Antequam noveris, a laudando et vituperando abstine. Tutum silentium praemium.

Arquivo da tag: restaurante

Gambás temperados são achados
em restaurante de Florianópolis

Outros dois animais eram guardados vivos dentro de freezer desativado.
Dono prestou depoimento e deve responder por crime ambiental.

Gambás vivos estavam trancados dentro de freezer desativado (Foto: Cláudio Lopes)Gambás vivos estavam trancados dentro de freezer desativado

Dois gambás já temperados e outros dois vivos foram apreendidos pela Polícia Militar Ambiental na tarde desta quarta-feira (10) em Florianópolis. Eles estavam em um restaurante na Lagoa da Conceição. O estabelecimento foi lacrado pela Vigilância Sanitária

De acordo com informações preliminares da Polícia Militar Ambiental, a delegacia da região recebeu a denúncia da irregularidade na manhã desta quarta. Os animais silvestres, que pertencem à fauna da ilha, teriam sido capturados no próprio terreno onde fica o restaurante, onde há árvores que favorecem a presença do animal.

Carnes de gambás já estavam temperadas em restaurante (Foto: Claudio Lopes)
Carnes de gambás já estavam temperadas em restaurante

Ainda segundo a Polícia Militar Ambiental, os dois animais vivos estavam dentro de um freezer desativado e fechado. Há indícios de que os animais eram deixados ali e morriam asfixiados, segundo informações da polícia. Um deles estava debilitado. Eles foram levados para o Parque Estadual do Rio Vermelho.

Até a publicação desta reportagem, o dono do estabelecimento prestava depoimento à Polícia Militar Ambiental. Ele deve responder em liberdade por crime ambiental.

O G1 tentou entrar em contato com o restaurante pelos telefones informados na página do estabelecimento na internet, mas não obteve resposta.

FONTE: G1.


Nove anos de história chegam ao fim.

.

A chef Samira Lyrio anunciou esta semana oencerramento das atividades do seu restaurante, o Flores , que funcionou numa pequena e simpática casa na Serra até sábado passado. Com o tempo, ela se especializou em servir exclusivamente um menu individual de três etapas (entrada, prato principal e sobremesa) por semana, cobrando preço fixo – terminou em R$ 72. Ela ainda não sabe o que fará, mas não pensa em largar a profissão.

Vale lembrar que o isso acontece pouco depois da preocupante onda de fechamentosrecente, atigindo casas importantes como Atlantico , Ficus e Oak , todas em Lourdes. Olhando um pouco mais para trás, verificamos outras baixas, incluindo Copa, Pletora, Matusalém, Casa de Música, Perfetta, Don Pasquale e Leblon .
.
“Acho que até demorei a fechar. Fiquei chateada, mas se até gente com aporte financeiro maior que o meu não deu conta, imagine o meu caso. O movimento zerou durante a semana e o que já era fraco deixou de existir . Mesmo assim, foram anos felizes, em que fiz o que gosto de fazer”, lamenta Samira.
.
Paralelamente, Mauro Bernardes , que era chef do Ficus, não descarta a possibilidade de reabrir seu lendário (e memorável) Aurora . “Ainda estou decidindo como será, mas lá na Pampulha, onde o Aurora funcionava, já está tudo montado. Também estou estudando propostas de sociedade e pode ser que eu reabra o restaurante em outro local. Acredito que, mesmo assim, essa é a hora. Vejo o momento atual como oportunidade”, diz ele. Já o imóvel do Ficus , será ocupado pelo Benvindo até o mês que vem.
.
Tomaz Gomide , que comandava o Atlantico, agora ficou com o L’Entrecôte e o Gomide e garante estar, acima de tudo, aliviado: “O movimento estava caindo, mas foi mais uma questão de falta de energia para focar . Não dá para brincar de ter quatro ou cinco restaurantes. É preciso pegar um, trabalhar direito e ter tempo para viver também”. Por esse motivo, continua ele, apostará suas fichas no Gomide , que completará uma década ano que vem e passará por reforma e reformulação de cardápio em breve. China , o chef, continua.

Ah, o Atlantico dará lugar a uma casa especializada em carnes. Mais um espetinho ?

.

FONTE: Estado de Minas.


Servidores da Cidade Administrativa ganharão creche, academia e restaurante popular

 

cidade

.

Com a promessa de criar um grande projeto de humanização, o secretário de Estado de Planejamento e Gestão, Helvécio Magalhães, informou na tarde desta quinta (30) medidas que pretendem beneficiar diretamente os servidores que trabalham na Cidade Administrativa.

.

Antecipando as comemorações do Dia do Trabalhador, o secretário afirmou que a sede do governo mineiro ganhará uma creche para cerca de 470 crianças, entre 0 e 6 anos de idade, além de um restaurante com preços especiais e controlado por nutricionistas, uma academia subsidiada e a criação de uma estação do Move, que ligará a Cidade Administrativa até o Centro da capital.

.

“As salas de reunião vazias também serão ocupadas por salas de leitura. Uma das primeiras medidas a serem tomadas será a implantação de quiosques nos gramados para descanso do servidor. Certamente Niemeyer (arquiteto que projetou a sede do governo) não gostaria da ideia, mas estamos preocupados com o bem-estar das 17 mil pessoas que trabalham aqui”.

.

Segundo o secretário, os projetos serão feitos em parceria com a Prefeitura de Belo Horizonte e já estão em andamento, mas não há previsão de implantação. “Ontem (quarta), por exemplo, já nos reunimos com o presidente da BHTrans (Ramon Victor César) para discutirmos a questão do transporte”, disse. Os anúncios do secretário foram feitos durante um piquenique que reuniu no gramado da sede do governo os servidores da Cidade Administrativa.

 

cidade 2

FONTE: Hoje Em Dia.


Bombeiros combatem princípio de incêndio em shopping da Região Nordeste de BH

As chamas atingiram o Restaurante Parrilha Itália Express. Ninguém ficou ferido. A fumaça se espalhou pelo centro de compras que foi evacuado. O shopping está fechado

Minas

Militares do Corpo de Bombeiros combateram, na manhã deste domingo, um princípio de incêndio no Minas Shopping, Região Nordeste de Belo Horizonte. O fogo atingiu o restaurante Parrilha Itália Express. Clientes e funcionários deixaram o local correndo, mas ninguém ficou ferido. O centro de compras está fechado para o trabalho dos bombeiros. A suspeita inicial é que as chamas tenham sido provocadas por uma curto-circuito. 
.
O princípio de incêndio aconteceu por volta das 11h, quando o shopping já estava aberto. Um funcionário, que preferiu não se identificar, afirmou que o fogo começou no exaustor da churrasqueira do restaurante. Rapidamente se espalhou. Conforme o homem, muita fumaça se espalhou pelo centro de compras. o que assustou os clientes e trabalhadores. O barulho provocado pelo calor do incêndio assustou quem estava presente no local. Houve correria, mas ninguém ficou ferido. 

.

A situação foi rapidamente controlada pelos bombeiros. Dois caminhões e uma viatura da corporação estão no centro de compras para extinguir totalmente os riscos. Os funcionários estão no lado de fora à espera da autorização para voltar ao trabalho. O local do incêndio foi isolado.

.

FONTE: Estado de Minas.


Recebemos a nota a seguir do RESTAURANTE NI HAO, que publicamos, não como favor, mas como direito de manifestação.

Da mesma forma que publicamos o acontecido temos, antes da obrigação, o dever e a responsabilidade de ouvir os que desejam demonstrar a sua versão.

É um dos princípios basilares do Direito: o contraditório.

Segue a nota na íntegra, como nos foi pedido.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Em relação à reportagem veiculada no dia 30 de setembro, no portal Universo BH, a diretoria do Restaurante Ni Hao, especializado em cozinha oriental, informa que recebeu, nessa mesma data, a visita da Vigilância Sanitária e que não foi encontrada nenhuma irregularidade nos padrões exigidos pelo órgão. Contudo, o restaurante está tomando todas as providências necessárias para que o fato seja solucionado e, para isso, já realizou, por meio da AGISA – Agência de Gestão Integrada em Segurança de Alimentos – a coleta de amostras de todos os alimentos utilizados no estabelecimento para análise. Vale ressaltar também que o NI Hao possui contrato com a AGISA para que consultores especializados apresentem relatórios semanais sobre o padrão dos alimentos comercializados no local.

Informamos, ainda, que o restaurante possui mais de 10 anos de atuação no mercado, e nunca ocorreu fato semelhante, portanto, destacamos que esse incidente se trata de um caso isolado. É necessário registrar que toda a preparação, manuseio e condicionamento dos alimentos passam por um rigoroso processo de fiscalização para que todas as normas dos órgãos fiscalizadores sejam cumpridas. Além disso, todos os funcionários do estabelecimento são treinados e capacitados de acordo com o padrão de higiene exigido pela Vigilância.

Estamos à disposição para qualquer esclarecimento e auxílio necessário.

Assessoria de imprensa


Dezenas de pessoas passam mal após comer em restaurante da Zona Sul de BH

 

Fachada restaurante Ni hao
Dezenas de usuários da rede social Facebook relataram que tiveram intoxicação alimentar depois de comer no restaurante Ni Hao, no bairro Santo Antônio, na região Centro-Sul de Belo Horizonte. O problema, conforme afirmaram os usuários, ocorreu, pelo menos, desde a última quarta-feira (24). Há também relatos de quem tenha ido ao restaurante na quinta-feira (25) e na sexta-feira (26). O restaurante é especializado em comida japonesa e chinesa.
A jornalista Izabella Machado, de 28 anos, disse que foi ao local, na quarta-feira (24), para comemorar o aniversário de uma prima. “Na mesa, tinha sete pessoas e todos passaram mal, menos uma amiga que não quis comer lá. Ela preferiu pedir um hambúrguer de outra lanchonete, pois ouviu falar que fama do Ni Hao não era boa”, disse. Izabella contou que ela e a irmã de 19 anos tiveram diarreia, febre e dores pelo corpo. O caso da sua irmã teria sido ainda mais grave, pois ela chegou a ter diversas alucinações.
Segundo Izabella, os gastos que tiveram com medicação e hospital ultrapassaram o valor de R$ 700. “Mesmo que o restaurante arque com as nossas despesas, não vai pagar o que passamos. Vivemos os piores dias das nossas vidas. Fiquei com medo da minha irmã ter sequelas tamanha foi a gravidade do que teve”, alegou.
Izabella contou que a sua irmã ficou sem comer nada sólido por quatro dias. “Só hoje (29) ela conseguiu comer alguma coisa. Todos esses dias ela perdeu aula porque não tinha forças nem para andar. Evito faltar ao trabalho ao máximo, mas precisei ir embora mais cedo na quinta e na sexta, pois tive muita diarreia, chegando a sair sangue. Nunca mais vamos a esse restaurante”.
A jornalista afirmou que acionou a Vigilância Sanitária para apurar o caso. “Quero acompanhar essa investigação de perto. Uma médica da Vigilância Sanitária entrou em contato com a minha prima e disse que dentro de dois irá iniciar as investigações”, informou.
O servidor público estadual Paulo Henrique de Oliveira também passou mal após jantar no Ni Hao. Oliveira conhece o local há cerca de 8 anos e no último ano tem ido semanalmente ao restaurante. Ele relatou que teve diarreia e febre. Porém, o servidor afirmou que se, comprovado que a intoxicação alimentar foi causada por algo específico, continuará frequentado ao restaurante. “Nunca tive qualquer tipo de problema antes. Acredito que é um caso isolado. Sei que a dona é muito exigente com a questão da limpeza”, afirmou.
Uma das proprietárias do Ni Hao afirmou que esse foi o primeiro caso de intoxicação alimentar do estabelecimento. “Temos um controle de limpeza muito grande, tomamos cuidado na manipulação dos alimentos. Não foi falta de higiene, mas ainda não sabemos o que houve. A gente sempre faz de tudo para o bem estar do cliente”, disse Kiu Chan ao Hoje em Dia.
“Além desses procedimentos diários, temos contrato com a Agencia de Gestão Integrada em Segurança de Alimentos (AGISA), que possuem consultores especializados, que nos visitam semanalmente para checar a qualidade de armazenamento, alimentos e equipamentos, e nos apresenta um relatório semanal sobre todos os assuntos pertinentes a alimentação”, diz uma postagem do Ni Hao em sua página do Facebook.
A reportagem do Hoje em Dia tentou entrar em contato com a Vigilância Sanitária, mas não obteve êxito.

FONTE: Hoje Em Dia.


Incêndio atinge hotel em área nobre de Belo Horizonte, MG

Pessoas foram atendidas e não correm risco, dizem bombeiros.

Chamas teriam começado em fritadeira esquecida na cozinha.

 

Um incêndio atingiu um hotel de luxo na região do bairro Savassi, área nobre de Belo Horizonte, na noite deste domingo (1º). De acordo com o Corpo de Bombeiros, 27 pessoas precisaram ser atendidas por terem inalado fumaça.  Nenhuma delas corre risco de morrer.

Segundo informações dos bombeiros, o incidente começou por volta das 21h30 na cozinha do hotel e teria sido causado devido a uma fritadeira que foi esquecida em um fogão. As chamas se espalharam rapidamente, chegando a pisos superiores. O prédio tem 18 andares e todos os hóspedes atendidos estavam no 12º.

O trabalho de combate ao fogo levou cerca de duas horas e contou com o empenho de 40 homens em 10 viaturas. O local do incidente foi isolado para que a perícia seja feita nesta segunda-feira (2).

O G1 entrou em contato com um funcionário da recepção do Promenade Champagnat que confirmou o incêndio e disse que hóspedes que deixaram o local no momento do incêndio já retornaram. Ele, porém, não soube precisar quantas pessoas estavam hospedadas no local na hora do fogo.

O funcionário afirmou ainda que mais detalhes sobre o caso serão fornecidos pelo gerente – que estava acompanhando o atendimento às vítimas no momento do incêndio – na manhã desta segunda-feira.

Incêndio atinge restaurante no Bairro Funcionários
As chamas chegaram a atingir as paredes de um hotel da região.
Uma mulher passou mal depois de inalar fumaça e foi socorrida por uma ambulância do Samu

 

As chamas destruíram móveis e chegaram a atingir o teto do restaurante (Leandro Couri/EM/D.A.Press)
As chamas destruíram móveis e chegaram a atingir o teto do restaurante


Um incêndio destruiu um restaurante na noite deste domingo no Bairro Funcionários, Região Centro-Sul de Belo Horizonte. De acordo com o Corpo de Bombeiros, as chamas começaram em uma fritadeira do imóvel e se alastrou rapidamente. Vizinhos dizem que ouviram um forte estrondo. O fogo chegou a atingir um hotel e um prédio. Moradores ficaram presos nos apartamentos, que foram tomados por uma fumaça densa. Sete viaturas foram empenhadas na ocorrência.


Testemunhas informaram que o incêndio começou pouco antes das 22h no restaurante Santa Fé, no cruzamento das ruas Santa Rita Durão e Pernambuco. O fogo teve início na cozinha do estabelecimento e rapidamente se espalhou. Os funcionários conseguiram rapidamente do local, mesmo com uma fumaça densa que se formou. 

As chamas chegaram a ficar altas e atingiram a fachada de um aparthotel e de um prédio. Uma idosa, de aproximadamente 70 anos, se sentiu mal por inalar fumaça e foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O estado de saúde da vítima não foi informado. 

Até as 23h, os militares ainda retiravam moradores do Hotel Promenade Champagnat que ficaram presos nos apartamentos. “A fumaça subiu muito rápido. Fomos pegos de surpresa e, na hora do susto, fomos correndo para varanda. A fumaça tomou o elevador e a escada, por isso não conseguimos descer. O cheiro da fumaça é muito forte e com isso não conseguimos descer”, contou o comerciante Paulo Cunha, de 52 anos, que está hospedado no hotel há um mês enquanto o sua casa passa por reformas.

Uma porta de vidro ficou estilhaçada  (Leandro Couri/EM/D.A.Press)
Uma porta de vidro ficou estilhaçada

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FONTE: G1 e Estado de Minas.

 

 



%d blogueiros gostam disto: