Antequam noveris, a laudando et vituperando abstine. Tutum silentium praemium.

Arquivo da tag: vigilância sanitária

Após denúncia de larva em bolo, Vigilância Sanitária multa padaria Mix Pão, em BH

Mais uma vez a padaria Mix Pão do Bairro Palmares, na Região Nordeste de Belo Horizonte, foi flagrada pela Vigilância Sanitária com diversas falhas de higiene. A loja foi multada em R$ 1.228. Desta vez, a inspeção ocorreu após um cliente denunciar que comprou um bolo de laranja infestado por larvas.O órgão realizou uma inspeção na padaria e foram encontradas irregularidades relativas ao acondicionamento, validade e rotulagem dos produtos, além da limpeza de equipamentos. Além da multa, o estabelecimento recebeu um termo de intimação e outro de advertência.

A loja, localizada na Rua Coronel Jairo Pereira, nº15, não foi interditada, mas todos os produtos em condição irregular foram apreendidos. Segundo a Vigilância Sanitária, o estabelecimento continuará sendo monitorado.

A Itatiaia entrou em contato com a padaria, mas foi informada que apenas o proprietário poderia falar sobre o caso. Ele não atendeu aos telefonemas da reportagem.

Outros casos

Em abril de 2014, a padaria já havia sido advertida pela vigilância sanitária devido a problemas de higiene.

E em novembro de 2013, a unidade da Av. do Contorno foi interditada após serem encontradas larvas em pizzas.

FONTE: Itatiaia.


Padaria Vianney é interditada pela Vigilância Sanitária de BH

Vianney_André Brant_Hoje em Dia
Padaria Vianney foi interditada após vistoria da Vigilância Sanitária encontrar irregularidades
Técnicos da Vigilância Sanitária de Belo Horizonte interditaram a Padaria Vianney no bairro Funcionários, região Centro-Sul da capital mineira, nesta quinta-feira (13). Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde (SMSA) informou que entre os problemas encontrados durante a fiscalização estão “falta de higiene no local de manipulação dos alimentos e no maquinário, pacotes de leite com validade vencida e má conservação de alimentos”.
Ainda segundo a SMSA, o estabelecimento foi vistoriado nesta manhã após uma denúncia. Além disso, o órgão acrescentou que o tempo de reabertura da padaria depende da readequação do proprietário em relação às condições de higiene do local.
Na porta da Vianney, um aviso informa que a padaria foi fechada por problemas nos equipamentos e garante que, na sexta-feira (14), o estabelecimento seria reaberto. “Estamos com problemas nos equipamentos. Voltaremos a abrir amanhã para melhor atendê-los. Pedimos desculpas pelos transtornos”.
Tradicional em Belo Horizonte, a padaria Vianney fica na rua Aimorés desde 1988, mas funciona no atual endereço desde 2009, após ser reinaugurada. No espaço são servidos café da manhã e almoço, além de caldos e sopas, sushi e pizzas. O local também promove eventos corporativos e faz entregas.

Interdição

Padaria Vianney continua interditada após nova vistoria – 14 Mar 2014, 17:13

Segundo a vigilância sanitária o espaço não cumpriu as exigências de adequações físicas e de higiene; a interdição ocorreu nesta quinta-feira (13); o estabelecimento já tinha sido interditado pela vigilância em 2007

  • Cidades - Belo Horizonte, Mg. Suspeita de que a  padaria Vianney teria sido fechada pela vigilancia sanitaria. Fotos: Leo Fontes / O Tempo - 13.3.14
    Cidades – Belo Horizonte, Mg. Suspeita de que a padaria Vianney teria sido fechada pela vigilancia sanitaria. Fotos: Leo Fontes / O Tempo – 13.3.14
  • Cidades - Belo Horizonte, Mg. Suspeita de que a  padaria Vianney teria sido fechada pela vigilancia sanitaria. Fotos: Leo Fontes / O Tempo - 13.3.14
     Suspeita de que a padaria Vianney teria sido fechada pela vigilancia sanitaria.
  • Cidades - Belo Horizonte, Mg. Suspeita de que a  padaria Vianney teria sido fechada pela vigilancia sanitaria. Fotos: Leo Fontes / O Tempo - 13.3.14

A tradicional padaria Vianney no bairro Funcionários, região Centro-Sul da capital, continua interditada. Na manhã desta sexta-feira (14) uma nova vistoria foi feita no estabelecimento a pedido dos proprietários, porém a vigilância sanitária decidiu manter o estabelecimento fechado, pois as exigências, que incluem questões de higiene e readequações físicas, não foram cumpridas pelo estabelecimento.

De acordo com a prefeitura, a padaria foi fechada nesta quinta-feira (13) por falta de higiene no local de manipulação dos alimentos e no maquinário, pacotes de leite com validade vencida e má conservação de alimentos, alguns estavam sem embalagem.Por meio de nota, a assessoria de imprensa da vigilância informou que a padaria já tinha sido interditada em 2007 por causa da falta de higiene e acondicionamento de alimentos. Dois anos depois, em 2009 o espaço também recebeu auto de infração.

A assessoria de imprensa da padaria informou que está se adequando às normas e que pretende reabrir o espaço em breve.

Segundo a prefeitura, a padaria só poderá ser reaberta depois que se adequar as condições de higiene exigidas pela vigilância.  A prefeitura informou que as fiscalizações são feitas de forma preventiva e também mediante denúncia, que podem ser feitas por meio do telefone 156 da prefeitura.

A padaria existe desde 1988 e sempre funcionou na rua dos Aimorés em mais de um ponto. O estabelecimento oferece serviços de café da manhã, almoço, delivery e realiza festa e eventos.

 FONTE: Hoje Em Dia e O Tempo.


São Paulo – A partir de 1º de fevereiro, o álcool líquido não será mais vendido nos supermercados de todo o Brasil e o estoque irregular deverá ser recolhido. A regra foi comunicada ontem pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e o objetivo é reduzir o número de casos de queimaduras e ingestão acidental, principalmente por crianças. A versão gel continuará à venda.

Álcool

O veto já havia sido estabelecido pela Anvisa há 11 anos, mas foi suspenso por decisão judicial. Em agosto do ano passado, a Justiça Federal derrubou a decisão contrária à proibição da venda da versão líquida do álcool, e não há mais possibilidade de recurso. Com a queda da liminar, o prazo para as indústrias se adequarem às novas exigências é 31 de janeiro.

O consumidor que encontrar álcool líquido disponível nos supermercados deverá comunicar o fato à vigilância sanitária de seu município. As empresas que não se adequarem à norma serão notificadas por irregularidade e sofrerão o cancelamento dos registros.

Especialistas explicam que o álcool líquido aumenta os riscos de acidente com queimaduras graves. A versão em gel, evita, por exemplo, que em caso de derramamento o álcool tenha contato com grandes áreas do corpo, como ocorre na forma líquida. Além disso, a versão em gel rende três vezes mais que a líquida.

FONTE: Estado de Minas



%d blogueiros gostam disto: