Antequam noveris, a laudando et vituperando abstine. Tutum silentium praemium.

Arquivo da tag: show

Confira 13 programas culturais gratuitos para curtir neste fim de semana

Orquestra de Câmara do Sesc se apresenta no domingo

Orquestra de Câmara do Sesc se apresenta no domingo

Quem gosta de uma música erudita ou mais refinada poderá curtir várias atrações neste fim de semana e sem ter que pagar por isso. A programação gratuita conta com concertos em Belo Horizonte, Betim e Nova Lima, além de apresentações do músico Rafael Pansica e do grupo O Couro Acorda o Vento em praças da capital.

Confira esses e outros eventos deste fim de semana nas áreas da música, do teatro, da literatura, do cinema e do entretenimento que não cobram nadinha para entrar. É só chegar e aproveitar:

1) Teatro infantil em Santa Tereza

Parceria dos Grupos Cine Teatro Vagalume e O Terno Teatro de Bonecos, “Os Românticos” é a última atração do mês na programação do projeto Diversão em Cena ArcelorMittal. A apresentação será gratuita na praça Duque de Caxias, domingo (30), às 15h. “Os Românticos” é uma banda de bonecos criada pelo bonequeiro Paulinho Polika, inspirada nas bandas de rock dos anos 80. Cada boneco representa um integrante da banda: Rita Colcheia nos vocais, Rime Shot no contrabaixo e Peruca na bateria. No repertório, músicas compostas exclusivamente para a montagem.

 

2) Último cortejo dedicado a Murilo Rubião

Este é o último fim de semana da programação dedicada ao centenário de Murilo Rubião na Biblioteca Pública (Praça da Liberdade). Neste sábado (29), das 10h às 13h, haverá manhã de autógrafos com os ilustradores Marilda Castanha, Nelson Cruz e Odilon Moraes, que mergulharam no imaginário mágico de Rubião, a partir dos contos “Bárbara”, “O Edifício” e “Teleco, o Coelhinho”, em trilogia publicada pela Editora Positivo. Às 10h acontece ainda o último Cortejo Rubiano na Praça da Liberdade. Este é também o último fim de semana da exposição “Absurdus: Murilo Rubião 100 anos”, em cartaz na biblioteca.

 

3) Concerto da Orquestra de Câmara do Sesc

A Orquestra de Câmara Sesc completa cinco anos e, para comemorar a data, um concerto especial será apresentado no domingo (30), às 11h, no Grande Teatro do Sesc Palladium (rua Rio de Janeiro, 1046, Centro). Haverá participação do Coral Jovem Sesc, Desvio e do Trio Amaranto. A entrada é gratuita e a retirada dos ingressos estará liberada duas horas antes da apresentação, limitado a um par por pessoa.

 

4) Orquestra Sinfônica de Betim e jovens solistas

A Orquestra Sinfônica de Betim prossegue com a série de concertos com jovens solistas, às 19h de sexta (28), na Casa da Cultura Josefina Bento (av. Padre Ozório, Centro, Betim). Na segunda apresentação da série serão interpretados o concerto para violoncelo de Edouard Lalo e o Capriccio Italiano de Tchaikovsky. O solista convidado é o jovem violoncelista Haziel Cândido. A regência e direção artística são do maestro Márcio Miranda Pontes.

5) Coral Lírico em Nova Lima

Com a proposta de difundir a música coral em diferentes regiões do Estado, a Fundação Clóvis Salgado leva o Coral Lírico de Minas Gerais a Nova Lima, para apresentar uma edição especial da série Lírico em Concerto, sob regência do maestro assistente, Augusto Pimenta. A apresentação terá acompanhamento de Fred Natalino ao piano e solos da soprano Andreia de Paula. No repertório, composições de Mozart, Fauré, Leonard Bernstein, Dorival Caymmi, Edu Lobo, Aylton Escobar e Astor Piazzola. No Teatro Municipal de Nova Lima (Praça Bernardino de Lima, s/nº, Centro), sexta (28), às 20h.

 

6) Exposição e performances no Instituto Undió

O projeto-laboratório “Nessa Rua tem um Rio”, desenvolvido pelo Instituto Undió, chega a sua 12ª temporada com a exposição do “Projeto Mesa Bordada” e performances dos artistas Marco Paulo Rolla, Noemi Assumpção, Grupo Indigestão, Marta Neves e Nickary Aycker. A programação inicia-se às 10h de sábado (29) com um café da manhã coletivo. No Instituto Undió (rua Padre Belchior, 280, Centro).

 

7) Edição especial do Festival Jardim das Cervejas

Para comemorar a sua 10ª edição e seus 12 meses de encontros ininterruptos, será realizada uma edição especial do Festival Jardim das Cervejas neste sábado (29), das 15h às 22h. O evento gratuito acontece no Krug Biergarten (av. Montreal, 280, Jardim Canadá) e vai contar com os shows com as bandas mineiras Seu Madruga e Folk Javalli. Além da anfitriã Krug Bier, as cervejarias Hofbrauhaus e Uaimmi farão parte do encontro.

 

8) Rafael Pansica na Praça da Saúde

O violonista Rafael Pansica, vencedor da edição do ano passado do Prêmio BDMG Instrumental em duas categorias, é o convidado do projeto Dia de Feira na Praça da Saúde (Grajaú), neste sábado, às 9h. Ele convida Felipe José para a apresentação, que conta com abertura de Sofia Cupertino.

9) O Couro Acorda o Vento na Praça da Liberdade

Projeto dos músicos Marcos Ruffato (Bandolim), Túlio Araújo (Pandeiro), Lucas Telles (Violão 7 Cordas), Marcelo Chiaretti (Flauta), Rafael Pimenta (Cavaco) e Julian Tarragô (Acordeon), O Couro Acorda o Vento é a atração do projeto Dia de Feira neste domingo (30), às 11h, na Praça da Liberdade. A proposta é partir da influência regional do choro, extrapolando as fronteiras do jazz e da música instrumental contemporânea, com composições próprias e releituras de Hermeto, Coltrane, Dominguinhos, Pixinguinha, dentre outros. Quem abre a programação é o cantautor Raphael Sales.

10) Oficina de “cheerleading” na Savassi

Neste domingo (30), o programa “A Savassi é da Gente” conta com a participação do grupo Panthers All Stars Cheerleading, que fará uma apresentação com 15 atletas e realizará uma oficina para ensinar os movimentos básicos do “cheerleading”. Essa modalidade esportiva consiste no uso organizado de música, dança e elementos de ginástica para animar torcedores em partidas de jogos coletivos, como o futebol americano e o basquetebol. A partir das 9h, na Praça da Savassi.

 

11) Reunião de artistas latinos

Neste sábado (29), às 19h, acontece na galeria Mama/Cadela (rua Pouso Alegre 2048, Santa Tereza) o show de encerramento da Residência Imersão Latina, que foi realizada no próprio local. Esta é a última semana que músicos do Peru, Chile, Argentina e Brasil que estão reunidos para intercâmbio cultural e produção de um disco e um mini documentário com apoio do Fundo Ibermúsicas. Os residentes já criaram 7 músicas que estão sendo gravadas na próxima semana em estúdio.

 

12) Mostra Spike Lee

Considerado um dos maiores nomes a abordar a contemporânea situação da comunidade negra norte-americana, Spike Lee ganhou projeção mundial tratando de questões como desigualdade social, relações de poder, criminalidade urbana e atuação da grande mídia com relação à essas temáticas. O Cine Humberto Mauro (Palácio das Artes) começa a dedicar uma mostra com 20 longas do diretor. Nesta sexta (28), serão exibidos “Mais e Melhores Blues” (15h), “Ela Quer Tudo” (17h15), “Lute Pela Coisa Certa” (19h) e “Faça a Coisa Certa” (21h15). No sábado (29), é a vez de “Febre da Selva” (17h) e “Malcolm X” (19h30). No domingo (30), a mostra conta com “Crooklyn” (16h), “Irmãos de Sangue” (18h) e “Todos a Bordo” (20h15).

 

13) Clássicos infantis no Cine Santa Tereza

O Cine Santa Tereza (rua Estrela do Sul, 89) continua a exibir clássicos infantis para entreter a criançada nas férias. No sábado (29), a mostra apresenta “Pocahontas” (17h) e “A Noviça Rebelde” (19h). No domingo (30), é a vez de exibir “Labirinto – A Magia do Tempo” (17h) e “Gremlins” (19h).

.

FONTE: Hoje em Dia.


Tiroteio em casa de show em BH termina com quatro jovens baleados

A Polícia está investigando as identidades dos criminosos. Testemunhas disseram que o crime tem a ver com disputa de gangues envolvidas com o tráfico de drogas

Leonardo Alvarenga Santos

Tiroteio na madrugada deste sábado em uma tradicional casa de show da Rua Fluorina, no Bairro Paraíso, Região Leste de Belo Horizonte, deixou quatro jovens feridos. Testemunhas não souberam dizer quantos homens participaram da cena do crime. A polícia apurou que, por volta da meia-noite, um grupo de homens armados abriu fogo contra as pessoas que deixavam o local, provocando pânico e correria.
.
Entre os jovens baleados J.V.B.E., de 19 anos, foi atingido por três tiros quando ia atravessar a rua para a pegar a moto que drigia. Ele contou que conseguiu correr e voltar para a casa de show. J.V.B.E foi socorrido por um taxista, que o levou para o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII (HPS).
.
Também foram baleados W.P, 22 anos, atingido na barriga, T.H.M., 23 anos, também na barriga, e P.H.D.S., 22, ferido na perna esquerda e de raspão na barriga. ELes também foram levados para o HPS. Desta vez por policiais militares, do Grupo Especializado em Policiamento de Área de Risco (Gepar), do 22º Batalhão da PM.
.
Estado grave
.
A assessoria da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig) informou que J.V.B.E. passou por cirurgia. Ele está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e o estado dele é muito grave. Já os outros três baleados estão estáveis, sem risco de morte e internados apenas para observação.
.
Carro alvejado
.
O táxi do motorista auxiliar R.M.O., 37, ficou com a lataria perfurada por balas e os vidros foram estilhaçados. Testemunhas contaram que viram um grupo armado se posicionar em frente à casa de show. Elas também relataram à polícia que o crime está relacionado a uma disputa entre gangues ligadas ao tráfico de drogas.
.
Autoria desconhecida

.
Militares do 22º BPM conversaram com dois seguranças da casa de show e pessoas que testemunharam o tiroteio. Ninguém soube informar sobre os autores dos disparos. Quantos eram, se estavam a pé ou de carro. Em frente ao estabelecimento, peritos da Polícia Civil recolheram várias cápsulas deflagradas de pistolas semiautomática 9 mm.
.
A casa de show não tem câmeras de videomonitoramento. A Polícia Civil vai investigar o ataque no local e deve analisar imagens de imóveis próximos para tentar identificar os responsáveis pelo crime

.

FONTE: Estado de Minas.


O fim de semana promete com Lenine, Lulu, Martinho da Vila e Erasmo Carlos

O fim de semana promete com Lenine, Lulu, Martinho da Vila e Erasmo Carlos
Lenine, Lulu Santos, Martinho da Vila e Erasmo Carlos se apresentam em BH

Final de semana para ninguém botar defeito. Ao menos no que se refere ao cardápio musical, que contempla diferentes gêneros. Além da aguardada nova apresentação de Lô Borges e Samuel Rosa, há Lenine, Erasmo Carlos, Lulu Santos e Martinho da Vila, para citar alguns.

Colecionador de palavras, o pernambucano Lenine pinçou uma dos tempos em que cursou Engenharia Química para dar norte ao álbum e à turnê “Carbono”, que chega nesta sexta-feira (7) a BH, mais precisamente ao palco do Sesc Palladium (Rua Rio de Janeiro, 1.046), a partir das 21h.

“Além de ser a base da vida, ele (carbono) carrega a alotropia, a capacidade que tem de se ligar a qualquer coisa gerando novas propriedades. Isso define o que sou”, justifica o compositor e cantor, que levou só três meses para finalizar o trabalho. “Foi como um tsunami”, brinca.

Das 11 faixas autorais, uma parece falar mais alto sobre seu momento. “O que eu sou, eu sou em par”, diz o trecho de “Castanho”. Por falar em par, “Carbono” foi feito com muitas parcerias. Além dos companheiros de sempre, a Martin Fondse Orchestra, da Holanda; Carlos Posada, da banda Posada e o Clã; seu filho João Cavalcanti e a Orquestra Rumpilezz.

Cenário enxuto

Vale destacar, ainda, a colaboração do Nação Zumbi no frevo com pegada rock “Cupim de Ferro”. “Nunca tinha gravado nada com o Nação, e ‘Carbono’ foi o pretexto”, afirma. Um momento especial foi gravar uma das faixas no Toca do Bandido, no Rio. “O estúdio era de Tom Capone (produtor icônico, morto em 2004), que faz uma falta danada”.

No show dessa sexta-feira (7), o público vai conferir um cenário de poucos elementos: preto, uma escultura de ferro pairando sobre a banda e 600 quilos de raspas de pneus pelo chão. Em cerca de uma hora e meia, Lenine repassa todas as faixas de “Carbono”, além de relembrar canções de outros trabalhos, como “Na Pressão”. Também abre espaço para o público escolher duas canções que serão executadas no estilo voz e violão. “Sei que tem quem vá ficar desapontado pela falta de canções que tiveram mais exposição na minha carreira. Gosto desses filhos, mas tenho uma prole maior”, justifica.

Martinho e Mart’nália

Neste sábado (8), também no Sesc Palladium, um encontro propício para antecipar o Dia dos Pais: Martinho da Vila e Mart’nália. A partir das 21h. Ingressos entre R$25 e R$80.

E domingo, no mesmo local, mas às 20h, Erasmo Carlos apresenta o show “Gigante Gentil”. O amigo de fé, irmão camarada de Roberto parte do repertório de seu álbum de inéditas, além de sucessos como “Sentado à Beira do Caminho”, “Mulher” e “Gatinha Manhosa”, assim como seus rocks clássicos. Ingressos a partir de R$ 40 (inteira).

Lulu santos

O cantor, compositor, guitarrista e produtor Lulu Santos sobe no palco do Chevrolet Hall (av. Nossa Senhora do Carmo, 230) no sábado, a partir das 22h, com “Clubelux”, seu novo show, repleto de hits, fazendo o público cantar e dançar do começo ao fim.

.

FONTE: Hoje Em Dia.


Foo Fighters fazem show épico para mais de 17 mil no Mineirão

 

Foo fighters
Foo Fighters fizeram um show repleto de clássicos e levantaram o show no Mineirão

.

Pouco antes do show do Foo Fighters começar, a assessoria de imprensa avisou: a banda decidiu não divulgar o set list. Por ser o último show da turnê sul-americana, o quinteto liderado por Dave Grohl queria ter liberdade para conduzir a apresentação na Esplanada do Mineirão. Ok, o show não foi tão diferente do que havia sido feito nas outras capitais pelas quais passou – Porto Alegre, São Paulo e Rio de Janeiro –, mas o grupo certamente deixou 17 mil pessoas boquiabertas com uma presença de palco incrível.
 .
A apresentação teve início às 21h20, somente cinco minutos após o programado. Começou como esperado – com “Somenthing from Nothing”, “The Pretender” e “Learn to Fly – e teve algumas pequenas mudanças em relação aos set lists apresentados nas outras cidades brasileiras.
 .
O momento de liberdade da banda aconteceu durante o set de covers, apresentado em um segundo palco, em meio à passarela montada no meio da pista premium. Nessa hora, o quinteto reverenciou Kiss, Rush, AC/DC e Queen. Antes disso, Grohl já havia feito uma sequência acústica voltado exclusivamente para a plateia da pista normal (a turma que pagou R$ 300 pelo ingresso – inteira, em vez de R$ 600 do pessoal da frente).
 .
Outro momento de surpresas foi na apresentação dos integrantes da banda. É hora em que eles se colocam um desafio. Cada um, ao ser apresentado, toca um trecho de um clássico do rock. Cabe ao baterista Taylor Hawkin descobrir qual é a faixa e dar continuidade. “Nós conhecemos muitas músicas, mas não todas as músicas. Somente um integrante tem a obrigação de conhecer todas”, disse Grohl. Esse cara é Hawkins, o dono da brincadeira do palco.
 .
O maior diferencial do show, na verdade, dependeu de um morador de Belo Horizonte. Rafael Giácomo, vocalista da banda cover Monkey Wrench, subiu ao palco como se fosse Dave Grohl. E houve até quem acreditou, pois sua “identidade” só foi revelada na hora em que o verdadeiro vocalista do Foo apareceu e disse “esse é p*** do meu irmão!”
 .
A banda seguiu destilando pedrada atrás de pedrada, fazendo o público ir ao delírio a cada música. Com apresentação inédita em BH, Dave fez questão de questionar quem já tinha assistido ao show e fez questão de salientar: “Temos que voltar aqui”.
 .
Após clássicos e músicas de peso, a banda deixou o melhor para o final e, sem muita conversa, avisou ao público: “não somos o tipo de banda que para de tocar e volta. Não fazemos isso! Tocamos tudo o que temos até a hora de parar”, cravou Dave.
 .
A banda então mandou uma versão enérgica de “Best of You” – um dos grandes hits radiofônicos do grupo, para encerrar com “Everlong”, considerada por muitos a melhor música da banda, acompanhado de um grande coro para encerrar com chave mais que de ouro um grande, grande show.

.

FONTE: Hoje Em Dia.


Show da banda Kiss é confirmado em Belo Horizonte, diz produtora

A turnê mundial celebra os 40 anos da banda norte-americana. 
Apresentação está prevista para abril na Arena Independência.

 

Obaixista Gene Simmons ao lado do guitarrista Tommy Thayer e do vocalista Paul Stanley, durante show do Kiss em 13 de junho de 2013, em Berlim  (Foto: AP Photo/dpa,Britta Pedersen, File)O baixista Gene Simmons ao lado do guitarrista Tommy Thayer e do vocalista Paul Stanley, durante show do Kiss em 13 de junho de 2013, em Berlim 

O Kiss vai passar por Belo Horizonte em 2015. A confirmação é da produtora Nó de Rosa que divulgou a informação em seu site. A turnê faz parte das comemorações dos 40 anos da banda norte-americana.

O show está marcado para às 19h do dia 23 de abril na Arena Independência, no bairro Horto, na Região Leste de Belo Horizonte. Segundo a produtora, os ingressos estarão disponíveis a partir do dia 5 de janeiro.

Ainda não há informações sobre postos de venda.

A banda é famosa por músicas que se tornaram verdadeiros hinos do rock n’roll como “Rock And Roll All Nite”, “Do You Love Me” e “Detroit Rock City”.

FONTE: G1.


Natura Musical leva shows a três praças de BH: confira a programação

Ney Matogrosso, Elba Ramalho, Arnaldo Antunes e Karina Buhr falam da preparação antes de subir ao palco na capital mineira; organização estima público de 50 mil pessoas

Última atração confirmada para o Natura Musical, Arnaldo Antunes, em show com a participação de Marisa Monte neste domingo, 14, na Praça da Estação, só veio referendar o tom da quarta edição do evento. São muitos os encontros que vão ocorrer nas três praças do festival. A expectativa é que 50 mil pessoas assistam aos shows, que começam de manhã, em programação dedicada às crianças na Praça da Liberdade e tem sequência nas praças da Estação e JK.

Natura 1
”O que mais gosto em fazer shows assim é ver a reação do público, coisa que não ocorre no teatro”
Começando pelo fim, Arnaldo Antunes comenta que não se lembra da última vez que esteve com Marisa Monte em show. Mas nunca se esquece da primeira, quando eles não se conheciam pessoalmente. No fim dos anos 1980, o então vocalista dos Titãs foi ao Aeroanta, casa noturna que fez época em São Paulo, para ver de perto a cantora de quem todos falavam.
.
Marisa fazia temporada de seu primeiro show. No repertório, ‘Comida’, dos Titãs. “Ela me chamou para o palco e cantamos juntos”, lembra Arnaldo.A partir desse primeiro encontro, sucederam-se vários outros, tanto em estúdio quanto em palco. No domingo, dois dos três integrantes do projeto Tribalistas devem interpretar juntos cinco canções. ‘Já sei namorar’ e ‘Passe em casa’, que gravaram com Carlinhos Brown no dito projeto, além de ‘Ainda bem’ (será a primeira vez que vão cantá-la juntos), ‘Dizem’ e ‘Sem você’. Como ela mora no Rio e ele em São Paulo, o único ensaio será neste sábado, já em BH.
.
A banda que vem acompanhá-los é formada por Curumin na bateria, Betão Aguiar no baixo, Chico Salém no violão e guitarra, Danilo Morais na guitarra e André Lima nos teclados.Alguns músicos da banda de Arnaldo vão fazer outros shows. Curumin comemora amanhã, em festa na Spasso Escola de Circo, os cinco anos da Vinyl Land Records, selo mineiro dedicado à bolacha. Além dele, o evento vai contar com discotecagem de vários DJs, incluindo os integrantes do coletivo Vinil é Arte, que participa do Natura tocando nos intervalos dos shows principais. Outro músico que se desdobra no fim de semana é o mineiro André Lima. O tecladista, antes de tocar com Arnaldo, apresenta-se com Karina Buhr no palco da Praça JK.
Natura 3
Elba Ramalho faz show na Praça da Estação com participação de Mariana Aydar
Este, por sinal, será o único desencontro de artistas do festival. Karina vem a BH apresentar o show Secos e Molhados.
.
No repertório estão canções do antológico álbum lançado em 1973 – ‘O vira’, ‘Sangue latino’, ‘Amor’, ‘Fala’ e tantas outras. A cantora baiana está fazendo esse show desde o ano passado, quando houve um projeto em São Paulo em que artistas releram álbuns importantes que estavam completando quatro décadas em 2013.
.
Deu tão certo que hoje em dia tem feito mais este do que seu próprio show.Perto do público Karina só lamentou que sua apresentação seja em palco diferente de Ney Matogrosso – ela na JK, ele na Estação. Por isso, o cantor não poderá vê-la interpretar, de maneira bem pessoal, as canções que o lançaram. “Ele ainda não viu o show, queria muito que visse. Só espero que quando o Ney for, me avise só depois”, comenta ela, para evitar qualquer nervosismo anterior. Com dois álbuns lançados, Karina está começado a pensar no terceiro.
.
“As ideias estão guardadas esperando para que lado ir. Já tenho algumas coisas, outras só virão durante o processo mesmo. Preciso botar a mão na massa, pois quero lançar o disco no primeiro semestre do ano que vem.”

Já o encontro de Ney não será com um convidado, mas com seu público. O cantor apresentou em teatro seu mais recente show, Atento aos sinais, por duas ocasiões em BH. Agora, com a praça cheia, o sentimento será outro. “O que mais gosto ao fazer shows assim é ver a reação do público, coisa que não ocorre em teatro. A praça permite que as pessoas dancem, por exemplo”, conta Ney, que a despeito da mudança de espaço, não vai mudar absolutamente nada do que é visto em um espaço fechado.

E é um trabalho e tanto para que o show chegue na praça. Atento aos sinais não tem cenário – o único objeto em cena é uma cadeira espelhada. Toda a parte cenográfica é feita com a iluminação, assinada pelo próprio Ney. “É a maior iluminação que já fiz. E isso me causa alguns problemas. Como o equipamento é muito pesado, passamos a usar dois caminhões (para o transporte). Quando colocamos tudo num só, fomos multados por excesso de peso.” Show de seu álbum mais recente, ele traz no repertório canções de Arnaldo Antunes e Lenine, Paulinho da Viola, Pedro Luís, Criolo e Itamar Assumpção. Com o DVD já gravado, Ney deve lançá-lo em outubro.

Natura 4
Karina Buhr apresenta releitura do Secos & Molhados e lamenta não estar no mesmo palco de Ney

Chips trocadosOutros encontros que marcarão o domingo são de Fernanda Takai e Samuel Rosa (ele gravou com ela ‘Pra curar essa dor’, versão de Heal the pain, de George Michael); Nação Zumbi com BNegão; Felipe Cordeiro com Luê e Dona Jandira; Siba com Chico Lobo; Marcella Bellas e Juliana Sinumbu e Elba Ramalho e Mariana Aydar. As duas últimas se encontraram tantas vezes no palco que Elba já perdeu a conta. “Não foi uma nem duas vezes, acho que desde que ela começou a cantar. A Mariana tem casa em Trancoso, eu também, então sempre nos encontramos no verão. Como temos intimidade, quando chegar a hora a gente idealiza o que vai cantar”, diz Elba.

A cantora não para, traz na manga diferentes formatos de show. Além do seu próprio, que pode vir com formação de quatro até 12 músicos, ela faz apresentações com Geraldo Azevedo e com o projeto Cordas, Gonzaga e afins, em que relê a obra de Gonzagão ao lado do armorial SaGRAMA, das cordas do Encore, do baterista Tostão Queiroga e dos sanfoneiros Beto Hortis e Marcelo Caldi. “Tenho que trocar chip para tudo”, brinca a cantora, que também está envolvida com as gravações de seu próximo álbum. Os produtores serão Yuri Queiroga (sobrinho de Lula) e Luã, o primogênito de 26 anos, que se formou recentemente em música na prestigiosa Berklee.
Natura 2

Marisa Monte e Arnaldo Antunes selam reencontro ao fim do festival, na Praça da Estação

“É sempre um aprendizado, tanto para mim quanto para ele. Música é experiência, você até corre o risco de errar. Sou muito moderna, mas quando você é cantora, colocam rótulos que limitam. Mas esse disco vai trazer uma variedade de compositores e sonoridades ousadas”, adianta Elba, que está gravando canções de Chico Science, Zeca Pagodinho, Lenine, Arlindo Cruz, Siba. Há ainda duas inéditas de Dominguinhos.

NATURA MUSICAL
Domingo, 14 de setembro, a partir das 10h. Praças da Estação, Liberdade e JK, com entrada franca. Para as apresentações nas praças da Estação e JK é necessário ingresso, para a da Liberdade a entrada é livre. Informações: naturamusical.com.br/festival.

• Programa de domingo

» Praça da Estação
• 14h – Marcela Bellas convida Juliana Sinimbu
• 15h – 5 a Seco
• 16h30 – Fernanda Takai convida Samuel Rosa
• 18h – Elba Ramalho convida Mariana Aydar
• 19h30 – Ney Matogrosso
• 21h15 –Arnaldo Antunes convida Marisa Monte
Nos intervalos, Vinil é Arte

» Praça da Liberdade
• 10h – Érika Machado
• 11h15 – Giramundo/Oficina de percussão e atividades lúdicas
• 14h30 – Disco Baby com Anderson e Yan Noise e Daniel Cozta
• 16h30 – Pequeno Cidadão

» Praça JK
• 15h – Siba com Chico Lobo
• 16h30 – Felipe Cordeiro com Luê e Dona Jandira
• 18h – Karina Buhr canta Secos e Molhados
• 19h30 – Nação Zumbi com BNegão
Nos intervalos, Vinil é Arte

 

FONTE: Estado de Minas.

 


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 05/07/2014, 08:00.

Brasil vence por 2 x 1 e encara a Alemanha dia 08 em Belo Horizonte. Mas perde duas peças importantes, Neymar (machucado) e Tiago Silva (amarelado). VEJA TODOS OS DETALHES AQUI!

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 04/07/2014, 05:10.

 

Eventos canceladosPBH decreta luto oficial de três dias na capital e suspende as festas marcadas para hoje durante o jogo do Brasil pela Copa do Mundo, entre elas a Fan Fest e o Savassi Cultural

VEJA MAIS SOBRE A TRAGÉDIA AQUI!

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 03/07/2014, 05:00.

FUNCIONAMENTO DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA E FÓRUNS:

Copa do Mundo: funcionamento do TJMG (04/07)

Suspensão de Expediente

No dia 04 de julho de 2014, data do jogo da seleção brasileira de futebol, decorrente de sua classificação para a etapa subsequente na Copa do Mundo Fifa 2014, o horário de funcionamento da Secretaria do Tribunal de Justiça e dos órgãos auxiliares da Justiça de primeiro grau será das 8 às 12h30.
O atendimento obrigatório dos serviços notariais e de registro será realizado das 9 às 12h30, podendo ser realizado, facultativamente, das 8 às 9 horas e das 12h30 às 13 horas.
Ficam prorrogados para o primeiro dia útil subsequente os prazos que vencerem nesses dias.
O funcionamento no dia 04 de julho seguirá o regulamentado na Portaria-Conjunta 349/2014, disponibilizada no DJe de 30/04.

BANCOS

Durante os jogos da Seleção, os bancos devem abrir ao público das 8h30 às 12h30.

Nos demais jogos, com seleções de outros países, o funcionamento das agências bancárias será normal

COMÉRCIO

Lojas funcionam de 8h às 15h30.

SHOPPINGS

As lojas fecharão um hora e meia antes (até 15:30) e algumas não voltam a abrir. Mas outras reabrem uma hora após o término do jogo.

Viashopping: lojas, praça de alimentação e Viabrasil, de 10:00 às 15:30.

Diamond Mall: lojas, de 10:00 às 15:30. Praça de alimentação e Verdemar, de 10:00 às 15:30, e reabertura uma hora após o término do jogo.

Estação: lojas, de 10:00 às 15:30. Praça de alimentação: 10:00 às 15:30, e reabertura uma hora após o término do jogo.

Minas Shopping: lojas e praça de alimentação: de 10:00 às 15:30.

FIFA FAN FEST

O Fifa Fan Fest reúne música e futebol no Expominas, na Região Oeste de Belo Horizonte. São 16 grandes eventos, com shows de estrelas da música brasileira e transmissões de jogos da Copa do Mundo de 2014 em telões de alta definição. No dia 4 de julho, apresentam-se 14 Bis, Thiaguinho e Na Cadência do Samba. A entrada é gratuita.

 

Torcida brasileira faz a festa em Belo Horizonte após sufoco nos pênaltis

Brasil eliminou o Chile, no Mineirão, e segue na Copa. 


Torcedores tomaram as ruas logo cedo; festa continua após partida. 

 

Quartas

Quartas-2

Torcedora comemora classificação do Brasil na saída do Mineirão (Foto: Mateus Baranowski / G1)Torcedora comemora classificação do Brasil na saída do Mineirão (Foto: Mateus Baranowski / G1)

Os torcedores brasileiros ficaram em clima de festa neste sábado (28) em Belo Horizonte, onde lotaram o Estádio Governador Magalhões Pinto, o Mineirão, e diversos pontos da capital mineira. O Brasil eliminou o Chile nas cobranças de pênalti, por 3 a 2, após empate por 1 a 1 até o fim da prorrogação. A vitória brasileira veio no sufoco e garantiu a alegria da torcida, que levantou cedo à espera da classificação. A comemoração segue na cidade. Após o jogo, a Polícia Militar informou que mais de 20 mil pessoas estavam na Savassi, uma das regiões mais tradicionais da cidade.

Desde às 6h30, torcedores mostravam animação no entorno do estádio. Às 10h, os portões do “Gigante da Pampulha”, foram abertos e um “mar” de torcedores vestidos com as cores do Brasil entrou do estádio. Uma hora antes de a bola rolar, as arquibancadas já estavam lotadas.

Antes, na porta do Mineirão, torcedores adiantaram um dos momentos de maior emoção da partida. Uma multidão entoou o hino brasileiro, em ritmo de samba (veja o vídeo abaixo). A vibração e a criatividade foram marcantes.

Mais de 57 mil pessoas compareceram ao Mineirão. De acordo com a PM, às 15h20, cerca de 14 mil pessoas já estavam reunidas na Savassi. Além de telão, vários bares exibiram os jogos, reunindo grande público. Outro ponto de grande concentração é a Fifa Fun Fest, no Expominas, que teve lotação máxima.

Por causa do jogo, houve congestionamento no entorno do “Gigante da Pampulha”, onde um esquema especial de trânsito foi montado, restringindo carros e privilegiando o acesso do torcedor. A chegada e saída dos torcedores transcorreu com tranquilidade.

Mesmo cercada de brasileiros, a torcida chilena mostrou confiança no início da partida. “Vai ser com emoção. 0 a 0 e decisão nos pênaltis, 5 a 4. Seleção chilena vai fazer história. O Brasil lembra de 1950 e agora vai lembrar de 2014. Vai ter Mineirazo”, palpitou Cristian Marcelo, 35 anos, antes da derrota do Chile.

Torcedores aproveitam a fama de “pé frio” de Mick Jagger, e fizeram figurinhas gigantes do líder do Rolling Stone com camisa do Chile. A rivalidade também foi expressa em um duelo de torcidas, antes de Brasil e Chile (veja o vídeo ao lado).

No início da tarde, houve um protesto na Praça Sete, no Centro de Belo Horizonte. Um grupo de cerca de 150 pessoas se reuniu no local, fechando os cruzamentos das avenidas Afonso Pena e Amazonas. Policiais militares e o Batalhão de Choque fizeram um cerco, e os ativistas jogaram bola. Fotos homenagearam operários mortos durante a preparação para a Copa no Brasil. Em menos de duas horas, o ato se dipersou. De acordo com  a PM e com a Polícia Civil, não houve registro de ocorrências durante o protesto.

Agora todas as partidas da Copa do Mundo são decisivas, e, ao fim de cada jogo, só um time vai seguir no mundial. Brasil e Chile fizeram o primeiro confronto das oitavas de final.

Estrangeiros e outros detidos
Um americano, um peruano e um equatoriano foram presos, na tarde deste sábado (28), na capital mineira. De acordo com a Polícia Militar (PM), os estrangeiros foram detidos em pontos distintos da cidade, por diferentes motivos.

Segundo a corporação, o peruano foi preso no bairro São Luiz, na Região da Pampulha, suspeito de roubar uma carteira. De acordo com a PM, no mesmo bairro, o equatoriano foi flagrado com três celulares que teriam sido furtados. Já o americano portava uma porção de maconha, no bairro Gameleira, na Região Oeste da capital.

De acordo a Polícia Militar (PM), incluindo os três estrangeiros, 15 pessoas foram detidas até o início da noite em ocorrências diversas. A Polícia Civil também divulgou balanço. Delegacias especializadas em atender fatos diversos ligados à Copa do Mundo registraram 45 ocorrências, até as 19h, sendo a maioria por furto de ingressos, além de extravios ou furto de objetos pessoais e um caso de agressão. Ainda segundo a corporação, quatro vítimas eram estrangeiras, sendo três chilenos e um portoriquenho.

Uma operação para combater a ação de cambistas resultou na condução de cinco brasileiros, dois venezuelanos, um inglês e um chileno à delegacia. Ainda de acordo com a Polícia Civil, apenas o brasileiro teve sua prisão em flagrante ratificada, por tentar subornar um dos policiais. Os demais foram liberados, mas tiveram Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCOs) registrados.

FONTE: G1.

 



%d blogueiros gostam disto: