Antequam noveris, a laudando et vituperando abstine. Tutum silentium praemium.

Arquivo do mês: abril 2018

Cão vê alunos comprando lanche em cantina e entrega folha para ganhar biscoito

De tanto observar os alunos entregarem dinheiro e saírem com comida, o cachorro passou a oferecer folhas de árvore aos funcionários da cantina

Cachorros podem ser ensinados a fazer várias coisas. Não é raro ver casos de animais que deitam, rolam ou fingem de mortos apenas com um comando humano. Mas eles também são capazes de aprender sozinhos. Na cidade de Monterrey, na Colômbia, um cão que ‘trabalha’ como vigilante de uma instituição de ensino aprendeu a comprar lanches na cantina.

De tanto observar os alunos entregarem dinheiro e saírem com comida, o cachorro passou a oferecer folhas de árvore aos funcionários da cantina. Em troca, tem recebido biscoitos.

A história foi divulgada no Facebook pela professora Angela Garcia Bernal. Na publicação — que, até a noite desta sexta-feira (27/4) contava com mais de 27 mil reações e 32 mil compartilhamentos —, a docente relata que o cão, que se chama Negro, chega na cantina, abana o rabo e pede o biscoito.

“Não é fiado, nem doado. Negro vê que os estudantes levam notas e recebem algo em troca. Então, pega uma folha do chão e, muito decentemente, se aproxima para fazer a compra”, disse a professora.

.

FONTE: Estado de Minas.


Humorista Agildo Ribeiro morre aos 86 anos no Rio

Ator estava em casa, no Leblon, e sofria de problemas cardíacos

 
Morreu neste sábado, aos 86 anos, no Leblon, Rio de Janeiro, o humorista Agildo Ribeiro. De acordo com a Rede Globo, emissora em que ele trabalhava, o ator sofria de problemas cardíacos.
Conhecido como “Capitão do riso”, Agildo da Gama Barata Ribeiro Filho começou no teatro de revista, passou pelo rádio e se tornou conhecido pelos personagens cômicos na televisão. A última atuação dele foi no programa “Tá no Ar: a TV na TV”.
Nascido no Rio de Janeiro em 26 de abril de 1932, o ator estava na televisão desde a década de 1960. Segundo informações da emissora, ele estrelou shows e humorísticos como Chico City, Satiricom, Planeta dos Homens, Estúdio A… Gildo, Escolinha do professor Raimundo e Zorra Total.
Filho do político Agildo Barata, Agildo foi casado cinco vezes. Suas esposas foram mulheres famosas como Consuelo Leandro e Marília Pera, mas passou 35 anos casado com a bailarina e também atriz Didi Barata Ribeiro, falecida em 2009.
Agildo foi o primeiro ator a ter interpretado João Grilo, o personagem central da peça de Ariano Suassuna Auto da Compadecida.
Um humorista de enorme sucesso nos anos 70 tanto no Brasil como em Portugal, co-estrelou diversos programas de humor da Rede Globo ao lado de Jô Soares, Paulo Silvino e Chacrinha. Naquela fase, o seu programa mais famoso foi Planeta dos Homens.
Relembre trabalhos do artista que fez sucesso na TV e no teatro 

.

FONTE: Estado de Minas.


Confira o que abre e fecha em Belo Horizonte no feriado de 1º de Maio

Na próxima terça-feira, dia 1° de maio, feriado nacional em comemoração ao Dia do Trabalho, o comércio de Belo Horizonte não poderá funcionar, salvo aquelas lojas ligadas a atividades essenciais, como padarias e postos de gasolina. Todos os supermercados poderão abrir normalmente, segundo a A Associação Mineira de Supermercados (AMIS) e cada rede pode optar pelo melhor horário de funcionamento.

Assim, nos shoppings da capital, a maioria das lojas deve ficar fechada no feriado e apenas os supermercados e farmácias devem ter horários específicos de funcionamento.

Também não haverá expediente na Prefeitura de Belo Horizonte na terça. De acordo com o Decreto nº 16.892, publicado no Diário Oficial do Município (DOM) em 23 de abril de 2018, a segunda-feira, dia 30 de abril, será ponto facultativo nas repartições da administração municipal.

 

Confira o que abre e fecha neste feriadão nos equipamentos municipais:

 

Parques e Zoológico

• Parque das Mangabeiras, Parque da Serra do Curral, Parque Aggeo Pio Sobrinho, Parque Roberto Burle Marx e Mirante do Mangabeiras

– Temporariamente fechados à visitação em função dos trabalhos de combate e prevenção da febre amarela.

 

• Parque Municipal Américo Renné Giannetti (Av. Afonso Pena, 1377 – Centro)

– Aberto à visitação na segunda-feira (30/4) e na terça-feira (1º/5), das 6h às 18h.

 

• Parque Ecológico da Pampulha (Av. Otacílio Negrão de Lima, Portaria I, nº 6061 (Marco Zero), e Portaria II, nº 7111 (Toca da Raposa) – Pampulha.)

– Aberto na segunda-feira (30/4), das 8h30 às 18h e na terça-feira (1º/5), das 8h30 às 17h30.

 

• Demais Parques da FPMZB

– Abertos na segunda-feira (30/4) e na terça-feira (1º/5), das 7h às 18h.

 

• Jardim Zoológico, Jardim Botânico e Aquário da Bacia do Rio São Francisco (Portaria I – Av. Otacílio Negrão de Lima, 8000 – Pampulha / Portaria II – Av. Antônio Francisco Lisboa, 2600 – Serrano)

– Fechados para a visitação do público na segunda-feira (30/4).

– Abertos na terça-feira (1º/4), das 8h às 17h, com entrada permitida até às 16h.

 

Segurança Alimentar e Nutricional

• Banco de Alimentos (Rua Tuiutí, 888, Bairro Padre Eustáquio). Fechado na segunda e terça-feira.

 

• Central de Abastecimento Municipal (Rua Maria Pietra Machado, 125, Bairro São Paulo).

Abre na segunda feira de 8h às 19h.

Abre na terça feira de 8h às 13h.

 

• Direto da Roça.

Funcionamento facultativo na segunda e terça feira.

 

• Feira Coberta do Padre Eustáquio (Rua Pará de Minas, 821, Padre Eustáquio).

Abre na segunda feira de 8h às 18h.

Abre na terça feira de 8h às 14h30h.

 

• Feira de Orgânicos.

Funcionamento facultativo na segunda e terça feira.

 

• Feiras Livres.

Não funcionam às segundas-feiras

Abrem na terça feira de 7h às 13h.

 

• Feira Modelo da Savassi (Rua Tomé de Souza, entre Av.Cristóvão Colombo e Rua Pernambuco).

Funcionamento apenas às quintas-feiras.

 

• Mercado do Cruzeiro (Rua Ouro Fino, 452, Cruzeiro).

Funcionamento Facultativo na segunda-feira

Abre na terça-feira de 8h às 13h.

 

• Restaurantes Populares I, II, III e IV.

Abrem na segunda-feira.

Fechado na terça-feira.

 

• Refeitório popular da CMBH

Fechado na segunda e na terça-feira

 

• Sacolões Abastecer.

Abrem na segunda feira de 8h às 18h

Abrem na terça-feira de 8h às 13h.

 

Equipamentos Culturais

•Casa do Baile

Aberto sábado, domingo e terça, das 9h às 17h. Fechado na segunda-feira, dia 30

 

• Museu Histórico Abílio Barreto

Aberto sábado, domingo e terça, das 10h às 17h. Fechado na segunda-feira, dia 30

 

• Museu de Arte da Pampulha

Aberto sábado, domingo e terça, das 9h às 18h30. Fechado na segunda-feira, dia 30

 

•Casa Kubitschek

Aberto sábado, domingo e terça, das 9h às 17h. Fechado na segunda-feira, dia 30

 

• Museu da Moda

Aberto sábado, domingo, das 10h às 14h. Fechado na segunda e terça-feira, dias 30 de abril e 1º de maio.

 

• Arquivo Público da Cidade de Belo Horizonte

Fechado de sábado a terça-feira

 

• Museu da Imagem e do Som

Fechado de sábado a terça-feira

 

• MIS Cine Santa Tereza

Sábado, domingo e terça-feira, aberto das 16h às 21h (com sessões às 17h e 19h). Fechado na Segunda-feira

 

Postos de Informação Turística

• Centro de Atendimento ao Turista Álvaro Hardy – Veveco (Avenida Otacílio Negrão de Lima, 855, São Luís).

28/04 – 8h às 17h

29/04 – 8h às 17h

30/04 – Fechado

01/05 – 8h às 17h

 

• Centro de Atendimento ao Turista Rodoviária (Praça Rio Branco, 100, Centro).

28/04 – 8h às 17h

29/04 – 8h às 17h

30/04 – 8h às 17h

01/05 – 8h às 17h

 

• Centro de Atendimento ao Turista – Mercado das Flores (Avenida Afonso Pena, 1.055, Centro).

Fechado Temporariamente

• Centro de Atendimento ao Turista – Mercado Central (Avenida Augusto de Lima, 744, Centro).

28/04 – 8h às 17h20

29/04 – 8h às 13h

30/04 – 8h40 às 17h

01/05 – 8h às 13h

 

Saúde

• As Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), o Hospital Municipal Odilon Behrens, a Central de Internação, o SAMU, Serviço de Urgência de Psiquiátrica Noturno (SUP) e os laboratórios das UPAs: Funcionam normalmente 24h por dia, todos os dias.

 

• Os Centros de Referência em Saúde Mental (CERSAMs):

– No sábado (28/04) e domingo (29/04) funcionam com equipe de plantão de final de semana durante o dia e expediente normal à noite.

– Na segunda-feira (30/04) funcionam com escala mínima durante o dia e expediente normal à noite.

– Na terça-feira (01/05) funcionam com equipe de plantão durante o dia e expediente normal à noite.

 

• O Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS):

De sábado (28/04) a terça-feira (01/05) funciona com escala de plantão.

 

• Centro de Referência em Imunobiológicos Especiais (CRIE)

– No sábado (28/04) e domingo (29/04) funciona das 8 às 18h, com intervalo para almoço.

– Na segunda-feira (30/04) e terça-feira (01/05) funciona com escala de plantão.

 

• Os Centros de Saúde, o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), os laboratórios de zoonoses, as sedes dos distritos, os laboratórios distritais e central, os Centros de Especialidades Médicas (CEMs), as Academias da Cidade e o Serviço de Atenção à Saúde do Viajante:

– No sábado (28/04) e domingo (29/04) não funcionam.

– Na segunda-feira (30/04) funcionam das 7 às 17h.

– Na terça-feira (01/05) não funcionam.

 

• Os Centros de Referência a Saúde do Trabalhador (CERSAT), o Centro de Treinamento e Referência (CTR), as Unidades de Referência Secundária (URSs), o Centro Municipal de Diagnóstico por Imagem (CMDI), o Centro Municipal de Oftalmologia (CMO), os Centros de Reabilitação (Creabs), os Centros de especialidades odontológicas (CEO), os Centros de Convivência, o Centro de Esterilização de cães e gatos, as farmácias distritais e a alta complexidade:

– No sábado (28/04) e domingo (29/04) não funcionam.

– Na segunda-feira (30/04) funcionam das 7 às 17h.

– Na terça-feira (01/05) não funcionam.

 

Segurança

• Guarda Municipal

– Trabalha normalmente na segunda (30) e na terça-feira (1º)

 

• Centro de Operações de Belo Horizonte (COP-BH)

– Funcionamento normal, exceto para atendimento ao público na segunda (30) e na terça-feira (1º)

 

BH Resolve

• Fechado na segunda-feira e na terça-feira.

Não há expediente aos sábados e domingos.

 

Defesa Civil

• Funcionamento normal, todos os dias, 24 horas por dia, inclusive aos domingos e feriados. Os telefones de contato são: 199 e o 3277-8864.

 

Trânsito e Transporte

• Todas as linhas do transporte coletivo convencional operarão no sábado, dia 28/04, com quadro de horário de sábado; dia 29/04, domingo, com quadro de horário de domingo; na segunda-feira, dia 30/04, com quadro de horário atípico e na terça-feira, dia 1º de maio, com horário de domingo/feriado.

Limpeza Urbana

• No sábado, dia 28, e segunda-feira, dia 30 de abril, todos os serviços de limpeza urbana serão realizados normalmente em Belo Horizonte. No domingo, dia 29, haverá plantões de varrição na Savassi e nas áreas Central e Hospitalar. No feriado do dia 1º de maio, terça-feira, não haverá ações de limpeza urbana na capital.

.

FONTE: Hoje Em Dia.


Justiça obriga ex-marido a pagar pensão para sete bichos de estimação

A decisão inusitada foi proferida por um desembargador do Rio de Janeiro

 

    Um caso inusitado de pensão alimentícia está chamando a atenção na internet. O desembargador Ricardo Couto de Castro, da 7ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, decidiu dar ganho de causa a uma mulher que pediu pensão para seus sete pets. Com a decisão – que ainda cabe recurso – o ex-marido dela terá de pagar o equivalente a R$ 150 por cada bichinho de estimação, o que dá R$ 1.050 no total. Este é o maior valor já instituído pelo judiciário, no Brasil, em relação a esse tipo de causa. A informação foi divulgada pelo Jornal da Band na terça, dia 24 de abril.

    A advogada Margaret Garcia Coura não tem filho e está separada desde 2016, após 22 anos de casamento. Ela entrou na justiça pedindo que o ex-companheiro fosse corresponsável pela criação dos animais (seis cachorros e um gato). “Tenho fotografia, declaração da veterinária de que ele visitava os animais internados e até contas que ele pagava”, diz a carioca em entrevista para a Band. O valor do acórdão, emitido no dia 10 de abril, deve ajudar a cobrir metade dos custos mensais com os pets, que incluem tratamento veterinário e alimentação.

    A defesa do ex-marido de Margaret já avisou que decidiu recorrer da decisão. “Os animais são de propriedade exclusiva da ex-companheira dele. Tanto é que, na petição inicial da ação [separação], entre os bens comuns do casal que foram arrolados, os animais sequer foram mencionados”, comenta o advogado Benedicto Gonçalves, que representa o ex-tutor dos sete bichinhos.

    Ouvido pela Band, Reynaldo Velloso, presidente da Comissão de Defesa dos Animais da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), esclarece que os animais de estimação podem ser considerados membros da família, apesar do Código Civil tratar os pets como “coisa”. “O judiciário já não entende mais assim. O animal, hoje, é um ser querido da família. Não cabe apenas ao ser humano ter valores de proteção, de igualdade, de trato…”, comenta o representante da OAB.

    Como o processo corre em segredo de justiça, não foi possível ter acesso ao nome do homem que perdeu a ação.

    .

    FONTE: Estado de Minas.


    Foragido há quase uma semana, vereador Wellington Magalhães se entrega à Polícia Civil em BH

    O vereador Wellington Magalhães (PSDC), que estava foragido há quase uma semana após uma operação contra corrupação na Câmara de BH, se entregou na noite desta terça-feira (24). A informação foi confirmada pela assessoria da Polícia Civil, que se limitou a dizer que o parlamentar compareceu a uma delegacia da capital no fim da noite, mas sem detalhar em qual a unidade. De acordo com a corporação, uma coletiva deve ser realizada nesta quarta-feira (25) para dar mais detalhes. O advogado de Magalhães não foi encontrado para falar sobre o assunto.

    Vereador por quatro mandatos, ex-presidente da Câmara Municipal e um dos políticos mais influentes no Legislativo de Belo Horizonte, Wellington Gonçalves Magalhães é investigado em 45 inquéritos do Ministério Público mineiro, um deles por tráfico de drogas.

    Apenas nos dois processos que deram origem a um pedido de prisão, fruto da operação “Sordium Publicae”, deflagrada na última quarta-feira (18), Magalhães poderá pegar pena de até 118 anos de reclusão pelos crimes de lavagem de dinheiro, falsidade ideológica, contravenção criminosa, peculato, fraude da administração pública e, ainda, corrupção ativa e passiva.

    A Justiça autorizou a prisão de oito pessoas (incluindo Magalhães e a esposa, Kelly Magalhães). Conforme o Ministério Público, foram desviados R$ 30 milhões em contratos de publicidade na Câmara.

    O assessor de confiança do parlamentar, Rodrigo Dutra de Oliveira, continua foragido. Todos os demais mandados foram efetuados. Os suspeitos tiveram os bens bloqueados.

    Ostentação

    O vereador tinha como fonte de renda declarada, conforme as investigações, o salário na Câmara, em torno de R$ 10 mil, mas acumulou patrimônio de R$ 4,6 milhões. Entre os bens dele estão uma mansão às margens da Lagoa da Pampulha, orçada em R$ 2,9 milhões, vários carros importados de luxo e imóveis na Região Metropolitana.

    Também chamou a atenção do MP o estilo de vida de Magalhães. Ele tinha despesa de R$ 10 mil só com a mensalidade da faculdade das filhas. Segundo o promotor Leonardo Barbabela, somam-se a isso as viagens internacionais e demonstrações de ostentação “com o dinheiro público”.

    Entre 2014 e 2016, Magalhães presidiu a Câmara. Nesse período, os investimentos com publicidade saltaram de R$ 10 milhões para R$ 30 milhões, em licitação e contratos que o MP classificou como irregulares com as agências MC.Com/ Feeling e Santo de Casa.

    Wellington Gonçalves Magalhães é investigado em 45 inquéritos do Ministério Público mineiro, um deles por tráfico de drogas

    Wellington Gonçalves Magalhães é investigado em 45 inquéritos do Ministério Público mineiro, um deles por tráfico de drogas

    .

    FONTE: Hoje Em Dia.


    Maioria no TJMG mantém condenação de Eduardo Azeredo no ‘mensalão tucano’

    Por três votos a favor e dois votos contra, desembargadores do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) mantiveram, na tarde desta terça-feira (24), a condenação do tucano Eduardo Azeredo, no processo que ficou conhecido com “mensalão mineiro”. A decisão foi em resposta aos embargos infringentes apresentados pela defesa do ex-governador de Minas, condenado em segunda instância pelos crimes de peculato e lavagem de dinheiro a 20 anos e 1 mês de prisão.

    O relator Júlio César Lorens, primeiro a votar, defendeu a manutenção da sentença e da data para execução da pena. Sua decisão foi seguida pelo desembargador Pedro Vergara, que manteve o voto a favor da condenação e definiu como incontroversa a materialidade e autoria dos crimes de peculato e lavagem de dinheiro, pelos quais o ex-governador é acusado.

    Já o desembargador Alexandre de Carvalho se posicionou contra o cumprimento da pena e a favor da absolvição do tucano, alegando a falta de provas concretas que liguem o acusado ao crime, o que ele classificou com “uma ofensa à constituição”.

    O quarto a votar, o desembargador Adilson Lamounier votou como o relator e entendeu, assim como ele, que há provas suficientes para ligar o ex-governador aos crimes pelos quais ele é acusado, no esquema do “mensalão mineiro”. Ele afirmou ainda que não foi convencido pelos argumentos da defesa, que defendeu a inexistência de provas e as afirmações de dirigentes das estatais, que eximiram a culpa do tucano durante as investigações.

    Último a votar, Eduardo Machado optou por um discurso carregado de ironia para decretar o seu voto a favor da absolvição de Eduardo Azeredo. Ele ressaltou que não estaria preocupado com o tempo de seu discurso, tampouco em justificar o tamanho de seus argumentos. Segundo o desembargador, Azeredo vem de um tempo de bons políticos em Minas Gerais e foi candidato votado por boa parte dos presentes. “Ele só pecou pela omissão e foi usado por pessoas que se aproveitaram se sua boa fé”, defendeu.

    Pedro Vergara considerou a argumentação inadequada. “Se eu tivesse votado em Eduardo Azeredo, eu me consideraria como suspeito. Como um magistrado com 44 anos de função, eu não me sentiria à vontade para votar se eu estivesse nessa condição”, completou.

    O advogado Castellar Filho afirmou que a defesa já entrou com o pedido de habeas corpus e vai oferecer embargos declaratórios, com o objetivo de pedir a revisão da decisão e esclarecer pontos com os quais não concorda. Segundo o advogado, eles trabalham de forma otimista e ainda acreditam na possibilidade de absolvição de seu cliente.

    De acordo com o procurador Antônio de Pádova, apesar da confirmação da condenação e do pedido de prisão imediata feito pelo relator, não existe a possibilidade da expedição de um mandado de prisão após a publicação do acórdão, em dois dias. Azeredo deverá ser preso somente após o esgotamento dos recursos.

    Mensalão mineiro

    De acordo com as provas coletadas pelo MPMG, o ex-governador foi o principal beneficiário de um esquema de desvio de recursos do governo mineiro, operado pelo empresário Marcos Valério de Souza, para financiar a campanha à reeleição do ex-chefe do Executivo, em 1998.

    Conforme a denúncia, Azeredo determinou que a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) e a Companhia Mineradora de Minas Gerais (Comig) repassassem valores superfaturados em supostas cotas de patrocínio de eventos esportivos. A peça de acusação registra que foram desviados R$ 1,5 milhão de cada uma das empresas, em recursos públicos, para supostamente arcar com custos do Enduro Internacional da Independência.

    Ainda de acordo com a denúncia, os recursos públicos desviados da Copasa, da Comig e do Bemge foram direcionados às empresas do publicitário Marcos Valério e de seus sócios e, posteriormente, utilizados para quitar empréstimos bancários fictícios tomados por elas.

    Três desembargadores defenderam a manutenção da sentença de 20 anos e 1 mês

    Três desembargadores defenderam a manutenção da sentença de 20 anos e 1 mês

    .

    FONTE: Hoje Em Dia.


    Ex-presidente da Câmara de BH e mais sete são alvos de mandado de prisão

    Até o momento, foram cumpridos mandados contra Wellington Magalhães e a mulher dele, Kelly Magalhães, na Operação Sordidum Publicae

    O ex-presidente da Câmara Municipal de Belo Horizonte Wellington Magalhães (PSDC) foi preso na manhã desta segunda-feira (18) após deflagração da operação Sordidum Publicae, da Polícia Civil e do Ministério Público de Minas Gerais. Além do vereador, outras sete pessoas receberam mandado de prisão preventiva – até o momento só o parlamentar e sua esposa, Kelly Magalhães, foram presos.

    Também há um mandado para o ex-diretor de comunicação da Câmara, Márcio Fagundes, e para os empresários Marcus Vinicius Ribeiro, Rodrigo Dutra de Oliveira, Christiane de Castro Melo Cabral Ribeiro, Frederico Ribeiro Guedes, Paulo Victor Damasceno Ribeiro.

    A operação decorre a partir da Santo de Casa, que em dezembro de 2016 apontou uma série de irregularidades em licitações e contratos de publicidade da Câmara. Magalhães, segundo o MPMG, seria o líder de um esquema que teria desviado R$ 30 milhões a partir destes repasses irregulares.

    Santo de Casa

    No dia 6 de dezembro de 2016, o então presidente da Câmara Municipal de Belo Horizonte, Wellington Magalhães (PSDC), teve o mandato suspenso durante a investigação pelos crimes de peculato, corrupção passiva, fraudes em licitações e lavagem de dinheiro.

    No mesmo dia, a casa de Magalhães e a Câmara Municipal de Belo Horizonte foram alvos da operação “Santo de Casa”, organizada pelo Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Defesa do Patrimônio Público de Minas Gerais. Além do MP, participaram da investigação, a Polícia Civil, o Ministério Público de Contas Estadual e a Receita Estadual.

    Magalhães tornou-se alvo após apresentar um patrimônio não condizente com o valor do seu vencimento como vereador de Belo Horizonte.

    De acordo com o Ministério Público, há indícios de simulações de contratos de licitações fictícios com empresas de sua confiança para a prática de lavagem de dinheiro.

    A concorrência investigada selecionou a Feeling Comunicação, que terceirizou os trabalhos para outras empresas, entre elas, a Santo de Casa Produções Ltda. Segundo o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), tratava-se de uma empresa fantasma que emitia notas fiscais falsas para justificar gastos não comprovados.

    Segundo a investigação, as fraudes envolvendo a contratação de serviços de publicidade acarretaram um aumento de mais de 100% das despesas da Câmara somente no exercício de 2015, saltando de cerca de R$7,5 milhões nos exercícios de 2013/2014 para mais de R$18 milhões somente em 2015.

    Dentre os vários indícios apurados, foram encontradas evidências de pagamentos a empresas de fachada para prestação de serviços fictícios de publicidade.

    Wellington Magalhães

    Magalhães deve retornar à Câmara na próxima segunda-feira

    .

    FONTE: O Tempo.



    %d blogueiros gostam disto: