Antequam noveris, a laudando et vituperando abstine. Tutum silentium praemium.

Arquivo da tag: wellington

Ex-presidente da Câmara de BH e mais sete são alvos de mandado de prisão

Até o momento, foram cumpridos mandados contra Wellington Magalhães e a mulher dele, Kelly Magalhães, na Operação Sordidum Publicae

O ex-presidente da Câmara Municipal de Belo Horizonte Wellington Magalhães (PSDC) foi preso na manhã desta segunda-feira (18) após deflagração da operação Sordidum Publicae, da Polícia Civil e do Ministério Público de Minas Gerais. Além do vereador, outras sete pessoas receberam mandado de prisão preventiva – até o momento só o parlamentar e sua esposa, Kelly Magalhães, foram presos.

Também há um mandado para o ex-diretor de comunicação da Câmara, Márcio Fagundes, e para os empresários Marcus Vinicius Ribeiro, Rodrigo Dutra de Oliveira, Christiane de Castro Melo Cabral Ribeiro, Frederico Ribeiro Guedes, Paulo Victor Damasceno Ribeiro.

A operação decorre a partir da Santo de Casa, que em dezembro de 2016 apontou uma série de irregularidades em licitações e contratos de publicidade da Câmara. Magalhães, segundo o MPMG, seria o líder de um esquema que teria desviado R$ 30 milhões a partir destes repasses irregulares.

Santo de Casa

No dia 6 de dezembro de 2016, o então presidente da Câmara Municipal de Belo Horizonte, Wellington Magalhães (PSDC), teve o mandato suspenso durante a investigação pelos crimes de peculato, corrupção passiva, fraudes em licitações e lavagem de dinheiro.

No mesmo dia, a casa de Magalhães e a Câmara Municipal de Belo Horizonte foram alvos da operação “Santo de Casa”, organizada pelo Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Defesa do Patrimônio Público de Minas Gerais. Além do MP, participaram da investigação, a Polícia Civil, o Ministério Público de Contas Estadual e a Receita Estadual.

Magalhães tornou-se alvo após apresentar um patrimônio não condizente com o valor do seu vencimento como vereador de Belo Horizonte.

De acordo com o Ministério Público, há indícios de simulações de contratos de licitações fictícios com empresas de sua confiança para a prática de lavagem de dinheiro.

A concorrência investigada selecionou a Feeling Comunicação, que terceirizou os trabalhos para outras empresas, entre elas, a Santo de Casa Produções Ltda. Segundo o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), tratava-se de uma empresa fantasma que emitia notas fiscais falsas para justificar gastos não comprovados.

Segundo a investigação, as fraudes envolvendo a contratação de serviços de publicidade acarretaram um aumento de mais de 100% das despesas da Câmara somente no exercício de 2015, saltando de cerca de R$7,5 milhões nos exercícios de 2013/2014 para mais de R$18 milhões somente em 2015.

Dentre os vários indícios apurados, foram encontradas evidências de pagamentos a empresas de fachada para prestação de serviços fictícios de publicidade.

Wellington Magalhães

Magalhães deve retornar à Câmara na próxima segunda-feira

.

FONTE: O Tempo.


Pré-carnaval no Bairro Santa Tereza termina com tiroteio e três pessoas baleadas

praça_duque de caxias

Um ensaio de pré-carnaval realizado no Bairro Santa Tereza, um dos mais tradicionais de Belo Horizonte, terminou com três pessoas baleadas na noite deste domingo. Os disparos foram efetuados na Praça Duque de Caxias, que fica ao lado da sede do 16º Batalhão da PM.De acordo com testemunhas, os tiros foram dados após uma confusão. Houve correria e pânico, uma vez que uma multidão participava da festa. A polícia acredita que os responsáveis pelos disparos tinham como alvo Wellington Oliveira Silva, de 27 anos. Ele foi alvejado por quatro tiros, sendo dois no abdômen e outros dois nas costas.

Mesmo ferido, Wellington conseguiu correr até a entrada do Batalhão da PM e foi levado por militares para o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, onde permanece internado em estado grave.

Os outros feridos foram socorridos por populares. Sérgio Emanuel de Oliveira, de 21 anos, levou dois tiros, foi levado ao João XXIII e já recebeu alta médica. A terceira vítima é um adolescente de 13 anos, atingido na perna. Ele está internado no Pronto-Socorro João XXIII, mas não corre risco de morrer.

Apesar da proximidade com o 16º Batalhão da PM, ninguém foi preso.

Executado

Outra ocorrência envolvendo o pré-carnaval de Belo Horizonte foi registrada no Bairro Vera Cruz. Na madrugada desta segunda-feira, Davidson Teixeira da Silva, 19 anos, estava em uma festa de pré-carnaval no Bairro Pompeia.

De acordo com informações do irmão da vítima repassadas à PM, Davidson deixou a festa em uma moto. Ele foi seguido por dois homens, cercado na Avenida dos Andradas e executado com sete tiros na cabeça.

Ouça as informações com André Santos

Fonte: Rádio Itatiaia

 

FONTE: Itatiaia.



%d blogueiros gostam disto: