitana, Gislene dos Reis, espera que a população não sofra com o ato. “Entendemos como justa a manifestação, mas esperamos que as pessoas consigam utilizar o transporte público”, defendeu.

A reportagem tentou contato com o sindicato patronal e com a prefeitura da capital, mas nenhuma das assessorias atendeu às ligações.

.

FONTE: O Tempo.


Bairros de BH, Sabará e Santa Luzia vão ficar sem abastecimento de água nesta terça e quarta-feira

Serviço será afetado devido a interligação de redes. Previsão é de que o trabalho seja finalizado durante a noite do mesmo dia

 água
Bairros da Região Centro-Sul de Belo Horizonte vão ficar sem abastecimento de água nesta terça-feira. De acordo com a Copasa, o fornecimento será interrompido para a interligação de redes. Ainda conforme a empresa, o serviço deverá ser normalizado, gradativamente, no decorrer da tarde e noite do mesmo dia.
.
Veja os bairros afetados:
.
Anchieta, Carmo, Cruzeiro, Funcionários, Santo Antônio, São Lucas, São Pedro, Serra, Sion e Savassi.

.

Bairros de BH, Sabará e Santa Luzia ficarão sem água nesta terça e quarta-feira

Problema em tubulação da Copasa deixa Lagoa Santa sem água pelo terceiro dia
Bairros de Belo Horizonte, Sabará e Santa Luzia ficarão sem água nesta terça-feira (2) e quarta-feira. O motivo, segundo a Copasa, será a interligação de redes de abastecimento. Conforme a empresa, o serviço será normalizado, gradativamente, entre os dois dias. Durante o período, a Copasa pede a cooperação e economia da população.
 .
Na terça-feira, os bairros de BH que serão afetados são: Anchieta, Carmo, Cruzeiro, Funcionários, Santo Antônio, São Lucas, São Pedro, Serra, Sion e Savassi.
.
Já na quarta, em BH, o abastecimento será interrompido nos bairros Capitão Eduardo, Gorduras, Gorduras de Cima, Paulo VI, Ribeiro de Abreu e São Gabriel. Já em Sabará a interrupção será no Amélia Moreira, Borba Gato, Borges, Condomínio Jardim dos Borges, Distrito Industrial Simão da Cunha. Em Santa Luzia, a comunidade afetada será a do Bom Destino.

.

FONTE: Estado de Minas e Hoje Em Dia.


Avião de companhia alemã cai nos Alpes franceses

Avião da Germanwings cai no sul da França com 148 pessoas a bordo3 fotos


Avião da empresa alemã GermanWings, que caiu na França nesta terça-feira (24/03/2015) Frank Augstein/AP

Um avião da companhia alemã Germanwings caiu nos Alpes franceses nesta terça-feira (24). O Airbus A320 levava 142 passageiros e 6 tripulantes e ia de Barcelona, na Espanha, para Dusseldorf, na Alemanha.

Relatos não confirmados dão conta de que o piloto do voo 4U9525 chegou a enviar um pedido de socorro aos serviço de controle aéreo por volta das 10h47 locais (6h47 em Brasília), cerca de 45 minutos após a decolagem. “Emergência, emergência!”, teria dito o piloto na mensagem.

Destroços foram encontrados na localidade Meolans-Revel, um vilarejo remoto próximo a Barcelonnette, no sul da França.

“As condições do acidente não estão claras, mas nos levam a acreditar que não há sobreviventes”, afirmou o presidente da França, François Hollande.

Mais tarde, publicou no Twitter: “Quero expressar solidariedade às famílias das vítimas. É uma tragédia.”

Tanto a Airbus quanto a Germanwings afirmaram que têm conhecimento dos relatos da mídia, mas ainda não podem confirmar que houve um acidente.

“Se nossos temores forem confirmados, será um dia negro para a Lufthansa. Esperamos encontrar sobreviventes”, afirmou o CEO da Lufthansa, Carsten Spohr, no Twitter.

“Todos os nossos esforços estão em avaliar essa situação”, afirmou a Airbus no Twitter.

Com base em Colônia, a Germanwings é uma companhia de baixo custo subsidiária da Lufthansa.

É o primeiro acidente aéreo na França em 15 anos, segundo o jornal francês “Le Figaro”.

O governo francês instalou um gabinete de crise e enviou o ministro do Interior, Bernard Cazeneuve, para o local.

O avião que caiu tinha 24 anos e estava com a Lufthansa desde 1991. (Com agências internacionais)

FONTE: UOL.


Divulgado horário de funcionamento do comércio de BH no Carnaval 2015

VEJA AQUI OS HORÁRIOS E A RELAÇÃO COMPLETA!

carnaval na savassi

A CDL/BH divulgou o esquema de funcionamento do comércio durante o período do Carnaval, entre os dias 14 e 18 de fevereiro, em Belo Horizonte. De acordo com a entidade, o comércio de rua na capital funcionará normalmente apenas no sábado (14) e domingo (15). Na segunda e terça-feira os estabelecimentos não abrem. Já na “quarta de cinzas” o funcionamento é a partir das 12h.

.

As lojas estabelecidas em shopping centers devem seguir orientações de suas administrações. Os órgãos públicos e bancos não funcionarão na segunda (16) e terça (17), mas podem realizar atendimento ao público a partir de meio dia da quarta-feira (18). Para isso, os bancos deve informar com antecedência o horário de funcionamento, que deve ser de no mínimo duas horas.

.

FONTE: Hoje Em Dia.


Manutenção deixa mais de 80 bairros da Grande BH sem água

água

Fornecimento precisou ser interrompido para manutenção emergencial e deve ser normalizado ao longo da tarde e da noite desta quarta-feira. Confira a lista dos bairros afetados

 Mais de 80 bairros das cidades de Betim, Contagem, Esmeraldas e Ribeirão das Neves tiveram o abastecimento de água interrompido na terça-feira para uma manutenção emergencial da Copasa.
.
Segundo a companhia, técnicos trabalham no sistema Vargem das Flores, em Contagem, para a troca de um dos equipamentos de bombeamento da água desde a represa até a estação de tratamento. A previsão é de que o fornecimento seja normalizado, de forma gradativa, durante a tarde e a noite desta quarta-feira. 
.
Veja a lista dos bairros afetados: 
.
Betim: Alterosas, Alto das Atenas, Capelinha, Chácaras São José, Conjunto Jalita Conceição Pedrosa, Cruzeiro de Sul, Duque de Caxias, Espírito Santo, Icaivera, Independência, Industrial São Luiz, Industrial São Pedro, Itacolomi, Jardim das Alterosas 2ª Seção, Niterói, Nossa Senhora de Fátima, São Caetano, São Luiz, São Miguel, Sitio Amoras, Sítios da Baviera, Sítios Poções, Várzea das Flores, Vila Amapá, Vila Andorinha, Vila Cristina e Vila Universal.
.
Contagem: Camilo Alves, Chácaras Solar do Madeira, Chácaras Campo Alegre, Chácara Contagem, Colonial, Canadá, Beija Flor, Condomínio Vila do Lago, Condomínio Nosso Rancho, Conjunto Habitacional Campo Alto, Darci Ribeiro, Estância do Hibisco, Estâncias Imperiais, Fonte Grande, Granja Ouro Branco, Icaivera, Industrial São Luiz, Lúcio de Abreu, Nascentes Imperiais, Nova Contagem, Novo Retiro, Petrolândia, Quintas do Jacuba, Olhos D’água, Recreio dos Caiçaras, Retiro, Santa Helena, Sítios Rurais Jardim Recreio, Sapucaias, Sapucaias II, Sapucaias III, São Caetano, São Miguel, Solar da Madeira, Tropical, Vila Belém, Vila Cristina, Vila Estaleiro, Vila Panamá, Vila Renascer e Tupã.
.
Esmeraldas: Novo Retiro, Recanto Verde, Recreio do Retiro, Santa Cecília, São Francisco, São Pedro e Serra Verde.
.
Ribeirão das Neves: Cruzeiro, Fazenda Castro, Florença, Metropolitano, São Francisco, San Genaro, Santa Cecília e Veneza.
.

FONTE: Estado de Minas.


Seis bairros de Belo Horizonte vão ficar sem água nesta terça-feira

Segundo a Copasa, a paralisação do abastecimento se deve à manutenção de uma adutora do Bairro Dom Bosco.

Serviço deve voltar ao normal durante a noite do mesmo dia

falta de água

Moradores de seis bairros de Belo Horizonte vão ficar sem água durante toda esta terça-feira por causa da manutenção de uma adutora, localizada na Rua Osmário Soares, no cruzamento com a Rua Deusdeth de Assis, no Bairro Dom Bosco, Região Noroeste da Capital.

De acordo com a Copasa, os Bairros Álvaro Camargos, Califórnia, Dom Cabral, Padre Eustáquio, Conjunto Califórnia e Dom Bosco serão afetados pela obra.
O serviço de abastecimento deverá ser normalizado de forma gradativa durante a noite de terça-feira.

FONTE: Estado de Minas.


Com 36°C, Belo Horizonte tem novo recorde de temperatura em 2014

Nível de umidade do ar chegou a 12%.
Calor deve permanecer na capital mineira nesta quarta-feira.

 

Belo Horizonte teve um novo recorde de temperatura em 2014 nesta terça-feira (14).

De acordo com a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), os termômetros marcaram 36° entre às 14h e às 15h.

Belo Horizonte tem recorde de temperatura com 36°C nesta terça-feira (Foto: Reprodução / TV Globo)Belo Horizonte tem recorde de temperatura com 36°C nesta terça-feira

O nível de umidade do ar na capital mineira atingiu 12%, o que é considerado estado de alerta. Segundo a meteorologia, a previsão é que o calor continue nesta quarta-feira (15), também com 36°C.

O dia mais quente do ano registrado anteriormente em Belo Horizonte foi neste domingo (12) – com termômetros na casa dos 34,9°C.

FONTE: G1.


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 03/09/2014, 05:30.

Apagão de motorista acende sinal de alerta
Condutor de ônibus de 28 toneladas perde a consciência e articulado quase provoca tragédia: em 70 metros de destruição, 13 veículos foram atingidos e 18 pessoas se feriram.
Causas do desastre envolvendo profissão sujeita a alto grau de estresse são investigadas

move1

Destruição em frente e verso – Coletivo do BRT/Move parou depois de arrastar um ecosport, uma van e atingir outros 11 veículos

move2

 

A dona de casa Célia Aparecida Guimarães, de 58 anos, viveu um pesadelo acordada, às 7h20 da manhã de ontem. Ela estava a caminho de uma consulta médica, andando pela calçada da Avenida Alfredo Balena, na Região Hospitalar de Belo Horizonte, quando um barulho ensurdecedor chamou a sua atenção. Célia olhou para trás e se assustou com um ônibus de 28 toneladas e 18 metros de comprimento vindo desgovernado em sua direção, destruindo os carros e tudo o que encontrava pela frente. O motorista Ramon Apolinário de Lima, de 29 anos, sofreu um “apagão” na direção de um ônibus articulado da linha 82 do BRT/Move (Savassi/Hospitais), que atingiu 13 veículos, entre eles um coletivo da linha 5503 A (Goiânia). 

O resultado do desastre foi um rastro de destruição de 70 metros: a um triz de provocar uma tragédia, o articulado só parou sobre o passeio, depois de passar por cima de um semáforo de pedestre, destruir placas de sinalização, bater de raspão em uma árvore e arrastar um Ford EcoSport e uma van por vários metros. O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte (Setra-BH) informou ontem que o pagamento dos prejuízos depende de avaliação das cláusulas do seguro e, eventualmente, de ações judiciais.

O acidente – o nono envolvendo coletivos do Move desde a implantação do sistema e o de maiores proporções – chama a atenção sobre as condições dos motoristas encarregados de transportar passageiros em uma profissão reconhecidamente suscetível ao estresse, principalmente diante das dimensões dos novos ônibus incorporados ao sistema de Belo Horizonte. No desastre de ontem, 18 pessoas ficaram feridas, entre motorista e passageiros do coletivo e ocupantes dos carros. Todos foram atendidos no Hospital João XXIII e no Hospital das Clínicas, próximos ao local. “Pela destruição dos veículos, foi sorte ninguém ter morrido. Testemunhas relatam que o ônibus passou entre os carros, jogando todos para as laterais”, conta o tenente Gil César de Paula, do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran). Peças dos veículos ficaram espalhadas pelo asfalto e houve vazamento de combustível na pista.

Na noite de ontem, o Estado de Minas conseguiu contato com o motorista do ônibus . Ramon Apolinário de Lima permanecia internado no Hospital João XXIII, onde passaria por avaliação neurológica. Em entrevista concedida pouco após o desastre, o condutor disse ter perdido a consciência ainda quando subia a Avenida Francisco Sales. Ele, inclusive, se desviou de sua rota: deveria seguir direto, passar em frente à Santa Casa e virar na Avenida Brasil, mas virou à direita antes da Praça Hugo Werneck e pegou a Avenida Alfredo Balena, no sentido Centro. Ramon andou por vários metros agarrado ao volante, paralisado, sem se lembrar de nada. “Senti muito sono e acho que dormi ao volante. O cobrador disse ter me chamado várias vezes, mas não escutei. Acordei e já tinha batido nos carros. Não vi nada”, contou o motorista. O teste do bafômetro comprovou que ele não havia ingerido bebida alcoólica.

Ramon contou que acordou por volta das 3h50, depois de quase 12 horas de sono, para pegar serviço às 5h. Porém, como sentia fortes dores de cabeça e no corpo, tomou um analgésico e relaxante muscular antes de seguir para a sede da empresa Bettânia Ônibus, no Bairro Betânia, Região Oeste. Pegou o articulado para começar a rota a partir da Estação São Gabriel, na Região Nordeste. O acidente aconteceu na segunda viagem. “Não comentei com ninguém que estava passando mal. Mas não é a primeira vez que sinto dor de cabeça. Tomo remédio direto”, contou. 

Motorista profissional há quatro anos, Ramon afirmou que há três é condutor de ônibus, depois de um ano ao volante de caminhões. “Fiz dois meses de treinamento para dirigir os ônibus do Move”, informou. O cobrador Napoleão Jorge conta que trabalha com o colega há dois meses e que nunca percebeu nada de diferente nele, nem mesmo ontem, antes do desastre. Na hora do desespero, ele conta que tentou de todas as formas despertar o motorista. “Os passageiros assustados, gritando, querendo descer, mas o Ramon não reagia de jeito nenhum. Ficou paralisado”, contou. Segundo ele, são sete horas e 20 minutos de jornada diária. No dia anterior, a dupla pegou serviço às 5h e largou ao meio-dia. “Tivemos tempo para descansar”, contou. 

CONGESTIONAMENTO O trânsito parou em diversas regiões da cidade por causa do acidente, apesar dos desvios montados pela BHTrans para tentar garantir o fluxo de veículos. Das 7h20 às 10h49, a pista da Avenida Alfredo Balena sentido Centro permaneceu isolada para o trabalho da perícia, que foi demorado devido à quantidade de carros e pessoas envolvidos. Às 9h50, os veículos começaram a ser rebocados. Na noite de ontem, além do motorista do coletivo, uma das 70 passageiras do ônibus permanecia em observação no Hospital João XXIII. Os demais feridos foram liberados.

Três perguntas para…

Ramon Apolinário de Lima, motorista

 

move3
Como aconteceu o acidente? Por que você saiu do seu itinerário?

Tudo foi muito rápido. Senti um mal-estar ao virar o ônibus para a direita na Avenida Francisco Sales. Mas não me lembro de nada. Não sei o que aconteceu. Antes do BRT, em abril, eu dirigia um ônibus da linha 3050 que passava pela Avenida Alfredo Balena, mas no sentido contrário ao da pista onde aconteceu o acidente.

Você, aparentemente, estava bem fisicamente depois do acidente. Qual o motivo da sua internação?  Você sente alguma dor?

Não, só a dor de cabeça. Acordei com ela e continua até agora (às 19h50 de ontem). Agora mais leve, pois fui medicado. Sinto também uma dorzinha na coluna, por causa do cinto de segurança. Fui internado para fazer uma avaliação neurológica, por causa do meu apagão, mas o exame ainda não foi feito. Uma psicóloga conversou comigo e quis saber se eu dormi bem à noite e se me alimentei. Eu disse que fui para a cama às 4 horas da tarde de ontem (16h de segunda) e não jantei. Acordei 3h50 da madrugada para trabalhar e tomei café com leite e comi dois pães. Só isso.

Qual a avaliação da psicóloga?

Ela disse que, se eu tivesse tomado bebida alcoólica, eu iria acordar na primeira batida do ônibus. Mas eu não bebo. Não foi imprudência minha. Eu amo a minha profissão. Amo o que eu faço.

Vítimas de acidente com BRT/Move recebem alta do Hospital das Clínicas

Dez pessoas foram socorridas com ferimentos leves e trauma emocional. Outras oito foram encaminhadas ao Hospital João XXIII

 (Paulo Filgueiras/Em/DA Press)

As 10 vítimas que foram socorridas no Hospital das Clínicas da UFMG após o acidente envolvendo um ônibus do BRT/Move e 14 veículos já receberam alta. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do hospital na tarde desta terça-feira. 
Quinze pessoas foram avaliadas no HC no início da manhã. As 10 que permaneceram no local sofreram ferimentos leves e trauma emocional. Pelo menos outras oito pessoas deram entrada no Hospital João XXIII. Segundo a assessoria de imprensa da Fundação Hospitalar de Minas Gerais (Fhemig), as informações sobre o estado de saúde delas devem ser divulgadas no fim da tarde. 

O acidente aconteceu por volta das 7h20. O motorista da linha 82 (Savassi via Hospitais) disse à reportagem que começou a trabalhar às 5h de hoje. O homem de 29 anos explicou que já estava se sentindo mal, com dores no corpo e na cabeça, mas tomou um remédio e assumiu o serviço.

 (Janey Costa/Arte EM)

Na segunda viagem, ao sair da Avenida Francisco Sales, ao invés de entrar na Avenida Brasil, ele seguiu para a Avenida Alfredo Balena, onde perdeu a consciência. Segundo o cobrador, o colega ficou paralisado e não atendeu aos seus chamados. O ônibus desgovernado arrastou outros 14 veículos pela Alfredo Balena, bateu em postes na calçada e parou em frente ao Hospital das Clínicas da UFMG. O motorista só voltou a si no momento das colisões.

A movimentação de viaturas do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) tomou conta da Avenida Alfredo Balena. O trânsito precisou ser interditado para os trabalhos de resgate e perícia, o que congestionou vias em diferentes pontos da cidade. Além da região do Floresta e a área hospitalar, as ruas e avenidas do entorno da Praça da Estação, hipercentro e Avenida Cristiano Machado foram afetadas pelo acidente.

 

Ônibus do BRT/Move arrasta carros na Avenida Alfredo Balena

Coletivo desgovernado atingiu outros 14 veículos e derrubou postes pelo caminho. Mais de 15 pessoas foram hospitalizadas

 (Paulo Filgueiras/EM DA Press)

Um ônibus articulado do BRT/Move se envolveu em um grave acidente na manhã desta terça-feira na Avenida Alfredo Balena, na região hospitalar de Belo Horizonte. Mais de 15 pessoas ficaram feridas e pelo menos 14 veículos foram atingidos. O motorista da linha 82 (Savassi via Hospitais) perdeu a consciência ao volante.

O motorista, de 29 anos, disse que já estava sentindo dores de cabeça há algum tempo, mas não comentou com ninguém da empresa porque pensou que fosse um mal estar comum. Nesta terça, ele acordou passando mal, com dores no corpo e na cabeça, mas tomou um remédio e foi trabalhar, assumindo o posto por volta das 5h. Esta era a segunda viagem da manhã na linha 82. Por volta das 7h20, ele subiu a Avenida Francisco Sales e devia ter seguido para a Avenida Brasil, mas perdeu a consciência e entrou na Avenida Alfredo Balena.

Desgovernado, o veículo andou mais de 100 metros. O cobrador do ônibus disse que chegou a gritar o nome do motorista, mas ele não reagiu e ficou paralisado, com os olhos abertos e segurando o volante. O condutor só voltou a si quando o BRT/Move já havia atingido vários carros e subido na calçada, derrubando um poste de sinalização, outro de iluminação pública e uma árvore. O veículo, que tem 18 metros de comprimento, só parou depois que bateu em um Ecosport que estava entrando no estacionamento do Hospital das Clínicas da UFMG.
Pelos estragos nos veículos, o tenente Gil César de Paula, do Batalhão de Trânsito, disse que foi sorte não haver vítimas fatais ou pedestres atropelados na calçada. Segundo ele, o ônibus seguiu pela via empurrando os carros para as laterais. “Igual àqueles filmes americanos que a gente vê”, diz.

O veículo transportava 70 pessoas. Uma delas sofreu ferimentos mais graves. Outros feridos estavam nos carros de passeio. A polícia faz um levantamento para saber se outras pessoas procuraram hospitais por conta própria. No Hospital das Clínicas, 15 vítimas foram avaliadas, sendo 10 com ferimentos leves e trauma emocional. Todas permanecem em observação. Outras cinco vítimas foram encaminhadas ao João XXIII. A assessoria da Fundação Hospitalar de Minas Gerais (Fhemig) informou que oito deram entrada na unidade, apenas com ferimentos leves.

 (Paulo Filgueiras/EM DA Press)

 

DESESPERO Os motoristas que estavam na avenida relataram que houve pânico no momento do acidente, porque a velocidade do ônibus não diminuiu após a manobra na Francisco Sales. Muitos pedestres saíram correndo para fugir do veículo desgovernado.

De acordo com funcionárias da Escola Estadual Pedro II, que fica bem perto do local do acidente, os pais de alunos começaram a ligar desesperados para a instituição para ter notícias, mas oor sorte, os alunos já estavam dentro das salas no momento da batida.

Mapa mostra o local do acidente (clique para ampliar) (Janey Costa/Arte EM)
Mapa mostra o local do acidente (clique para ampliar)

Entre as vítimas do acidente, há três crianças que estavam a caminho de uma escola em um Linea, primeiro veículo atingido pelo BRT/Move. O farmacêutico Marcelo Augusto Vieira, de 45 anos, é pai de um menino de 7 anos e uma menina de 9. O carro era conduzido pela esposa dele, que também levava um colega dos filhos. A menina sofreu um ferimento na boca e o menino machucou a testa, mas não foi preciso atendimento hospitalar. Ele foi para o local depois que soube do acidente e disse que as crianças choravam muito, em pânico. O farmacêutico questionou o treinamento recebido pelos motoristas do novo transporte, que é composto por ônibus maiores.

Os veículos acidentados ficaram parados na pista da Alfredo Balena no sentido Centro, onde também se posicionaram as ambulâncias do Corpo de Bombeiros, Samu e viaturas policiais. O local foi isolado. No sentido área hospitalar, a movimentação de curiosos que reduziam a velocidade para observar o acidente também deixou o trânsito congestionado. A perícia da Polícia Civil trabalha na via, onde há muitos pedaços de veículos espalhados. Houve vazamento de óleo e foi preciso despejar serragem na pista.

Por volta das 9h48, os veículos começaram a ser retirados com a ajuda de reboques. Às 10h15, os trabalhos para liberação da via ainda continuavam. Alguns veículos saíram sem rodas e foram retirados com patins automotivos. Remoção entrou na fase de encerramento às 10h30.

FONTE: Estado de Minas.


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 08/07/2014, 06:00.

VEJA AQUI O CHOCOLATE QUE A SELEÇÃO DO BRASIL TOMOU DA ALEMANHA!

 

Prefeitura de BH decreta feriado na terça-feira devido ao jogo entre Brasil e Alemanha

 

Mineirão
Estádio está sendo plotado pela Fifa, para a Copa do Mundo

A prefeitura de Belo Horizonte vai decretar feriado municipal nesta terça-feira (8), dia do jogo entre Brasil x Alemanha, às 17h, pela semifinal da Copa do Mundo. A medida tem como objetivo facilitar a mobilidade urbana no município que recebe a partida do mundial da Fifa no estádio Mineirão.

O decreto será detalhado nesta segunda-feira (7), mas já foi adiantado que a medida não caberá para os órgãos e entidades vinculados à operação da Copa do Mundo, e serviços essenciais, tais como unidades de saúde, básicas e hospitalares, públicas e privadas e serviços de transporte público.

A PBH também reforçou que comércio de rua, bares, restaurantes, centros comerciais e shopping centers, galerias, pontos turísticos, empresas na área de turismo, hotéis, empresas jornalísticas e de radiofusão poderão funcionar regularmente.

A prefeitura não tinha a intenção de decretar feriado nesta terça. O fator determinante foi o desabamento do viaduto Guararapes, que interditou uma das principais vias de acesso ao Mineirão, já que os trabalhos de demolição e remoção dos escombros só começa na manhã desta segunda. Veja aqui fotos, vídeos e a cobertura completa sobre o desastre ocorrido na quinta-feira!

Logo que o decreto for publicado nós o reproduziremos aqui, acompanhe!

FONTE: Hoje Em Dia.

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 05/07/2014, 06:00.

Brasil e Alemanha fazem a primeira partida das semifinais da Copa do Mundo de 2014 nesta terça-feira, 08 de julho, às 17:00 horas no Mineirão, em Belo Horizonte. A princípio a programação na cidade será a mesma da partida das quartas de final, na sexta, quando o Brasil venceu e eliminou a Colômbia. Em compensação, perdeu Neymar, atingido por uma joelhada nas costas (veja abaixo).

Uma das preocupações da PBH é quanto à liberação das pistas da Av. Pedro I, onde um viaduto desabou matando 02 pessoas e deixando várias feridas.

Apesar de ser jogo do Brasil e acontecer no Mineirão, NÃO SERÁ FERIADO EM BELO HORIZONTE, mas comércio e serviços terão horários diferenciados. Confira:

TJMG

No TJMG o expediente será das 08:00 às 12:30.

BANCOS

Os bancos devem abrir ao público das 8h30 às 12h30.

Nos demais jogos, com seleções de outros países, o funcionamento das agências bancárias será normal

COMÉRCIO

Lojas funcionam de 8h às 15h30.

SHOPPINGS

As lojas fecharão um hora e meia antes (até 15:30) e algumas não voltam a abrir. Mas outras reabrem uma hora após o término do jogo.

Viashopping: lojas, praça de alimentação e Viabrasil, de 10:00 às 15:30.

Diamond Mall: lojas, de 10:00 às 15:30. Praça de alimentação e Verdemar, de 10:00 às 15:30, e reabertura uma hora após o término do jogo.

Estação: lojas, de 10:00 às 15:30. Praça de alimentação: 10:00 às 15:30, e reabertura uma hora após o término do jogo.

Minas Shopping: lojas e praça de alimentação: de 10:00 às 15:30.

FIFA FAN FEST

O Fifa Fan Fest reúne música e futebol no Expominas, na Região Oeste de Belo Horizonte. São 16 grandes eventos, com shows de estrelas da música brasileira e transmissões de jogos da Copa do Mundo de 2014 em telões de alta definição. No dia 8 de julho, apresentam-se César Menotti & Fabiano e Humberto & Renato. A entrada é gratuita.

Neymar

Veja o vídeo:

Lesão de Neymar não compromete nervos, mas causa dor, diz ortopedista

Tratamento consiste em repouso e imobilização com cinta.

Contusão de jogador atingiu parte periférica da terceira vértebra.

 

Info Neymar vértebra L3 (Foto: Editoria de Arte/G1)

De acordo com o ortopedista Alexandre Fogaça, do Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, a região lesionada por Neymar – chamada processo transverso da terceira vértebra lombar – é uma área mais periférica da vértebra, que normalmente não atinge a região por onde passam os nervos.

Apesar de não comprometer o sistema neurológico, esse tipo de contusão provoca muita dor, segundo Fogaça. “Geralmente, demora cerca de 6 a 8 semanas para consolidar”, diz o ortopedista. “Para o nível exigido de um jogador profissional, fica muito difícil conseguir desempenhar suas funções em alto nível nos próximos dias sentindo esse tipo de dor.”

O jogador sofreu a lesão durante a partida do Brasil contra a Colômbia nesta sexta-feira (4), quando o colombiano Zuñiga deu uma joelhada em suas costas. O Brasil venceu por 2 a 1, mas Neymar deve ficar de fora do resto da Copa por causa da lesão. Depois do jogo, na noite desta sexta, o médico da CBF, Rodrigo Lasmar, afirmou que Neymar não teria condições de jogar na próxima semana.

Segundo Fogaça, entre as fraturas de coluna, trata-se de um caso menos grave, por não afetar a região dos nervos e ter um tratamento conservador, ou seja, que não necessita de cirurgia.

“Recomenda-se que o paciente se afaste das atividades físicas e de qualquer esforço físico e use um colete para imobilizar a região”, diz Fogaça. O intuito da imobilização, segundo o médico, é reduzir a dor. O paciente também recebe analgésicos.

“Vai depender muito do quanto de dor ele vai ter para analisar se tem alguma chance de disputar um jogo nos próximos dias, mas é bem complicado porque é uma lesão óssea que causa dor e o tempo é muito curto para se recuperar até os próximos jogos.”

Lesão, vértebra, Neymar (Foto: AP)Neymar coloca mão nas costas logo após sofrer contusão durante o jogo desta sexta-feira (4)

Colômbia despachada hoje, 04 de julho. Brasil x Alemanha, terça-feira, 08/07/2014, no Mineirão.

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 04/07/2014, 20:3o.

Neymar está fora da Copa.

A joelhada nas costas do jogador teve como consequência uma fratura em uma das vértebras lombares. Ele deve ficar, no mínimo, 04 semanas sem jogar.

 

AGUARDEM AS ATUALIZAÇÕES, EM BREVE, AQUI, TODA A PROGRAMAÇÃO PARA BELO HORIZONTE, FUNCIONAMENTO DO COMÉRCIO, BANCOS, ETC.!

 

FIFA

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 Com agenda “apertada”, Inglaterra chega a BH para jogo de despedida


Eliminados da Copa do Mundo, ingleses enfrentam Costa Rica na partida desta terça, no Mineirão, que pode ser a última do meia Lampard pelo “English Team”

 

Uma recepção discreta cercada de seguranças, jornalistas e curiosos. Foi assim que a seleção da Inglaterra chegou ao hotel na zona sul de Belo Horizonte no início da tarde desta segunda-feira. Com a presença de algumas crianças em frente ao edifício e poucos torcedores ingleses no saguão, os jogadores do “English Team” desceram tranquilamente do ônibus rumo aos  alojamentos antes do almoço. Nesta terça-feira, às 13h (de Brasília), Costa Rica e Inglaterra se enfrentam pela última rodada do Grupo D da competição. Os costa-riquenhos lutam para confirmar o primeiro lugar da chave, enquanto os ingleses, já eliminados, se despedem do Mundial. 

Chegada Inglaterra Belo Horizonte (Foto: Tayrane Corrêa)Delegação da Inglaterra já está em Belo Horizonte, onde joga nesta terça-feira contra a Costa Rica

Segundo a Polícia Militar, a chegada do ônibus ao hotel, prevista para às 13h40 desta tarde, manteve a pontualidade britânica. A agenda da Inglaterra informa que haverá uma atividade no Mineirão após a entrevista coletiva do técnico Roy Hodgson no estádio. Porém a própria PM, que cuida da segurança da delegação, trabalha com a possibilidade de os jogadores permanecerem no hotel após o almoço. A conferência de imprensa do treinador inglês está marcada para às 15h30 desta tarde. 

Diante da seleção costarriquenha, Hodgson pretende utilizar atletas que ainda não tiveram oportunidades de atuar na competição ou que não foram titulares no último jogo dos ingleses no Mundial.  Sem poder contar com os lesionados Alex Oxlade Chamberlain e Lighton Baines,  o treinador tem como opções os jogadores do Ross Barkley, Adam Lallana e Jack Wilshere para começar a partida contra a Costa Rica.

  O confronto no Mineirão deve marcar a despedida de Frank Lampard da seleção inglesa. Com 36 anos e jogador mais velho do elenco, o meio campo deve ficar com a vaga do capitão Steven Gerrard, que será poupado. A Inglaterra foi eliminada da Copa do Mundo após ser derrotada pela Itália, por 2 a 1 na partida de estreia; e pelo Uruguai, com o mesmo placar na segunda rodada do grupo. A seleção inglesa não revelou qual será programação após a partida para o retorno da delegação à Europa.

PARA VER AS DATAS DOS JOGOS E FUNCIONAMENTO DE BANCOS E COMÉRCIO, VEJA AQUI O GUIA DA COPA!

Conforme o Guia, bancos, comércio, lojas de rua, shoppings e serviços públicos funcionarão normalmente. Este funcionamento somente será alterado nos dias em que a seleção brasileira jogar em Belo Horizonte, como no próximo sábado, 28 de junho.

FONTE: G1.

 


Chuva alaga parte do Pronto-Socorro João XXIII e prejudica atendimento de urgênciaSala de raio-X e tomografia, de reanimação e corredores foram atingido pela água. Problema pode ter sido causado pela incapacidade de escoamento das calhas

 

 

 

A sala de raio-X e de tomografia foi tomada pela água após a chuva em BH
A sala de raio-X e de tomografia foi tomada pela água após a chuva em BH


Parte do Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, em Belo Horizonte, ficou alagada após a chuva que caiu no início da noite desta terça-feira na capital. Por causa de infiltrações no telhado, a água invadiu vários setores do HPS. Na sala de raio-X e de tomografia, no primeiro andar, um grande volume de água atingiu vários aparelhos usados para realização de exames. Segundo informações de funcionários do hospital que pediram anonimato, alguns aparelhos foram danificados e o atendimento de urgência a pacientes foi prejudicado. Um vídeo feito por uma fonte do jornalmostra o momento em que o local foi tomado pela água.

 
 

 

A chuva também provocou estragos na sala de reanimação, onde parte do teto caiu. O vazamento de água ocorreu ainda em alguns corredores e na sala de observação, segundo informou a fonte dentro do hospital. Funcionários do HPS disseram que o problema foi causado pelo acúmulo de folhas nas calhas, que impediu o escoamento da água. Com isso, ela ficou acumulada e vazou para vários setores do HPS.

A reportagem esteve na porta do HPS no fim da noite dessa terça-feira e constatou que pacientes não estavam sendo recebidos na unidade. As viaturas que chegavam ao local eram orientadas a seguir para a Unidade de Pronto-Antendimento (UPA) Centro ou para o Hospital Municipal Odilon Behrens, já que não era possível realizar exames de raio-X. A reportagem também recebeu informações de que funcionários da portaria foram acionados para desobstruir as calhas.

A assessoria de imprensa do HPS confirmou o incidente e disse que está apurando o que provocou o vazamento. Ainda segundo o hospital, o problema afetou somente a sala de raio-X e de tomografia, e foi contornado após ação da equipe de engenharia da unidade. A assessoria afirma também que o atendimento a pacientes não chegou a ser interrompido.


A chuva na noite dessa terça-feira não trouxe problemas somente parao HPS. O prédio do Serviço de Urgência Psiquiátrica da Santa Casa, na Região Hospitalar, também inundou.

ESTRAGOS »Chuva provoca transtornos em BHCarros foram arrastados e famílias ficaram desalojadas perto do Anel. Vazamento na urgência do HPS prejudicou pacientes

 

Rua São Gregório, no São Gabriel, ficou debaixo d`água. Moradores dizem que lixo impede escoamento (Marcos Michelin/EM/D.A Press)
Rua São Gregório, no São Gabriel, ficou debaixo d`água. Moradores dizem que lixo impede escoamento



A chuva de ontem à noite em Belo Horizonte causou alagamentos, deixando pelo menos oito famílias desalojadas e carros foram arrastados pelas enchentes. Houve queda de árvores e faltou energia elétrica em vários pontos da cidade e, na área central, o trânsito ficou praticamente parado, com semáforos desligados. Até o fim da noite, o Corpo de Bombeiros não tinha um balanço dos estragos. No Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, parte do teto da sala de raio-X caiu e o espaço ficou alagado. Outros vazamentos prejudicaram o atendimento na área de urgência. 

Na Rua São Gregório, no Bairro São Gabriel, Região Nordeste da capital, famílias tiveram que abandonar suas casas depois que a água subiu cerca de um metro. A diarista Irene Pereira Neves, de 46 anos, moradora do local há 13 anos, disse que foi a primeira vez que ocorreu o alagamento na rua. “Depois que iniciaram as obras da nova rodoviária, com a retirada de parte dos moradores, o serviço de coleta de lixo foi suspenso. Muita gente passou a jogar o lixo no espaço entre a rua e o Anel Rodoviário, impedindo o escoamento da água”, explicou.

Uma equipe do Corpo de Bombeiros esteve no local. Os militares conseguiram desobstruir o acesso à rede pluvial para que a água abaixasse. No mesmo local, do outro lado do Anel Rodoviário, houve alagamento na Rua Lídia, que dá acesso ao Bairro São Paulo, e cerca de 10 carros ficaram retidos depois de levados pela correnteza. Ainda na via, parte do telhado de um galpão foi arrancada pelo vento. Na Rua Angola, na Vila São Paulo, três pessoas ficaram ilhadas numa casa.

A Região Leste de BH também foi castigada. Na Avenida Conceição do Pará, a rede pluvial que fica sob o viaduto do metrô, no Boa Vista, não deu conta de escoar o volume de água. Pelo menos três carros que passavam pela avenida foram arrastados e os ocupantes ficaram ilhados. No Nova Vista, bairro vizinho, bombeiros atenderam ocorrência na Rua Honório Bicalho, em que uma família ficou ilhada num imóvel alagado.

O trânsito na área central  ficou caótico. Houve lentidão na Avenida Amazonas próximo a Praça Raul Soares. O tráfego ficou lento nas avenidas Contorno com Raja Gabaglia e na esquina com Prudente de Morais. A Cemig confirmou que alguns bairros ficaram sem luz por causa de problema em subestação no Bairro Palmares, mas por volta das 20h a situação estava controlada.

 

Em estado de emergênciaMaior pronto-socorro da América Latina, Hospital João XXIII sofre com chuvas, apesar da reforma recente. Infiltração de água destruiu forro, interditou salas e ameaçou aparelhos

 

 

A principal unidade de atendimento de urgência de Belo Horizonte passou por obras que foram concluídas em 2012. Fhemig diz que os últimos problemas ocorreram devido a entupimento em calhas (Marcos Michelin/EM/D.a Press</p>
<p>)
A principal unidade de atendimento de urgência de Belo Horizonte passou por obras que foram concluídas em 2012. Fhemig diz que os últimos problemas ocorreram devido a entupimento em calhas

Os temporais desta semana deixaram evidentes problemas no maior pronto-socorro da América Latina, o Hospital João XXIII, em Belo Horizonte. O último deles ocorreu na cobertura do prédio da Avenida Alfredo Balena, na região hospitalar da capital, e resultou na inundação de pelo menos quatro salas da unidade. Os setores de politraumatizados, reanimação, raio-x e tomografia foram invadidos pela água, que se infiltrou e causou o comprometimento das placas de revestimento térmico e acústico do teto, feitas com fibras de vidro. Ontem houve vistoria no telhado para atestar as condições da estrutura. A assessoria da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig) garantiu que os pacientes estão sendo atendidos normalmente, mas funcionários sustentam que alguns transtornos persistiam e que falhas, principalmente estruturais e hidráulicas, vêm sendo registradas há pelo menos três anos.

No episódio desta semana, dois tomógrafos foram atingidos e precisaram secar antes de serem usados novamente. A expectativa é de que até amanhã a situação esteja normalizada. Enquanto isso, pacientes que precisam fazer tomografia estão sendo levados de ambulância a outros quatro hospitais de BH e, depois do exame, retornam ao HPS. Um vídeo gravado na unidade durante o temporal de terça-feira mostra a água jorrando do teto. Fotos também revelam a infiltração em salas como a de tomografia e de reanimação, onde partes do forro cederam. A Fhemig informou que houve entupimento nas calhas, fazendo com que a água ficasse represada. A pressão sobre o telhado teria contribuído para que algumas placas que cobrem as salas não suportassem o peso e cedessem, abrindo buracos e fazendo com que as salas fossem alagadas. 

Na manhã de ontem as salas foram higienizadas e placas foram repostas para recompor a cobertura do setor de exames de imagem e do atendimento de urgência. A Fhemig informou que a chuva da tarde não causou novos transtornos, mas enfermeiros garantiram que a água voltou a pingar do teto.

Na sala de reanimação, panos foram usados na tentativa de secar o piso (Fotos: Anônimo/divulgação)
Na sala de reanimação, panos foram usados na tentativa de secar o piso

O diretor do Sindicato dos Trabalhadores em Hospitais do Estado de Minas Gerais (Asthemg)  Carlos Augusto dos Passos Martins informou que trabalhava no João XXIII no momento do incidente, anteontem. “A sorte é que não havia pacientes. Para nós ficou evidente que não há um programa de contingência. Não temos como acionar um determinado setor para tomar providências e evitar o agravamento da situação. Ficamos sem saber o que fazer, com medo de curto-circuito”, sustenta. 

Martins afirma que em 2012 o teto cedeu na sala de emergência clínica. No fim do ano passado, no ambulatório 6, diz, também houve infiltração na parede. O sindicalista alega que são constantes também interdições em banheiros, devido a entupimentos, e que pisos trocados recentemente precisaram ser repostos algumas vezes. 

A última grande reforma do HPS foi concluída em 2012, depois de oito anos de obra. Foi a maior intervenção desde a inauguração da unidade, em 1973, e custou R$ 51 milhões. A Fhemig negou que a equipe de engenharia tenha demorado a chegar ao HPS após o incidente relatado pelos funcionários. A assessoria informou que os profissionais saíram imediatamente da sede da fundação, na Avenida Álvaro Celso, também na região hospitalar, acompanhados de integrantes de toda a direção do hospital. Acrescentou que, em relação aos banheiros, estão em constante manutenção, por causa do grande número de pessoas que frequenta a unidade. Disse ainda que as reclamações sobre o piso não procedem. 

Sobre o episódio de 2012, a fundação confirmou que houve rompimento de um cano de água, mas sem atingir pacientes, que foram removidos para outra sala. Em relação ao episódio do ano passado, a assessoria relatou que os doentes foram levados para outro setor. Houve interdição do local durante um dia, pois foram necessários reparos em um encanamento que passa pelo posto de enfermagem.

Na tomografia, cascata desceu das luminárias
Na tomografia, cascata desceu das luminárias

ELEVADOR Um dos principais recursos para apressar o atendimento a pacientes graves está parado no HPS: um elevador construído especialmente para transportar quem chega de helicóptero ao hospital, no quarto andar, direto até a sala de politraumatizados. Segundo o sindicato dos trabalhadores, o equipamento está parado por não atender a normas técnicas que exigiriam saídas em todos os andares, para serem usadas em caso de pane. Segundo a entidade, no segundo e no terceiro pavimentos não há portas. 

A Fhemig rebateu a informação, dizendo que não é obrigatório haver saída em todos os andares. Sem esclarecer os motivos, a fundação informou que o elevador não está sendo usado porque foi feita opção por outro equipamento que faz o atendimento regular no hospital. Quando uma vítima chega ao heliponto, a aparelhagem é reservada exclusivamente para atendê-la.

FONTE: Estado de Minas.


Fornecimento de água será interrompido em 21 bairros de BH e Ibirité na terça-feira

Copasa alerta moradores para interrupção do abastecimento de água devido às obras de manutenção
Copasa alerta moradores para interrupção do abastecimento de água para manutenção

Quinze bairros de Belo Horizonte e outros seis de Ibirité, na Região Metropolitana, terão o abastecimento de água interrompido na manhã de terça-feira (18). De acordo com a Copasa, o fornecimento será cortado para interligação de adutoras que ficam na esquina das ruas Sabrina Ferreira de Oliveira com Eridano, no bairro Urucuia. A previsão é de que o fornecimento seja normalizado no decorrer da noite.

Veja os bairros que serão afetados:
Belo Horizonte
Brasil Industrial, Vila Castanheira, Conjunto Ernesto do Nascimento, Independência, Jatobá, Jatobá IV, Mangueiras, Mineirão, Petrópolis, Santa Cecília, Urucuia, Vale do Jatobá, Vila Pinho, Vila Santa Rita e Distrito Industrial do Jatobá
Ibirité
Águia Dourada, Barreirinho, Morada da Serra, Primavera, Vista Alegre e Morada do Sol.

 FONTE: Hoje Em Dia.


Vinte e um bairros de BH e Região Metropolitana ficarão sem água nesta terça

Quinze bairros de Belo Horizonte e outros seis de Ibirité terão o abastecimento interrompido durante todo o dia. Copasa informou que serão instaladas adutoras no Bairro Urucuia

água

Vinte e um bairros ficarão sem água nessa terça-feira na capital e Região Metropolitana. De acordo com a Copasa, o abastecimento será suspenso para que sejam feitas obras de interligação de adutoras localizadas na Rua Sabrina Ferreira de Oliveira com a Rua Erídano, Bairro Urucuia em Belo Horizonte.

O abastecimento será interrompido em quinze bairros de BH. São eles: Brasil Industrial, Vila Castanheira, Conjunto Ernesto do Nascimento, Independência, Jatobá, Jatobá IV, Mangueiras, Mineirão, Petrópolis, Santa Cecília, Urucuia, Vale do Jatobá, Via Pinho, Vila Santa Rita e Distrito Industrial do Jatobá. Seis bairros de Ibirité também terão o abastecimento interrompido. Águia Dourada, Barreirinho, Morada da Serra, Primavera, Vista Alegre e Morada do Sol.A empresa informou ainda que o serviço deverá ser normalizado de forma gradativa no decorrer da noite de terça-feira.
FONTE: Estado de Minas.

Veja o que abre e fecha no feriado de carnaval
Saiba como ficam os serviços públicos, comércio e bancos em Belo Horizonte de sábado até quarta-feira
Feriadão

Durante o Carnaval, entre segunda e quarta, dias 3 e 5, será ponto facultativo na Prefeitura de Belo Horizonte. No entanto, os serviços considerados essenciais funcionarão. Confira como será o funcionamento dos diversos órgãos e equipamentos da administração municipal. Veja também o funcionamento do comércio e bancos.

Abastecimento
• Mercado do Cruzeiro (rua Ouro Fino, 452, Cruzeiro) – Abre no sábado, dia 1, das 7h às 18h, no domingo, das 7h às 13h. Fecha na segunda e na terça e na quarta o funcionamento será facultativo.
• Central de Abastecimento Municipal (rua Maria Pietra Machado, 125, bairro São Paulo) – Abre sábado, dia 1, das 7h às 19h, de domingo a terça, das 7h às 13h, e na quarta, das 7h às 19h.
• Feira Coberta do Padre Eustáquio (rua Pará de Minas, 821, Padre Eustáquio) – Abre sábado, das 8h às 19h, no domingo, das 8h às 13h, na segunda e na quarta, das 8h às 19h. Fecha na terça, dia 3.
• Sacolões Abastecer – Abrem sábado, das 7h às 19h, e no domingo, das 7h às 13h. Na segunda e na terça, os sacolões Serra Verde e Santa Terezinha estarão fechados e os demais têm funcionamento facultativo. Na quarta o funcionamento será facultativo.
• Feiras livres – Funcionamento entre sábado e quarta, das 7h às 13h.
• Feiras Modelo – Não abrem na quarta.
• Feira de Orgânicos – Não funciona entre sábado e quarta.
• Banco de Alimentos (rua Tuiutí, 888, bairro Padre Eustáquio) – Fechado entre sábado e quarta.
• Armazém da Roça (Rodoviária, 2º Piso, Centro, e tua Maria Pietra Machado, 125, bairro São Paulo) – Fechados entre sábado e quarta.
• Direto da Roça – Funcionamento facultativo entre sábado e quarta, das 7h às 14h.
• Mercado da Lagoinha (avenida Antônio Carlos, 821, São Cristóvão) – Fechado entre sábado e quarta.
• Restaurantes Populares I, III e IV e Refeitório Popular da Câmara Municipal (avenida dos Andradas, 3.100) – Fechados entre sábado e quarta.

Plantão de chuvas

• O plantão da Defesa Civil funciona 24 horas por dia, todos os dias da semana, inclusive aos domingos e feriados. Os telefones são o 199 e o 3277-8864.Limpeza Urbana
• No sábado, dia 1, as coletas acontecerão normalmente. No domingo, dia 2, há plantões de varrição nas áreas central e hospitalar e na Savassi. Entre segunda e quarta os serviços de limpeza urbana serão realizados normalmente.Equipamentos culturais
• Museu Histórico Abílio Barreto (avenida Prudente de Morais, 202, Cidade Jardim) – Aberto de terça a domingo, das 10h às 17h, e na quarta e na quinta, das 10h às 21h. Fechado na segunda.
• Museu de Arte da Pampulha (avenida Otacílio Negrão de Lima, 16.596, Pampulha) – Abre normalmente de terça a domingo, das 9h às 19h. Fechado na segunda.
• Casa do Baile (avenida Otacílio Negrão de Lima, 751, Pampulha) – Aberto normalmente de terça a domingo, das 9h às 18h. Não abre na segunda.
• Centro de Referência da Moda (rua da Bahia, 1.149, Centro) – Fechado de sábado a quarta.
• Arquivo Público da Cidade (rua Itambé, 227, Floresta) – Fechado de sábado a quarta.
– Museu de Artes e Ofícios não funcionará durante o período de Carnaval, dos dias 01 a 05 de março de 2014, sábado a quarta-feira de Cinzas, em função dos eventos que serão realizados na Praça da Estação. A partir do dia 06 de março, quinta-feira, o funcionamento será normal.
– Palácio das Artes no carnaval 2014: nos dias 1º e 2 de março (sábado e domingo), os espaços geridos pela Fundação Clóvis Salgado funcionam normalmente. Já nos dias 3 e 4 de março, ficarão fechados, em virtude da programação de carnaval de Belo Horizonte.Transporte
• As linhas do sistema de transporte coletivo gerenciadas pela BHTrans circulam normalmente no sábado e no domingo. Na segunda, dia 3, com quadro de horário especial, na terça, com quadro de horários de domingos e feriados e, na quarta com quadro de horário especial, com grande parte das linhas voltando a circular normalmente após às 12h.Parques e Zoológico
• O Parque Municipal Américo Renné Giannetti (avenida Afonso Pena, 1.377, Centro) abre no sábado, domingo e na terça, das 6h às 18h. Os demais parques funcionam, nos mesmos dias, das 8h às 18h. Na segunda e na quarta-feira eles não abrirão.
• O Mirante do Mangabeiras (Rua Pedro José Pardo, 1.000, Mangabeiras) funciona normalmente de sábado a quarta-feira, das 10h às 22h.
• O Jardim Zoológico, o Jardim Botânico e o Aquário (avenida Otacílio Negrão de Lima, 8.000, Pampulha) abrem no sábado, domingo, na terça e na quarta, das 8h30 às 14h. Na segunda, ficam fechados.
• O Parque Ecológico da Pampulha (avenida Otacílio Negrão de Lima, 6.061, Pampulha) abre no sábado, no domingo, na terça e na quarta, das 8h30 às 17h. Na segunda fica fechado.Postos de Informação turística
• Centro de Referência Turística de Belo Horizonte Álvaro Hardy – Veveco (avenida Otacílio Negrão de Lima, 855, São Luiz) – Funciona no sábado, domingo, terça e quarta, das 8h às 17h. Não funciona na segunda.
• Posto de Informação – Mercado das Flores (avenida Afonso Pena, 1.055, Centro) – Aberto no sábado, no domingo, e na terça das 8h às 15h. Na segunda e na quarta, das 8h30 às 18h30.
• Posto de Informação – Aeroporto Pampulha (Praça Bagatelli, 204, Aeroporto) – Funciona sábado, das 8h às 16h, e no domingo, das 13h às 18h. Entre segunda e quarta o funcionamento é das 8h às 17h.
• Posto de Informação – Aeroporto de Confins (Rodovia MG-10 – Confins) – Funciona sábado, domingo e terça, das 8h às 17h, e na segunda e na quarta, das 8h às 22h.
• Posto de Informação – Rodoviária (Praça Rio Branco, Centro) – Funciona de sábado a quarta-feira, das 8h às 18h.

BH Resolve
• Não funcionará para atendimento ao público entre sábado e quarta.

Saúde
• Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), Hospital Municipal Odilon Behrens, Central de Internação e Samu – Funcionam durante 24 horas por dia entre sábado e quarta-feira.
• Centros de saúde – Fechados sábado, domingo e na terça. Abrem na segunda, das 7h às 17 h, com escala mínima da equipe. Funcionam na quarta após às 13h.
• Cersams – Funcionamento normal no sábado e no domingo. Na segunda, dia 3, funcionam com equipe de plantão no horário diurno e com equipe completa no horário noturno. Na terça, funcionam conforme escala mínima no horário diurno e com equipe completa no plantão noturno. Na quarta-feira abre em horário normal.
• Centros de Convivência – Funcionam na segunda-feira com escala por microrregião.
• Serviço de Urgência Psiquiátrica (Noturno) – Funcionamento normal entre sábado e quarta-feira.

Justiça Eleitoral 

Nos dias 3, 4 e 5 de março (segunda e terça-feira de Carnaval e na Quarta-Feira de Cinzas) não haverá expediente na Secretaria de Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais e nos cartórios eleitorais, conforme determina a Lei 5010/66 e a Portaria 50/2014 do TRE-MG. Na quinta-feira (6), os setores do TRE e os cartórios eleitorais voltam a funcionar normalmente. Disque-Eleitor: (31) 3291-0004 ou 148.

Correios 

Dia 01/03 (sábado): funcionamento normal. No domingo (02/03), na segunda-feira (03/03) e na terça-feira (04/03) as agências estarão fechadas, retornando às suas atividades no dia 05/3 (quarta-feira) a partir do meio dia.

Bancos
A Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) informou que nos próximos dias 3 e 4 de março não haverá atendimento nas agências bancárias em função do feriado de Carnaval. Na quarta-feira de cinzas dia 5, as agências abrem para atendimento ao público às 12 horas.

As contas de consumo (água, energia, telefone e etc.) e carnês que tiverem marcados essas datas para o vencimento poderão ser pagas no primeiro dia útil após o feriado, sem acréscimo. A população ainda pode utilizar os meios alternativos de atendimento, como os caixas eletrônicos, Internet Banking, Mobile Banking e banco por telefone. Normalmente, os tributos já vêm com datas ajustadas ao calendário de feriados (federais, estaduais e municipais).

“Mesmo durante o feriado os canais como Internet Banking e caixas eletrônicos funcionarão normalmente. Os canais alternativos para transações bancárias facilitam a vida do consumidor”, diz o diretor-adjunto de Operações da Febraban, Walter Tadeu Pinto de Faria.

Os clientes também podem agendar nos bancos os pagamentos das contas de consumo ou pagá-las (as que têm código de barras) nos próprios caixas automáticos, ou em correspondentes. Já os boletos bancários de clientes cadastrados como sacados eletrônicos poderão ser agendados ou pagos por meio do DDA (Débito Direto Autorizado).
Comércio

Segundo acordo previsto na Convenção Coletiva do Comércio 2013/2014, o comércio de BH funcionará normalmente no sábado e domingo de Carnaval. O dia 3 de março, segunda-feira, não é considerado feriado, mas não haverá funcionamento do comércio, conforme previsto na cláusula 43ª da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), que transfere a comemoração do Dia do Comerciário/2013 em outubro para a segunda-feira de carnaval.

Na terça-feira, o comércio também fecha, de acordo com a Lei nº. 5.913 de 21/06/91 e na quarta-feira abre após às 12 horas. O funcionamento de lojas em shopping centers é definido por suas administrações, desde que não contrariem o que está previsto em lei.

Estacionamento rotativo 

Será liberada a utilização da folha nas áreas de estacionamento rotativo em Belo Horizonte no sábado, dia 1, na segunda, dia 3, em função do baixo volume de veículos que circula pelas ruas da capital no período da folia de momo.

Maria-Fumaça entre São João del-Rei e Tiradentes terá horários especiais

Sexta-feira – 28/02
São João del-Rei: 10h e 15h
Tiradentes: 13h e 17h
Sábado – 01/03
São João del-Rei: 10h, 12h, 14h e 16h
Tiradentes: 11h, 13h, 15h e 17h

Domingo – 02/03
São João del-Rei: 10h, 12h, 14h e 16h
Tiradentes: 11h, 13h, 15h e 17h
Segunda-feira – 03/03
São João del-Rei: 10h, 12h, 14h e 16h
Tiradentes: 11h, 13h, 15h e 17h
Terça-feira – 04/03
São João del-Rei: 10h, 13h e 15h30
Tiradentes: 11h, 14h e 17h

 
FONTE: Estado de Minas.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS – confirmado o término definitivo da greve (que estava apenas suspensa)

Rodoviários aceitam proposta e encerram greve na Grande BHA categoria aceitou reajuste salarial de 7,26%, redução da jornada de trabalho em 20 minutos e adicional de 15% para o motorista do BRT/Move

A greve dos motoristas de ônibus, que durou dois dias e causou transtornos em Belo Horizonte e na região metropolitana, está oficialmente encerrada. Em assembleia, realizada na tarde desta quarta-feira, os rodoviários aceitaram o acordo proposto pela juíza Wilmeia da Costa Benevides em audiência no Tribunal Regional do Trabalho (TRT). A informação foi confirmada pelo diretor financeiro do Sindicato dos Rodoviários de BH e Região Metropolitana, Denilson Dorneles.

A proposta foi decidida durante audiência realizada nessa terça-feira no Tribunal Regional do Trabalho (TRT). Foi proposto reajuste salarial de 7,26% e redução da jornada de trabalho em 20 minutos e adicional de 15% para o motorista do BRT/Move.

Os rodoviários reivindicavam reajuste salarial de 21,5%, jornada de trabalho de seis horas, ticket de alimentação com 30 folhas no valor de R$ 15 e piso salarial com valor 30% acima do motorista do transporte convencional para os condutores do BRT/Move.

Paralisação

Na segunda-feira, pela manhã, a greve chegou atingir num primeiro momento 53% da frota na capital, segundo dados da BHTrans. Muitos moradores deixaram de seguir para o trabalho e até escolas foram fechadas por falta de funcionários. O trânsito ficou complicado por causa do elevado número de carros que foram para as ruas em decorrência da falta de coletivos. A mobilização dos profissionais do transporte prejudicou o atendimento em restaurantes populares, que ficaram sem funcionários para cozinhar e servir as refeições nos dois dias.

As estações Barreiro, Diamante e Vilarinho, ficaram dois dias fechadas. Enquanto o terminal de Venda Nova, apenas operou, parcialmente, na terça-feira. Nos dois dias de paralisação, foram registrados atos de vandalismo. Na terça-feira, veículos das linhas 901, 9202 e 9407 foram depredados na região leste.

No primeiro dia de greve, pelo menos cinco coletivos foram depredados. Uma das ocorrências foi registrada no Bairro Floramar, Região Norte de Belo Horizonte, e outra no Bairro Céu Azul, Região da Pampulha.

FONTE: Estado de Minas

ACORDO

Greve dos rodoviários de Belo Horizonte e região é suspensa
bl_greve_onibus

Decisão foi tomada em reunião na tarde desta terça-feira, no TRT

A greve dos rodoviários de Belo Horizonte e região está suspensa. A decisão foi tomada em reunião realizada na tarde desta terça-feira (25), no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) entre os trabalhadores e o sindicato patronal, que concordaram com a suspensão da paralisação.

FONTE: O Tempo. AGUARDE MAIS INFORMAÇÕES EM INSTANTES – ATUALIZE A PÁGINA EM ALGUNS MINUTOS/HORAS.

ACORDO

Greve dos rodoviários de Belo Horizonte e região é suspensa

Decisão foi tomada em reunião na tarde desta terça-feira, no TRT; paralisação está suspensa até o dia 7 de março, quando trabalhadores e empresas devem anunciar se aceitam ou não as propostas feita pela juíza

Uarlen Valerio / O Tempo

Greve foi suspensa após reunião no Tribunal Regional do Trabalho
A greve dos rodoviários de Belo Horizonte e região está suspensa. A decisão foi tomada em reunião realizada na tarde desta terça-feira (25), no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), entre os trabalhadores e o sindicato patronal, que concordaram com a suspensão da paralisação. As partes devem dizer se aceitam ou não o acordo até o dia 7 de março.Durante o encontro, que durou mais de três horas, a juíza Wilmeia da Costa Benevides apresentou uma lista de propostas às partes e determinou a suspensão imediata da greve para dar continuidade às negociações.Entre as medidas do acordo estão o reajuste salarial linear de 7,25% para motoristas, cobradores e demais empregados, jornadas de seis horas e 20 minutos com uma hora de descanso, totalizando sete horas e 20 minutos à disposição, e retirada da punição disciplinar das cláusulas dos contratos entre empresas e trabalhadores.Ainda de acordo com o que foi proposto pela juíza, os dias parados não devem ser descontados e os funcionários não devem ser punidos por terem aderido à greve.Tanto os trabalhadores quanto as empresas se comprometeram a levar as propostas até suas bases. Eles devem anunciar se aceitam ou não o acordo até o dia 7 de março.Cidade parada

O segundo dia de greve dos rodoviários de Belo Horizonte e região foi de transtorno para passageiros que dependem do transporte público e para os motoristas, por causa do trânsito.

Algumas empresas optaram por buscar os funcionários em casa para não prejudicar o dia de trabalho, mas ainda assim, segundo o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL-BH), o comércio teve prejuízo estimado de R$ 38 milhões desde o início da paralisação.

De acordo com a BHTrans, o índice de coletivos circulando normalmente chegou a 57% às 15h30, mas caiu para 42% no horário de pico.

As estações São Gabriel e José Cândido da Silveira operaram normalmente, enquanto Barreiro, Diamante e Vilarinho permaneceram 100% paradas. Na estação Venda Nova, a operação foi de 70,66% das viagens programadas.

Por causa da greve, a Central de Relacionamento Presencial BH Resolve não funcionou nesta terça-feira. O motivo, segundo a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), foi o número insuficiente de funcionários para atendimento ao público.

O atendimento também foi prejudicado nos restaurantes populares da cidade. Segundo a PBH, foram servidos café da manhã e almoço nas quatro unidades, mas os funcionários foram liberados às 15h e, portanto, não será servido o jantar.

Atualizada às 21h37

Rodoviários suspendem greve após ouvirem proposta em audiência na Justiça do Trabalho

O acordo entre a categoria e os patrões será levado para votação em assembleia nesta quarta-feira

A greve de motoristas e cobradores dos ônibus da capital e metropolitano de Belo Horizonte está suspensa. Representantes dos trabalhadores do transporte coletivo e do sindicato patronal chegaram a uma proposta durante audiência de conciliação no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), na Avenida Getúlio Vargas, no Bairro Funcionários, Região Centro-Sul de Belo Horizonte. A Juíza da Primeira Instância, Wilmeia da Costa Benevides, que atua no núcleo de conciliação de 2º grau, ouviu as duas partes e apresentou uma proposta. Os rodoviários suspenderam a greve, que começou na segunda-feira, para discutir, em assembleia, o acordo entre a categoria e os patrões.

A proposta de conciliação do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) prevê reajuste salarial de 7,26% e redução da jornada de trabalho em 20 minutos e adicional de 15% para o motorista do BRT/Move. O acordo será analisado na tarde desta quarta-feira pelos empregados. Caso o acordo seja acatado, a greve será encerrada oficialmente. Os patrões devem dar a resposta final no dia 7 de março. Após o encontro, o presidente do Sindicato dos Rodoviários de BH e Região Metropolitana, Ronaldo Batista, destacou que a greve está suspensa, mas não chegou ao fim. “Se a categoria não concordar, a paralisação será retomada”.Os rodoviários reivindicavam reajuste salarial de 21,5%, jornada de trabalho de seis horas, ticket de alimentação com 30 folhas no valor de R$ 15 e piso salarial com valor 30% acima do motorista do transporte convencional para os condutores do BRT/Move.. Na segunda-feira, pela manhã, a paralisação chegou atingir num primeiro momento 53% da frota na capital, segundo dados da BHTrans.

Paralisação em BH

No fim da noite desta terça-feira caiu de 57% para 42% o número de ônibus circulando nas ruas de Belo Horizonte. Segundo balanço da BHTrans, 35% das linhas operam normalmente, cumprindo 70% das viagens programadas.

A Estação São Gabriel, de acordo com o balanço, 100% das linhas estão operando normalmente. A situação é igual na Estação José Cândido. Já em Venda Nova 70,66% das linhas operam nesta noite. Ainda segundo a BHTrans, continuam fechadas apenas as estações Barreiro, Diamante e Vilarinho.

Nesta terça-feira, a Polícia Militar registrou casos de vandalismo com depredação de veículos das linhas 901, 9202 e 9407 na região leste. O trânsito também ficou complicado por causa do elevado número de carros que foram para as ruas em decorrência da falta de coletivos. Pelo segundo dia, a mobilização dos profissionais do transporte prejudicou o atendimento em restaurantes populares, que ficaram sem funcionários para cozinhar e servir as refeições.

FONTE: O Tempo e Estado de Minas.

Reunião acaba sem acordo e rodoviários mantêm greve nesta terça-feira na Grande BH
Um novo encontro, desta vez de conciliação, foi marcado para a tarde desta terça-feira no Tribunal Regional do Trabalho
A reunião entre representantes dos trabalhadores do transporte coletivo e do sindicato patronal na sede do Ministério Público do Trabalho (MPT), no Bairro Funcionários, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte, terminou sem acordo. Um novo encontro, de conciliação, foi marcado pelo Tribunal Regional do Trabalho para esta terça-feira às 16h30. Como não houve acerto em patrões e empregados, a greve de ônibus vai continuar.greve2

O encontro de mediação, que foi pedido pelos patrões, começou por volta das 15h40. Durante mais de duas horas, os rodoviários expuseram ao procurador Helder Santos Amorim, que conduziu a audiência, as suas reivindicações. Eles querem reajuste salarial de 21,5%, jornada de trabalho de seis horas, ticket de alimentação com 30 folhas no valor de R$ 15 e piso salarial com valor 30% acima do motorista do transporte convencional para os condutores do BRT/Move. A última greve dos rodoviários aconteceu em 2012 e durou quatro dias.O presidente do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros Metropolitano (Sintram), Rubens Lessa Carvalho, informou o que pesa nas reivindicações são as horas de trabalho e o aumento salarial. Conforme Carvalho, o reajuste de 21% está fora da realidade, pois o índice da inflação foi de 5,4%.Enquanto acontecia a reunião, patrões e empregados foram convocados pelo Tribunal Regional do Trabalho para um encontro de conciliação, na sede do órgão, às 16h30 desta terça-feira.Como não houve acordo, os rodoviários decidiram manter a paralisação. “Vamos participar da reunião de conciliação amanhã. Mas, como não se resolveu nada hoje, vamos continuar com a greve”, explica Marcelino Antônio Alexandre, presidente do Sindicato dos Rodoviários de Betim. A categoria informou que não foi notificada sobre a decisão judicial que determina a circulação de 70% da frota nos horários de pico e de 50% nos demais horários para todas as linhas do transporte coletivo. Em caso de descumprimento, a multa diária é de R$ 50 mil. “Não fomos notificados, mas vamos cumprir a decisão para não ter problema”, confirmou Marcelino.

A reportagem tentou contato com o presidente do Sindicato dos Rodoviários de Belo Horizonte, Denílson Dornelas, mas ele não atendeu as ligações.

 
Veja mais AQUI!
FONTE: Estado de Minas.

Trânsito será alterado na Pampulha para show do “Black Sabbath”

Show deve reunir cerca de 20 mil pessoas em Belo Horizonte
 Show do Black Sabbath altera trânsito na região da Pampulha

Mudanças começam a valer já nesta segunda-feira (14)

O show do Black Sabbath, que acontece nesta terça-feira (15), no Mineirão, vai causar mudanças no trânsito da região, segundo a BHTrans. Para o evento, que deve reunir cerca de 20 mil pessoas, será interditado o cruzamento das avenidas Cel Oscar Paschoal com av. Antônio Abrahão Caram a partir de 1h de terça-feira. Além disso, a partir das 19h de hoje (14), serão implantadas reservas de áreas no entorno do estádio para garantir a fluidez no tráfego.

Faixas de tecido serão afixadas para orientação aos condutores. Agentes da Unidade Integrada de Trânsito (BHTrans, Polícia Militar e Guarda Municipal) irão operar o tráfego na região. Para a segurança de todos, a empresa orienta os motoristas a redobrarem a atenção e respeitarem a sinalização implantada durante a operação e os agentes de trânsito.

Estacionamento

O entorno do Mineirão terá área de estacionamento para o público. As pistas externas das avenidas Abraão Caram, Cel. Oscar Paschoal, Carlos Luz e C estarão disponíveis para estacionamento, porém alguns trechos serão reservados para vagas para ônibus, vans, pontos de táxi e veículos de imprensa.  Não será possível estacionar nas pistas internas que são dedicadas ao acesso/saída do estacionamento do estádio. Desta maneira, os torcedores devem ficar atentos e respeitar a sinalização de trânsito.

Transporte coletivo
Veja a relação de linhas que passam próximo ao Mineirão:

– 2004 (Bandeirantes /Pilar via Olhos D’água);
– 5401 (São Luiz /Dom Cabral);
– 64 (Estação Venda Nova /Santo Agostinho via Carlos Luz );
– Circulares 503 e 504 (Santa Rosa /Aparecida /São Luís);
– Suplementares 51 e 52 (Circular Pampulha), 53 (Confisco /Pampulha /São Gabriel), 54 A e 54 B (Dom Bosco /Shopping Del Rey );

Desvio

Em virtude do evento, as linhas S51 (Circular Pampulha) e 2004 (Bandeirantes/Olhos D’Água) farão o seguinte desvio, a partir das 7h de terça-feira (15), até às 2h de quarta-feira (16): Av. Otacílio Negrão de Lima, Av. Alfredo Camarate, Av. Pres. Carlos Luz (retorno Praça da USIMINAS), Av. Pres. Carlos Luz, Av. Abraão Caram (a direita).

Motoristas que costumam passar pela região do Estádio Mineirão, na Pampulha, em BH, precisam ficar atentos para as mudanças no trânsito nesta terça-feira (15). As alterações são por causa do show da banda “Black Sabbath”.

De acordo com a BHTrans, empresa que gerencia o tráfego na capital mineira, a partir das 19 horas desta segunda-feira (14), será proibido estacionar no entorno do estádio, onde serão implantadas reserva de áreas.

Para facilitar o acesso ao estacionamento, a avenida Cel. Oscar Paschoal será interditada no cruzamento com a avenida Abrahão Caram, a partir das 15 horas de terça.

Quem utiliza o transporte coletivo também deve verificar mudanças em desvios das linhas S51 (Circular Pampulha) e 2004 (Bandeirantes/Olhos D’Água), entre às 7 horas de terça e 2 horas de quarta (16).

Os ônibus seguirão pela Av. Otacílio Negrão de Lima, depois passarão pela Alfredo Camarate, Pres. Carlos Luz (retorno na Praça da Usiminas), voltando à  Pres. Carlos Luz e, então, continuando a rota pela Abraão Caram (à direita).

FONTE: Hoje Em Dia/Santa Luzia Net.



%d blogueiros gostam disto: